Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Entre a corte e a cidade


Entre a corte e a cidade
de
Sérgio Barra

312 páginas

UMA OBRA MAGNÍFICA MOSTRANDO O OUTRO RIO DE JANEIRO NO PERÍODO DA CHEGA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL.

Entre a Corte e a Cidade: O Rio de Janeiro no tempo do rei (1808-1821) encerra as comemorações dos 200 anos da vinda da Família Real portuguesa para o Brasil. O livro de Sérgio Barra retrata as modificações ocorridas numa cidade que se preparava para ser o centro do Império português: além das obras para instalar a Família Real e a Corte, era todo um espaço urbano, espaço comum, de ruas, comércio, e, ainda, de costumes, de comportamentos, que se via obrigado a modificar-se e habituar-se aos novos moradores. O ideal de Civilização europeu chegava ao Rio de Janeiro, condenando velhos hábitos e inaugurando novos: freqüentar a Ópera, por exemplo.

A velha colônia, no entanto, tinha uma organização social bastante diferente da metrópole, e não parecia interessante ao poder que se instalava modificar a estrutura estabelecida, a condição dos negros, escravos ou livres, e de outros setores subalternos. Para estas pessoas, cujo espaço por excelência era a rua, livre, gratuita, próxima — e que formavam o que o autor chama de Cidade — não se abriam novas opções de sociabilidade: viam passar a Corte.

É neste lugar — de passagem, para a Corte, e de permanência, para a Cidade — que se estabelecem inevitáveis relações, gerando contatos e trocas culturais. É nas ruas da cidade do Rio de Janeiro que se começa a criar uma cultura urbana própria do Brasil, derivada da interação entre as culturas de diversas nações, de diferentes formas de organização social e política, e da mistura de todas elas, por parte dos antigos e dos novos habitantes, de um lugar ao mesmo tempo dividido e único, que se tornava o centro de um Império.

Lançado em co-edição com a Prefeitura do Rio de Janeiro por meio da Comissão D. João VI, projeto coordenado pelo acadêmico Alberto da Costa e Silva.

um lançamento




 

publicado por o editor às 13:05
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds