Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

John Updike


O AUTOR
John Updike um homem que escreveu Brazil!
 

Filho de um professor de matemática e neto de um pastor presbiteriano, ainda criança desenvolveu a psoríase, uma doença que provoca a descamação da pele. Em seu livro de memórias "Consciência à flor da pele", o autor justificou a escolha de sua profissão devido à doença. Updike estudou em Oxford, na Inglaterra, antes de se formar em Harward. Seus trabalhos começaram a ser publicados em 1954 na revista "The New Yorker".

Sua obra mais conhecida é a tetralogia Coelho ("Rabbit"), formada pelos romances "Coelho Corre", "Coelho em Crise", "Coelho Cresce" e "Coelho Cai". Escreveu também uma trilogia, o caso de Beck, que conta a história fictícia de um escritor de Nova York prestigiado pelo público e repudiado pelos críticos.

Updike procurou refletir em suas obras os pontos obscuros do comportamento humano e da sociedade moderna. Em 1984 escreveu "As Bruxas de Eastwick", que fez um grande sucesso no cinema três anos depois.

No romance "Brazil", lançado em 1994, o autor recriou o clássico "Tristão e Isolda", adaptando-o ao cenário brasileiro; e em "Gertrudes e Cláudio"(2000), baseou-se na tragédia "Hamlet".

Outras obras de Updike que merecem ser citadas são: "Pai-nosso computador"; "Sobre a fazenda"; "Bech no beco: quase um romance"; "O coelho se cala e outras histórias"; "Casais trocados" e "O golpe".

SUAS OBRAS

Rabbit

* (1960) Rabbit, Run
* (1971) Rabbit Redux
* (1981) Rabbit Is Rich
* (1990) Rabbit At Rest
* (2001) Rabbit Remembered

Bech

* (1970) Bech, a Book
* (1982) Bech Is Back
* (1998) Bech at Bay

Buchanan

* (1974) Buchanan Dying (a play)
* (1992) Memories of the Ford Administration (a novel)

Eastwick

* (1984) The Witches of Eastwick
* (2008) The Widows of Eastwick

Romances e novelas

* (1959) The Poorhouse Fair
* (1963) The Centaur
* (1965) Of the Farm
* (1968) Couples
* (1975) A Month of Sundays
* (1977) Marry Me
* (1978) The Coup
* (1986) Roger's Version
* (1988) S.
* (1994) Brazil
* (1996) In the Beauty of the Lilies
* (1997) Toward the End of Time
* (2000) Gertrude and Claudius
* (2002) Seek My Face
* (2004) Villages
* (2006) Terrorist



Contos

* (1959) The Same Door
* (1961) A & P
* (1962) Pigeon Feathers
* (1964) Olinger Stories (a selection)
* (1966) The Music School
* (1972) Museums And Women
* (1979) Problems
* (1979) Too Far To Go (related short stories about a single family)
* (1987) Trust Me
* (1994) The Afterlife
* (2000) The Best American Short Stories of the Century (editor)
* (2001) Licks of Love
* (2003) The Early Stories: 1953-1975
* (2009) My Father's Tears and Other Stories

Poesia

* (1957) Ex-Basketball Player
* (1958) The Carpentered Hen
* (1963) Telephone Poles
* (1969) Midpoint
* (1969) Dance of the Solids
* (1977) Tossing and Turning
* (1985) Facing Nature
* (1993) Collected Poems 1953-1993
* (2001) Americana: and Other Poems

Não Ficção, ensaios e crítica

* (1965) Assorted Prose
* (1975) Picked-Up Pieces
* (1983) Hugging The Shore
* (1989) Self-Consciousness: Memoirs
* (1989) Just Looking
* (1991) Odd Jobs
* (1996) Golf Dreams: Writings on Golf
* (1999) More Matter
* (2005) Still Looking: Essays on American Art
* (2007) Due Considerations: Essays and Criticism


 





O LIVRO
CIDADEZINHAS

Páginas - 368

Em Cidadezinhas, John Updike retoma alguns de seus temas prediletos: a vida nos subúrbios de classe média branca do nordeste americano; a história recente dos Estados Unidos, passando do otimismo ilimitado do pós-guerra para o questionamento generalizado dos valores tradicionais do país e das instituições nacionais; e, acima de tudo, a educação sentimental de um homem que é típico representante da geração, da etnia e da classe às quais o próprio autor pertence.

As marcas registradas de Updike estão em evidência neste romance: os personagens ao mesmo tempo inteiramente verossímeis como pessoas e representantes paradigmáticos de tipos humanos; o entrelaçamento de uma trajetória individual com a história de seu país; a combinação de observação fina, humor sutil e erotismo intenso e, principalmente, a prosa refinada e impecável de um dos principais ficcionistas vivos da literatura de língua inglesa. Como observou Fay Weldon no Washington Post, "nenhum outro romancista cria universos alternativos com uma graça tão delicada, recriando os cheiros e texturas de outros lugares, outras pessoas, outras épocas, traçando a lembrança do desejo sexual com um prazer tão melancólico, conferindo importância ao que é cotidiano e comum".


UM LANÇAMENTO
Justificar




 

publicado por o editor às 12:59
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds