Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

Imprensa Oficial lança Desenhando São Paulo


“Desenhando São Paulo: mapas e literatura (1877-1954)”, de Maria Lúcia Perrone Passos e Teresa Emídio, é uma parceria com a editora Senac e conta a história e a evolução urbana da cidade, em um rico e inédito material iconográfico e literário do período.





Desenhando São Paulo: mapas e literatura (1877-1954)

Maria Lúcia Perrone Passos e Teresa Emídio

Imprensa Oficial do Estado de São Paulo / Editora Senac

181 páginas






As autoras Maria Lúcia Perrone Passos e Teresa Emídio pesquisaram arquivos públicos e particulares, recuperaram registros cartográficos e com o resultado deste trabalho compuseram um rico painel sobre os processos urbanos de ocupação e crescimento de São Paulo no livro Desenhando São Paulo: mapas e literatura (1877-1954). Além dos mapas, desenhos e plantas que abrangem a criação e a concepção de serviços públicos, transportes e avenidas, a construção da cidade aparece também pela voz de escritores, compositores e poetas que por ela foram tocados e traduzem o espírito de uma época. Esses textos abrem os capítulos e adicionam informações de cada período. O livro é um lançamento da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e Editora Senac, tem 181 páginas e custa R$ 120,00.



As autoras trabalharam no Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria de Cultura, onde começaram as pesquisas. Elas escolheram o período que vai de 1887, quando a capital ainda com 27 mil habitantes começava a tomar ares de metrópole, a 1954, comemoração do quarto centenário. Durante esse espaço de tempo a cartografia paulistana evolui e a antiga província transforma-se em cidade industrial. Essas pranchas, pela primeira vez publicadas de forma sistemática, são desconhecidas do público geral.



No prefácio, o historiador Ulpiano T. Bezerra de Meneses sugere que o livro seja apreciado como um álbum de família: “A cartografia de São Paulo registra, por certo tempo, as marcas inexoráveis da passagem do tempo e as substituições inerentes ao crescimento urbano. Mas, como no álbum de família, o torvelinho das diferenças ganha ordem e sentido”.



As autoras selecionaram arquivos importantes da cidade mostrando a concepção de pontos conhecidos da metrópole como o Parque do Ibirapuera, Avenida Paulista, Museu do Ipiranga, entre outros.



A historiadora Maria Lúcia Perrone Passos faz um convite aos leitores: “Desdobrando mapas e lembranças, cada um pode tomar para si esses múltiplos olhares que ao longo de quase um século passearam pela paisagem paulistana. Esta obra é dedicada a todos os moradores de São Paulo, e de modo especial àqueles que se disponham a elaborar ou a executar projetos de intervenção no espaço urbano”.



Teresa Emídio, também autora, arquiteta e urbanista, acrescenta: “O leitor poderá, além de apreciar os desenhos como forma de expressão gráfica e artística, fazer a releitura do processo de ocupação do ambiente natural em comparação com a situação atual. O conjunto dessas informações permite a interpretação do processo de configuração territorial do município de São Paulo, em seus momentos históricos significativos. A leitura cartográfica traz o entendimento do desenho de uma cidade pela forma, estrutura e identidade do ambiente urbano”.



O presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Hubert Alquéres, comenta que o livro revela a origem e a formação de nossa identidade, por onde se iniciou o traçado geográfico, social, político e cultural da cidade de São Paulo. “É um belo presente de aniversário para nossa cidade e, com certeza, material valioso para historiadores, cartógrafos, geógrafos, arqueólogos, urbanistas, profissionais das letras, cientistas sociais, professores e estudantes”.



Sobre as autoras

Maria Lúcia Perrone Passos é historiadora e nasceu em Minas Gerais. Autora de duas teses sobre história medieval (USP), a primeira delas publicada em Portugal: O Herói na Crônica de D.João I, de Fernão Lopes (Lisboa, Ed.Prelo, 1974), e Lisboa, personagem de Fernão Lopez, escreveu também ensaios sobre a história das cidades de Lisboa e de São Paulo. Estudou na Ecole Pratique des Hautes Etudes en Sciences Sociales, em Paris. Lecionou no Colégio Sion e na Universidade Católica de São Paulo. Lecionou ainda durante dois anos na Georgetown University, em Washington D.C. (EUA), além de dar aulas no Mestrado de História do Brasil na Universidade de Lisboa. Trabalhou no Departamento de Patrimônio Histórico da Eletropaulo de 1986 a 1989, onde coordenou a publicação Evolução Urbana da cidade de São Paulo. Coordenou cursos e publicações do Museu Paulista da Universidade de São Paulo (Museu do Ipiranga) e participa do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. Atualmente, coordena o Centro de Referência Arqueológica da Cidade de São Paulo, no Departamento de Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura, onde já havia trabalhado na década de 80 (gestão Mário Covas), quando coordenou e redigiu os textos da publicação conjunta Imesp/Terrafoto/DPH: Traços da Arquitetura Paulistana.



Tereza Emídio é arquiteta e urbanista. Paulistana, realizou sua extensão universitária na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, com especial atenção no tema Patrimônio Cultural e Políticas de Desenvolvimento. Na mesma universidade concluiu especialização em gestão ambiental. É também graduada em Belas Artes e possui projetos executados no campo da Programação Visual. Trabalhou no Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria de Cultura onde, entre outras atividades, realizou o levantamento cadastro e análise da cartografia histórica paulistana. Atualmente, trabalha no Departamento de Planejamento Ambiental da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, voltadas à promoção de estratégias para a preservação de áreas verdes e adaptação do município aos impactos decorrentes da mudança do clima. Também tem ministrado palestras sobre a evolução urbana e gestão ambiental no município e a respeito da relação da paisagem estabelecida com a questão ambiental. Sobre esta última temática publicou o livro Meio Ambiente e Paisagem, lançado pela Editora Senac no ano de 2006.

publicado por o editor às 12:03
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De São Paulo a 15 de Junho de 2009 às 13:27
É bom ver São Paulo com iniciativas que vão puxando pela cultura e pela criatividade dos moradores da cidade.
Espero que para repetir.
Vanda Gomes


Comentar post

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds