Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Searle reconcilia a filosofia e a ciência





Liberdade e Neurobiologia: reflexões sobre


o livre-arbítrio, a linguagem e o poder político


de John R. Searle


Páginas - 104






O filósofo norte-americano John R. Searle é conhecido por


seus trabalhos de exploração daquilo que o senso comum


chama de "mundo real". Também é famosa sua crença na


racionalidade e na objetividade, defendendo que o mundo é


um fato real passível de ser conhecido pela ciência, não


um universo abstrato construído por meio de jogos de


palavras, polemizando com autores como Jacques Derrida.



Liberdade e Neurobiologia: reflexões sobre o livre-


arbítrio, a linguagem e o poder político, recém-


lançado pela Editora Unesp, além de constituir uma boa


introdução às contribuições de Searle para a filosofia da


mente, da linguagem e suas implicações sociais, também


avança por um dos problemas filosóficos mais


persistentes, a questão do livre-arbítrio e o conceito de


consciência. Fruto de duas palestras proferidas em Paris


em 2001, o livro investiga ainda as relações entre


linguagem e poder político e os avanços históricos do


conceito de liberdade humana a partir das perspectivas


filosófica e neurobiológica.



Em sua reflexão sobre o livre-arbítrio, parte da noção de


que "por um lado, fazemos a experiência da liberdade; por


outro, temos dificuldade em renunciar à idéia de que todo


conhecimento tem sua causa". Desta forma, lança um olhar


aprofundado para a questão, levando em consideração


concepções de causalidade e determinismo para desvendar


as contradições existentes e as "falsas pressuposições"


que norteiam as análises mais correntes sobre o livre-


arbítrio.



Searle aprofunda em Liberdade e Neurobiologia sua


reflexão em torno da ontologia do poder, esclarecendo que


o cerne da análise é a questão de como conciliar a


concepção que temos de nós mesmos - de homens


conscientes, livres sociais e políticos - com o universo


no qual estamos inseridos e é constituído por partículas


físicas destituídas de inteligência. E, com o apropriado


exame filosófico da linguagem, teríamos potencialmente a


capacidade de considerar a totalidade do mundo,


reconciliando esta idéia de que temos de nós mesmos com


os conhecimentos físicos, químicos e biológicos.



Sobre o autor - John R. Searle é professor da


Universidade de Berkeley, na Califórnia (EUA), destacado


discípulo de Austin e se dedica a estudos sobre a


Filosofia da Mente. Entre seus livros, encontram-se


traduzidos para o português A redescoberta da mente,


Expressão e significado, O mistério da consciência,


Intencionalidade e Mente, linguagem e sociedade.



UM LANÇAMENTO


 

publicado por o editor às 00:05
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds