Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Duas Perspectivas Sobre a Iluminação



Duas Perspectivas Sobre a Iluminação
Eckart Tolle e Sri Aurobindo
de A.S.Dalal


162 páginas

Muçulmano de origem, o Dr. Dalal nasceu na Tanzânia, migrou para o Ashram de Sri Aurobindo durante sete anos, depois trabalhou nos EUA como psicólogo por mais de duas décadas, antes de retornar para a comunidade na qual ele vive no momento. Ele compilou dez livros baseados no trabalho de Sri Aurobindo e da Mãe e escreveu dois livros em que integra os pensamentos psicológicos de Sri Aurobindo com a psicologia moderna. Vários de seus livros, publicados na Índia e no exterior, têm sido traduzidos para o francês, italiano, alemão, russo, espanhol, português, lituano, coreano e diversos idiomas indianos.

CONTEÚDO:
1- Entrei Ocasionalmente em Contato com o Trabalho de Eckheart
2- Entrevista com Eckheart
3- Perguntas e Respostas no Instituto Esalen
4- Ensinamentos de Sri Aurobindo sobre a Consciência Testemunhal
5- Os Ensinamentos de Eckheart Tolle e Sri Aurobindo – Algumas Comparações
6- Posfácio: Insights Emergentes



UM LANÇAMENTO







 

publicado por o editor às 15:22
link do post | comentar | favorito

Sou dona da minha alma O segredo de Virginia Woolf


Sou dona da minha alma

O segredo de Virginia Woolf


de Nadia Fusini


418 páginas


Virginia Woolf: da aventura da alma à essência da tragédia Sou Dona da Minha Alma, da famosa anglicista Nadia Fusini, não é apenas a biografia de Virginia Woolf, mas um erudito e envolvente relato que, como ressarcimento à inexistente autobiografia da autora, apresenta a invenção da escrita da vida como uma aventura da alma. A autora dá vida ao diário de Virginia Woolf, aos seus romances, às cartas e aos fragmentos de memórias, recriando, assim, todo o mundo ao redor dela: da Kensington natal, vitoriana e burguesa à vida nova no bairro boêmio de Bloomsbury; da batalha feminista ao pacifismo às posições revolucionárias sobre a literatura, a arte, a ética. Virginia Woolf foi uma mulher inconstante ao máximo: depressiva, apaixonada pela existência.

Na busca eterna pelo conhecimento ativo da alma, utilizou a literatura como uma forma de catarse. A fim de se autoconhecer e decifrar, criou os personagens como seus duplos, seus sósias. No final, não aguentou a pressão de ser ela mesma, de viver como vivia, teve um colapso nervoso, encheu os bolsos de pedra e entrou num rio perto de sua casa. Há um drama psicológico, uma angústia de viver, e Fusini mostra que a autora não cabe em seu próprio corpo: Woolf transborda, as palavras nascem machucadas, cheias de dor e verdade. Exatamente por esses motivos, uma das mais importantes características da literatura de Virginia Woolf é o fluxo de consciência – os monólogos internos dos personagens, quebrando o espaço-tempo, brincando com passado e presente, como se tudo fosse colocado no papel sem travas e limites. São descarregos da alma, vômitos da consciência, e, por isso, profundos, verdadeiros, viscerais e sem cortes.

Nadia Fusini apresenta um texto muito parecido com o de Woolf: difícil, mas profundo. Uma leitura inteligente. Impossível apenas correr os olhos, é preciso mergulhar

um lançamento







publicado por o editor às 15:21
link do post | comentar | favorito

A MÃE POSSÍVEL




A MÃE POSSÍVEL

de Carminha Levy e

Laura Bacellar




N° de páginas: 184


Esse livro nasceu para aplacar a culpa que as mães sentem por não serem perfeitas. Elas anseiam por uma carreira e o respeito que uma profissão bem exercida traz, mas ao mesmo tempo buscam aquela conexão ancestral, pele com pele, com seus filhos. E em todos os momentos sentem-se julgadas, di­vididas, incapazes de corresponder ao que o mundo espera delas como mães. Seu sentimento de culpa é avassalador.

Em A Mãe Possível, as mulheres encontram um caminho completamente diferente, que usa as forças instintuais, inconscientes, dos símbolos e da conexão com o sagrado para re­solver os problemas cotidianos.

Esta é uma obra de neo-xamanismo, que ensina práti­cas ancestrais adaptadas para as cidades. Problemas como dificuldade de dar limites aos filhos, de ser pai e mãe ao mes­mo tempo, de educar sem sufocar, de fazer parceria com o cônjuge para cuidar das crianças são abordados – e resolvidos – de uma nova forma, não mental, com o coração.

Todas as práticas aqui ensinadas fazem brotar alegria e leveza no exercício de ser mães possíveis e não idealizadas.

Sobre as Autoras

Carminha Levy é psicóloga transpessoal, psicodramatista, terapeuta corporal, arte terapeuta e mestra xamã desde 1981. É introdutora do neo-xamanismo no Brasil e criadora do xa­manismo matricial, uma vertente das práticas xamânicas que restaura o poder do feminino. Fundou em 1990 a Paz Geia Instituto de Pesquisas Xamânicas, a primeira escola de xa­manismo brasileira.

Laura Bacellar é escritora e editora de livros, sendo prati­cante de xamanismo desde 1998. É autora de variadas obras, desde infantis até adultas, inclusive Escreva seu livro, dirigida a autores iniciantes, e Mãe d’água, uma história juvenil escrita com o índio Tkainã sobre a cultura dos cariris, dando ênfase às suas tradições xamânicas.

um Lançamento

publicado por o editor às 15:20
link do post | comentar | favorito

Aberto credenciamento de imprensa para o Rio Info 2010

Já está aberto o credenciamento para jornalistas interessados em
cobrir o Rio Info 2010 - 8º Encontro Nacional de Tecnologia e
Negócios. Os profissionais deverão enviar e-mail com nome,
função, nome do veículo, telefone e e-mail de contato para
iaa@iaacomunicacao.com.br e/ou raquel@iaacomunicacao.com.br.
O evento acontece de 31 de agosto a 02 de setembro no Hotel
Windsor, que fica na Avenida Sernambetiba, 2630, Barra da Tijuca.

O Rio Info 2010 reunirá no Rio de Janeiro empresas nacionais e
internacionais. No centro dos debates estarão questões como
“integração e convergência”. Em sua oitava edição consecutiva, o
Rio Info é o principal evento fluminense no setor e um dos mais
importantes em todo o Brasil.

O evento contará com rodadas nacionais e internacionais de
negócios, palestras, oficinas, entrega de prêmios às empresas de
TI e diferentes seminários, como o de Interatividade Digital e o de
Software Livre. Outro destaque é a segunda edição do Salão da
Inovação, onde propostas e projetos de software e serviços
inovadores de TI serão apresentados, discutidos e avaliados por
uma comissão de especialistas, empresários e eventuais
investidores.

A programação completa pode ser acessada em
www.rioinfo.com.br.

Serviço:
Rio Info 2010
Tema: Integrando Mídias, Coisas, Pessoas e Serviços
Quando: de 31 de agosto a 02 de setembro
Local: Hotel Windsor, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Informações e inscrições: www.rioinfo.com.br | (21) 3974-5015

 

tags:
publicado por o editor às 15:19
link do post | comentar | favorito

LANÇAMENTO EM AGOSTO DE 2010


 

Diante da campanha eleitoral à Presidência da República, que deverá projetar a sustentabilidade no centro da agenda política, a Editora 34 lança, em agosto próximo, o livro O que os economistas pensam sobre sustentabilidade, organizado pelo jornalista Ricardo Arnt. Trata-se de uma reunião de alentadas entrevistas com quinze dos principais economistas brasileiros, sobre temas como a economia de baixo carbono, a agenda climática e a crise ambiental planetária do século XXI.

 

Antonio Delfim Netto, André Lara Resende, Edmar Bacha, Eduardo Giannetti, Luciano Coutinho, Gustavo Franco, José Roberto Mendonça de Barros, José Eli da Veiga, Luiz Gonzaga Belluzzo, Maílson da Nóbrega, Aloizio Mercadante, Sérgio Besserman Vianna, Pérsio Arida, Luiz Carlos Bresser-Pereira e Ricardo Abramovay discutem a emergência das teses de sustentabilidade e seu discurso transformador, porém frequentemente vago, genérico e sujeito a variadas interpretações e apropriações.

 

Fundamentais para quem deseja compreender melhor a questão, as quinze entrevistas aqui reunidas mostram, por um lado, como os economistas do mainstream encaram as novas propostas, por que as aceitam ou refutam e o que consideram necessário, viável ou utópico. Por outro lado, economistas mais engajados com a agenda ambientalista apresentam suas críticas à teoria econômica.

 

Apesar das diferenças entre os entrevistados, todos concordam que para alcançar o “desenvolvimento sustentável” a qualidade do debate precisa evoluir. É necessário ampliar a discussão, superar impasses e construir consensos. O que os economistas pensam sobre sustentabilidade procura mostrar as motivações por trás das convicções, ultrapassando clichês como “desenvolvimento a qualquer preço”, “obstrução do progresso” e indicando os principais desafios da agenda econômica e política.

 

publicado por o editor às 15:18
link do post | comentar | favorito

3º FEIRA UNIVERSITÁRIA DO LIVRO DA UFMG



Clique para ampliar

 

publicado por o editor às 15:17
link do post | comentar | favorito

Editora UFMG ficou em 4º lugar


Uma pesquisa promovida pelo jornal Valor Econômico elege as melhores editoras do país e a Editora UFMG ficou em 4º lugar.
Clique para ampliar

 

publicado por o editor às 15:16
link do post | comentar | favorito

A SERPENTE NO JARDIM de Janet Gleeson



A SERPENTE NO JARDIM
de Janet Gleeson


Páginas:392


Concentrado em uma tela, o retratista Joshua Pope é surpreendido no meio da noite por uma mulher misteriosa que entra furtivamente em seu estúdio. Encapuzada e pouco disposta a se identificar, ela mostra ao pintor um colar de esmeraldas em forma de serpente que o faz tremer. A joia traz lembranças de um episódio, ocorrido há mais de 20 anos, que ele preferia ter esquecido por completo. É justamente sobre esses acontecimentos que a visitante quer conversar. Ela pretende pagar com o exótico colar qualquer informação que ele possa lhe dar. Sem aceitar o objeto, ele propõe à mulher outra forma de pagamento: se ele escrever tudo o que lembra, ela concordará em dizer quem é e o motivo do pedido. São as memórias de Joshua Pope que a escritora do Sri Lanka, radicada na Inglaterra, apresenta no thriller histórico A serpente no jardim.

Vinte anos antes, meses após perder a mulher e o filho em um acidente no Tâmisa, Joshua Pope foi contratado para pintar o retrato do casal de noivos Herbert Bentnick e Sabine Mercier. No verão de 1766, Pope partiu para a ampla propriedade de Bentnick, nos arredores de Londres. Nem bem a pintura foi iniciada, a morte de um homem desconhecido abalou a tranquilidade do lugar. Para aumentar a tensão, o colar mais estimado de Sabine desaparece logo depois dela tê-lo confiado ao retratista. Pope é acusado de ladrão por Bentnick. Só lhe resta uma alternativa: investigar o que realmente aconteceu para provar sua inocência.

Quanto mais informações reúne, mais a história complica-se. Pope descobre que um processo judicial está ligado ao colar. Sabine era casada com Charles Mercier e morava em Barbados, no Caribe, quando ganhou a joia. Após a morte do marido, ela toma conhecimento de que ele deixara a joia para uma filha que teve muitos anos antes. Revoltada, Sabine decide ignorar o testamento. A moça injustiçada contrata então advogados para ter não só o colar, mas a herança deixada pelo pai. Nesse meio-tempo, Jane e Herbert Bentnick viajam a Barbados e conhecem Sabine, renomada produtora de abacaxis. Durante a viagem, Jane adoece e morre. Sabine consola Bentnick. Quando decide retornar à Inglaterra, ele pede Sabine em casamento.

Na Inglaterra, Sabine deixa de lado o processo movido pela filha bastarda do antigo marido e concentra-se nos preparativos do casamento. O assunto, porém, volta à tona da pior maneira quando um homem é encontrado morto na estufa de seus amados abacaxis. Por meio de sua investigação, Joshua Pope descobre que se trata de um dos advogados contratados pela moça para reaver o colar que agora se encontra desaparecido. O retratista descobre também que a joia guarda uma maldição. Está montado o cenário ideal para uma história de suspense de tirar o fôlego, um quadro mais rico em nuances do que qualquer outro jamais imaginado por Joshua Pope, mas cujo mistério ele terá que desvendar.


A AUTORA Janet Gleeson nasceu no Sri Lanka, onde seu pai era plantador de chá. Formou-se em história da arte e, em 1991, ingressou na Reed Books, onde foi responsável pela idealização e redação de Miller’s Antiques & Collectibles. Já trabalhou em casas de leilão famosas, como a Sotheby’s, onde era responsável pelo departamento de pintura impressionista, e a Bonham’s. Trabalhou também, ainda no setor de antigüidades, em diversas revistas britânicas, como a House & Garden e a The Antiques Collector. Atualmente, ela vive em Londres.

Dela, a Rocco já publicou O arcano, O inventor de papel e A caixa de granadilho, seu primeiro romance.

LANÇAMENTO DA

 

publicado por o editor às 15:15
link do post | comentar | favorito

Domínio Sombrio de Val McDermid



Domínio Sombrio
de Val McDermid


Número de Páginas: 364


Na época, parecia ser um mistério insolúvel: uma herdeira milionária e seu filho são sequestrados em Fife, Escócia, e, após uma operação de resgate malsucedida, a mulher morre e a criança desaparece sem deixar vestígios. Vinte e cinco anos mais tarde, uma jornalista, na Toscana, descobre uma possível pista, mas a investigadora Karen Pirie, especialista em casos arquivados, não alimenta muitas esperanças de solucionar aquele abominável enigma. Karen já está investigando outro caso ocorrido naquele mesmo ano: no auge da greve nas minas de carvão, Mick Prentice rompe com o sindicato para se unir aos fura-greves — que decidem fugir para o Sul — e nunca mais dá notícias. Mas novas evidências sugerem que o desaparecimento de Mick pode não ter uma explicação tão simples assim, e a investigadora se vê envolvida num nevoeiro sombrio de segredos, traições e assassinatos... Passado e presente se entrelaçam nesta obra de suspense psicológico, na qual se explora a interseção entre o desejo e a ganância.

A AUTORA
Val McDermid cresceu numa comunidade mineira da Escócia e lecionou Inglês em Oxford. Foi jornalista durante dezesseis anos e atualmente dedica-se exclusivamente à escrita. Vive em Manchester. Em 1995, Val McDermid recebeu o prémio Gold Dagger de melhor romance policial do ano. Ela também já foi premiada com o Los Angeles Time Book Prize, e classificada como Notable Book of the Year pelo New York Times. Val recebeu ainda os prémios Anthony, Macavity e Dilys de melhor livro e foi finalista do Edgar Award.






um lançamento





 

publicado por o editor às 15:15
link do post | comentar | favorito

AS PATRICINHAS de Zoey Dean



AS PATRICINHAS
de Zoey Dean

292 pág

Livro que deu origem à série Priviled

Megan Smith, recém-formada em Yale, tem grandes planos para sua carreira como jornalista, mas enormes dívidas: 75 mil dólares de empréstimos que precisou para pagar a faculdade. Ela aceita trabalhar num tabloide de quinta categoria, é demitida (não à toa, já que estava pouco se lixando em saber qual celebridade acabou de operar o nariz) e acaba recebendo uma proposta irrecusável.

As gêmeas idênticas Rose e Sage Baker têm dezessete anos e são as herdeiras mais badaladas de Palm Beach, conhecidas por terem rios de dinheiro e uma queda pelos flashes dos paparazzi. A avó das gêmeas se oferece para pagar as dívidas de Megan se ela aceitar ser professora particular das meninas e conseguir fazer que entrem numa boa universidade. Mas as gêmeas não estão dispostas a abrir espaço nas suas agendas de patricinha para aprender álgebra. Megan logo percebe que para conquistar suas alunas, vai ter que aprender a diferenciar Pucci de Prada. E se assumir um personagem, talvez, quem sabe, pode conseguir ensinar alguma coisa para as meninas. Mas o que Megan jamais poderia imaginar é o que ela própria ia aprender com aquela lição.



um lançamento





publicado por o editor às 15:14
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds