Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2017

APÓS SHOWS COM INGRESSOS ESGOTADOS, METÁ METÁ VOLTA A CURITIBA COM REPERTÓRIO DE ÁLBUM PREMIADO

 

 

Disco MM3 foi eleito um dos melhores de 2016. Grupo se apresenta no palco da Arnica Cultural no dia 22 de janeiro

 

A banda paulista Metá Metá volta a se apresentar em Curitiba. O grupo faz show na Arnica Cultural no dia 22 de janeiro, domingo, com o repertório do elogiado álbum “MM3”, além de faixas de seus trabalhos anteriores. Este será o primeiro retorno dos músicos à capital paranaense após duas apresentações com ingressos esgotados em 2016.

 

“MM3” foi lançado de surpresa em maio do ano passado. Após algumas apresentações no Brasil, o grupo logo partiu para uma longa turnê por vários países da Europa, onde receberam inúmeros elogios da imprensa especializada. Não à toa, o disco foi citado em diversas listas internacionais que reuniram os melhores lançamentos de 2016. Por aqui, além das tradicionais listas de fim de ano, a banda recebeu o prestigiado prêmio da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, como melhor disco do ano.

 

Curiosidade

Essa será a primeira apresentação do Metá Metá em Curitiba fora do Teatro do Paiol. A banda, que vem à cidade frequentemente há alguns anos, sempre esteve no tradicional palco redondo do teatro. Dessa vez, o público curitibano poderá conferir o show de pé.

 

MM3

Em MM3, o Metá Metá apresenta um novo caminho, com fortes influências da África do Norte, de países como Marrocos, Etiópia, Niger e Mali. O disco foi gravado ao vivo durante em três dias e traz em sua sonoridade muita flexibilidade, dinâmica e improvisação, buscando ser fiel à sensação de êxtase, catarse e transe que o grupo transmite em seus shows.

 

A gravação conta com a colaboração dos músicos Marcelo Cabral (baixo) e Sergio Machado (bateria) na execução e criação dos arranjos, e apresenta canções em parcerias com compositores como Rodrigo Campos e Siba. As faixas foram mixadas por Gustavo Lenza e masterizado por Felipe Tichauer.

 

Trajetória

Metá Metá é o centro de uma cena musical na cidade de São Paulo, na qual artistas de um mesmo núcleo, como Romulo Fróes, Rodrigo Campos e Passo Torto, trabalham de forma colaborativa. Esse núcleo criativo lançou em cinco anos cerca de 30 discos, além de colaborar com artistas como Tony Allen, Criolo, Tom Zé e Elza Soares.

 

No primeiro disco, Metá Metá (2011), a banda mostrava um som minimalista, com poucos instrumentos, combinando polifonia e silêncio. No segundo álbum MetaL MetaL (2012), o grupo radicalizou a sonoridade e promoveu a interseção de vários elementos, como música brasileira, africana, latina, free jazz, punk rock e avant-garde. O álbum arrancou elogios de publicações como The Guardian, The Independent, Rolling Stone, The Wire, Les Inrockuptibles e Libération. O grupo passou por importante festivais europeus como Roskilde, Transmusicales e Mawazine.

 

Serviço:

Música: Metá Metá em Curitiba

Data: 22 de janeiro, domingo

Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia)

Local: Arnica Cultural - Rua Otelo Queirolo, 237, Bigorrilho - Curitiba, PR

Vendas online: https://www.sympla.com.br/meta-meta-em-curitiba---2201-na-arnica-cultural__110387

Produção: Santa Produção e Fineza Comunicação e Cultura

Apoio: Arnica Cultural, Farnel, A Caiçara

 

publicado por o editor às 15:33
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Novembro de 2016

KAROL CONKA CONVIDA TÁSSIA REIS E JANINE MATHIAS PARA PROJETO INÉDITO EM CURITIBA

 

 

Parceria contará com gravação de faixa inédita, além de quatro shows no mês de novembro

 

 

 

Curitiba será palco de um encontro inédito: as cantoras e compositoras Karol Conka, Tássia Reis e Janine Mathias vão se reunir na cidade durante o mês de novembro para compor e gravar uma faixa, além de realizar uma temporada de quatro shows pensados exclusivamente para este projeto. O encerramento será na tarde do dia 19 de novembro (sábado), com uma apresentação gratuita na Boca Maldita.

 

A ideia do projeto surgiu da curitibana Karol Conka. O plano era juntar duas de suas colegas para criar um show inédito. De quebra, vão compor e gravar em parceria uma nova faixa. A batida ficará a cargo do também curitibano Boss in Drama, cuja amizade com Karol já rendeu os sucessos Toda doida e Lista VIP. A direção musical será de Marcelo Cabral, músico e produtor dos últimos três álbuns do Criolo.

 

O resultado dos ensaios será apresentado em quatro shows em Curitiba: um no Teatro do Paiol, um no bairro Cajuru e outro no Boqueirão, bairro onde Karol viveu a infância e adolescência. Estes três primeiros serão destinados a estudantes da Rede Pública e não serão abertos ao público em geral. O quarto, a ser realizado na Boca Maldita, fará parte do programação do Tijucão Cultural e deve receber boa parte dos milhares de fãs curitibanos do trio.

 

O projeto foi contemplado pelo Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba, e conta com o incentivo da Caixa Econômica Federal.

 

Karol Conka

Prestes a lançar seu aguardado segundo álbum, Karol Conka vive o melhor momento de sua carreira. Com turnês pela Europa e Ásia, shows lotados em todo o Brasil, milhões de visualizações em seus clipes, sucessos recentes como Tombei e É o poder, e a apresentação na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a rapper curitibana volta à cidade onde nasceu e se consolidou como cantora e compositora.

 

O novo disco sai em breve, com produção da dupla Tropkillaz, pelo selo Buuum Trax – Skol Music. Recentemente, lançou a primeira música de seu novo trabalho. A faixa Maracutaia ganhou clipe com a participação de Taís Araújo e Lázaro Ramos. Seu primeiro álbum, Batuk freak, lançado em 2013, ganhou o mundo, tendo sido lançado na Europa e conquistou críticas positivas da imprensa do Velho Continente, bem como nos Estados Unidos.

 

Tássia Reis

Acostumada a ouvir Clara Nunes por influência da mãe, Jackson 5 do pai e os raps de Sabotage, RZO, Expressão Ativa e Racionais MCs por força do irmão, a paulista Tássia Reis passou a escrever textos que já vinham acompanhados de melodias, com propostas de harmonias e arranjos. Sua primeira investida em estúdio resultou no single Meu rapjazz, cujo clipe com 10 mil visualizações em apenas um dia mostrou que ela estava no caminho certo.

 

Com o passar do tempo, sua participação em projetos foi crescendo. Foi convidada para cantar com Marcelo D2, gravou com Izzy Gordon, fez shows com a banda de jazzrap Mental Abstrato, foi para o universo das rimas femininas no projeto Rimas e Melodias, entrou para a discussão de gêneros que sempre propôs no Salada de Frutas. Sua posição política a levou a novas composições, que culminaram no álbum Outra esfera, lançado recentemente.

 

Janine Mathias

A cantora e compositora Janine Mathias é filha de sambista do berço boêmio de Brasília, cidade onde nasceu. Radicada em Curitiba desde 2009, foi no rap em que fez sua morada. Sua voz rouca em cima de beats e grooves, ela se dedica ao que chama de soul-rap. Em 2012, lançou o EP Eu quero mergulhar, tendo ainda clipes e singles divulgados durante os últimos anos. Já se apresentou ao lado de artistas nacionais e internacionais, como Akua Naru, Mamy The Miss Skills, Gól Wayne, Tássia Reis, As Bahias e a Cozinha Mineira, Aláfia, Michele Mara, entre outros.

 

Desde 2014 comanda o já tradicional Samba da Nega, festa que em quase 50 edições soma um público de aproximadamente cinco mil pessoas. Mais recentemente, ajudou a formar a Orquestra Friorenta, banda que reuniu talentos de Curitiba e rapidamente tornou-se referência na cidade, com shows lotados.

 

 

 

Serviço:

Música: Karol Conka, Tássia Reis e Janine Mathias

Data: 17 e 18 de novembro (shows fechados no Teatro do Paiol, no Cajuru e Boqueirão)

Data: 19 de novembro de 2016

Local: Boca Maldita – Centro – Curitiba (PR)

Hora: sábado, às 16h20

Entrada grátis

 

publicado por o editor às 18:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Agosto de 2016

MURAL DE 216 METROS QUADRADOS COMEÇA A DAR COR AO MOINHO REBOUÇAS

 

 

 

 
Obra do artista goiano Wes Gama será realizada durante uma semana e relembra as origens indígenas de Curitiba
 
 
 
Em poucos dias, a paisagem do bairro Rebouças vai ganhar cores vibrantes - mais precisamente uma das paredes do Moinho Rebouças, sede atual da Fundação Cultural de Curitiba. Isso porque o artista visual goiano Wes Gama está preparando um grande mural no local, de 216 m², retratando dois índios brasileiros correndo.
 
Batizado de O povo brasileiro, o mural começa a ganhar forma no dia 17 de agosto (quarta-feira) e segue em produção até sexta-feira, dia 21. O título faz referência ao livro homônimo do antropólogo Darcy Ribeiro e ao momento em que o país recebe os Jogos Olímpicos. A escolha em colorir as paredes com índios surgiu após pesquisa de Wes, que se deparou com a informação de que Curitiba tem, em sua origem, os povos indígenas - a tribo Tingui.
 
"No livro, Darcy Ribeiro diz que o povo que não conhece ou então ignora as suas raízes culturais acaba correndo o risco de não avaliar corretamente a sua realidade. Acho que é um bom momento para relembrarmos essa reflexão. Por isso, a ideia de retratar as nossas origens", explica.
 
 
O artista
Wes Gama é ilustrador e muralista, tem 28 anos e desde os 12 faz intervenções urbanas na periferia de Goiânia (GO). O trabalho do artista é focado na preservação da natureza e na valorização do povo simples que vive nas roças e vilarejos do Brasil. A representação humana reflete valores adquiridos durante o período em que o artista morou no interior de Goiás, onde passou a ter contato direto com o cerrado e com os Kalungas, povo quilombola que habita a região da Chapada dos Veadeiros há mais de 300 anos.

O goiano pintou murais e realizou oficinas, seja de forma independente ou para grandes marcas em diversas cidades. Já participou de exposições coletivas e individuais. Durante sua estadia em Curitiba, além da obra no Moinho Rebouças, realizará murais autorais e comerciais.
 
O projeto
Com produção da Mucha Tinta, este projeto foi incentivado via MINC e ganhador do Prêmio Arte Monumento Brasil O Prêmio Arte Monumento Brasil 2016 é realizado pela Funarte, em parceria com o Ministério da Cultura e a Subchefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República.
 
Exposição em Curitiba
Wes Gama aproveita a passagem por Curitiba para abrir uma exposição individual com algumas de suas obras. A mostra inicia no dia 25 de agosto (quinta-feira) e vai até o fim de outubro, no Bistronauta. O artista selecionou vários suportes para a exposição, contando com lambe-lambes, madeiras pintadas, adesivos, imãs, backlights e papéis de parede. O evento contará com show da cantora e compositora Bruna Lucchesi.
 
Serviço:
Artes visuais: Pintura do mural O povo brasileiro, de Wes Gama
Local: Moinho Rebouças / Fundação Cultural de Curitiba - Rua Engenheiros Rebouças, 1732 - Rebouças - Curitiba (PR)
Data: 17 a 21 de agosto de 2016
 
Exposição: Wes Gama
Local: Bristronauta - Av. Vicente Machado, 770 - Centro - Curitiba (PR)
Abertura: 25 de agosto, 20h (quinta-feira)
Visitação: 26 de agosto a 26 de outubro
Horário: De segunda a quarta, 11h30 às 15h. Quinta e sexta, das 11h30 às 15h e 18h à 0h. Sábado, das 12h às 16h e 18h à 0h.
Ingressos: Entrada franca
Informações: (41) 3045-6131

 

 
publicado por o editor às 12:44
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Junho de 2016

PROJETO MÚSICA PRA GENTE MIÚDA PROMOVE TRÊS SHOWS INFANTIS NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 

 

 

Pequeno Cidadão, Angudadá, Filó Machado e Felipe Machado estão na 4edição do mini festival dedicado ao público mirim

 

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta a 4a edição do projeto Música pra gente miúda. De 24 a 26 de junho, três atrações musicais dedicadas ao público infantil trazem seus shows aos curitibanos mirins: Pequeno Cidadão, a dupla Filó Machado e Felipe Machado, e Angudadá.

 

A ideia do projeto é fomentar a difusão e produção de espetáculos musicais para os pequenos e levar uma programação artística de qualidade a esse público. Esta edição será marcada também pela presença de crianças no palco mostrando diferentes vertentes da música popular brasileira.

 

Quem abre a programação é o grupo Pequeno Cidadão, de São Paulo. A trupe é formada por Edgard Scandurra (da banda Ira!), Taciana Barros (Gang 90) e Antonio Pinto (produtor de trilhas para filmes como Central do Brasil e Cidade de Deus). Além deles, seus filhos completam a banda. O show conta com músicas dançantes e animadas, além de malabares, acrobacias, coreografias malucas, vídeos e brincadeiras. As canções vão do pop ao rock psicodélico, com temas do universo infantil como alegrias, dúvidas, bichos, desafios, tristezas, cidadania e amor.

 

No segundo dia, a dupla Filó Machado e Felipe Machado, vô e neto, sobem ao palco para apresentar suas composições. A carreira musical de Felipe começou aos três anos de idade. Fez parte do elenco do musical A Bela e a Fera, além de participar do show do cantor Daniel. Em 2012, começou a ter aulas com o avô, que é multi-instrumentista e arranjador. O trabalho entre os dois rendeu e o duo passou a fazer shows no Brasil e exterior – Japão e Estados Unidos.

 

O projeto encerra no domingo com a apresentação do Angudadá. Formado por por músicos, educadores e produtores culturais, o grupo de Ribeirão Preto (SP) tem um repertório composto predominantemente por canções autorais presentes no disco Pra que tanto carro?! (2013), mas também contempla algumas versões de músicas já consagradas. A ideia da banda é compartilhar com as crianças músicas diferentes das veiculadas pela grande mídia, caminhando no limiar entre o artístico, o poético e o entretenimento.

 

Serviço:

Música: Música pra gente miúda – com Pequeno Cidadão, Filó Machado e Felipe Machado, Angudadá

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: 24 de junho (Pequeno Cidadão), 25 de junho (Filó Machado e Felipe Machado) e 26 de junho (Angudadá)

Hora: sexta-feira às 19h, sábado e domingo às 17h

Ingressos: vendas a partir de 18 de junho (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: livre para todos os públicos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

 

publicado por o editor às 14:25
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Junho de 2016

FESTA "LUZERNA" TEM FANDANGO CAIÇARA AO VIVO E BARREADO NESTE SÁBADO EM CURITIBA  

 


Música, dança e gastronomia do litoral animam evento com entrada franca no Bar do Fogo, a partir das 13h
A cultura e a gastronomia do litoral paranaense sobem a serra e desembarcam em Curitiba no próximo sábado, dia 11 de junho. A Mandicuera, grupo de fandango parnaguara, vai colocar todo mundo para dançar no Bar do Fogo, a partir das 13h. Para completar a festa, o cardápio contará com barreado, cataia e também "Mãe cá Filha" bebida típica do fandango caiçara na Ilha dos Valadares Paranaguá.

Durante toda a tarde, os curitibanos poderão se sentir em nosso litoral ao som da música tradicional e com o aroma do nosso prato típico. Além do cardápio montado especialmente para o evento, quem aparecer poderá também degustar a carta de chopps especiais à venda no local.

MandicueraCom sede na Ilha dos Valadares, a Associação Mandicuera é uma entidade formada por um grupo de pessoas interessadas em revitalizar atividades culturais da região litorânea doestado do Paraná. Tem como lema a preservação e difusão do nosso patrimônio imaterial. Antes de se transformarem em uma associação, estes grupos se reuniam para realizar atividades culturais populares como Fandango, Folia do Divino Espírito Santo, Pau-de-Fitas, Balainhas, Carnaval, Boi-de-Mamão, Terço Cantado, Cavalo de Cesto, comidas e bebidas típicas.

Entre suas iniciativas estão eventos culturais como a Festa do Fandango, Festa do Divino, Pixilhão Prô Fandango, Movimento Caiçara. Fundada em 2004, tem o objetivo de agregar iniciativas que visam a prática, o estudo e a difusão da Cultura Popular Caiçara, sempre tendo como intuito de unir jovens e mestres, crianças e adultos valorizando modos de criar, fazer e viver desses grupos.

Bar do FogoLocalizado no Centro Histórico de Curitiba, o espaço aberto há pouco mais de um ano resgata a história da região. O estabelecimento homenageia o primeiro nome da rua, batizada de Rua do Fogo, ainda no século 18. Com um olho no passado, mas com os dois pés no presente, o local é também um centro cultural. Suas paredes ganharam os traços de alguns dos principais artistas urbanos da cidade, transformando-se em grandes painéis. Além do mais, a cada 15 dias, uma nova exposição é aberta. Em meio às artes visuais, a música também encontra as portas abertas, com apresentações ao vivo de jazz, samba, ritmos tradicionais e contemporâneos.

A variedade de chopps especiais é uma das grandes atrações do espaço, bem como o quentão e os caldos nos dias de frio.

Serviço:
Música: Fandango Caiçara com o Grupo Mandicuera
Local:
 Bar do Fogo - Rua São Francisco, 148 - São Francisco
Data: 11 de junho de 2016 (sábado)
Hora: das 13h às 19h
Entrada franca

 
publicado por o editor às 14:51
link do post | comentar | favorito

PINÓQUIO ENTRA EM CARTAZ NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 

 

 

 
 
Montagem da famosa história infantil conta com manipulação de bonecos, dança e trilha sonora ao vivo
 
A CAIXA Cultural Curitiba apresenta o espetáculo infantil Pinóquio. A peça que conta a história de um boneco de madeira que sonha em ser um menino de verdade fica em cartaz nos dias 18 e 19 de junho, sábado e domingo, às 18h.
 
Pinóquio é um dos personagens mais famosos da literatura infantil em todo o mundo. No romance As aventuras de Pinóquio, do autor italiano Carlo Collodi, escrito em 1883, ele foi esculpido do tronco de uma árvore, pelo marceneiro Gepeto.
 
Na história, que ganhou inúmeras adaptações para cinema, TV, livros e teatro, o boneco ganha vida, mas acaba sendo enganado por dois oportunistas. As aventuras da fuga contam com a participação do Grilo Falante e da Fada Azul, um nariz que cresce ao se contar uma mentira, além da busca por Gepeto, que havia sido engolido por uma baleia.
 
Na montagem do Grupo Obragem, a dramaturgia revela um caminho de crescimento e autoconhecimento, no qual o amor é o dispositivo para muitas transformações. A encenação combina o trabalho de atores e a manipulação de bonecos para apresentar personagens e cenas. A trilha musical é realizada ao vivo e a combinação de dança, música, atores e bonecos desperta os sentidos para uma narrativa emocionante.
 
A companhia
O Grupo Obragem de Teatro foi criado pelos artistas Eduardo Giacomini e Olga Nenevê. É caracterizado por seu perfil investigativo e pela construção de uma linguagem particular de expressão artística para adultos e crianças. Desde a sua formação, em 2002, em Curitiba, o grupo trabalha de forma contínua em ações integradas de criação, intercâmbios artísticos e formação de plateia.
 
Com 14 anos de existência e trabalho contínuo, o grupo encenou 16 peças para adultos e cinco para crianças. Apresentou seus trabalhos em várias cidades do Brasil e em Lisboa – Portugal. Participou de importantes eventos culturais e festivais internacionais do Brasil, como o FIT Rio Preto e o FILO.
 
Curiosidade
Pinnocchio é uma palavra italiana típica da região da Toscana e significa pinhão.
 
 
 
Serviço:
Teatro: Pinóquio
Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)
Data: 18 e 19 de junho de 2016
Hora: sábado e domingo, às 18h
Ingressos: vendas a partir de 11 de junho (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

 

publicado por o editor às 14:50
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Maio de 2016

PRODÍGIO DO SAMBA, INÁCIO RIOS VEM A CURITIBA PARA SHOW ÚNICO NA CAIXA CULTURAL

 

Músico começou carreira aos 12 anos e é o mais jovem campeão de samba enredo do carnaval carioca. Show faz parte do projeto Samba de Bamba

 

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, dentro da programação do projeto Samba de Bamba, o show do cantor e compositor carioca Inácio Rios, no dia 07 de junho (terça-feira). Pertencente à nova geração do samba, o músico se define como um sambista moderno que não perdeu a tradição e as raízes.

 

Há três anos, foi o vencedor do Concurso de Novos Bambas do Velho Samba, tradicional evento promovido pelo Bar Carioca da Gema. No palco, acompanhado por um quinteto, Inácio vai apresentar composições próprias de seus dois discos de carreira, além de grandes sucessos do samba.

 

Inácio Rios é herdeiro de uma tradição do samba carioca. Ele é filho do compositor Zé Katimba, autor de sucessos como Do jeito que o rei mandouTá delícia, tá gostoso e um dos fundadores da escola de samba Imperatriz Leopoldinense. Ainda aos 12 anos, foi convidado por Martinho da Vila a interpretar duas faixas no álbum Butiquim do Martinho, sendo uma delas, Se Deus quiser, de autoria do próprio Inácio.

 

Com o sucesso do disco, vendendo mais de 100 mil cópias, Inácio começa oficialmente sua carreira. Martinho da Vila tornou-se seu padrinho musical. "O jovem músico, cantor e compositor tem o DNA do seu pai, o meu parceiro Zé Katimba. Mas, musicalmente, é um pouco meu filho. E como é bom ver um filho crescer”, declarou.

 

Habituado a desfilar com grandes sambas do pai na avenida, em 2005, completando 19 anos, Inácio sagrou-se o mais jovem campeão de samba enredo da história do Carnaval Carioca, desfilando com seu samba na Mocidade Independente de Padre Miguel. Atualmente, faz parte da banda de Diogo Nogueira e, ainda assim, concilia os horários para trabalhar a carreira solo, ministrar aulas, seminários e workshops.

 

 

Serviço:

Música: Samba de Bamba apresenta Inácio Rios

Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data: 07 de junho de 2016, terça-feira

Horário: 20h

Ingressos: vendas a partir de 04 de junho (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: livre para todos os públicos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

 

publicado por o editor às 13:58
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2016

TRAGICOMÉDIA MUSICAL APRESENTA DIÁLOGOS ABSURDOS NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 

 

Espetáculo Thácht, do premiado grupo Armatrux, tem trilha sonora ao vivo e traz referências a Charles Chaplin, Buster Keaton e Irmãos Marx

 

A CAIXA Cultural apresenta o espetáculo Thácht, de 3 a 5 de junho. A peça é uma tragicomédia musical que traz como referência o antigo teatro de variedades, com execução ao vivo da trilha sonora em piano e violino. A montagem aborda fragmentos da vida de Rafa e Rufo, artistas que vivem de suas recordações.

 

Com muito humor negro, os dois personagens cômicos desenvolvem um diálogo absurdo, usando de forma única a musicalidade nas palavras e instigando o imaginário do espectador. Conversas sobre médicos e elementos da condição humana inerentes à velhice se misturam a vagas lembranças do picadeiro. O espetáculo conta também com a participação da diva transformista, Siboney, uma cantora que ganha vida nas memórias da dupla e a curiosa presença de uma mulher de um atirador de facas.

 

O projeto foi criado pelo Grupo Armatrux com o diretor Eid Ribeiro. Após dois anos de investigações sobre a Segunda Guerra Mundial e o Cinema Mudo – com estudos sobre Charles Chaplin e Hitler, além de workshops que abordavam o universo de Kafka e Gógol – decidiram unir essa pesquisa a um texto escrito por Eid. O roteiro traz relação com o expressionismo, o preto e branco e o imagético.

 

A montagem tem como referência estética o antigo e popular teatro de variedades, no qual artistas como Charles Chaplin, Buster Keaton e os Irmãos Marx iniciaram suas carreiras e, posteriormente, fizeram grande sucesso no cinema mudo. Neste jogo verbal, o uso da palavra procura novos significados por meio das ações físicas e da música.

 

Para Eid Ribeiro, o texto do espetáculo é uma experimentação de linguagens, que ampliou sua vivência no âmbito da música. “O diálogo, às vezes surreal, às vezes absurdo, provoca uma musicalidade única nas palavras”, explica.

 

Armatrux

O Grupo de Teatro Armatrux nasceu em 1991 e destaca-se pela construção de uma estética que alinha o trabalho físico, a manipulação de objetos e bonecos, a construção de imagens e os recursos circenses. Por meio de várias parcerias artísticas, o grupo desenvolveu uma linguagem própria, aberta a múltiplas possibilidades de encenação.

 

Com inúmeros prêmios, são 19 espetáculos encenados, construindo uma trajetória e um repertório rico, que levou o Armatrux a se apresentar em vários países, em todos os estados brasileiros e em mais de 50 cidades do interior do estado de Minas Gerais.

 

Oficina

O Grupo Armatrux aproveita a vinda a Curitiba para realizar a oficina Ator, objeto, cena. Serão dois encontros, nos dias 03 e 04 de junho, das 14h às 18h. A oficina vai abordar elementos do processo criativo, exercícios físicos, jogos teatrais, jogos de percepção, estudo das relações cênicas entre ação e objeto e a técnica de improvisação. O objetivo é estabelecer uma reflexão sobre a pesquisa de construção de linguagem realizada pelo grupo durante sua trajetória de 25 anos. As vagas são limitadas e destinadas a atores e estudantes de teatro a partir de 14 anos de idade. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail gentearteirapr@caixa.gov.br. Ao enviar o pedido de inscrição, é necessário incluir um breve currículo.

 

 

 

Serviço:

Teatro: Thácht

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: 03 a 05 de junho de 2016

Hora: sexta-feira e sábado, às 20h. Domingo, às 19h

Ingressos: vendas a partir de 28 de maio (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: Não indicado para menores de 12 anos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

 

Oficina: Ator, objeto, cena

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data: 03 e 04 de junho de 2016

Hora: sexta-feira e sábado, das 14h às 18h

Inscrições gratuitas: a partir de 23 de maio pelo e-mail gentearteirapr@caixa.gov.br

Informações: (41) 2118-5114

Vagas: limitadas

Classificação etária: não recomendado para menores de 14 anos

 

publicado por o editor às 15:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Maio de 2016

CAIXA CULTURAL CURITIBA OFERECE OFICINA GRATUITA DE INTRODUÇÃO À ESTÉTICA DE HEGEL

 

Encontros serão realizados de 30 de maio a 03 de junho e abordam, entre outros temas, o conceito de belo a partir das ideias do filósofo alemão

 

A CAIXA Cultural Curitiba oferece, por meio do Programa Educativo Gente Arteira, a oficina Introdução à estética de Hegel, de 30 de maio a 3 de junho. Com inscriçõesgratuitas, os encontros são destinados a artistas, pesquisadores e interessados em entrar em contato com uma visão sobre assuntos relacionados à estética nas artes, tendo como referência os conceitos estéticos do alemão Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770 – 1831), um dos mais importantes e influentes filósofos da história.

 

Ministrada por William Teca, a oficina, terá carga horária de 12 horas e abordará tópicos como poética e filosofia da arte; o conceito de belo; o conceito de arte; a arte, o artista s sua obra; o confronto entre o conceito de arte dito clássico e possíveis considerações quanto à arte contemporânea. O objetivo do ministrante é, a partir dos conceitos hegelianos, ampliar a capacidade crítica dos inscritos, permitindo aprofundar-se na percepção e visão de mundo da arte. Os participantes receberão certificado.

 

William Teca é doutorando em Estudos Literários pela UFPR – Universidade Federal do Paraná. O interesse pela arte faz com que suas pesquisas entrem no campo da poética e da filosofia da arte, e não somente literatura. Trabalhou como mediador junto à Fundação Cultural de Curitiba, coordenando a Casa de Leitura Paulo Leminski, onde se dedicou à mediação não só de literatura, como também de música e artes visuais.

 

O Programa Educativo Gente Arteira é um programa de arte-educação da CAIXA, que tem como objetivo contribuir no fomento à cultura, atuando como elemento de formação educacional e incentivo à criatividade. Inclui-se em suas ações visitas individuais ou em grupos, pré-agendadas ou não, ao espaço da CAIXA Cultural e oficinas de arte planejada por profissionais especializados que promovem a construção dos sentidos entre a obra de arte e o participante.

 

Georg Wilhelm Friedrich Hegel

Um dos filósofos mais importantes de todos os tempos, o alemão Georg Wilhelm Friedrich Hegel desenvolveu um sistema filosófico batizado de Idealismo absoluto, em que era possível alcançar um saber do absoluto, sendo também conhecido como filósofo da totalidade. Sua obra tem a fama de ser difícil. Hegel diferencia o belo da natureza do artístico. Para ele, o belo artístico é superior ao natural porque vem do espírito, sendo o primeiro é reflexo do segundo.

 

Serviço:

Oficina: Introdução à estética de Hegel

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data: de 30 de maio a 03 de junho de 2016

Hora: de segunda a sexta-feira, das 19h às 21h30

Inscrições gratuitas: a partir de 20 de maio pelo e-mail gentearteirapr@caixa.gov.br

Informações: (41) 2118-5114

Vagas: limitadas

Classificação etária: não recomendado para menores de 14 anos

 

publicado por o editor às 13:09
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Maio de 2016

GAROTO VIAJA PARA PERÍODO DO RENASCIMENTO EM DIVERTIDO ESPETÁCULO INFANTIL NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 

 

 

Com referências à História e elenco acrobático, peça A pulga do arquiteto fica em cartaz nos dias 21 e 22 de maio

 

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta o espetáculo infantil A pulga do arquiteto, nos dias 21 e 22 de maio. Utilizando elementos do circo e dança, a peça é uma viagem ao Renascimento, com suas descobertas e invenções contadas por uma divertida dupla de personagens.

 

Em uma noite em seu quarto, o estudioso garoto Pippo está sem sono e se recusa a dormir – prefere ler seus livros de História. Ele, que sonha em ser inventor, acaba recebendo a visita da personagem Pulga, um inseto à procura de alguém para construir uma casa para ela.

 

O menino se inspira no italiano Filippo Brunnelleschi (1377 - 1446) e suas invenções que marcaram o início do Renascimento – é dele o Domo da Catedral Santa Maria del Fiori, um marco da arquitetura – e aceita o desafio de Pulga. Para isso, embarcam em uma viagem para Roma, onde grandes construções ainda guardam segredos do Antigo Mundo.

 

A dupla se perde no caminho e sua expedição acaba dando uma passadinha até mesmo na China. Para conseguir alcançar o objetivo, precisam elaborar vários projetos e traspor obstáculos na jornada, fazendo alusão a várias passagens do Renascimento, como as Grandes Navegações, a invenção do Veículo Anfíbio e a descoberta da Perspectiva.

 

Um telão no fundo do palco ajuda a contar a história, exibindo os desenhos rabiscados por Pippo, além de fotos e mapas dos locais por onde passam. O cenário, que vai se transformando no decorrer da narrativa, é todo suspenso. O recurso propicia cambalhotas, giros e saltos dos personagens, movimentos acrobáticos típicos da Cia. Linhas Aéreas, responsável pelo espetáculo.

 

A direção é de Débora Dubois, com texto de Paulo Rogério Lopes. O elenco é formado pelas atrizes Isabela Graeff e Ziza Brisola.

 

Teatro com movimentos circenses

A Companhia Linhas Aéreas foi fundada em 1998 e tem como pesquisa o diálogo entre diferentes discursos artísticosligados ao movimento expressivo e ao uso do corpo e da imagem como narrativa. Cenicamente, trabalha a junção das linguagens do teatro, do circo e da dança.

 

Criou e produziu 13 espetáculos e recebeu prêmios importantes como Shell de Teatro, Petrobrás Cultural, Fomento ao Teatro, ProAC, Myriam Muniz/Funarte e Fomento à Dança, entre outros. Esteve no Fringe Festival de Edimburgo (Escócia) com a peça Plano B.

 

 

 

Serviço:

Teatro: A pulga do arquiteto

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: 21 e 22 de maio de 2016

Hora: sábado, às 15h e 18h. Domingo, às 15h

Ingressos: vendas a partir de 14 de maio (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: livre para todos os públicos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

 

 

publicado por o editor às 14:15
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds