Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

Melhor Teatro Artur Azevedo

Melhor Teatro Artur Azevedo
Autor - Artur Azevedo
Seleção e Prefácio - Barbara Heliodora


Nº de Páginas: 368
 

A dezena de textos ainda vivos de Artur Azevedo, de uma produção copiosa, não desenha a imagem completa do grande homem de teatro. Temos, na posteridade, o vezo de julgar um nome somente pela permanência da obra literária.
No teatro, fazem-se as contas das peças ainda representáveis, e surge o veredito rude, se poucas parecem resistir à prova do palco. Artur Azevedo, ressumado o seu pródigo labor que, entre comédias, revistas, burletas, vaudeviles, traduções e adaptações, alcança cerca de duzentos títulos, seria prejudicado por essa visão parcial.
No próprio campo da dramaturgia, espanta essa atividade infatigável em apenas 53 anos de existência, que contrastam com a fama de boemia e com os textos literários, à volta de novecentos. Gorda e bonacheirona figura, símbolo do patriarca num Rio que já exigia pesados sacrifícios a seus habitantes, Artur Azevedo não se reduz à faceta de autor. No quadro de seu tempo, enriqueceu a extraordinária personalidade como um dos maiores batalhadores do nosso teatro.
Não abdicamos, no caso, de um critério puramente artístico. Um homem como ele não escreveu apenas peças e se, na literatura, cultivou ainda o conto e a poesia humorística, além de ter sido crítico, definiu-se, sobretudo, como admirável animador do movimento cênico.

UM LANÇAMENTO

tags: ,
publicado por o editor às 10:35
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds