Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

SINAL FECHADO OUTRA VEZ.







Sinal Fechado: a música popular brasileira sob censura (1937-45/1969-78)
de Alberto Moby Ribeiro da Silva
2ª edição
226 páginas


A edição “mantém as reflexões originais, que continuam atuais – ou, pelo menos, não encontraram ainda outro pesquisador que se tenha prestado a discuti-las, criticá-las e/ou aprofundá-las a ponto de se converterem em contribuições significativas para a historiografia brasileira sobre o tema.” Alberto Moby Ribeiro da Silva


Desde que lançou Sinal Fechado: a música popular brasileira sob censura (1937-45/1969-78), em 1994, o jornalista-historiador Alberto Moby Ribeiro da Silva não parou de receber perguntas sobre quando o livro, rapidamente esgotado, seria reeditado. Treze anos depois, a Editora Apicuri dá a resposta positiva para a tão esperada “nova edição”, que cede à tentação autor de mencionar trabalhos mais recentes, sem os quais pensar o tema hoje em dia seria, segundo ele, uma tarefa incompleta.

APRESENTAÇÃO DA OBRA NAS PALAVRAS DO AUTOR

No Brasil, a música popular, provavelmente mais do qualquer outra manifestação cultural, por sua ampla penetração na camada média urbana da população, tem tido papel fundamental na formação de uma identidade nacional. Por isso, em sua face mais autoritária, o Estado brasileiro dedicou a ela especial atenção, vendo-a ora como instrumento de ação política e propaganda ideológica, ora como obstáculo à sua concretização.

Sinal Fechado é um estudo comparativo dos dois períodos em que, no século XX, o Estado brasileiro se apresentou explicitamente à sociedade como autoritário – o Estado Novo, de 1937 a 1945, e o regime militar pós-1964, particularmente durante a vigência do Ato Institucional n° 5, entre 1969 e 1978 –, através das suas relações com a música popular. No livro é analisada a censura estatal à música popular brasileira, demonstrando que, em sua relação com a indústria fonográfica e de espetáculos, com os cantores e compositores e com o público ouvinte, o Estado Novo foi capaz de cooptar o mundo musical com o objetivo de transformá-lo em porta-voz de seu projeto de um “Brasil Novo”, enquanto ao regime militar coube lançar mão da violência da coerção, com o objetivo de silenciar qualquer músico que pudesse representar um obstáculo a seus objetivos políticos.

Entre os elementos inovadores de Sinal Fechado, vale destacar a discussão sobre a sigla MPB, durante a ditadura militar, que é vista pelo autor não simplesmente como abreviatura da expressão música popular brasileira, mas como uma espécie de “movimento” de resistência cultural ao regime, em torno do qual se agrupou (ainda que não necessariamente de forma intencional e programática) uma quantidade expressiva de compositores, cantores e músicos e também parte significativa de seus públicos. Neste sentido, o “movimento” MPB não definiria nenhum ritmo, nenhum estilo musical em particular e nem sequer uma temática específica, mas uma vontade de jogar “no campo do adversário”, como dizia o compositor e cantor Gonzaguinha na música Geraldinos e arquibaldos, de 1975.

SOBRE O AUTOR

Alberto Moby Ribeiro da Silva é carioca, jornalista, licenciado em História, mestre e doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense.
um lançamento da
 

 


publicado por o editor às 04:11
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds