Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Ficção e convicção: Jorge Amado e o neo- realismo literário português

Ficção e convicção: Jorge Amado e o neo-
realismo literário português
de Edvaldo
Bergamo

Páginas: 236


Ficção e convicção: Jorge Amado e o neo-realismo
literário português, de Edvaldo Bergamo, lançamento
da Editora Unesp, analisa como Jorge Amado, já nos anos
30, contribui para inspirar a literatura engajada dos
romances neo-realistas portugueses, produzidos uma década
mais tarde. A intenção é apresentar a verossimilhança
estética e ideológica entre as narrativas amadianas e as
inaugurais do movimento lusitano.

Para Bergamo, a literatura de denúncia social de Jorge
Amado, ainda que tenha um caráter de militarismo
político, não perdeu o lirismo e, assim, contribuiu para
a "redescoberta do Brasil" por um Portugal que passava
por questionamentos de afirmação e concretização de
valores. Os romances escritos neste contexto resultaram
em retratos da vida social e individual cotidiana e
servem como instrumentos de análise histórica da
sociedade.

Cacau (1933), Suor (1934), Jubiabá (1935) e Capitães de
Areia (1937) são obras do escritor baiano que se tornaram
populares em terras lusitanas por fazerem reivindicações
de mudanças no âmbito social. Bergamo compara estas
obras aos romances neo-realistas portugueses Gaibéus, de
Alves Redol, Esteiros, de Joaquim Soeiro Pereira Gomes,
Casa de Malta, de Fernando Namora e Cerromaior, de Manuel
da Fonseca, publicados nos anos 40.

Ficção e convicção proporciona conhecer a
importância de Jorge Amado para o desenvolvimento do neo-
realismo português, que encontrou em seus livros a
oportunidade de captar o movimento dialético da sociedade
lusitana em seus diversos aspectos e problemas
específicos.

O AUTOR - Edvaldo Bergamo é licenciado,
mestre e doutor em Letras pela Unesp, campus de Assis.
Atualmente é docente da Universidade Federal de Goiás,
onde desenvolve pesquisa e orienta alunos de graduação na
área de Literatura, História e Autoritarismo.

UM LANÇAMENTO


publicado por o editor às 12:53
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds