Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Em tempo - sabado passado foi o Dia Nacional do Livro

 

Dia Nacional do Livro: 29 de outubro

Você sabe por que comemoramos o dia Nacional do Livro no dia 29 de outubro? Por que foi nesse dia, em 1810, que a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, quando então foi fundada a Biblioteca Nacional e esta data escolhida para o DIA NACIONAL DO LIVRO.

Conta a lenda que o Brasil passou a editar livros a partir de 1808 quando D.João VI fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi "MARÍLIA DE DIRCEU", de Tomás Antônio Gonzaga.

 

Aqui foi minha visão pessoal para esse dia

publicado por o editor às 20:10
link do post | comentar | favorito

Sombras de um crime Título Original: Killing the shadows de Val McDermid

 






Sombras de um crime
Título Original: Killing the shadows

de Val McDermid

Tradutor: Bruna Hartstein



Páginas: 504

Formato: 16x23




O LIVRO
Um assassino está à solta. Sua presa: escritores de suspense. O pior: ele caça com uma sede de sangue que joga por terra todo o conhecimento convencional de como atuam os serial killers. Em Sombras de um crime, ela prova mais uma vez por que é uma das autoras de thrillers mais adora
das e respeitadas no mundo.


A CRITICA
“Sombras de um Crime é como a corrente perigosa de um rio caudaloso conduzindo em direção a um final estarrecedor.” - Independent



A AUTORA
Val McDermid cresceu numa comunidade mineira da Escócia e leccionou Inglês em Oxford. Foi jornalista durante dezasseis anos e actualmente dedica-se exclusivamente à escrita. Vive em Manchester. Em 1995 recebeu o prémio Gold Dagger para o melhor romance policial do ano com O Canto das Sereias (Gótica, 2002). Sentença de Morte (Gótica, 2001) foi galardoado com o Los Angeles Time Book Prize, classificado como Notable Book of the Year pelo New York Times, recebeu ainda os prémios Anthony, Macavity e Dilys para o melhor livro e foi finalista do Edgar Award. Também Killing the Shadows (Assassino de Sombras – Gótica 2006) foi eleito Notable Book of the Year pelo New York Times. Com a publicação de Compulsão, a Gótica continua a revelar uma das grandes escritoras da actual literatura policial.


A AUTORA POR ELA MESMA
Eu cresci em Kirkcaldy , na costa leste da Escócia, uma pequena cidade famosa por produzir linóleo e por ser o berço do economista Adam Smith. Foi no coração da bacia mineira Fife, e eu passei muito da minha infância com meus avós na aldeia mineira de Wemyss Oriente.

Para surpresa de todos, incluindo o meu, fui aceita Colégio St Hilda, em Oxford - aos 17 anos, uma das mais jovens alunaas de graduação que já tinha assumido, e a primeira de uma escola estadual da Escócia.

Eu sobrevivi o choque cultural de chegar em um lugar onde ninguém entendia uma palavra que eu dizia, e apreendeu com toda a experiência que poderia chegar em minhas mãos.

Eu sempre quis escrever, desde que me dei conta de que pessoas reais, realmente tinham produzido todos aqueles livros na biblioteca. Mas todo mundo me disse que era impossível fazer uma vida de escritora, que eu precisava ter um bom trabalho. Eu sabia que não era o tipo de pessoa que seria adequada para uma solução adequada, das 9às5 no trabalho com uma estrutura de carreira limpa e hierárquica, então eu me tornei uma jornalista.

Passei dois anos de estágio em Devon, ganhando um punhado de prêmios, incluindo Jornalista Estagiário do Ano, por 14 anos eu trabalhei em jornais nacionais em Glasgow e Manchester, acabando como chefe do escritório do Norte de um tablóide de domingo de circulação nacional - um título que soa muito maior do que a realidade, devo confessar.


Enquanto isso, eu estava tentando me tornar uma escritora. Eu escrevi minha primeira tentativa de um romance quando eu estava trabalhando em Devon. A melhor coisa que posso dizer sobre isso foi que eu realmente acaboi. Foi uma típica novela "21-year-old" - cheio de torturadas relações humanas, amor, ódio, tristeza, angústia, para não mencionar o significado da vida. Foi, naturalmente, rejeitada por todas editoras em Londres. Mas um amigo ator leu-o e acho que podia dar uma boa peça. Então eu transformei-o em um script que mostrou para o diretor da Companhia de Teatro de Plymouth. Decidiu que iria se encaixar perfeitamente em uma temporada que ele tinha planejado dedicada a peças novos de novos escritores. Então lá estava eu, aos 23 anos, uma dramaturga realizada. Não era o que eu pretendia, mas eu estava feliz com isso. Mais tarde, a peça foi adaptada
Like A Happy Ending , para rádio BBC. E eu, foi contratada para escrever outra peça, desta vez para uma empresa de turismo em Lincolnshire e Humberside.

Mas eu não tinha as habilidades práticas para garantir o êxito de escrever drama, e o agente que tinha então, não fez nada para me ajudar a adquiri-los. Na verdade, ele me demitiu porque eu não fiz-lhe dinheiro suficiente. (Quem ri por ultimo agora?) Então, decidi entregar minha mão para escrever um romance policial, porque eu sempre gostei de ler o gênero, e eu estava muito animada com a New Wave of American de escritoras de crime, o que me fez pensar se eu poderia escrever algo parecido com uma configuração do Reino Unido.

Comecei a escrever Report for Murder , em 1984, e foi publicada pela The Women's Press em 1987. O resto é história ... Por fim, desisti do trabalho do dia a dia em Abril de 1991, e eu fui fazer a minha vida escrevendo desde então. Eu fui do Manchester Evening News' crime reviewer por quatro anos, e eu ainda escrevi regularmente para vários jornais nacionais. Eu também escrevo jornalismo e transmissões ocasionais na BBC Radio 4 e Radio BBC Scotland.


Eu divido meu tempo entre South Manchester e Northumberland e têm um filho e três gatos.


Conheça melhor

 



um lançamento





publicado por o editor às 20:09
link do post | comentar | favorito

Lançamento - Conhecimento e inclusão social: 40 anos de pesquisa

 


Conhecimento e inclusão social: 40 anos de pesquisa em Educação
de Eliane Marta Teixeira Lopes, Marcelo Ricardo Pereira (org.)


Coleção: FAE
2011. 258 p.
Formato: 22,5 x 15,7

Uma das faces da pós-graduação   A pós-graduação em educação não pode, em hipótese alguma, colocar-se à margem do sistema educacional. O V Plano Nacional de Pós-Graduação, anuncia que "o sistema nacional de pós-graduação, enquanto eixo estratégico do desenvolvimento científico, cultural, tecnológico e social do país, deve procurar atender às necessidades nacionais e regionais e continuar contando com políticas públicas que o façam crescer com qualidade e relevância".

O LIVRO
O Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG, criado em 1971, busca contribuir para o desenvolvimento da educação brasileira, por meio do aprofundamento de estudos, da realização de pesquisas e da produção de teorias que concorram para o avanço do saber e do fazer educativos. Em sua trajetória, devido a sua efetiva produção acadêmica e às inovadoras propostas pedagógicas construídas, tornou-se oficialmente reconhecido como um Programa de excelência.

Este livro, em comemoração aos 40 anos dessa história, reúne textos seminais que, produzidos no âmbito da Pós--Graduação em Educação da UFMG, revelaram-se inspiradores dos antigos e dos novos caminhos trilhados nas pesquisas e nas práticas educacionais, realizadas em consonância com os desafios os impostos pelas transformações experimentadas pela sociedade brasileira.

LANÇAMENTO DA

publicado por o editor às 20:08
link do post | comentar | favorito

Lançamento - Um caso de verão Título Original: A summer affair de Elin Hilderbrand

 



Um caso de verão
Título Original: A summer affair
de Elin Hilderbrand

Tradutor: Maria Clara Mattos

Páginas: 392

Formato: 16x23



O LIVRO

Sheila Crispin Cook, mãe de quatro filhos e glassblower de renome nacional, morde mais do que ela pode mastigar quando concorda em co-presidir um enorme concerto beneficente em Nantucket. Sheila é convidado para dirigir o Nantucket Children Summer Gala , pelo menos em parte, porque foi antiga namorada na escola secundária da mundialmente famosa estrela do rock, Max West. Max concorda em participar e parece bom velejar por Sheila - até que ela se compromete a restaurar uma obra de vidro para o leilão...aí entra em cena o diretor da instituição de caridade, Lockhart Dixon.

Corações se partem e as emoções são esticadas ao ponto de ruptura neste olhar em profundidade na tentativa de uma mulher para lidar com amores passados ​​e presentes, criar uma família, administrar um negócio, e organizar de um evento de caridade nunca a ilha de Nantucket tivesse visto. Sheila descobre que fazer o bem e ser mau não são tão antagonicos - e que nada é tão simples como parece.
Personagens reais e falhos que lutam contra seus demônios interiores. Eles cometem erros e traições, e são verdadeiramente humanos. E, como na vida real, sofrem as consequências. Um caso de verão, romance de Elin Hilderbrand é sucesso de vendas em todo o mundo.

Claire Danner Crispin vive na pequena ilha de Nantucket e tem uma vida tranquila e perfeita: uma casa aconchegante, quatro filhos e um marido fiel e apaixonado. Sua única frustração é ter abandonado o trabalho de artista após sofrer um acidente quando estava grávida e quase perder seu caçula.

Tudo começa a mudar quando, por nunca saber dizer não às pessoas, ela aceita ser a produtora do evento mais importante da ilha: o baile de gala da Fundação Nantucket’s Children. Torna-se, então, íntima do diretor Lock Dixon, casado com sua amiga Daphne.






A AUTORA
Elin Hilderbrand vive em Nantucket com o marido e seus três filhos jovens. Ela cresceu em Collegeville, Pensilvânia, e viajou extensivamente antes de se estabelecer em Nantucket, que tem sido o cenário para seus cinco romances anteriores. Hilderbrand é um graduada na Universidade Johns Hopkins e da oficina de ficção pós-graduação da Universidade de Iowa.

Fale com ela :
http://twitter.com/#!/elinhilderbrand
http://www.facebook.com/ElinHilderbrand






Confira aqui o seu estilo






 

 

um lançamento





publicado por o editor às 20:06
link do post | comentar | favorito

Lançamento -O Livro dos Mortos do Rock

 


O Livro dos Mortos do Rock
Revelações sobre a vida e a morte de sete lendas do Rock'n'Roll
de David Comfort



O LIVRO

Elvis, Janis, Cobain, Hendrix, Morrison, Garcia, Lennon.
Um motorista de caminhão, uma garçonete pista de boliche, um zelador, um pára-quedista, um poeta sem-teto, um professor de guitarra hippie, um estudante de arte sem um tostão: todos tiveram origens humildes. Mas os sete estavam destinados a ser os pioneiros do rock and roll moderno. Ícones culturais. Apóstolos do Vaticano pop.

Muito tem sido escrito sobre os fundadores da música pop moderna, mas nenhum título explora seus mistérios. As suas viagensno escuro para finais trágicos.
O Livro Rock and Roll of the Dead é a destilação de cada biografia existente, tecendo diversos pontos de vista -, bem como a letra e a música das estrelas em si - em uma tapeçaria única e dramática. A riqueza de fatos geralmente desconhecidos e chocantes são revelados. Elvis cometeu suicídio. Ambos Hendrix e Kurt Cobain foram assassinados. Outras revelações são abundantes e conclusivamente documentadas embora os encobrimentos oficiais persistam.

O livro traça a traumas de infância a atração fatal de cada artista. A mãe de Lennon foi morta em um acidente de carro. Tanto a de Elvis e a mãe de Hendrix morreram de tanto beber. Garcia viu seu pai se afogar. Cobain insistiu que tinha "genes suicidas", devido ao número de parentes que tinham tirado suas próprias vidas. Aos quatro anos, Morrison testemunhou um massacre na estrada que mais tarde chamou de "maior evento na minha vida."

Assim como muitos artistas atuais, todos os sete eram obcecados com as estrelas que haviam se tornado. Mas, uma vez alcançado, o estrelato tornou-se uma gaiola dourada para cada um.

Quatro morreram na idade de 27, formando "Club 27". A maioria tinha premonições de um fim precoce. 'Eu vou ser morto em dois anos ", declarou Morrison com naturalidade aos 25. "Eu não tenho certeza de que vai viver a 28", disse Hendrix.

Destrutividade é o lado misterioso e escuro de muitos gênios criativos. Cada um dos sete tinha uma atração fatal. Todos tentaram ou ameaçaram suicidio. Todos ficaram viciados. A maioria morreu de abuso de drogas. Nem todos fatalmente baleado, mas a muito bem poderiam ter encontrado o mesmo fim.


O Livro dos Mortos do Rock é a primeira obra a comparar em profundidade as vidas conturbadas e as mortes trágicas dos sete maiores ícones do rock ‘n’ roll: Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morisson, Elvis Presley, John Lennon, Kurt Cobain e Jerry Garcia. O autor apresenta fatos reveladores e surpreendentes sob um ponto de vista inédito, analisando as ambições e lutas que estes artistas tinham em comum. Carismáticos e talentosos, mas isolados e cheios de conflitos, eles não foram exatamente os ídolos que pensávamos conhecer. Para além de sua genialidade, este livro revela o lado humano e dramático destas sete lendas do rock. Uma jornada frenética ao outro lado da fama. Uma viagem às fantásticas histórias de inquietação e excessos que culminaram em suas mortes prematuras e os elevaram à condição de Imortais.


Leia um trecho do livro aqui http://www.editoraaleph.com.br/site/media/catalog/product/f/i/file_52.pdf


Veja o site oficial o livro http://rockandrollbookofthedead.com/

O AUTOR
David Comfort

Formado em Literatura, David Comfort é autor de três best sellers. Seus contos de ficção foram publicados em diversas revistas, incluindo Eclectic Literary Forum, Pacific Review, Coe Review e Belletrist Review. Comfort recebeu diversos prêmios literários e foi finalista de prêmios de renome como o Nelson Algren Award e o America’s Best. Ex-músico de rock, passou mais de 30 anos estudando o estilo, em especial os revolucionários e fatalistas pioneiros da década de 1960. Atualmente mora em Santa Rosa, Califórnia.

Após graduar-se com um BA em Literatura pelo Reed College, o autor iniciou a sua carreira literária como um romancista e escritor de ficção curta. Ele estava entre os onze finalistas (de um grupo de 3400) para o Nelson Algren Award Chicago Tribune (juízes: Mona Simpson, Scott Turow). Foi um dos finalistas para o Fellowship Heekin / GrayWolf e o Helicon Nine Award em ficção curta, bem como para os Prêmios Faulkner.

Twitter de david comfort
@RRBOOKOFDEAD san francisco, CA


UM LANÇAMENTO

publicado por o editor às 20:04
link do post | comentar | favorito

Lançamento - Dívida de sangue Título Original: Blood work de Michael Connelly

 

Dívida de sangue
Título Original: Blood work

de Michael Connelly

Tradutor: Luiz A. de Araújo

Coleção: Coleção Negra

Páginas: 496

Formato: 14 x 21 cm




O LIVRO


Em Blood Work , Michael Connelly introduz um novo personagem, Terry McCaleb, que era um homem do FBI até que uma doença cardíaca forçou sua aposentadoria precoce. Agora, ele vive uma vida tranquila, cuidando seu novo coração e de restaurar o barco em que vive em Los Angeles Harbor. Embora ele não esteja à procura de qualquer emoção quando Graciela Rivers pede a ele para investigar a morte de sua irmã Gloria, a historia o arretaba imediatamente: o novo coração batendo no peito McCaleb é de Gloria.

Como McCaleb investiga a evidência no caso, a aleatoriedade suspeitos do crime dá lugar a uma suspeita inquietante, de uma inteligência doente por trás do assassinato. Logo McCaleb encontra-se no rastro de um assassino mais terrível do que qualquer coisa que ele nunca encontrou antes.







Trabalho de sangue ganhou o Grand Prix, a maior honra para um romance de mistério na França. Ele também ganhou o Prêmio Anthony Award e Macavity de Melhor Novela de 1998. Trabalho de sangue foi lançada como um blockbuster pelos estúdios Warner Bros, dirigido e estrelado por Clint Eastwood.

Michael Connelly ficou conhecido por suas tramas memoráveis com o detetive Harry Bosch. Um policial obstinado, amante de jazz e com um intelecto aguçado. Em Dívida de sangue, Connelly nos apresenta outro herói cativante, o agente do FBI Terry McCaleb, vivido no cinema por Clint Eastwood, em super produção da Warner. Além do sucesso nas telas, o livro venceu o Grand Prix, maior honra para um romance policial na França, e foi premiado com o prestigiado Anthony Award por melhor romance de mistério em 1998. Inspirado em um amigo de Connelly — que precisou de um transplante de coração —, Dívida de sangue lida com a culpa do sobrevivente. “Reparei que o meu amigo se sentia em débito com a pessoa que lhe cedeu o coração”, conta Connelly. As mudanças na rotina do amigo, que passou a depender de vários medicamentos, acabaram também servindo como estofo para este policial repleto de emoção e reviravoltas sobre Terry McCaleb. Um dos melhores agentes do FBI, mas um problema no coração o obrigou a se aposentar mais cedo. Após um transplante, tudo o que Terry quer é curtir a vida em sua casa-barco, na marina de Los Angeles. Até Graciela Rivers aparecer de repente pedindo para ajudar a descobrir o assassino de sua irmã, Glória. O ex-agente está decidido a recusar. Mas a moça tem um argumento infalível: é o coração de Glória que bate agora no peito de Terry. Em dívida com quem lhe devolveu a vida, ele começa a investigação. E logo descobre que, embora a princípio Glória pareça ter sido uma vítima aleatória de um assalto à mercearia que frequentava, sua morte está ligada a outros crimes sem solução. A escolha casual das vítimas faz com que Terry desconfie da presença de uma mente inteligente e perturbada por trás dos assassinatos. Logo ele se encontra no encalço de um assassino perigoso e doentio, mais cruel do que qualquer outro. McCaleb está disposto a confrontá-lo. Tinha uma dívida a saldar a qualquer custo, mesmo que esse preço fosse a própria vida.


O AUTOR
Michael Connelly deixou a carreira jornalística para se dedicar à literatura e obteve reconhecimento mundial com os livros estrelados pelo detetive Harry Bosch. O autor ganhou diversos prêmios por sua obra, incluindo o Bancarella (Itália), o Calibre 38 (França) e o Falcão Maltês (Japão). Do mesmo autor, a Editora Record já publicou Mais escuro que a noite, Luz perdida e Correntezas da maldade.

saiba mais em
www.michaelconnelly.com



Conheça mais sobre o livro



Conheça mais o autor




 

UM LANÇAMENTO






publicado por o editor às 20:02
link do post | comentar | favorito

Lançamento - O Congresso por ele mesmo: autopercepções da classe política brasileira

 


O Congresso por ele mesmo: autopercepções da classe política brasileira
de Timothy J. Power e Cesar Zucco Jr. (org.)


Coleção: Humanitas
2011. 319 p.

O LIVRO
Entender a política brasileira requer entender o Congresso Nacional. O estudo do Congresso e de seus agentes, por sua vez, pode ser o ponto de partida para a análise de temas políticos que transcendem a dinâmica legislativa. O Congresso por ele mesmo apresenta, assim, a Pesquisa Legislativa Brasileira, que, em seis edições ao longo de 20 anos, registra a opinião dos membros do Congresso Nacional acerca de temas de grande relevância política. Trata-se de uma valiosa contribuição a todos os interessados na política brasileira.



Algumas visões

Enfim, não sei se o Congresso por ele mesmo é uma boa coisa, pois autopercepções costumam ser enganosas, indulgentes consigo mesmo, autocomplacentes, edulcoradoras da situação real, mas fica a recomendação.

Paulo R. de Almeida

Ele é fundamental para quem queira entender como pensa o Congresso Nacional. Desde 1990, Thimothy, a cada quatro anos, submete os deputados e senadores brasileiros a uma pesquisa. Essa “Pesquisa Legislativa Brasileira”, como ele chama, permite a formação de um belo quadro do pensamento do Congresso brasileiro. E é esse quadro que ele consolida no livro.

Rudolfo Lago

e mais



LANÇAMENTO DA

publicado por o editor às 19:58
link do post | comentar | favorito

Lançamento - O tempo que eu queria Título Original: Il tempo che vorrei de Fabio Volo

 

O tempo que eu queria

Título Original: Il tempo che vorrei

de Fabio Volo



Tradutor: Joana Angélica d’Avila Melo


Páginas: 294

Formato: 16x23





O LIVRO
Lorenzo não sabe amar, ou simplesmente não sabe demonstrá-lo. O livro apresenta a sua batalha para mudar essa situação. Para isso, o autor vai alternar entre flashbacks da infância do protagonista e a tristeza ao final de um grande caso de amor com uma mulher, cujo nome será revelado apenas no final do livro. O que Lorenzo mais deseja na vida é consertar um relacionamento com o pai ausente e reconquistar a pessoa amada.

Com O tempo que eu queria, Fabio Volo excede todos os autores de bestsellers italianos ou estrangeiros. O seu segredo? Ser o reflexo do homem comum.

O AUTOR

Fabio Volo, cujo nome verdadeiro é Fabio Bonetti, nasceu em uma aldeia na província de Bergamo, 23 de junho de 1972, e após os estudos regulares foi obrigado a realizar muitos incluindo o de padeiro na padaria de seu pai. Um período para o seu bem conhecido compromisso com uma natureza saudável e despreocupadacomo sabem todos os fãs do DJ, que tem o hábito de aquecer os momentos com contos, muitas vezes hilariantes e que geralmente é entretem os seus ouvintes. Com verve considerável , deu seus primeiros passos no show business através de um amigo . Fabio teve a oportunidade de familiarizar-se tanto com a dimensão teatral, e com o seu contato direto com o público, e com a prática da improvisação, da qual se tornará um grande professor. Esta é uma fase de sua carreira ambiciosa que também o faz emergir como um cantor. O grande salto, no entanto, foi oencontro com Claudio Cecchetto,um showman da música italiana e do rádio .

O caçador de talentos brilhantes, a quem devemos o lançamento de diversas estrelas do cenário italiano, leva-o sob sua asa e lhe ofereceu um emprego na Rádio Capital, onde Fabio não tinha de fazer nada, ou melhor, o que ele faz melhor: entreter. Em suma, a sua alma toma forma por deejays que fazem dele um dos personagens mais originais em circulação hoje. Hoje uma das vozes mais famosas do rádio, principalmente devido à ironia com a qual geralmente trata pos assuntos. Em 1997 o vemos projetado dos alto-falantes do rádio para a tela da televisão na condução de "Awake", um programa transmitido via satélite.

Já sucesso, tem um belo projeto de escrever. Seu primeiro livro, "eu saio para uma caminhada", confirmou a influência exercida por sua popularidade, reafirmado pelas vendas de seu segundo e mais recente evidência literária ", é uma vida esperando por você" que ficou entre os dez primeiros best-sellers de 2003. Alimentados com a sua presença na televisão, no entanto, nunca gerados por programas ou trivialisdades, e sim com base na busca de uma maneira diferente de se comunicar. No verão daquele ano, sempre pronto para surpreender seus admiradores, publicou dois registros curiosos: os discos contêm músicas que ele tocou várias vezes durante a sua transmissão ou ele muito gostava. O título desta compilação? Como sempre inequivocamente "voliani": "O Vôo" e "El Vuelo". Uma maneira nova e original para renovar, com a ajuda da música, a "linha vermelha" que o liga particularmente com sua audiência. Sem abandonar seus compromissos de rádio, Fabio está de volta à Itália 1 de 2003, com o programa "Smetto quando voglio" - "eu paro sempre que eu quero ", e no início de 2005 com" O spaccanoci ".

Nos últimos anos dedicou-se principalmente aos filmes: "One Out of Two" (2007, dirigido por Eugenio Cappuccio), "Black and White" (2008, dirigido Cristina Comencini), "Casamento e Outros Desastres" (2009, dirigido por Nina Di Majo). Em 2009, também publicado seu novo livro "Il tempo che vorrei". Depois do filme "Casamento e Outros Desastres" (2010), "Children of the Stars" (2010) e "Fearless" (2010), dedica-se à sua nova livro que saiu em 2011 com o título Le Prime Luci del Mattino - "A Primeira Luz da Manhã" (2011).

Fabio Volo apresenta seu livro " Il tempo che vorrei" na aula magna na Università degli studi di Roma La Sapienza.



um lançamento





publicado por o editor às 19:52
link do post | comentar | favorito

Lançamento - Encontro com Rama de Arthur C. Clarke

 




Encontro com Rama
de Arthur C. Clarke


Número de páginas:288
Acabamento:Brochura
Formato:14x21cm



Vencedor de renomados prêmios da ficção científica, entre eles o Hugo e o Nebula, Encontro com Rama, conta a história de uma terrível colisão de um meteorito contra o continente europeu. Após o acontecimento, líderes mundiais e cientistas reuniram esforços para evitar que catástrofes dessa natureza voltassem a acontecer. Quase cinquenta anos depois, a humanidade atônita acompanha a chegada de um novo astro ao Sistema Solar. De proporções inimagináveis, Rama espanta e ameaça, pois avança firmemente na direção de nosso Sol. Uma expedição é enviada para explorar os mistérios do que se imagina ser um colossal meteoro. Mas, num misto de surpresa e apreensão, Rama se revela uma sofisticada construção, repleta de enigmas que desafiam a mente e os conceitos humanos. Inestimável fonte de pesquisa para a ciência ou ameaça para a segurança da humanidade, Rama torna-se palco de uma das mais fascinantes jornadas de descobrimento da ficção científica; um espelho da genialidade de um dos autores mais criativos do século 20.

Leia um trecho da obra em http://www.editoraaleph.com.br/site/media/catalog/product/r/a/rama_trecho.pdf
Link
O AUTOR

As realizações de Arthur C. Clarke, único entre os seus pares, a ponte das artes e ciências. Suas obras e sua autoria têm variado desde a descoberta científica à ficção científica, de aplicação técnica para entretenimento, e fizeram um impacto global sobre a vida das gerações presentes e futuras. Arthur C. Clarke era filho de uma família de agricultores Inglês, nascido em na cidade litorânea de Minehead, Somerset, Inglaterra, em 16 de dezembro de 1917. Em 1998, seu trabalho na vida foi reconhecido pela HM The Queen quando ele foi homenageado com uma Cavalaria - formalmente conferidas pelo príncipe Charles no Sri Lanka, dois anos depois. Ele faleceu em Sri Lanka em 19 de março de 2008. Depois de frequentar escolas em sua casa do condado, Arthur Clarke mudou para Londres em 1936 e seguiu o seu interesse no início de ciências espaciais, unindo a Sociedade Interplanetária Britânica. Ele começou a contribuir para o Boletim BIS e começou a escrever ficção científica. Tal como acontece com muitos jovens na época, a Segunda Guerra Mundial interrompeu em 1939 e entrou para a RAF, acabou se tornando um oficial encarregado do primeiro radar falar-down equipamentos, a Abordagem terra controlada, durante seus ensaios experimentais. Mais tarde, seu romance não-ficção científica-only, Glide Path, foi com base neste trabalho. Depois da guerra, ele retornou a Londres e ao BIS, tornando-se seu presidente em 1947-50 e novamente em 1953.

Em 1945, um periódico britânico revista "Wireless World" publicou o seu marco técnico papel "Extra-terrestrial Relays", na qual ele definiu pela primeira vez os princípios da comunicação por satélite com satélites em órbitas geoestacionárias - uma especulação realizada 25 anos depois. Durante a evolução de sua descoberta, ele trabalhou com cientistas e engenheiros nos EUA no desenvolvimento de naves espaciais e sistemas de lançamento, e se dirigiu às Nações Unidas durante suas deliberações sobre os Usos Pacíficos do Espaço Exterior. trabalhos de Clarke, que levou à global por satélite sistemas em uso hoje, trouxe-lhe inúmeras homenagens, incluindo o 1982 Marconi International Fellowship, uma medalha de ouro do Instituto Franklin, o Vikram Professorship Sarabhai do Laboratório de Pesquisas Físicas, Ahmedabad, o Prêmio Lindbergh e um Fellowship of Kings College, em Londres. Hoje, a órbita geoestacionária a 36.000 km acima do equador é chamado O Orbit Clarke pela União Astronômica Internacional. Depois de deixar a RAF em 1946, ele retomou seus estudos formais, e foi premiado com uma bolsa do Kings College, em Londres, onde obteve honras de primeira classe em Física e Matemática em 1948. Em 1954, Clarke escreveu ao Dr. Harry Wexler, então chefe da Divisão de Serviços Scientific, EUA Weather Bureau, sobre aplicações de satélite para previsão do tempo. A partir dessas comunicações, um novo ramo da meteorologia nasceu, e Dr. Wexler se tornou a força motriz no uso de foguetes e satélites para pesquisas meteorológicas e operações. Ao mesmo tempo, Clarke foi o autor de muitos livros, artigos e papers. A primeira história que ele vendeu foi profissionalmente "Parte Rescue", escrito em março de 1945 e aparecendo em Astounding Science maio 1946. Ele passou a se tornar um escritor prolífico de ficção científica, de renome mundial e com mais de 70 títulos em seu nome. Entre seus muitos não-ficção obras, "Perfis do Futuro" (1962) analisou a forma provável do mundo de amanhã e afirmou sua "Leis Three". Em 1964, ele começou a trabalhar com o conhecido produtor de cinema Stanley Kubrick em uma ciência roteiro de filme de ficção. Quatro anos mais tarde, ele compartilhou uma indicação ao Oscar com Kubrick na premiação da Academia de Hollywood para a versão cinematográfica de "2001: Uma Odisséia no Espaço". Então, em 1985, ele publicou uma seqüência, "2010: Odyssey Two" e trabalhou com Peter Hyams na versão cinematográfica. Seu trabalho foi feito usando um computador Kaypro e um modem, ligando Arthur no Sri Lanka e Peter Hyams, em Los Angeles, levando a um livro "O Arquivo Odyssey. - O Making of 2010" Na televisão, Clarke trabalhou ao lado de Walter Cronkite e Wally Schirra para a cobertura da CBS Apollo 12 e 15 missões espaciais. Seus treze parte de TV Arthur C. Clarke 's Mysterious World em 1981, e Arthur C. Clarke' s World de estranhos poderes, em 1984, foi exibido em muitos países e que tem contribuído para outras séries de TV sobre o espaço, como a série de Walter Cronkite do Universo em 1981 . Clarke visitou pela primeira vez Colombo, Sri Lanka (então chamado Ceilão), em dezembro de 1954 e viveu lá desde 1956 buscando um entusiasmo para a exploração subaquática ao longo desse litoral e na Grande Barreira de Corais. Nos últimos anos, ele tem sido largamente confinada a uma cadeira de rodas devido a síndrome pós-pólio, mas a sua saída como um escritor continuou intacta.
NOTA: A biografia autorizada por Neil McAleer - Arthur C. Clarke - A biografia autorizada - foi publicado pela Livros Contemporary, Chicago, em 1992.



Esta foi a ultima mensagem pública registrada pelo falecido Sir Arthur C Clarke, que encerrou o lançamento global do Ano Internacional do Planeta Terra, na sede da UNESCO em Paris em 13 de fevereiro de 2008. Em seu estilo original, Sir Arthur liga o local com global, e traça a influência da exploração espacial no movimento ambiental global. Ele termina chamando para a humanidade a ouvir co chamado de socorro do planeta e responder com conhecimento, compreensão e imaginação.



UM LANÇAMENTO

publicado por o editor às 19:39
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

PROGRAMAÇÃO CINEMATECA | 28 DE OUTUBRO A 03 DE NOVEMBRO DE 2011

 PROGRAMAÇÃOCINEMATECA|28DEOUTUBROA03DENOVEMBRODE2011

 

Dia 28

DIAINTERNACIONALDAANIMAÇÃO2011

Mostra de filmes curtas-metragens nacionais e internacionais.

Foinestadata,em1892queÉmileReynaudrealizouaprimeiraprojeçãodoseuteatroópticonoMuseuGrevin,emParis,aprimeiraexibiçãopúblicadeimagensanimadas(desenhosanimados)nomundo.ParacomemorarestadataaAssociaçãoInternacionaldoFilmedeAnimação(ASIFA)lançouoevento,contandocomoapoiodediferentesgruposinternacionaisfiliados.OeventoérealizadonacionalmentepelaAssociaçãoBrasileiradeCinemadeAnimação(ABCA)emmaisde400cidadesbrasileiras.TodososfilmesdamostraserãoexibidosemDVD.

15h45

MOSTRA INFANTIL

PequenoCidadão(SãoPaulo,2010 – 3mine30seg).DireçãodeJimmyLeroy,PauloMuppeteLucianaEguti.

Paraalémdarazão(Curitiba,2010 – 12min).DireçãodeGladysMariotto.

RemotoControleRemoto(SãoPaulo,2011 – 2mine34seg).DireçãodeBrunoBask.

Animágico!OGrandeTruque(Taubaté/SP,2011 – 1min33seg).DireçãodePauloHenriquedeAragão.

PipoPipa(BeloHorizonte/MG,2007 – 4min58seg).DireçãodeSheilaNeumayreMarconiLoures.

EntreinaRoda(RiodeJaneiro/RJ,2007– 3min02seg).DireçãodeEduardoDuval

AFolhadaSamaúma – (SãoPaulo/SP,2010 – 4min).DireçãodeArianePortoeAdrianaPinto.

Escolapracachorro – MeuAmigoPeixe(SãoPaulo/SP,2009 – 11min).DireçãodeCathyMoss..

ALindaRosaJuvenil(RiodeJaneiro/RJ,2007 – 2min24seg).DireçãodeWagnerdeFreitas.

ODiáriodaTerra(RiodeJaneiro/RJ – 1min12seg).DireçãodeDiogoViegas

Classificaçãolivreparatodososfilmesdestasessão.

18h

MOSTRA ESPECIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

Minhocas(SãoPaulo/SP,2005-14min20seg).DireçãodePaoloContieArthurNunes.

Osmar,AprimeirafatiadoPão-de-Fôrma(SãoPaulo-SP,2008 – 11min).DireçãodeAleMacHaddo

Bomtempo(BeloHorizonte/MG,2010 – 1min30seg).DireçãodeAlexandreDubiela

AFábuladaCorrupção(PortoAlegre/RS-8min15seg).DireçãodeLisandroSantos.

ParaChegarAtéaLua(SãoPaulo/SP,2005 – 10min).DireçãodeJoséGuillermoLandiHiertz.

HistorietasAssombradas(SãoPaulo/SP,2005 – 16min).DireçãodeVictor-HugoBorges.

MOSTRA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL

Minhocas(SãoPaulo/SP,2005-14min20seg).DireçãodePaoloContieArthurNunes.

OsOlhosdoPianista(PortoAlegre/RS,2005 – 5min).DireçãodeFredericoPinto

AFábuladaCorrupção(PortoAlegre/RS,2010-8min15seg).DireçãodeLisandroSantos.

MeninadaChuva(RiodeJaneiro/RJ,2010 – 6min).DireçãodeRosaria.

ParaChegarAtéaLua(SãoPaulo/SP,2005 – 10min).DireçãodeJoséGuillermoLandiHiertz.

Osmar,AprimeirafatiadoPão-de-Fôrma(SãoPaulo-SP,2008 – 11min).DireçãodeAleMacHaddo.

OAnãoquevirouGigante(RiodeJaneiro/RJ,2008 – 10min).DireçãodeMarão.

Classificação10anosparatodososfilmesdestasessão.

19h30

MOSTRA NACIONAL

OCéunoAndardeBaixo(BeloHorizonte/MG,2010 – 15min).DireçãodeLeonardoCataPreta.

BrevesInstantes(BeloHorizonte/MG,2010 – 3min05seg).DireçãodeMírianRolim.

Sambatown(RibeirãoPreto/SP,2010-5min41seg).DireçãodeCaduMacedo.

Caixa(SãoPaulo/SP,2010 – 1min10seg).DireçãodeLucianaEgutiePauloMuppet.

OOgro(Goiânia/GO,2011 – 8min).DireçãodeMárcioJúnioreMárciaDeretti

Bomtempo(BeloHorizonte/MG,2010 – 1min30seg).DireçãodeAlexandreDubiela.

AFábuladaCorrupção(PortoAlegre/RS,2010-8min15seg).DireçãodeLisandroSantos.

Clavadista(SãoPaulo/SP,2011-1min15seg).DireçãodeChicoBela.

NoBaque – Soatá(Curitiba/PR,2010-3min25seg).DireçãodeCarlonHardt.

ODiáriodaTerra(RiodeJaneiro/RJ,2010 – 1min12seg).DireçãodeDiogoViegas.

MeninadaChuva(RiodeJaneiro/RJ,2010 – 6min).DireçãodeRosaria.

MOSTRA INTERNACIONAL

Desassossego(Portugal/Espanha,2010–20min).DireçãodeLorenzoDegli’Innocenti.

Frank&Corky(Austrália,2010 – 30seg).DireçãodeAndyYong.

Shaman’sQuest(Rússia,2009/2010 – 2min54seg).DireçãodeArturMerculov.

March(CoréiadoSul,2010 – 3min02seg).DireçãodeSHINYoung-ho.

DannyBoy(Polônia,2010 – 9min).DireçãodeMarekSkrobecki.

TheLine(Grécia,1973 – 3min).DireçãodeYannisKoutsouriseNasosMirmiridis.

HereBeTreasure(Austrália,2009 – 2min54seg).DireçãodeSamuelLewis.

OHomendaCabeçadePapelão(Portugal/ReinoUnido,2010 – 9min13seg).DireçãodeLuísdaMattaAlmeidaePedroLino.

MagicPot(Rússia,2010 – 3min35seg – 2010).DireçãodeAndreyBakhurin.

BirthdayParty(CoréiadoSul,2009 – 6min15seg).DireçãodeJOJoo-sang.

Classificação12anosparatodososfilmesdestasessão.

Ingressogratuitoparaoevento.

 

 

Dia 29, 13h

SESSÃO CINECLUBE NA CINEMATECA

ExibiçãodofilmeTUDOBEM(BR/1978 – 110min. – colorido – ficção-DVD).DireçãodeArnaldoJabor.

Uma família de classe média do Rio de Janeiro decide reformar o apartamento para o noivado da filha, que só pensa em se casar. O pai é funcionário público aposentado e perdeu o interesse pela mãe, que sofre com a rejeição. O filho é um executivo oportunista. Duas empregadas domésticas completam o quadro de moradores, que têm seu cotidiano totalmente alterado com a chegada dos trabalhadores. Em meio às obras, todos os habitantes desse microcosmo de conflitos sociais vão revelando suas particularidades.

Classificação16anos

Ingresso gratuito

 

 

29 e 30

MOSTRA DECINEMAPARAENSE

EventoemparceriacomaAssociaçãoParaensedeJovensCríticosdeCinema.CuradoriaMiguelHaonieCaubyMonteiro.ApoiodoCentroAcadêmicoZédoCaixão.Amostraoferece,emduassessões,umpanoramadomaisinteressantenaproduçãocinematográficaparaense.TodososfilmesdamostraserãoexibidosemDVD.
Dia29,18h
Apresentação:CinemaecineclubismonaAmazônia:desafioseperspectivas.
20h

Exibiçãodosfilmes:
AÇAÍCOMJABÁ(13min).DireçãodeAlanRodrigues,MarcosDaibeseWalérioDuarte.
Umdueloentreumparaenseeumturistaparaverquemconseguetomarmaisaçaícomjabá.BaseadonessecostumedohomemdaAmazônia.
PUZZLE(12min).DireçãodeMarceloMarat.

Vídeo baseado no livro de contos do ator, diretor de teatro e escritor Saulo Sisnando.

QUEROSERANJO(14min).DireçãodeMartaNassar.

Ofilmecontaahistóriadedesejo,traiçãoerevolta,tendocomopanodefundoaprocissãodoCíriodeNazaré,emBelémdoPará,umadasmaioresfestasreligiosasdoBrasiledomundo.

OSCOMPARSAS(16min).DireçãodeMarcioBarradas.

Adaptado da história em quadrinhos do alemão Matthias Schultheiss (que por sua vez é a releitura do conto "Os Assassinos" do também alemão Charles Bukowski), "Os Comparsas" encontra suas raízes germânicas ao compor sua plasticidade sobre o conflito luz x sombra, tão caro à vanguarda expressionista dos anos 20.

MATINTA(20min).Direção de FernandoSegtowick.

Quem é daqui do mato, tem que ter muito cuidado com o encantado, quem quer ter paz na vida, não se mete com Matinta, mesmo na morte a bicha é perigosa, se responder o chamado dela não tem reza que dê jeito, tá com fardo de virar MATINTA.

Classificação12anosparatodososfilmesdestasessão.

 


Dia30,18h

Exibição do filme:

ÀMARGEMDOXINGU-VOZESNÃOCONSIDERADAS(90min).DireçãodeDamiáPuig.

DocumentárioquetratadoprojetodeconstruçãodaUsinaHidroelétricadeBeloMontequecausarágrandeimpactoambientaldestruindolocaisdeculturaancestralindígenaedizimandopovostradicionaisprovocandoumgrandedesequilibrioambientaldeproporçõesincalculáveiseirreparáveis.Classificaçãolivre

Após a sessão haverá debate.

20h

Exibiçãodosfilmes:
KRONOS(2min).DireçãodeRodolfoMendonça.

Kronos é o Deus-Titã que, assim como o tempo, devora os seus filhos.

BREGAS/A(113min).DireçãodeGustavoGodinhoeVladCunha.

Gravadoentreosanosde2006e2009,odocumentárioBregaS/AfalasobreacenatecnobregadeBelémdoPará.Feitoporartistaspobres,gravadoemestúdiosdefundodequintalecomrelaçõesprofundascomapiratariaeainformalidade,otecnobregaéatrilhasonoradaperiferiadacidade,umaespéciedeadaptaçãodigitaldamúsicaromânticadosanos70e80.Classificação12anos

Ingresso gratuito

 

Dia 31, 15h45

NEVERMORE(PR/BR,2011,51’ -DVD).DireçãodePauloBiscaiaFilho.

ConjuntodequatrocurtasadaptadosdaobradeEdgarAllanPoe(1809-1849).OstrabalhosexploramasimagenscriadaspelaspalavrasdePoemantendoelementosdohorroredosimbolismomarcantesemseutrabalho.OscontosdePoeusadosnoprojeto:Berenice,Ligeia,MorellaeOCorvo.Classificação16anos.

Ingresso gratuito

18h

MORGUESTORY(BR/PR,2009 – 78’ -DVD).DireçãodePauloBiscaiaFilho.

Umaquadrinistaencontraumcatalépticoeumestranholegistanonecrotério.O

mistériodeumapoçãovoduserevelaemmeioacaos.

Classificação 16 anos

Ingresso gratuito

20h

Palestra sobre Cinema Trash, por Paulo Biscaia Filho.

Ingresso gratuito

 

Dia1º,15h45e19h

ZEITGEIST:MOVINGFORWARD(EUA,2010 – 160’ – DVD).Direção:PeterJoseph.

Documentárioquesepropõeaapresentarumcaminhoparaanecessáriatransiçãodoatualparadigmasocioeconômicomonetárioqueregeasociedadenomundointeiro,oobjetivoécriarumnovoparadigmadesustentabilidadesocialdenominado “economiabaseadaemrecursos”.Classificação14anos

Ingresso gratuito

 

2 a 4

MOSTRA DE FILMES DE ARTE DA 6ª BIENAL DE CURITIBA

Dia 2, 20h

Exibição da Mostra “Extranatureza”

A mostra "Extranatureza" é um projeto com curadoria de Paula Alzugaray, editora da revista cultural seLecT. A Mostra, que propõe um diálogo entre o pensamento curatorial e o pensamento editorial, está organizada em cinco grupos de obras: Paisagem, Corpo Casa, Natureza morta, Viagem travessia e vídeo para celular. A mostra inclui obras dos artistas Fabiana de Barros, Rodrigo Braga, Luiz Zerbini, Alberto Baraya, Camila Sposati, Marcos Paulo Rolla, Sara Ramo, brigida Baltar, Janaina Tschäpe, Carlos Mélo, Kika Nicolela, Gisela Motta e Leandro Lima, Marco Maggi & Ken Salomon, Katia Maciel, Gabriel Acevedo Velarde, El último grito, Giselle Beiguelman, Wagner Morales, Regina Parra, Denise Agassi.

Dias3e4,20h

A Bienal vai ao cinema

Exibição de filmes de arte e videoarte selecionados pela curadoria geral da 6ª Bienal de Curitiba, e organizados em uma seleção especial para a sala de cinema.

Classificação livre para todos os filmes da mostra.

Ingresso gratuito

 

 

Cinemateca

RuaCarlosCavalcanti,1.174,SãoFrancisco

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 22h30. Sábados e domingos, das 14h30 às 22h30.

Informações:             (41) 3321-3252

publicado por o editor às 20:15
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds