Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

Revista PERSEU n° 7: História, Memória e Política

 


Revista PERSEU n° 7: História, Memória e Política

Autores: Vários


Revista PERSEU n° 7, traz o dossiê "Mulheres: Esquerdas, Política e Trabalho


Páginas: 301


A revista Perseu nº 7 chega ao público em janeiro com o dossiê "Mulheres: esquerdas, política e trabalho". A publicação do Centro Sérgio Buarque de Holanda, apresenta nesta edição estudos sobre as ações e as percepções das mulheres na militância política, no trabalho e na sociedade, com estudos de Lilian Back, Marta Gouveia de Oliveira Rovai, Soraia Carolina de Mello e Benito Bisso Schmidt. Na seção "Documentos", Perseu nº 7 apresenta uma coletânea de artigos, resoluções, teses produzidos pelas mulheres no PT, além de reproduções de cartazes e fotografias. Todo o material documental pertence ao acervo do Centro Sérgio Buarque de Holanda da FPA.

Já na seção artigos desta sétima edição são encontrados artigos referentes ao PTB do Rio Grande do Sul entre 1954 e 1964, de Roberto Bitencourt da Silva; ao papel dos militantes católicos no PT, de Adriano Henriques Machado; a trajetória do PT em Maringá (Paraná), de Reginaldo  Benedito Dias e uma análise política do filme Lula, o filho do Brasil, realizada por Antonio Negro e John French.





O sétimo número de PERSEU: HISTÓRIA, MEMÓRIA E POLÍTICA traz o dossiê “Mulheres: Esquerdas, Política e Trabalho” , composto por quatro textos. O primeiro traz uma reflexão, de forma comparada, sobre aspectos da moral revolucionária forjada por duas organizações de esquerda armada – a brasileira ALN e a argentina PRT-ERP. O segundo, utiliza da história oral de vida e da experiência de mulheres na cidade de Osasco, durante greve de 1968. O artigo seguinte busca traçar uma história da discussão em torno da invisibilidade do trabalho doméstico realizada pelos feminismos do Cone Sul. Por fim, o último texto do Dossiê analisa os usos que foram feitos do passado de Dilma Rousseff no período da campanha que a conduziu à Presidência da República.

Ao dossiê segue o habitual conjunto documental e iconográfico dedicado à luta das mulheres do Partido dos Trabalhadores, trazendo documentação que cobre o período de 1982 a 2005. Em seguida, um conjunto de documentos textuais e iconográficos sobre o PT e luta das mulheres. Na seção de Artigos, outros quatros textos. O primeiro reflexão acerca do antigo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), entre 1945 e 1964, dando especial atenção ao diretório gaúcho do partido. O seguinte analisa relações estabelecidas entre os “setores católicos” e o Partido dos Trabalhadores (PT) na região da Grande São Paulo durante os anos de 1978 e 1982. O terceiro analisa a história do Partido dos Trabalhadores na cidade de Maringá (PR), desde sua fundação até o ano 2000, quando conquistou a prefeitura do município, para contribuir para a compreensão das diferentes dimensões da práxis do PT nesse território e sua conversão em força organizada capaz de disputar a hegemonia política. Concluindo a seção Artigos, PERSEU traz o último deles enfocando as relações entre a cinebiografia e a História, discutindo como as representações daí oriundas podem reforçar uma visão equivocada sobre a História operária no Brasil e, para tanto, faz uso do filme Lula, o Filho do Brasil.

A revista Perseu nº 7 está disponível na loja virtual da EFPA.


um lançamento

publicado por o editor às 01:20
link do post | comentar | favorito

O portal de Glasruhen (Vol. 2) Título Original: Glasruhen gate de Catherine Cooper

 

 

O portal de Glasruhen (Vol. 2)

Título Original:     Glasruhen gate

de Catherine Cooper

Tradutor:     Maria de Fátima Oliva do Coutto

Coleção:     As aventuras de Jack Brenin
Páginas:     238
Formato:     16 x 23 cm


O LIVRO

A mistura perfeita de magia, mitologia, mistério e imaginação

Após o sucesso de A noz de ouro, Catherine Cooper apresenta O Portal de Glasruhen, a esperada sequência da série As Aventuras de Jack Brenin. Presente nas principais listas de mais vendidos da Inglaterra, o livro possui uma leitura dinâmica para adultos e uma brilhante introdução no gênero de fantasia para os mais jovens.

Os personagens, assim como a própria história, amadureceram neste segundo volume e, aliado ao suspense presente até a última página, compõem um romance que marcará gerações.

Vencedor, em 2010, do prêmio britânico para autores nunca publicados (Brit Writers Awards), com o livro A Noz de Ouro, ao concorrer com mais de vinte mil candidatos, Catherine Cooper traz de volta toda a beleza da mitologia celta em uma aventura para leitores de todas as idades.

Com a noz, sua varinha e novas habilidades, Jack Brenin está de volta e precisa completar sua missão: salvar Arrana, a Hamadríade (a árvore de vida) e todas as outras árvores. Durante essa jornada, o leitor conhecerá mitos nunca abordados por livros de fantasia.

Saiba mais em www.asaventurasdejackbrenin.com.br



A CRITICA
“O leitor é fisgado já nos primeiros capítulos, e é bom ficar avisado: é o tipo de aventura que prende tanto que nos faz perder o ponto de ônibus!”  - BBC

“A narrativa é acessível e flui. Os personagens são construídos com muita habilidade, e a trama, amarrada com destreza. Uma leitura prazerosa.”  - thebookbag.com

A AUTORA

Catherine Cooper

Nascida em Wellinton, Shropshire, Catherine Cooper foi professora primária durante 29 anos antes de decidir que adoraria escrever para crianças. Até o momento, publicou três livros que promoveu e distribuiu sozinha. O amor de Catherine por história, mitos e lendas e pela região rural de Shropshire ganham brilho graças a suas encantadoras histórias.


Leia ainda
A noz de ouro (Vol. 1)
Catherine Cooper
R$ 29,00
 
       
publicado por o editor às 01:19
link do post | comentar | favorito

A História da SS- O implacável esquadrão da morte de Hitler de Nigel Cawthorne

 





A História da SS- O implacável esquadrão da morte de Hitler


de Nigel Cawthorne


   

Páginas: 288

O LIVRO
“A melhor arma política é a arma do terror. A crueldade impõe o respeito. Os homens podem nos odiar, mas não pedimos por seu amor, apenas pelo seu medo.” (Heinrich Himmler) A Schutzstaffel ou SS, a elite brutal do Partido Nazista, foi fundada por Hitler em 1925 para ser sua guarda pessoal. Desde 1929, era lidera¬da por Heinrich Himmler, que aumentou seus números de 300 para mais de um milhão em 1945, quando a SS cresceu para ser a in¬fraestrutura da Alemanha nazista, assumindo quase todas as funções do Estado. Os membros da SS eram escolhidos não apenas pelo grau de personi¬ficação da noção de Hitler de “supremacia ariana”, mas também para consolidar a lealdade além da vida ao Führer em todos os níveis da sociedade alemã. Selecionados a dedo para administrar os campos de concentração e encabeçar o Holocausto, eles espalhavam a morte e a destruição por onde fossem. Seus crimes nunca poderão ser apagados da memória humana. Fanáticos impiedosos em uniformes pretos e botas, a SS aniquilou, torturou e escravizou milhões. Esta é a história da ascensão e da queda de uma das organizações mais vis que o mundo já conheceu.

O AUTOR - Nigel Cawthorne
é autor de mais de 80 livros. Enquanto escrevia The Iron Cage, visitou os gulagui. Suas outras obras sobre história incluem: The Bamboo Cage, The Empress of South America, Daughter of Heaven, World at War, The Battles of World War II, Vietnam – A War Lost and Won, History’s Greatest Battles, Julius Caesar, Alexander the Great, Os Crimes de Stalin – A Trajetória Assassina do Czar Vermelho e A História da Máfia (ambos publicados em língua portuguesa pela Madras Editora). Nesta obra, ele explica que uma das características mais horripilantes da SS era o fato de, ao mesmo tempo em que a força continha seu quinhão de psicopatas, a maior parte de seus membros parecia ser de homens comuns, que em outros tempos teriam se tornado escriturários, contadores, advogados, gerentes de banco, clínicos gerais, acadêmicos ou até padres e teólogos. “Mas quando se tornaram parte de uma organização na qual as regras e restrições normais da sociedade haviam sido abandonadas, transformaram-se nas mais atrozes máquinas mortíferas que o mundo já viu. (...) Muitos deles mataram bebês e liquidaram milhões de cidadãos inocentes sem escrúpulos”, ressalta. A SS era a ala armada do Partido Nazista, e Nigel Cawthorne revela fatos impressionantes por meio desta obra. Ele faz questão de lembrar que as pessoas que entraram para a SS não eram monstros e alienígenas, mas seres humanos, não muito diferentes de cada um de nós.

LANÇAMENTO da

 

VISITE

https://www.facebook.com/madraseditora
  
publicado por o editor às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Na teia do morcego de Jorge Miguel Marinho

 

 

Na teia do morcego

de Jorge Miguel Marinho





    16 x 23cm

    Nº de páginas:256

    Cores:4×4


Se o herói desta inquietante narrativa é ou não o mesmo Batman das histórias em quadrinhos, este é o grande desafio para o leitor. Será que o conhecido Cavaleiro das Trevas se mudou para o centro de São Paulo e, por razões íntimas, não pretende retornar a Gotham City?

Neste livro ele revela a sua máscara mais humana e vive uma aguda crise existencial: ser ou não ser herói. Pode ser ele o assassino de Abigail Aparecida Chaud ou qualquer um dos outros personagens que são flagrados por uma luneta cruel e formam um painel, vivendo na atmosfera agitada e penumbrosa de uma metrópole igualmente cruel. Jovens curiosos, velhos solitários, pessoas desvalidas, seres entusiasmados e tantos outros, todos eles são suspeitos do crime e vítimas da existência pelo simples fato de existir.

Quem narra é igualmente suspeito porque se esconde numa “teia” dos mais diversos meios de comunicação: cartas, diário, telefonemas, telegramas, internet, gravações, notícias de jornal, de rádio, de televisão e até uma ata de condômino. E o leitor não fica imune a esta trama tão estranha e tão familiar – é convidado e convocado a entrar na história e agir.

O AUTOR
Jorge Miguel Marinho


Cursou Letras e mestrado na USP, é professor de Literatura, coordenador de oficinas de criação literária, roteirista e ator. Pela Editora Biruta publicou os livros Uma História, Mais Outra e Mais Outra e Lis no Peito. Este último foi premiado em 2006 pela CBL com o Jabuti de melhor livro juvenil do ano e projeto gráfico, pela FNLIJ com o prêmio Orígenes Lessa de melhor livro juvenil do Ano 2006, e pela Biblioteca de Munique recebeu o Prêmio White Ravens 2006, e o Selo Altamente Recoméndavel da FNLIJ 2006. Publicou também pela Editora Biruta A Visitação do Amor, Na Curva das Emoções e A Maldição do Olhar em 2008.

um lançamento
publicado por o editor às 01:16
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012

O SAMBA DE NILZE CARVALHO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 





A artista apresenta turnê do álbum “O que é meu” em quatro shows






A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 27 a 30 de setembro, uma das mais importantes artistas da nova geração de sambistas cariocas: Nilze Carvalho. A artista mostra toda a sua versatilidade musical diante da riqueza da música popular brasileira, com o álbum “O que é meu”, com destaques para as canções “Barracão” (Luiz Antônio/Oldemar Magalhães), “Festa” (Gonzaguinha) e “Banho de Manjericão” (Paulo Cesar Pinheiro/João Nogueira).



O álbum ganhou, em duas categorias, o Prêmio da Música Brasileira – Samba na Lapa (melhor CD e melhor cantora), e registra, além de composições próprias, a produção recente e inédita de jovens compositores ao lado de grandes clássicos. Os arranjos ficaram por conta de Alessandro Cardozo, Paulão 7 cordas, Marcelo Caldi, Cristóvão Bastos, Ruy Quaresma e da própria Nilze.



Sobre a artista:

Ao ser flagrada pelo irmão mais velho tocando "Acorda Maria Bonita" no cavaquinho, Nilze Carvalho começou uma verdadeira história de amor com a música. Aos seis anos já se apresentava em público, na Rádio Solimões, na extinta TV Rio e no Fantástico da TV Globo.



Dos 11 aos 14 anos, gravou como bandolinista a série de LP “Choro de Menina”, em quatro volumes, e iniciou, aos 15 anos, a carreira internacional, com turnês em países como Itália, Suíça, Estados Unidos e Japão. Nilze lançou o álbum “Estava Faltando Você”, com o qual foi indicada ao Prêmio TIM para melhor cantora de samba. Com o grupo Sururu na Roda, viajou para Costa Rica, Guatemala e Estados Unidos.



Nilze já cantou e tocou ao lado de grandes nomes da música popular brasileira, como Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Jair Rodrigues, Martinália, Hamilton de Holanda, Dudu Nobre, Sadao Watanabe e Stefano Bollani, entre outros..

 

Serviço:

Nilze Carvalho

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280 - Curitiba (PR)

Data: de 27 a 30 de setembro de 2012 (quinta-feira a domingo)

Hora: quinta-feira a sábado às 20h e domingo às 19h

Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia - conforme legislação e correntista CAIXA)

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado das 16h às 20h e domingo das 16h às 19h)

Classificação etária: Livre para todos os públicos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)
publicado por o editor às 01:16
link do post | comentar | favorito

ANGELA DIP CONTINUA EM CARTAZ ATÉ OUTUBRO

 

Os homens vão continuar com as quartas feiras livres para o futebol.

“Angela Dip ... Só para mulheres”

Espetáculo prorrogado até 31 de outubro,  no Teatro da Livraria da Vila no Shopping Iguatemi - JK





“Eu torro toda a minha grana em roupa.

Pelo menos meu dinheiro está todo investido.

Vestido longo, vestido curto...”



Sucesso de público, o espetáculo

“Angela Dip só para mulheres”,

onde os homens realmente não entram,

teve sua temporada prorrogada  novamente

e segue em cartaz  até o dia 31 de outubro

todas as quartas-feiras,  20h,

no Teatro da Livraria da Vila no Shopping Iguatemi – JK.









No formato stand up, Angela Dip reúne, de forma fragmentada e aleatória, histórias,

frases e pensamentos de várias mulheres, entre elas a própria autora, afinal,

a maioria das mulheres  segue  desde tempos imemoriais “alimentando seus pares com sexo e comida!”



Num texto descontraído, a atriz faz reflexões rasteiras e bem humoradas sobre

beleza, moda e variados comportamentos sexuais. As estórias e observações

partem do ponto de vista de uma mulher irônica e por vezes ácida!

Questões do cotidiano feminino como casamento, cirurgias estéticas

e menopausa são expostas de maneira  divertida e por vezes inusitada...





Serviço

"Angela Dip só para mulheres"

Direção e Texto: Angela Dip



Estreia 4 de julho

Temporada: até 31 de outubro,  todas  as quartas-feiras, às 20h

Ingressos: R$ 40 (com meia entrada)

Capacidade: 125 lugares

Duração: 50 minutos

Faixa Etária: 14 anos

Gênero: humor stand up

Local Teatro da Livraria da Vila no Shopping Iguatemi - JK

Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 – Vila Olímpia

Bilheteria: das 10h30 às 22h de segunda a sexta-feira, sábados das 10h às 22h

Domingo das 12h às 20h

Ou através do Ingresso Rápido

http://www.ingressorapido.com.br

(11) 4003. 1212

 


Ficha Técnica



Sobre Angela Dip

Gaúcha, Angela Dip é uma artista completa.

Ao longo de sua carreira transitou  nos mais diversos gêneros artísticos.

Além de cinema, stand-up e de inúmeras peças teatrais, entre elas, o monólogo “ O Barril”  e o espetáculo “ Terça Insana” ,

Angela Dip participou na TV do premiado programa infantil “Castelo Ra Tim Bum” na Tv Cultura, da Minissérie

“Maysa” e do seriado “Malhação” Na Tv Globo. Fez  participações especiais em “A Grande Familia”,” Toma La da cá” e “Aline”.

Em 2009, na Primeira Mostra Brasileira de Stand-up Paulista, seu stand up foi eleito como o melhor  pelo jornal “A Folha de São Paulo”.

atualmente esta em cartaz com a comédia musical "Sabor a Freud",com Juan Alba

e fez uma participação recentemente em Avenida Brasil.
publicado por o editor às 01:14
link do post | comentar | favorito

5ª S.O.S Alimente Bicho Dance

 

clique para ampliar
tags:
publicado por o editor às 01:13
link do post | comentar | favorito

Camerata apresenta spirituals com maestro norte-americano

 



            O próximo concerto da Camerata Antiqua de Curitiba, nesta sexta-feira e sábado (28 e 29), traz um repertório peculiar, exclusivamente de spirituals, ou negro spirituals, como é conhecido esse gênero musical originalmente cantado pelos escravos nos Estados Unidos. O concerto “Images, shadows and dreams: cultural transformations” (Imagens, sombras e sonhos: transformações culturais), com regência do maestro norte-americano Keith McCutchen, mostra como esse gênero popular afro-americano se transformou e evoluiu para diversas formas de música coral.

            O maestro Keith McCutchen explica que, assim como as pessoas saíram da condição de escravos para cidadãos, a música evoluiu da simples canção para a arte da canção. Consequentemente, a transformação também é sentida na temática, que, do seu contexto inicial de opressão e luta, passou a focalizar a herança da identidade. “Tratam-se de histórias que valem a pena ser eternizadas em grandes obras dramáticas para coral, bem como para vários gêneros instrumentais, incluindo sinfonias”, diz o maestro.

O spiritual ecoa como um grito profundo de humanidade. É cantado em termos simples, entretanto como em nenhuma outra canção tradicional é carregada de um simbolismo (imagens) que clama a busca da libertação humana (sonhos) e evidencia o triunfo em meio à adversidade (sombras). Muito da essência do spiritual está ligada aos personagens judeus bíblicos, sua circunstância e sua libertação pela mão de Deus. Para os escravos, a situação dos israelitas fazia um paralelo com sua própria história. Das histórias daqueles personagens – de liberdade e redenção – ecoou o grito de libertação da opressão para o corpo, mente e espírito.

            Regente e compositor, Keith McCutchen é diretor do coral afro-americano Choral Ensemble Indiana University (Bloomington, Indiana). Também tem atuado como diretor musical na Igreja Bethel AME (Bloomington). É doutor em Direção Coral na Escola Indiana Jacobs University of Music (Bloomington). Como pianista de jazz, McCutchen já tocou com artistas como Mel Torme, Severinson Doc, Diane Schurr, Richard Davis e o baterista Eric Gravatt. Suas composições foram gravadas pelo Ensemble American Spiritual, pelo The St. Olaf Choir e The St  Olaf Gospel Choir, pelo trompetista Michael Suman e pelo Coro Gospel Twin Cities. Algumas das obras corais de McCutchen foram publicadas pela Publishing Earthsongs.

            Por meio de um fundo de subvenção nacional, McCutchen foi contratado, em 1998, para escrever uma composição que combina os elementos do gospel com o jazz. A composição intitulada "Spiritual Medley" foi escrita para um coro de uma comunidade em Kentucky e recebeu acompanhamento de artistas lendários do jazz, incluindo o pianista Kenny Barron, o falecido saxofonista Stanley Turrentine, o baixista Richard Davis, e o baterista Carl Allen. A composição será apresentada pela Camerata no concerto, assim como outras músicas compostas pelo próprio McCutchen e por alguns dos principais representantes da música gospel nos Estados Unidos.



             Serviço:

            Camerata Antiqua de Curitiba – Images, shadows and dreams: cultural transformations (Imagens, sombras e sonhos: transformações culturais) – regência Keith McCutchen (Estados Unidos)

            Local: Capela Santa Maria – Espaço Cultural (R. Conselheiro Laurindo, 273 – Centro)

            Data e horário: 28 de setembro (sexta-feira), às 20h, e 29 de setembro de 2012 (sábado), às 18h30

            Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)
publicado por o editor às 01:12
link do post | comentar | favorito

Marcelo Mansfield recebe a atriz Carol Zoccoli

 

Marcelo Mansfield recebe

a atriz Carol Zoccoli

neste sábado, dia 29 de setembro,

para uma participação especial em seu

espetáculo Nocaute,

que acontece a meia-noite,

no Teatro Renaissance.






Comemorando “26 anos de carreira”,

o criador do  Clube da Comédia,

primeiro espetáculo do gênero Stand up no Brasil,

e atual  integrante do programa “Agora é Tarde”

volta em cartaz com espetáculo já visto por mais de 80.000 pessoas.




O ator Marcelo Mansfield está completando
“26 anos de carreira” e para comemorar
retorna aos palcos de São Paulo com Nocaute, 

espetáculo único na forma de stand-up comedy
estilo que privilegia o texto e o humorista de cara limpa.

Mansfield domina o estilo.

Ele foi o criador, e atuou como Mestre de Cerimônias,

do Clube da Comédia, primeiro espetáculo

no país de stand up comedy.



Faziam parte do elenco Danilo Gentili,

do programa “Agora é Tarde” (BAND),
onde  Marcelo agora faz parte do elenco

e Rafinha Bastos,

seu amigo e parceiro que assina

a supervisão de Nocaute.



Em Nocaute, Mansfield revela o que seu olhar
atento e bem humorado capta do nosso do dia a dia.
Temas como política, viagens, programas
de tv e sexo, são abordados durante
os 60 minutos de espetáculo.

Nestes 4 anos em cartaz,
o espetáculo já rodou as principais cidades do
país  e já foi vistopor mais de 80.000 pessoas
que aplaudiram  e perceberam que o espetáculo se trata
de uma conversa sincera entre ator e plateia,
como se eles tivessem acabado de se conhecer.

Esta é a última temporada do espetáculo em

São Paulo antes do ator se voltar para seu novo projeto teatral.

Nestes 26 anos, o ator já participou de várias
novelas e minisséries da Rede Globo
e fez parte do elenco
dos premiados programas
Castelo Rá-Tim-Bum e X-Tudo
exibidos pela TV Cultura.
Na década de 80 teve seu próprio programa
de humor na TV Gazeta, o Marcelo Mansfield Show
e por oito anos esteve à frente
do TVLÂNDIA, pelo Canal de SP da TVA.
Já participou de 17 longas.

Mansfield integrou o elenco do programa "Zorra Total"
 (REDE GLOBO) como o “Seu Banana”,
inspirado em um personagem de grande sucesso,
o “Seu Merda”, criado para o espetáculo Terça Insana.


SERVIÇO


BAND e a PORTO SEGURO apresentam
Marcelo Mansfield em NOCAUTE
Estreou dia 18 de agosto
Temporada: sessões todos os sábados
Horário: meia-noite
Duração: 60 minutos.
Recomendação: 14 anos
Capacidade:  448 lugares
Ingresso: R$ 60,00  inteira /  R$ 30,00  meia
Local: Teatro Renaissance
Al. Santos, 2233 – Cerqueira César
Horário da bilheteria: de terça a quinta-feira das 14 h às 20h,
de sexta a domingo, das 14h até o início da sessão.
Informação: (11) 3069-2286
Vendas pela internet
www.ingressorapido.com.br
(11) 4003.1212
Estacionamento conveniado: Estacionamento Hotel Renaissance
Al. Santos, 2233


Valor: R$ 20,00 com manobrista (por tempo indeterminado).
publicado por o editor às 01:11
link do post | comentar | favorito

Cidade Invertida, projeto coordenado pelo fotógrafo Ricardo Hantzschel, ministra oficina

 

Cidade Invertida, projeto coordenado pelo fotógrafo Ricardo Hantzschel,

ministra oficinas gratuitas durante o mês de outubro  na Caixa Cultural Sé

Caixa Fotográfica



Nesse mês de outubro, a programação da Caixa Cultural Sé

será invadida pela fotografia, através das ações educativas

da equipe Cidade Invertida,

coordenada pelo fotógrafo e professor Ricardo Hantzschel.

Com foco na democratização cultural e investigação da linguagem visual,

serão realizados uma série de workshops e oficinas em variados

formatos para educadores, artistas, estudantes, jovens,

crianças e público em geral. Uma característica marcante do

projeto é a experimentação criativa da imagem em diferentes suportes,

como desenho, revelação preto e branco, cianotipia,

construção de aparatos ópticos, câmeras descartáveis,

escaners, câmeras artesanais (pinhole) e digitais. São eles:



Fotografia para educadores

workshop com duração de quatro encontros,

abordando teoria e prática das possibilidades de

utilização da imagem para sensibilização e fins didáticos.

12 vagas.

Idade mínima: 18 anos

Sábados das 10 às 13h - dias 06, 13, 20 e 27/10.



Imersão analógica

workshop para fotógrafos, artistas, estudantes

e interessados em realizar um percurso através

da imagem, com duração de oito encontros,

abordando possibilidades criativas do

uso da fotografia analogical e digital.

12 vagas

Idade Mínima: 18 anos.

Dias e Horários:

Quartas e sextas das 10 às 12h30

dias 03, 05. 10, 17, 19, 24, 26 e 31/10.



Pinbox

oficina de câmera de orifício construída com

caixa de fósforo. Duração de três encontros tendo

como público alvo fotógrafos e interessados em geral.

15 vagas

Idade mínima:  14 anos.

Dias e Horários:

Terças das 19 às 21h30 - dias 16, 23 e 30/10.



Câmera mágica

Oficinas que abordam a construção de aparato

pré fotográfico, destinada ao público infanto-juvenil.

25 vagas por turma

Idade Mínima: 10 anos

Quintas feiras em dois períodos

Dias e Horários:

das 9h30 às 11h e das 14h30 as 16h - dias 04, 11, 18 e 25/10.



Inscrições pelo telefone: 3321.4400



Caixa Cultural São Paulo

Praça da Sé, 111

Tel: 3321.4400

www.caixa.gov.br/caixacultural
publicado por o editor às 01:09
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds