Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012

A Travessia de William P. Young

 

 

A Travessia
de William P. Young

 

 

240 paginas


A editora Sextante lança A Travessia, novo livro de William P. Young,  previsto já com uma tiragem inicial de 300 mil exemplares. O autor é conhecido por sua obra A Cabana, onde um pai amargurado recebe uma mensagem de Deus pedindo para retornar a cabana onde sua filha foi morta.

A próprio autor William P. Young, fala sobre seu com certeza novo bestseller - “Se A cabana tocou seus corações, A travessia não irá decepcioná-los. Embora este livro não seja uma continuação daquele, ele segue o mesmo estilo e gênero.

Esta é uma história sobre as escolhas que fazemos e a maneira imprevisível como elas afetam não só a nossa vida, mas também o coração e o mundo das pessoas à nossa volta. É sobre sermos convidados pelas circunstâncias a examinar quem somos e, talvez, a abraçar as escolhas que fizemos e suas consequências – em vez de fugir delas.

O extraordinário se esconde nas coisas mais simples, mas a maioria das pessoas está ocupada demais perseguindo ou alcançando o sucesso, sem se preocupar com o alto preço que terá de pagar, sacrificando os relacionamentos e aquilo que realmente importa em nome de ilusões.

Como A cabana, espero que A travessia toque o que existe de mais profundo em você, que o incentive a ter conversas sinceras sobre a vida, Deus e o amor. E que consiga curar parte do que este mundo e as circunstâncias possam ter danificado no precioso milagre que é a sua alma. Vamos torcer juntos para que sim.”


A estrutura narrativa assim como o linguajar coloquial é novamente utilizado -


Jesus pegou a mão de Tony.

– Na jornada que está prestes a começar, você poderá escolher curar fisicamente uma pessoa, mas só uma. Assim que escolhê-la, a sua jornada chegará ao fim.

– Posso curar uma pessoa? Está me dizendo que sou capaz de curar quem eu quiser? – Na mesma hora, seus pensamentos se voltaram para o seu próprio corpo em um quarto de UTI. – Deixe-me ver se entendi. Posso curar qualquer pessoa que quiser?

Jesus se inclinou na direção dele.

– Na verdade, você não pode curar ninguém, não sozinho. Mas estarei do seu lado, e a pessoa por quem você decidir orar, eu a curarei através de você.

Um derrame cerebral deixa Anthony Spencer, um multimilionário egocêntrico, em coma. Quando “acorda”, ele se vê em um mundo surreal habitado por um estranho, que descobre ser Jesus, e por uma idosa que é o Espírito Santo.

À sua frente se descortina uma paisagem que lhe revela toda a mágoa e a tristeza de sua vida terrena. Jamais poderia ter imaginado tamanho horror. Debatendo-se contra um sofrimento emocional insuportável, ele implora por uma segunda chance.

Sua prece é ouvida e ele é enviado de volta à Terra, onde viverá uma experiência de profunda comunhão com uma série de pessoas e terá a oportunidade de reexaminar a própria vida. Nessa jornada, precisará “enxergar” através dos olhos dos outros e conhecer suas visões de mundo, suas esperanças, seus medos e seus desafios.

Na busca de redenção, Tony deverá usar um poder que lhe foi concedido: o de curar uma pessoa. Será que ele terá coragem de fazer a escolha certa?

LEIA UM TRECHO

O AUTOR
William P. Young nasceu em Alberta, no Canadá, mas passou grande parte de sua infância em Papua Nova Guiné, junto com seus pais missionários em uma comunidade tribal. Ele pagou seus estudos religiosos trabalhando como DJ, salva-vidas e diversos outros empregos temporários. Formou-se em Religião em Oregon, nos Estados Unidos.






AQUI UM BOOK TRAILER




Mike Morrell conversa com William Paul Young, o autor do bestseller "The Shack" - A Cabana(que vendeu mais de 18 milhões de exemplares!), para discutir sobre seu novo livro "Cross Roads," A travessia agora lançado no Brasil.





Voce pode ter mais informações sobre o autor e suas ideias através de


www.windrumors.com
Twitter @wpy2009
crossroadsthebook.com
wmpaulyoung.com
Acesse a página do William P. Young no Facebook: www.facebook.com/WilliamPaulYoungOficial





UM LANÇAMENTO




 

publicado por o editor às 18:29
link do post | comentar | favorito

GRUPO CONTADORES DE HISTÓRIAS COMEMORA 40 ANOS EM CURITIBA

 

 


A peça “Flutuações” na CAIXA Cultural Curitiba
A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 07 a 09 de dezembro, a peça Flutuações”, que comemora os 40 anos do Grupo Contadores de Estórias. O espetáculo mescla teatro, dança e teatro de bonecos, com inspiração nas xilogravuras japonesas chamadas de Ukiyo-e.
Protagonizada por cinco atores-manipuladores-bailarinos e quatro bonecos do grupo, a peça conta, sem palavras, histórias extraídas do cotidiano. Os bonecos saltam das figuras bidimensionais, flutuando para fora do papel, criando uma terceira dimensão e dando vida àquelas situações. Traduzindo literalmente, “Uki” significa flutuar, “yo” significa mundo e “e” seria pintura.
Foram utilizadas peças dos artistas japoneses Katsushika Hokusai (1760-1849), Kitagawa Utamaro (1753-1806) e Ando Hiroshige (1797–1858), além de outras situações trazidas pelo grupo, para compor os “retratos” que formam a base do espetáculo. O desenvolvimento de cada cena incluiu a criação de uma coreografia para os atores e bailarinos e de um trabalho todo especial de criação e manipulação dos bonecos que compõem o elenco. O tradicional ambiente negro foi substituído pelos tons pastel, característicos das gravuras, e que estão inseridos até no figurino dos manipuladores e demais intérpretes.
As histórias ou vinhetas não estão separadas e tituladas, como em alguns espetáculos anteriores dos Contadores de Histórias, mas entrelaçadas dentro de um desenvolvimento contínuo. Como nas Ukiyo-e, elas representam momentos efêmeros da vida e foram extraídas das próprias imagens e de retratos de inúmeras ações do cotidiano da cidade.
Grupo Contadores de Estórias:
Conhecido pela qualidade do seu trabalho, o Grupo Contadores de Estórias foi fundado por Marcos e Rachel Ribas em 1971 e desde 1981 está radicado em Paraty. Já encantou plateias de mais de 15 países, tendo se apresentado em teatros e festivais importantes no Brasil e no exterior, sempre aclamado pelo público e pela crítica especializada.
Serviço:
Teatro: Flutuações
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: de 07 a 09 de dezembro de 2012 (sexta-feira a domingo)
Hora: sexta-feira e sábado às 20h e domingo às 19h
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado das 16h às 20h e domingo das 16h às 19h)
Classificação etária: Não recomendado para menores de 14 anos
Lotação máxima:125 lugares (2 para cadeirantes)

 

 
publicado por o editor às 18:28
link do post | comentar | favorito

ÚLTIMA SESSÃO DA TEMPORADA 2012 DO TESTE DE AUDIÊNCIA

 

 




O projeto testa o último filme do ano na CAIXA Cultural Curitiba





A CAIXA Cultural apresenta a última sessão da temporada 2012 do projeto cinematográfico Teste de Audiência. Idealizado pelos cineastas Márcio Curi e Renato Barbieri, o projeto consiste na exibição de um filme nacional, não finalizado, e um bate-papo entre o diretor do filme e o público.



A temporada contabiliza, com esta sessão, 54 filmes testados pelo público nos espaços da CAIXA em Curitiba e Brasília, capitais que já consolidaram o projeto em suas agendas culturais. Foram mais de 10 mil fãs do cinema que puderam assistir filmes em primeira mão e dar sua opinião aos próprios realizadores sobre as obras.



Diversos filmes de destaque passaram pelo projeto, sendo que muitos deles participaram de grandes festivais e receberam muitas premiações. “É Proibido Fumar” (Anna Muylaert) conquistou prêmios como melhor filme e melhor atriz para Glória Pires, entre outros, no 42º Festival de Brasília e no Grande Prêmio de Cinema Brasil, além das premiações da Associação Paulista dos Críticos de Arte. Muitos festivais brasileiros consagraram “Elvis e Madona” (Marcelo Laffitte), que conta com Simone Spoladore e José Wilker no elenco. Entre os eventos que premiaram a obra, estão o Festival do Rio, do Amazonas, de Natal e o Fest Cine Goiânia.



O filme de Beto Brant e Renato Ciasca, “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”, foi uma das obras lançadas mais recentemente e já conquistou prêmios no Festival do Rio, do Amazonas e no Festival de Cinema latinoamoericano de Huelva. “Cineastas importantes, homens ou mulheres, de visibilidade, tendência, região e estilo cada vez mais diversificados nos procuram para participar do TA. É um grande serviço que vem sendo prestado à cultura e ao cinema brasileiros”, conclui Curi.



Os fãs do projeto podem ficar tranquilos, pois o Teste de Audiência foi aprovado pelo edital de ocupação dos espaços da CAIXA Cultural para a temporada 2013. Outros projetos aprovados neste e em outros editais de cultura e patrimônio da Caixa podem ser consultados no site http://www.programasculturaiscaixa.com.br/.





Serviço:

Cinema: Teste de Audiência 2012

Local: CAIXA Cultural Curitiba- Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data: 04 de dezembro de 2012 (terça-feira)

Horário: 20h

Ingressos: Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do Teatro, no dia do evento, a partir das 19h

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado das 16h às 20h e domingo das 16h às 19h)

Classificação etária: Não recomendado para menores de 16 anos

Lotação máxima do teatro: 125 lugares (2 para cadeirantes)

www.caixa.gov.br/caixacultural

 

publicado por o editor às 18:25
link do post | comentar | favorito

Noite de autógrafos da coleção de livros do artista Newton Mesquita

 

 

A Capella Editorial, a Biolab e a Saraiva convidam para o lançamento da coleção de livros Newton Mesquita, que acontecerá no dia 3 de dezembro, segunda-feira, às 19h30, na Saraiva Shopping Pátio Higienópolis (Av. Higienópolis,  618 – Piso Higienópolis), em São Paulo.
Durante o lançamento, o artista Newton Mesquita autografará os dois livros da coleção, Diurno Noturno Pinturas e Releituras Pinturas Desenhos Esculturas, que, com conteúdos distintos, apresentam obras elaboradas dentro de cada tema proposto.
Mesquita reúne em Diurno Noturno Pinturas uma seleção de trabalhos onde se destaca a técnica perfeita para transmitir a exata sensação de noite e dia, de luz e sombra, de claro e escuro.  Neste livro, suas pinturas retratam o passar do tempo nas 24 horas do dia, transmitindo cenas do cotidiano, gravadas no inconsciente de todos nós.
Partindo de criações suas e também de obras famosas de reconhecidos artistas –como Monet, Velázquez, Andy Warhol, David Hockney, Matisse, Hoper, Caravaggio, Michelangelo, Manet, Degas, Boticelli, Rodin –, Newton Mesquita elabora em Pinturas e Releituras Pinturas Desenhos Esculturas uma releitura segundo a sua ótica, com o vigor e a marca próprios de um grande artista.
A coleção Newton Mesquita tem incentivo da Lei Rouanet e patrocínio da Biolab Sanus Farmacêutica.
Lançamento coleção Newton Mesquita
Data: 3 de dezembro, segunda-feira
Horário: 19h30
Local: Saraiva Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis,  618 – Piso Higienópolis – Higienópolis - São Paulo
Preço: R$ 58,00 cada livro
 

 

publicado por o editor às 18:24
link do post | comentar | favorito

Teresa Cristina e Os Outros lançam single “Ilegal, Imoral ou Engorda”

 

 


A música já está nas rádios e na internet
Foi o rock que uniu Teresa Cristina à banda Os Outros. Com gosto eclético, a sambista sempre gostou de rock, inclusive os mais pesados. Ela e o baixista da banda, Victor Paiva, já se conheciam há tempos. Quando Os Outros montou o show “Os Outros Convidam” ele fez questão de convidar a Teresa. “Naquele momento achei que não tinha a ver cantar com um grupo de rock, a não ser que fosse algo do Roberto Carlos. Como toda cantora, sempre sonhei em cantar Roberto Carlos” – conta Teresa.
A primeira música escolhida foi “Do Outro Lado da Cidade”. Deu tão certo que o que seria uma participação em um show se transformou numa temporada de shows e, em seguida, no álbum "Tersa Cristina + Os Outros = Roberto  Carlos" que a Deck lança em dezembro.
Enquanto ele não chega, o primeiro single, “Ilegal, Imoral ou Engorda”, já está nas rádios do segmento e na internet. “Essa faixa nos dá enorme prazer em tocar, pela analogia com os que fazem cara feia ao ver a Teresa, cantora de samba, misturada à uma banda de rock. Há nitidamente uma provocação nisso, é a abertura do disco, com a frase "Vivo condenado a fazer o que não quero / de tão bem comportado ás vezes eu me desespero" - além de ser uma das grandes canções do repertório do Roberto.” – conta Vitor Paiva.
Para ouvir, acesse: http://www.youtube.com/watch?v=zLVUw6My7HI

 

tags:
publicado por o editor às 18:22
link do post | comentar | favorito

31ª Oficina de Música de Curitiba recebe inscrições e chama tradutores voluntários

 

 





A cidade volta a abrigar os acordes de diversas vertentes musicais com a 31ª edição da Oficina de Música de Curitiba, que acontece de 9 a 29 de janeiro de 2013. As inscrições para os 92 cursos, nas fases erudita e popular, podem ser feitas a partir deste sábado, dia 1º de dezembro, pelo site www.oficinademusica.org.br, onde os interessados encontram todas as informações sobre o evento.

A Oficina de Música terá como sede principal a UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, além de cursos descentralizados nas Regionais curitibanas. A taxa de inscrição varia de acordo com o número de cursos e a modalidade: R$ 100 (um curso), R$ 150 (dois cursos), R$ 180 (três ou mais cursos distribuídos nas duas fases), R$ 50 (minicursos), R$ 15 (Prática de Coro Infantojuvenil) e R$ 10 (cursos nas Ruas da Cidadania).

Sob o lema “Música que entra por um ouvido e não sai pelo outro”, nesta edição a Oficina de Música reafirma sua posição de um dos maiores encontros de música da América Latina. Quem quer que participe da Oficina – como aluno, professor, colaborador ou simplesmente usufruindo do talento dos músicos em suas apresentações – fica marcado de forma positiva e indelével, incorporando experiências que enriquecem qualquer trajetória. Realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), a Oficina é um dos símbolos culturais da cidade. 



Tradutores – A Oficina de Música também está selecionando tradutores voluntários da língua inglesa para trabalhar durante as aulas de professores vindos de 17 países, entre eles Suíça, Portugal, França, Itália, Alemanha e México. Os voluntários selecionados receberão uma bolsa de estudos para qualquer curso da oficina, tanto da fase erudita quanto da popular, à escolha do tradutor, e um crachá que dará direito à entrada livre em todos os shows e concertos. Os interessados devem mandar currículo resumido para msquiba@fcc.curitiba.pr.gov.br.  Informações pelo telefone (41) 3321-2844.



Destaques – Na fase de música erudita, que abre os trabalhos da Oficina de Música de Curitiba, estão professores que pela primeira vez compartilham seu talento com alunos da Oficina. Na relação, constam a violoncelista francesa Catherine Strinx, o contrabaixista russo Artem Chirkov, o flautista Marcos Fregnani Martins, brasileiro radicado na Alemanha, e a pianista polonesa Magdalena Lisak. Na parte de música antiga, os novos nomes são o violinista Andrew Fouts e a violoncelista Phoebe Carrai, ambos dos Estados Unidos, mais a soprano suíça/argentina Maria Cristina Kiehr e o oboísta barroco Diego Nadra, da Argentina.

Na etapa de música popular, também há novas participações, por conta de músicos como o arranjador Jaime Alem e o pianista Amilton Godoy, além do compositor francês do Théâtre du Soleil, Jean Jacques Lemetre. No Núcleo Latino-americano, estreia do percussionista mexicano Ricardo Gallardo.



Serviço:

31ª Oficina de Música de Curitiba, que acontece de 9 a 29 de janeiro de 2013, realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC).

Inscrições: no site www.oficinademusica.org.br, a partir de 1º de dezembro de 2012.

Valores: R$ 100 (um curso), R$ 150 (dois cursos), R$ 180 (três ou mais cursos distribuídos nas duas fases), R$ 50 (minicursos), R$ 15 (Prática de Coro Infantojuvenil) e R$ 10 (cursos nas Ruas da Cidadania).

 

publicado por o editor às 18:21
link do post | comentar | favorito

Editora LeYa lança em dezembro “Vampeta – Memórias do Velho Vamp”

 

 

Clique para ampliar
Editora LeYa lança em dezembro “Vampeta – Memórias do Velho Vamp”, as histórias do jogador que deixou sua marca nos gramados do Brasil
Vampeta, um dos mais polêmicos atletas do futebol brasileiro, abre seu baú de histórias ao jornalista Celso Unzelte - de polêmicas a causos engraçados, este livro vai dar o que falar
Marcos André Batista Santos é um dos jogadores mais lembrados da história do nosso futebol. Foi ídolo da torcida do Corinthians, um dos jogadores mais polêmicos da história. Desceu a rampa do Palácio do Planalto a cambalhotas, posou nu pra uma revista gay e foi o criador do apelido mais odiado pelos são-paulinos. Talvez o leitor não consiga lembrar desse tal Marcos, mas com certeza se lembra do inconfundível Velho Vamp, o Vampeta.
A editora LeYa lança em dezembro “Vampeta – Memórias do Velho Vamp”, depoimento do ex-joagador Vampeta ao jornalista Celso Unzelte, um livro não apenas para os fanáticos por futebol, mas para os fãs da alegria de viver.
Terror dos adversários dentro de campo (e dos pais de mulheres fora dele), Vampeta está todo aqui. O livro só não saiu antes porque eu, enquanto tentava transcrever alguns dos depoimentos dados por ele, não conseguia parar de rir. O mesmo deverá acontecer com vocês na hora que começarem a ler. – Celso Unzelte
Desde sua saída de Nazaré das Farinhas, na Bahia, para ingressar no Vitória como jogador profissional, até as passagens pelo PSV Eindhoven, Fluminense, Paris Saint-Germain, Flamengo, Al-Kuwait Club, Brasiliense, Goiás, Juventus e Corinthians - clube no qual se consagrou como ídolo da torcida e viveu suas melhores histórias –, Vampeta relembra neste livro as peripécias que fizeram dele uma das figuras mais divertidas dos gramados.
Vampeta iniciou sua carreira como profissional no Vitória da Bahia, de lá saiu para o PSV Eindhoven, da Holanda, onde conheceu seu grande amigo Ronaldo Fenômeno, foi para o Corinthians em 98, pentacampeão pela Seleção Brasileira em 2002 e um dos primeiros jogadores de futebol a posar nu em uma revista masculina.
Vampeta sempre disse o que pensava e por conta disso protagonizou diversas histórias polêmicas – criou o apelido de “bambis” para os são-paulinos, declarou publicamente que o Flamengo “fingia que pagava” enquanto ele “fingia que jogava” e era campeão em provocar seus adversários dias antes dos jogos. Já foi preso, nos tempos em que jogou no mundo árabe, já bebeu vinho do Papa, viveu três rebaixamentos, ganhou um Mundial, comprou um cinema e ajudou muita gente. Além, é claro, de ser um admirador incurável de belas mulheres.
“Vampeta – Memórias do Velho Vamp” é uma homenagem à molecagem, palavra que melhor descreve quem é o Vampeta, aquele grandalhão irreverente amado por todas as torcidas do país, que marcou sua história no futebol brasileiro sempre com um grande sorriso no rosto.
Pra mim, a vida é o seguinte: eu não sei o que vai acontecer amanhã, então procuro viver o dia de hoje sem fazer besteira para que não falte o de amanhã. A gente tem que estar sempre sorrindo. – Vampeta

 

publicado por o editor às 18:18
link do post | comentar | favorito

Campanha Doe Amor - Maratona de Dezembro - Bhaktivedanta Book Trust

 

Campanha Doe Amor



No dia 1º de dezembro, dar-se inicio a grande maratona de distribuição de livros de Srila Prabhupada.



Vendo que muitos devotos não conseguem sair as ruas para distribuir livros, a BBT Brasil desenvolveu um sistema onde todos podem participar, a Campanha, “Doe Amor”.



"Todo combatente precisa de alguém que lhe forneça munição, e, quando a guerra é ganha, tanto o combatente como seu abastecedor são glorificados pela nação.
A distribuição de livros é a nossa arma, e você pode servir a essa missão munindo a BBT de livros.
Patrocine livros para que a BBT doe os mesmos para bibliotecas, instituições de caridade, hospitais, escolas e ongs. Participe e doe amor mesmo sem sair de casa."

Clique aqui para maiores informações: http://bbt.org.br/doeamor.html!


 

tags: ,
publicado por o editor às 18:17
link do post | comentar | favorito

Banda Uó se apresenta em Roma dia 01 de dezembro

 




É hora do trio goiano, que tem conquistado o Brasil, levar a sua energia cativante para fora do país. Esse mês a Banda Uó, que acaba de lançar seu primeiro álbum, “Motel” (Deck), chegou à Europa para duas apresentações: a primeira foi ontem em Berlim e a próxima será em Roma no dia 01/12.



O grupo formado por Candy Mel, Davi Sabbag e Mateus Carrilho, se apresentará pela primeira vez fora do país. Em Berlim, o show foi parte do line up do festival de ghettotech Worldtronic 2012. Em Roma, eles tocam no projeto de música eletrônica LaRoboterie, também existente em outras cidades da Itália, como Milão e Florença.

tags: ,
publicado por o editor às 18:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012

Vidal, Vidais: Textos de geografia humana, regional e política de Guilherme Ribeiro, Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira (Orgs)

  




Vidal, Vidais: Textos de geografia humana, regional e política

de Guilherme Ribeiro, Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira (Orgs)

 


Páginas:     464

Formato:     16 x 23 cm



 Vidal, Vidais: Textos de Geografia Humana, Regional e Política, organizado por Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira e Guilherme Ribeiro, analisa as ideias e o legado deixado por Paul Vidal de la Blache. Fundamental na evolução da Geografia em finais do século XIX e início do século XX, tinha fé na ciência e, mais particularmente, na disciplina à qual consagrava todos os seus esforços: a Geografia Humana.

Paul Vidal de la Blache foi um personagem central na conformação acadêmica da Geografia e em seu diálogo com outras Ciências Sociais. Com talento e obstinação, redefiniu os princípios metodológicos e o estilo de pesquisa da disciplina, obtendo reconhecimento imediato em sua geração e nas posteriores. Sua obra atravessou o tempo, provocando exaltações, críticas e reinterpretações, como somente acontece com os grandes autores. A herança encontra-se hoje aberta à inspeção, em benefício de uma melhor apreciação do pensamento geográfico passado e contemporâneo.

Em Vidal, Vidais, os três autores apresentam três partes integradas, em que enfatizam o caráter inovador de Vidal na Geografia Humana e demonstram a força de seu pensamento em dois campos particulares: o da Geografia Regional, com uma rica e múltipla trajetória em termos conceituais, e o da Geografia Política, na qual emerge um intelectual pouco conhecido, envolvido com as questões políticas de seu tempo.

OS AUTORES
Guilherme Ribeiro é professor de Geografia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, com doutorado em Geografia pela Universidade Federal Fluminense e doutorado sanduíche pela Universidade de Paris-Sorbonne.

Rogério Haesbaert é geógrafo, professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense, onde dirige o Núcleo de Estudos sobre Regionalização e Globalização (NUREG). Realizou mestrado em Geografia na UFRJ, doutorado em Geografia Humana na USP (com doutorado-sanduíche no Instituto de Ciências Políticas de Paris) e pós-doutorado no Departamento de Geografia da Open University (Milton Keynes, Inglaterra). Cofundador da revista GEOgraphia, foi professor visitante na Open University, na Université Toulouse-Le Mirail e na Universidad de Buenos Aires.     

Sergio Nunes Pereira é professor de Geografia da Universidade Federal Fluminense, com doutorado em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo e doutorado sanduíche pela Universidade de Barcelona.

UM LANÇAMENTO



 

publicado por o editor às 17:10
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds