Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

MOSTRA DE FILMES POLONESES

(por ocasião do Centenário do Cinema Polonês)

De 17 a 30 de abril de 2009

Organizadores:

Instituto Polonês de Arte Cinematográfica

Ministério das Relações Exteriores da República da Polônia

Embaixada da República da Polônia no Brasil

Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba
 

Local: Cinemateca de Curitiba

Rua Carlos Cavalcanti, 1174

Legendas em português

Entrada franca

 

Pela primeira vez o Brasil recebe uma Mostra que abrange cem anos da cinematografia polonesa e que percorrerá 10 cidades brasileiras até o mês de julho, reunindo 14 filmes, a maioria dos quais inéditos no Brasil. Todos os filmes são legendados e serão exibidos em duas sessões ( tarde e noite.)

A partir da Escola de Lodz, os filmes poloneses influenciaram toda a cinematografia européia com nomes representativos, além de Roman Polanski, Andrzej Wajda, Krzysztof Kieslowski, mais conhecidos do público brasileiro. Os filmes selecionados representam as mais importantes tendências do cinema na Polônia, e integram o Centenário da Cinematografia Polonesa. É uma oportunidade para o público curitibano aprofundar o seu interesse por esta cinematografia.

ABERTURA

Dia 17, às 20h:

JASMINUM (Jaśminum) – Polônia, 2006, colorido, 107’. Direção e roteiro: Jan Jakub Kolski.

Direção de fotografia: Krzysztof Ptak.

Direção de arte: Joanna Doroszkiewicz.

Música: Zygmunt Konieczny.

Direção sonora: Jacek Hamela.

Edição: Witold Chominski.

Direção de produção: Grazyna Kozlowska / Andrzej Besztak.

Elenco: Janusz Gajos ( irmão Salubre), Grazyna Blecka-Kolska (Natasha), Wiktoria Grasiewska (Eugênia, filha da Natasha), Adam Ferency (padre Kleofas, abade do mosteiro), Krzysztof Pieczynski (irmão Azereiro) e outros.

O mundo do mosteiro do sec. XVII no limiar entre a realidade e o conto de fada. Três irmãos soltam cheiros: de azereiro, de ameixa e de cereja. O abade acredita que um deles é um santo previsto pela antiga profecia, pois os cheiros têm o poder de acordar nas pessoas uma louca paixão. Um dia no mosteiro aparece Natasha - uma jovem restauradora de arte com uma filha de 5 anos, a Gienia, e através dela será desvendada a chave da lenda.
 

Dia 18, às 16h:

Reprise do filme Jasminum.

Às 20h:

O MEIRINHO (Komornik) – Polônia,2005, colorido, 93’. Direção: Feliks Falk.

Roteiro: Grzegorz Loszewski.

Direção de fotografia: Bartosz Prokopowicz.

Direção de arte: Anna Wunderlich.

Música: Bartlomiej Gliniak.

Direção sonora: Maria Chilarecka-Barczynska/Aleksander Musialowski.

Edição: Krzysztof Szpetmanski.

Direção de produção: Pawe Gabrys

Elenco: Andrzej Chyra (oficial de justiça Lucian Bohme), Malgorzata Kozuchowska (advogada Anna Zenke), Kinga Preis (enfermeira Gosia Bednarek), Grzegorz Wojdon (assistente do Lucian, Jasiek Marczak), Jan Frycz (diretor Chudy) e outros.

Lucian Bohme, um jovem oficial de justiça, eficiente e cruel trabalha em uma zona pobre e com muitos desempregados. Lucian está demais ocupado com sua carreira para dar atenção aos sentimentos e dores alheias. Sua eficácia lhe traz lucros significativos, mas também a inveja. A insensibilidade de Lucian termina quando por sua causa um jovem se suicida no saguão do Tribunal e uma antiga paixão cruza a sua vida.

 

Dia 19, às 16h:

Reprise de O Meirinho

Às 20h:

LEIDIS (Lejdis) – Polônia, 2008, colorido, 134’. Direção: Tomasz Konecki.

Roteiro: Andrzej Saramonowicz/Anna Andrychowicz-Slowik,/Malgorzata Saramonowicz/Ewa Sienkiewicz/Hanna Wesierska.

Direção de fotografia: Tomasz Madejski.

Direção de arte: Przemyslaw Kowalski.

Música: Hadrian Filip Tabecki.

Direção sonora: Wieslaw Znyk/Jacek Hamela.

Edição: Jaroslaw Barzan.

Direção de produção: Wieslaw Lysakowski/Robert Feluch.

Elenco: Iza Kuna (Goska, advogada), Edyta Olszówka (Lucia, professora), Magdalena Rózczka (M nia Kochanowska, milionária), Anna Dereszowska (Karolina Korbowicz "Korba"), Piotr Adamczyk (Artur, marido daGozka) e outros.

Ambientada na cidade grande, esta comédia gira em torno da vida íntima de quatro mulheres e suas relações com os homens. Amigas desde a infância, mantêm desde então o costume de realizar o Réveillon fora de época, quando dividem os sonhos para o ano novo. A vontade de ter um filho, ter seios maiores, casar ou ser eternamente solteira são alguns de seus sonhos que desvendarão um pouco do mistério feminino.

Dia 20, às 16h:

Reprise de Leidis

Às 20h:

A DÍVIDA (Dług) – Polônia,1999, colorido, 97’. Direção: Krzysztof Krauze.

Roteiro: Krzysztof Krauze / Jerzy Morawski.

Direção de fotografia: Bartosz Prokopowicz.

Direção de arte: Magdalena Dipont.

Música: Micha Urbaniak.

Direção sonora: Wieslaw Znyk.

Edição: Krzysztof Szpetmanski.

Direção de produção: Tadeusz Drewno.

Elenco: Robert Gonera (Adam Borecki), Jacek Borcuch (Stefan Kowalczyk), Andrzej Chyra (Gerard Nowak), Cezary Kosi ski (Tadeusz Frei), Joanna Szurmiej (Basia, a noiva do Adam) e outros.

Baseado em fatos verídicos, este filme retrata a trágica história de dois jovens, Adam e Stefan, sócios que querem abrir um negócio promissor. Um encontro acidental põe em seu caminho Gerard, ex-colega de pátio de Stefan, que se oferece para ajudá-los.

Dia 21, às 16h:

Reprise de A Dívida
 

Às 20h:

TRUQUES (Sztuczki) –Polônia, 2007, colorido, 95’. Direção e roteiro: Andrzej Jakimowski.

Direção de fotografia: Adam Bajerski.

Direção de arte: Ewa Jakimowska.

Música: Tomasz Gassowski.

Direção sonora: Maria Chilarecka / Aleksander Musialowski.

Edição: Cezary Grzesiuk.

Direção de produção: Mariusz Mielczarek.

Elenco: Damian Ul (Stefek), Ewelina Walendziak (Elka, irmã do Stefek), Tomasz Sapryk (pai do Stefek e da Elka), Rafa Gu niczak (Jerzy), Iwona Fornalczyk (mãe do Stefek e da Elka) e outros.

Stefek, um menino de 6 anos e sua irmã Elka, de 17 anos, acreditam que o destino pode ser conduzido por seus truques e enfrentam desafios para tentar se reaproximar de seu pai.
 

Dia 22, às 16h:

Reprise de Truques

Às 20h:

PRAÇA DO SALVADOR (Plac Zbawiciela) – Polônia, 2006, colorido, 105’. Direção e roteiro: Joanna Kos-Krauze/Krzysztof Krauze.

Direção de fotografia: Wojciech Staron.

Direção de arte: Monika Sajko-Gradowska.

Música: Pawe Szymanski.

Direção sonora: Nikodem Wolk-Laniewski.

Edição: Krzysztof Szpetmanski.

Direção de produção: Jan Kaczmarski.

Elenco:Jowita Budnik (Beata Zieli ska), Arkadiusz Janiczek (Bartek Zielinski, marido da Beata), Ewa Wencel (Teresa Zieli ska, mãe do Bartek), Dawid Gudejko (Dawid Zieli ski, filho da Beata e Bartek), Natan Gudejko (Adrian Zielinski, filho da Beata e Bartek) e outros.

Drama familiar baseado em fatos reais. Beata e Bartek Zielinski, pais de dois filhos se mudam para a casa da mãe de Bartek, Teresa, que não esconde sua aversão pela nora, Beata. Dívidas e problemas domésticos vão afastar o casal e levar Beata a uma séria depressão.
 

Dia 23, às 16h:

Reprise do filme Praça do Salvador
 

Às 20h:

SEXMISSÃO (Seksmisja) – Polônia,1983, colorido, 116’. Direção e roteiro: Juliusz Machulski.

Direção de fotografia: Jerzy Lukaszewicz.

Direção de arte: Janusz Sosnowski.

Direção de música: Henryk Kuzniak.

Direção sonora: Marek Wronko.

Edição: Miroslawa Garlicka.

Direção de produção: Andrzej Soltysik.

Elenco:Olgierd Lukaszewicz (Albert Starski), Jerzy Stuhr

(Maks Paradys), Bozena Stryjkówna (Lamia Reno - "Archeo"), Boguslawa Pawelec (Emma Dax - "Genetix"), Hanna Stankówna (Tekla, chefa do "Genetix") e outros.

Lançada em pleno regime comunista, é uma comédia encenada em um ambiente futurista, com pitadas de humor e sexo. Sexmissão é mais que uma sátira ao feminismo. È, sobretudo, uma inteligente e sutil crítica aos regimes totalitários. Maks e Albert, voluntários em um experimento de hibernação, acordam em 2044 em um mundo subterrâneo, sendo os únicos homens sobreviventes, depois que o gene masculino foi exterminado acidentalmente em uma guerra nuclear. Agora, estas duas cobaias masculinas encontradas em uma escavação arqueológica, na sua busca de liberdade, irão provocar muita confusão em um mundo só de mulheres.

 

Dia 24, às 16h:

Reprise de Sexmissão

Às 20h:

INTERROGATÓRIO (Przesłuchanie) – Polônia,1982, colorido, 111’. Direção e roteiro: Ryszard Bugajski.

Direção de fotografia: Jacek Petrycki.

Direção de arte: Janusz Sosnowski.

Consultoria musical: Agnieszka Hundziak.

Direção sonora: Danuta Zankowska.

Edição: Katarzyna Maciejko.

Direção de produção: Tadeusz Drewno.

Elenco: Krystyna Janda (Antonina Dziwisz), Adam Ferency (Tadeusz Morawski), Janusz Gajos (major "dos banheiros"), Agnieszka Holland (Witkowska), Anna Romantowska (Mira Szajnert) e outros.

Definido como ”o filme mais anticomunista da história da Polônia socialista", conta a história de Antonina Dziwisz - atriz de classe média que viaja com o grupo realizando espetáculos para trabalhadores em pequenos vilarejos. Envolvida em um processo de delação, vai presa para acusar um colega do grupo.
 

Dia 25, às 16h:

Reprise de Interrogatório

Às 20h:

MIMETISMO (Barwy ochronne) – Polônia, 1976, colorido, 96’ Direção e roteiro: Krzysztof Zanussi.

Direção de fotografia: Edward Klosinski.

Direção de arte: Tadeusz Wybult.

Música: Wojciech Kilar.

Direção sonora: Wieslawa Dembinska.

Edição: Urszula Sliwinska.

Direção de produção: Tadeusz Drewno.

Elenco: Piotr Garlicki (licenciado Jaroslaw Kruszynski, secretário do acampamento),

Zbigniew Zapasiewicz (docente Jakub Szelestowski), Christine Paul (Nelly Livington-

Pawluk, a estudante), Mariusz Dmochowski (o vice-reitor Boleslaw), Wojciech Alaborski (docente Kiszewski de Wroclaw) e outros.

O conformismo da intelligentsia polonesa é o tema deste filme que se passa em um acampamento universitário onde o jovem Jaroslaw Kruszynski, encarregado dos assuntos organizacionais, tenta tratar os estudantes com igualdade e parceria, garantindo o bom andamento do Concurso de Trabalhos Científicos de jovens lingüistas, que freqüentam o acampamento.

 

Dia 26, às 16h:

Reprise de Mimetismo
 

Às 20h:

HOTEL PACÍFICO (Zaklęte rewiry). Polônia/Checoslováquia– 1975, colorido, 95’. Direção: Janusz Majewski.

Roteiro: Pavel Hajný .

Direção de fotografia: Miroslav Ondek.

Direção de arte: Tadeusz Wybult / Milan Nejedlý.

Música: Jerzy Matuszkiewicz.

Direção sonora: Stanisaw Piotrowski.

Edição: Elzbieta Kurkowska.

Direção de produção: Tadeusz Drewno/Jan Suster

Elenco:.Marek Kondrat (Roman Boryczko), Roman Wilhelmi (Robert Fornalski), Roman Skamene (Fritz), Cestmir Randa (Pancer), Michal Pawlicki (Albin) e outros.

Baseado no romance do início do sec. XIX de Tadeusz Kurtyk, conhecido como Henryk Worcell. O jovem Roman começa a trabalhar como um lavador de pratos em um grande restaurante dos anos 30. Para subir na vida precisa trabalhar duro e suportar a dor, humilhações e tomar decisões difíceis.
 

Dia 27, às 16h:

Reprise de Hotel Pacífico
 

Às 20h:

TERRA PROMETIDA (Ziemia obiecana) – 1974, colorido, 179’. Direção e roteiro: Andrzej Wajda.

Direção de fotografia: Witold Sobocinski/Edward Kosinski/Wacaw Dybowski.

Direção de arte: Tadeusz Kosarewicz.

Música: Wojciech Kilar.

Direção sonora: Krzysztof Wodzinski/Leszek Wronko.

Edição: Halina Prugar, Zofia Dwornik.

Direção de produção: Barbara Pec- Slesicka/Janina Krassowska.

Elenco:. Daniel Olbrychski (Karol Borowiecki), Wojciech Pszoniak (Moryc

Welt), Andrzej Seweryn (Maks Baum), Kalina Jedrusik (Lucy Zuckerowa), Anna

Nehrebecka (Anka) e outros.

O jovem engenheiro polonês, Karol Borowiecki, trabalha numa fábrica sonhando em ter seu próprio negócio, como seus amigos Moryc Welt, jovem comerciante judeu e Maks Baum, um alemão, filho do proprietário de uma velha tecelagem. Todos querem realizar seus sonhos aproveitando a notícia do aumento dos impostos sobre o algodão. A tarefa vai ficando difícil com a resistência dos fabricantes de Lodz, que têm medo da concorrência.
 

Dia 28, às 16h:

Reprise de Terra Prometida

Às 20h:

O FARAÓ (Faraon) – Polônia, 1965, colorido, 175’. Direção: Jerzy Kawalerowicz

Roteiro: Tadeusz Konwicki/Jerzy Kawalerowicz.

Direção de fotografia: Jerzy Wójcik/Wieslaw Zdort.

Direção de arte: Jerzy Skrzepinski.

Música: Adam Walaciski.

Direção sonora: Stanisaw Piotrowski.

Edição: Wieslawa Otocka.

Direção de produção: Ludwik Hager.

Elenco:Jerzy Zelnik (Ramsés III, Lykon),Wieslawa Mazurkiewicz (a rainha Nikotris, a mãe do Ramsés XIII), Barbara Brylska (Kama, amante de Ramsés a sacerdotisa fenícia), Ewa Krzyzewska (Hebron), Piotr Pawlowski (Herhor) e outros.

Ambientado no antigo Egito, conta a história das tropas do jovem Ramsés que são paradas pelo sacerdote Herhor, quando vê na areia dois besouros - imagens sagradas do Deus do Sol, Amon. Para desviar dos besouros, a tropas devem esperar que um canal seja cavado por escravos. A luta pelo poder entre Ramsés e os sacerdotes egípcios é o fio condutor deste filme indicado para o Oscar.
 

Dia 29, às 16h:

Reprise de O Faraó
 

Às 20h:

TCHAU, ATÉ AMANHA (Do widzenia, do jutra) - Polônia, 1960, p/b, 80’. Direção: Janusz Morgenstern.

Roteiro: Zbigniew Cybulski/Bogumil Kobiela/Wilhelm Mach.

Direção de fotografia:Jan Laskowski.

Direção de arte: Roman Mann.

Música: Krzysztof Komeda.

Direção sonora: Tadeusz Altman.

Edição: Janina Niedzwiecka.

Direção de produção: Jerzy Rutowicz.

Elenco: Zbigniew Cybulski (Jacek), Teresa Tuszynska (Margueritte), Grazyna Muszynska (Joasia), Barbara Baranowska (moça do bar),Wlodzimierz Bielicki (conhecido do Jacek, adorador de Margueritte) e outros.

Os grupos de teatro estudantis da Gdank nos anos 50 são o tema deste filme que conta a história romântica de Jacek e Margueritte, tendo como inspiração os filmes da nouvelle vague francesa que começavam a fazer sucesso na Europa.

Dia 30, às 16h:

Reprise de Tchau, até Amanhã
 

Às 20h:

O HOMEM OBSTINADO (Mocny człowiek) - 1929, filme mudo – 78’. Direção de Henryk Szaro.

Roteiro: Jerzy Braun/Henryk Szaro

Direção de fotografia: Giovanni Vitrotti.

Direção de arte: Hans Rouc.

Música: Maciej Malenczuk.

Direção de produção: Marek Libkow.

Elenco: Grigorij Chmara (Henryk Bielecki), Agnes Kuck (Lúcia, a amante do Henryk), Julian Krzewinski (Liguenza, o fazendeiro), Maria Majdrowicz (Nina, esposa do Liguenza),Artur Socha (o literário Jerzy Górski) e outros.

Henryk Bielecki é um homem obstinado, que busca a glória e o dinheiro a qualquer preço. O filme, que representa o período mudo do cinema polonês, foi restaurado e tem música composta por um dos mais conhecidos artistas poloneses, Maciej Maleñczuk.


publicado por o editor às 13:06
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds