Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

Debates - Brasil hoje e suas perspectivas é tema de debate em Fortaleza

 


Será no dia 23/9, às 18h30, o debate "Brasil hoje e suas perspectivas", com as participações de Arno Augustin, economista e secretário do Tesouro Nacional/Ministério da Fazenda, Elói Pietá, secretário Geral do PT e Nilmário Miranda, presidente da Fundação Perseu Abramo.

O evento é promovido pelo PT, pela Fundação Perseu Abramo e PT/Ceará e acontece no Auditório Castelo Branco do Instituto Federal do Ceará (IFCE).

O IFCE fica na Av. 13 de maio 2081, bairro Benfica, em Fortaleza (CE).

 


publicado por o editor às 22:43
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Julho de 2011

evento - teatro - Mazé Figueiredo apresenta monólogo

evento - teatro - Mazé Figueiredo apresenta monólog


Veterana e premiada atriz Mazé Figueiredo apresenta monólogo em quatro apresentações gratuitas

Após conquistar o Prêmio Balaio de Melhor Atriz (Troféu Carlos Câmara 2011), por seu desempenho na peça "E eu joguei flores nas minhas memórias", de Caio Quinderé, a veterana atriz Mazé Figueiredo, 73 anos, retorna aos palcos com o monólogo "Madame Noar", texto de Nicolas Almeida com direção de Leuda Bandeira.

"Madame Noar" terá quatro encenações gratuitas em Fortaleza: estréia no Theatro José de Alencar, no próximo dia 6 (quarta-feira), às 19 horas; Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, no dia 10 (domingo), às 09 horas; Teatro SESC Iracema, no dia 12 (terça-feira), às 20 horas; e Teatro SESC Emiliano Queiroz, no dia 19 (terça-feira), às 20 horas.



Sinopse da peça "Madame Noar"

Na desenvoltura deste monólogo, uma misteriosa e excêntrica personagem percorre um delicioso trajeto de sua existência, onde o imaginário emerge de maneira brilhante e seus mais loucos sonhos são impulsionados a seguirem pelo mundo real, quando se transforma em uma consulente identificada com o universo da magia, do misticismo e adivinhações. Construindo um link com histórias de alguns contos de fadas, tudo isso acontece num clima alegre de uma irreverente comédia.

E o cotidiano das pessoas vai desfilando em seu programa como um rio de águas tranquilas, com instantes reveladores da alma humana, registrados e analisados num maravilhoso mosaico de situações hilariantes e jocosas. Tudo isso, através de uma linguagem envolvente, que permitirá uma interação entre a atriz solista e os espectadores, e cujo resultado final se apresenta como um inusitado produto cultural, revelador de uma poética contundente de risos, tão presente nos contos de fadas.



Patrocínio do Programa Cultura da Gente

A temporada de "Madame Noar" tem o patrocínio do Programa Cultura da Gente, que apóia projetos artísticos desenvolvidos por funcionários da ativa e aposentados do Banco do Nordeste (BNB).

Ação de desenvolvimento humano e responsabilidade social corporativa do Banco do Nordeste, o Cultura da Gente apóia projetos individuais ou coletivos, de autoria ou co-autoria de funcionários e aposentados da instituição, até o valor de R$ 10 mil, nas áreas de música, artes cênicas, audiovisual, artes visuais, literatura e cultura popular.

Coordenado pela consultora interna Rosana Gondim, o Programa é uma iniciativa conjunta dos Ambientes de Comunicação Social, Gestão da Cultura e Responsabilidade Socioambiental, e a Área de Desenvolvimento Humano do BNB.

tags: ,
publicado por o editor às 15:32
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Maio de 2011

Evento - VI FESTIVAL BNB DA MÚSICA INSTRUMENTAL

 


VI FESTIVAL BNB DA MÚSICA INSTRUMENTAL

De 17 a 28 de maio



Em sua sexta edição, o Festival BNB da Música Instrumental mantém sua identidade de promover a diversidade musical, estimulando a fruição e conhecimento à produção instrumental.

Embora a produção nordestina seja destaque, a programação do VI Festival BNB da Música Instrumental traz representantes de três regiões do Brasil e até da América do Sul. Os três CCBNBs (Fortaleza e Cariri, no Ceará; e Sousa, na Paraíba) receberão juntos 21 formações instrumentais oriundas de onze estados (Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Maranhão, Sergipe, Bahia e Piauí, da região Nordeste; Distrito Federal, Centro-Oeste; e São Paulo, do Sudeste). Além destes teremos participação de músicos argentinos, representado pelo grupo instrumental feminino Las Rositas Tango Trio.

Dezenas de músicos com diferentes trajetórias, influências e propostas estéticas, além de uma variedade de sonoridades que serão apresentadas durante os 12 dias de realização do evento. É assim que esperamos que mais uma vez o festival contribua para o fortalecimento dessa celebração musical, tendo você como nosso convidado especial.


CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE - FORTALEZA

Rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - Fortaleza - Ceará - CEP: 60025-130

Fone (85) 3464.3108 - Fax (85) 3464.3177



CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE - CARIRI
Rua São Pedro, 337 - Centro - Juazeiro do Norte - Ceará - CEP: 63010-010
Fone (88) 3512.2855 - Fax (88) 3511.4582



CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE - SOUSA
Rua Cel. José Gomes de Sá, 07 - Centro - Sousa - Paraíba - CEP: 58800-050
Fone (83) 3522.2980 - Fax (83) 3522.2926

publicado por o editor às 16:49
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Abril de 2011

Evento - CCBNB-Cariri comemora cinco anos

 

 

CCBNB-Cariri comemora cinco anos de existência valorizando os artistas e grupos caririenses


O Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri (rua São Pedro, 337 - Centro - fone: (88) 3512.2855), com sede em Juazeiro do Norte, na região Sul do Ceará, comemora, neste mês, cinco anos de existência, valorizando os artistas e grupos caririenses. Será realizada uma série de eventos comemorativos, abrangendo espetáculos de teatro adulto e infantil, shows, exibição de filmes, contação de histórias e passeio cultural.

Neste sábado, 9, às 16 horas, acontecerá a contação de histórias "Deuses, heróis e monstros da mitologia", com Elizabete Pacheco, inspirada na milenar mitologia grega e permeada por aventuras que envolvem deuses e monstros. O conjunto de histórias mostra como a humanidade era vista pelos antigos gregos e como ela está presente na história do ocidente. A contação será reapresentada no dia 16, às 16h.

Além da contação de histórias, três espetáculos infantis serão apresentados no teatro do CCBNB-Cariri: "Tio G." (neste sábado, 9, às 15h); "Lampiãozinho", com a Cia. Yoko de Teatro, do Crato (dia 16, às 15h e 17h); e "Os três porquinhos", com a Cia. Anjos da Alegria, também do Crato (dia 30, às 15h).

A mostra de filmes destaca o trabalho de cineastas caririenses. Neste sábado, 9, às 17h30, serão exibidos os seguintes curtas-metragens: "A curva", de Salomão Santana; "Corpos sagrados", de Mariana Porto; "Cerca", de Glauco Vieira; "Amor", de Ythallo Rodrigues; e "Jarro de Peixes", de Salomão Santana. No dia 16, será apresentado o longa-metragem "Estrada para Ythaca", dirigido pelos Irmãos Pretti e Primos Parente. E no dia 30, a partir das 17h30, serão exibidos cinco curtas-metragens: "Lampião", de Ythallo Rodrigues; "Também sou teu povo", de Orlando Pereira e Franklin Lacerda; "Encontro não marcado", de Michel Macedo; "Adeus, meu bem!", de Allison Gomes e Ythallo Rodrigues; e "Quarta parede", de Allison Gomes e Roberto Alves.

Dentro do programa Arte Retirante, que leva espetáculos para além das dependências do Centro Cultural, serão encenadas cinco peças teatrais, sendo quatro adultas e uma infantil, a saber: "Bodas de sangue", do autor espanhol García Lorca e direção de Márcio Rodrigues, com o grupo cratense Centauro de Teatro, no município de Barbalha (dia 10, às 19h); "A vingança do finado Joaquim", dirigida por Flávio Rocha e apresentada pela Cia. Anjos da Alegria, do Crato, na Vila Três Marias, em Juazeiro do Norte (dia 17, às 16h30); "Retalhos de minha terra", com direção, pesquisa e texto de Gilsimar Gonçalves e apresentação pelo Grupo de Teatro Louco em Cena, de Barbalha, na Festa dos Karetas, na cidade de Jardim (dia 21, às 17h). E para a garotada, o espetáculo infantil "Os três porquinhos", com a Cia. Anjos da Alegria, do Crato, na Fundação Casa Grande, em Nova Olinda (dia 29, às 16h).

Já no teatro do CCBNB-Cariri, serão apresentados os seguintes espetáculos cênicos: "Pássaro de voo curto", com texto de Alcione Araújo e direção de Mauro César, e encenação pela Cia. Entremeios de Teatro, do Crato (dia 12, às 19h); "Avental todo sujo de ovo", com direção de Jânio Tavares e apresentação pelo Grupo Ninho de Teatro (dia 13, às 19h); "Caboré", com direção de Mano Damasceno e apresentada pela Cia. Desabafo de Teatro, de Juazeiro do Norte (dia 14, às 19h); "A comédia da maldição", texto e direção de Cacá Araújo, com a Cia. Cearense de Teatro Brincante, do Crato (dia 15, às 19h); "O hóspede", com direção de Joylson John Kandahar, encenada pela Cia. Mandacaru, de Juazeiro do Norte (dia 19, às 19h); e o monólogo "Retrato", livremente inspirado na obra de Elias José, com texto e direção de Yarley Lima e apresentação de Walesvick Pinho, da Cia. Yoko de Teatro, do Crato (dia 20, às 19h).

Na área musical, serão realizados, no final do mês, nove shows comemorativos dos cinco anos de existência do Centro Cultural BNB-Cariri. No dia 26, apresentam-se Os Peleja, de Barbalha, às 18h30, e a Família Linard, do Crato, às 19h50. No dia 27, o rock do Morfin 8, às 18h30, e da Glory Fate, às 19h50 (ambas são de Juazeiro do Norte). No dia 28, às 18h30, canta Sílvio Grangeiro, de Milagres, e às 19h50, Geraldo Júnior, de Juazeiro do Norte. No dia 29, é a vez do show coletivo que reunirá nomes como Abidoral Jamacaru, Luiz Carlos Salatiel, João do Crato e Zabumbeiros Cariris, às 19h. No dia 30, Cleivan Paiva e Dihelson Mendonça, ambos do Crato, apresentam juntos o show "Tons musicais", às 20h. No dia 1º de maio, Geraldo Júnior retorna ao palco, mas desta vez na Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, às 19h.

Antes, no dia 30 de abril, às 16h30, haverá o Passeio Cultural, cujo objetivo é mostrar às crianças lugares do Cariri, valorizando a cultura e a história da região. O foco do passeio serão as praças históricas, a exemplo da Praça da Sé, no Crato.

publicado por o editor às 12:17
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Evento multimídia - ABRIL PARA LEITURA

 

 


Evento multimídia ABRIL PARA LEITURA homenageia datas comemorativas relacionadas ao Livro em abril

Abril é um mês repleto de datas comemorativas relacionadas ao livro e à leitura: dia 02 é o dia internacional do livro infanto-juvenil; dia 18, o dia nacional do livro infantil; e 23, o dia mundial do livro.

Por isso, no próximo mês de abril, o Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - fone: (85) 3464.3108) realizará, com entrada franca, o evento multimídia ABRIL PARA LEITURA. A programação abrange peças de teatro adulto e infantil, um espetáculo cênico-musical, curso de apreciação de arte, oficina de formação artística, palestras/debates, passeios no Trenzinho da História, exibições de curtas-metragens, contação de histórias e uma Tenda Poética, entre outras atividades.

A programação tem início já no dia 1º (sexta-feira), com a apresentação da peça "Ensaio para um silêncio", com o grupo Expressões Humanas e direção de Herê Aquino, às 15 horas e às 18h30. Livremente inspirado na obra "A Hora da Estrela", de Clarice Lispector, o espetáculo é uma tentativa da captar a essência do silêncio que penetra o vazio do ato da criação. A peça se desenvolve através do jogo entre criador e criatura e dos diversos "eus" que duelam na criação dos personagens. O espetáculo será reapresentado no dia 15 (sexta-feira), nos mesmos horários. Classificação indicativa: 12 anos.

No dia 8 (sexta-feira), às 15h e 18h30, outro espetáculo: "Algumas histórias de amor", dirigido e encenado por Edivaldo Batista e Paula Yemanjá. Livremente inspirado em contos de Marina Colasanti e Nelson Rodrigues. Uma mulher espera o marido ausente, outra que se empanturra de comida para deleite do marido. Um marido infiel, atormentado pela esposa e pela amante. Uma esposa que abandona o lar. Em comum, sentimentos e relações discutidas à luz de uma bela refeição. Classificação indicativa: 14 anos.



Programação infantil

No domingo (dia 3), quando se desenrola a programação infantil do CCBN-Fortaleza, será apresentado o espetáculo "Livrolândia - o Reino da Leitura", às 11h e às 17h, com a Cia. Camarim de Teatro e direção de Davidson Caldas. A peça conta a saga de um rei que se cansou de ler histórias e decidiu lançar um concurso em seu reino para a pessoa que tivesse a voz mais bonita e soubesse ler bem. O espetáculo será reapresentado no dia 17 (domingo), nos mesmos horários e local, e no dia 30, às 17h30, no Centro Cultural Patativa do Assaré (av. B, 701), no Conjunto Ceará, dentro do programa Arte Retirante.

No dia 10 (domingo), será a vez de "Em cada canto um conto", com o grupo potiguar Carmim e direção de Rogério Ferraz, também às 11h e 17h. É um espetáculo lúdico e musical que trata da narração de histórias e brincadeiras populares. As histórias ressaltam valores como lealdade, trabalho em equipe e honestidade, entre outros.

A oficina de arte "Animais inventados de biscuit" parte da leitura do livro "O coelhinho esquisito descobriu que é bonito" para estimular as crianças a criar animais imaginários com as peças de biscuit. Tendo como facilitadora Alexandra Feliciano, a oficina dispõe de 20 vagas gratuitas, e acontecerá nos dias 03, 10 e 17, às 11h30. Classificação indicativa: 5 anos.

No Trenzinho da História, crianças de até 12 anos e seus acompanhantes passearão por ruas e avenidas do Centro Histórico de Fortaleza, conhecendo as principais praças e monumentos históricos da região. Haverá uma parada de 20 minutos na Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel. Os passeios acontecerão nos dias 03, 10 e 17, às 10h30 e às 15h. São 60 vagas gratuitas disponíveis em cada passeio.

Dentro dessa programação infantil alusiva ao livro e à leitura, acontecerá, ainda, a contação de histórias "Marcelo, Marmelo, Martelo", baseada no livro homônimo da escritora de literatura infantil Ruth Rocha. Na história, um simpático menino muito curioso passa a questionar o nome e o sentido das coisas. Dias 3, 10 e 17, às 16 horas.



Tenda Poética, Clube do Leitor, curso, oficina e curtas

No período de 05 (terça-feira) a 07 (quinta-feira), de 14h às 18h, acontecerá o curso de apreciação de arte "Fortaleza das Letras: a Cidade na Literatura", ministrado pelo professor Carlos Eduardo de Oliveira Bezerra. O curso visa apresentar poemas, trechos de contos, romances e crônicas da literatura cearense, que enfocam Fortaleza, no mês do aniversário da cidade. Realizadas na recepção do CCBN-Fortaleza, as inscrições são gratuitas.

Por sua vez, a oficina de formação artística "Laboratório de produção literária" acontecerá no período de 12 (terça-feira) a 15 (sexta-feira), de 14h30 às 18h30. Com 25 vagas disponíveis, a oficina visa vivenciar a criação literária de narrativas, através de conhecimentos teóricos e exercícios práticos de escrita artística.

O Clube do Leitor é um programa onde as pessoas se encontram para participar de um grupo e compartilhar novas leituras e conhecimentos. No ABRIL PARA LEITURA, o Clube do Leitor acontecerá nos dias 12 e 26, em dois horários: de 12h às 13h, e de 18h às 19h.

A programação especial exibirá quatro filmes de curta-metragem cujo foco é a literatura, em dois sábados (dias 16 e 30), a partir das 10h30. Os títulos a serem exibidos são os seguintes: "Memórias de papel", "Como comer um elefante", "Pedreiro literário" e "Nosso livro".

A Tenda Poética serão dois dias de evento com performances poéticas, rodas de leitura, leituras dramáticas e Mostra de Poesia Falada. O público poderá inscrever sua poesia e apresentá-la no palco do CCBN-Fortaleza. Dias 19 e 20 (terça e quarta-feira), das 14h às 18h. Inscrições gratuitas no período de 05 a 15 de abril, na recepção do Centro Cultural.



Literatura em Revista, Troca de Ideias e Arte Retirante

No Literatura em Revista, programa de apreciação e difusão literária, as escritoras Érica Zíngano e Roberta Ferraz falarão e conversarão sobre o livro "fio, fenda, falésia", que as duas escreveram em parceria com Renata Huber. A palestra/debate acontecerá no dia 19 (terça-feira), às 18h30.

Em outra edição do Literatura em Revista, o poeta Ítalo Rovere rememorará, em prosa e verso, as viagens que fez para a Índia em 1989, 1990, 1991 e 1997, para encontrar-se com a Madre Teresa de Calcutá, com quem conviveu e trabalhou. Em 2010, Madre Teresa teria completado 100 anos de nascimento, se fosse viva.

Livre adaptação do conto "A menina dos brincos de ouro", recolhido da cultura popular pelo folclorista Câmara Cascudo, a peça homônima será apresentada no dia 23 (sábado), às 19h30, no Centro de Educação, Arte e Cultura Portal da Serra (rua Rodolfo Teófilo, nº 2 - Centro), em Guaiúba, dentro do programa Arte Retirante. No enredo, Maria do Socorro é filha de uma lavadeira e sonha em ser cantora. Sua vida muda quando é raptada por Venâncio, o "velho do saco", homem inescrupuloso que a obriga a cantar em troca do seu belo par de brincos de ouro.

Também dentro do programa Arte Retirante, o espetáculo cênico-musical "Diferente olhar infinito", do grupo N Infinito, será apresentado em Limoeiro do Norte, no Teatro Municipal daquela cidade, no dia 28 (quinta-feira), às 19h30. Num encontro com a literatura, o espetáculo conta a história de um homem que via as cores com sabor de frutas e sabor de terra. "Diferente olhar infinito" é um convite à imaginação e à transformação do nosso olhar e provoca uma indagação: "a gente vê fora o que se é por dentro?".

O programa Troca de Ideias abordará, no dia 26 (terça-feira), às 18h, a obra e a vida do artista visual Efrain Almeida, cearense radicado no Rio de Janeiro. O artista conversará com a plateia sobre sua trajetória artística e história de vida. Além disso, lançará o livro "Efrain". Seus trabalhos afirmam o caráter autobiográfico de sua produção, que levanta questões relacionadas à natureza do sertão nordestino, ao corpo, à sexualidade e à religião.

publicado por o editor às 17:21
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Teatro - Filha da Anistia

 

 


Após temporada de sucesso em São Paulo, a peça Filha da Anistia segue para outras seis capitais

Com um viés crítico que foge de fórmulas óbvias, a montagem tem o seu vigor na interpretação dos atores e na simplicidade com a qual discute os efeitos da ditadura pós-golpe de 64 nas posturas políticas, sociais e culturais do país.



“Para quem insiste na ideia de que a Anistia é sinônimo de esquecimento da barbárie do passado, Filha da Anistia é um libelo contra a ignorância e a insensibilidade.”

Paulo Abrão – Secretário Nacional de Justiça e Presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.



“Num país como o nosso, onde a transição para a democracia se arrasta há décadas, a peça é indispensável e preciosa ferramenta de construção do presente e futuro.”

Alípio Freire – jornalista, escritor e artista plástico.



A Caros Amigos Cia de Teatro, da Cooperativa Paulista de Teatro, em parceria com o Projeto Marcas da Memória, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, realizará apresentações do espetáculo “Filha da Anistia” em seis capitais a partir de março: Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Teresina, e Brasília. As apresentações serão seguidas de debates com a participação do público, do elenco e de convidados locais que participaram da resistência à ditadura implantada com o golpe de Estado de 1964, com curadoria do Núcleo de Preservação da Memória Política.

A peça que estreou em São Paulo em março do ano passado, nasceu após três anos de intensa pesquisa. Carolina Rodrigues e Alexandre Piccini, co-autores e atores da peça, mergulharam em arquivos públicos e bibliotecas, selecionando documentos, jornais, livros, teses e biografias. Além do escasso material publicado, foi imprescindível conhecerem o olhar e a experiência de pessoas que viveram e lutaram na resistência ao regime autoritário. Construíram, assim, uma ficção que busca apropriar-se deste período, desvendar seus mitos, elucidar e questionar a História, incitando no espectador o surgimento da consciência crítica.

“Buscamos produzir algo que vasculhe o inconsciente coletivo e, fora da racionalidade incapacitada pela conjuntura histórica, torne esse trauma mais nosso, mais visível, mais elaborável.” – sintetiza Carolina.

"Filha da Anistia" conta a história de uma jovem que parte em busca do pai que nunca conhecera e acaba descobrindo um passado de mentiras e omissões, forjado durante os anos de chumbo no Brasil.

Clara é uma advogada que procura refazer sua história e esclarecer seu passado, sem imaginar que a sua vida seria radicalmente transformada nessa trajetória. Todas as suas certezas caem por terra diante das descobertas sobre seu passado familiar e sobre um período da história de nosso país que poucos conhecem - e que a maioria prefere esquecer. Para ela, isso não será mais possível. "Filha da Anistia" provoca no espectador a reflexão sobre esse período, usando como metáfora os desencontros de uma família despedaçada pela ditadura.

“Esse projeto colabora com a necessidade de compreendermos a História e de aprendermos com ela. Nosso principal objetivo é contribuir de uma maneira artística para que o Brasil avance na consolidação do respeito aos Direitos Humanos, sem medo de conhecer e reconhecer a sua história recente”, afirmam os autores.

De acordo com o diretor do espetáculo, João Otávio, o vigor da montagem está em sua simplicidade. A tensão dos diálogos é a própria materialização da violência, fugindo de fórmulas prontas, como cenas de tortura, por exemplo. “O jogo cênico é o mais importante. O confronto entre os personagens, as perspectivas que surgem e a visível reação da plateia não permitem aqui diálogos que explorem o didatismo ou mesmo uma mão pesada no discurso político.” Todos os artifícios e recursos foram eliminados, e para compor o cenário apenas algumas caixas de papelão foram espalhadas pelo palco, ilustrando o desnudar dos personagens a cada passo em busca do esclarecimento. Essa configuração implica na construção de um olhar que sempre busca aquilo que está oculto na história que está sendo contada.

O diretor aponta, ainda, que houve interesse em retratar historicamente o período, considerando que a realidade dos fatos ocorridos possui uma dimensão de violência e barbárie inaceitáveis. Ao contrário, nesta ficção, a Cia apresenta uma inversão, onde o passado figura como o período de otimismo, luta, idealismo e vivacidade, enquanto o presente é que se mostra obscuro, melancólico e incoerente com esse passado.

Alexandre Piccini ressalta que o principal objetivo dessa montagem é desfazer a sensação de que o que aconteceu só diz respeito aos diretamente envolvidos. “Buscamos o tom exato para que o público se identifique com os personagens e compartilhe dos seus sentimentos, entendendo que a brutalidade da ditadura poderia ter atingido qualquer um de nós. Mas também procuramos manter um distanciamento crítico para alcançarmos racionalmente a compreensão de que o passado é a raiz do presente. Lá estão as origens de muitos dos problemas que vivenciamos hoje. A brutalidade da ditadura continua nos atingindo: educação, cultura, segurança, economia e política dizem respeito a todos nós”.

Contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC) da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo em 2009, “Filha da Anistia” dialoga com as atuais discussões sobre Direitos Humanos. A seriedade e a coerência do projeto atraíram apoiadores fundamentais para a concretização da montagem – A Caros Amigos Cia de Teatro agradece a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Núcleo de Preservação da Memória Política e Ação Educativa.



www.filhadaanistia.blogspot.com










FICHA TÉCNICA
Direção: João Otávio

Dramaturgia: Alexandre Piccini e Carolina Rodrigues

Elenco: Alexandre Piccini e Carolina Rodrigues

Cenário e Figurino: Caros Amigos Cia de Teatro

Iluminação e operação: Daniel De Rogatis

Preparação corporal: João Otávio

Trilha e música original: Alexandre P. Ribeiro

Operação de Audiovisual: Michelle Ohl

Programação visual: Hórus Produções

Vídeos: Hórus Produções

Fotografia: Vitor Vieira

Curadoria dos debates: Núcleo de Preservação da Memória Política

Assessoria historiográfica: Alípio Freire

Administração: Danilo Cerqueira César

Produção viagens: Michelle Ohl

Produção executiva: Caros Amigos Cia de Teatro

Assessoria de imprensa: Baobá Comunicação

DIREÇÃO E ELENCO

Carolina Rodrigues – autora e atriz

Formada pela Escola de Artes Dramáticas - EAD /USP e com passagem pelo CPT – Centro de Pesquisa Teatral de Antunes Filho, participou de festivais nacionais e internacionais. Junto à Cia. Tablado de Arruar, apresentou o espetáculo "A Rua é Um Rio", viajou por mais de 10 cidades com a Caravana de Circulação de Espetáculos Teatrais Funarte–Petrobrás/2006-2007. Além desses trabalhos, atuou em projetos com direção de Celso Frateschi, Vanessa Bruno, Tica Lemos, Luiz Arthur Nunes, Isabel Setti, Bete Dorgam, Luis Damasceno e Iacov Hillei.

Alexandre Piccini – autor e ator

Formado pelo Teatro Escola Macunaíma e pela Oficina de Atores da Rede Globo, foi apresentador dos programas "Nota 10" do Canal Futura e "Globo Ciência". Participou das novelas "Luz do Sol" (Record) e, na Rede Globo, atuou em "Duas Caras", "Paraíso Tropical" e "Como Uma Onda". No teatro integrou o elenco de vários espetáculos com destaque para "Sagrada Família" de Fernando Bonassi e "Eduardo II" com direção de Marcelo Marcus Fonseca. No cinema seus principais projetos foram os longas "Remissão" de Silvio Coutinho e "Sexo com Amor?" de Wolf Maya.



João Otávio – diretor e preparador corporal

Diretor formado pelo Teatro Escola Macunaíma. Como ator, fundou e atuou na Cia de Teatro-Dança Artesãos do Corpo. Na Cia Tablado de Arruar foi assistente de direção e diretor de ator nas montagens "A Rua é um Rio" e "Quem Vem Lá". Em 2010, dirigiu "Helena Pede Perdão e é Esbofeteada", da mesma cia. Foi preparador corporal nos espetáculos "Incomodo ser eu só tanta coisa"; "O Ovo e a Galinha", do grupo Teatro do Desconhecido, e dirigiu o espetáculo "Moimórias".

SERVIÇO: Dia 23 de março, quarta feira, 17h e 20h. Dia 26 de março, sábado, 11h e 20h. Local: Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. (246 lugares) Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema – Fortaleza/CE. Informações bilheteria: (0XX85) 3488-8600 Apoio: Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará/ Secretaria de Justiça e Cidadania do Governo do Estado do Ceará/ IACC - Instituto de Arte e Cultura do Ceará/ Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura/ Instituto Frei Tito de Alencar/ Associação 64-68 Anistia/ Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou. Sinopse: Após a morte da avó, Clara parte em busca do pai que nunca conhecera. Esse encontro irá revelar um passado de mentiras e omissões, forjado durante os anos de chumbo no Brasil. Duração: 1 hora Classificação Indicativa: não recomendado para menores de 12 anos Valor da entrada: gratuito. Ingressos serão distribuídos uma hora antes do espetáculo, por ordem de chegada. Capacidade: 100 lugares

publicado por o editor às 13:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Março de 2011

NOTÍCIA - BNB APOIA LOCALIZADOR CULTURAL

 

 

BNB APOIA LOCALIZADOR CULTURAL DE FORTALEZA

O Banco do Nordeste apoia o lançamento do Localizador Cultural de Fortaleza, projeto que fornece à sociedade um registro histórico-cultural dos principais equipamentos culturais da cidade.

O lançamento ocorreu nesta quinta-feira, 17 de março, no Theatro José de Alencar

O projeto contempla os seguintes produtos:

Equipamentos Culturais de Fortaleza
Livro que revela os principais bens culturais materiais, em funcionamento, pertencentes aos Governos Federal, Estadual e Municipal, bem como à sociedade civil, incentivando o acesso ao patrimônio artístico-cultural da capital cearense.

Catálogo dos Artistas
Livro de Fomento à Economia Cultural e criativa, que apresenta, de forma analítica, ordenada e criativa, os profissionais da cultura de Fortaleza, cadastrados em todas as regionais.

Cultura & Contexto
Livro de referência didática, que propõe, aos educadores, a reconstrução dos espaços urbanos e inserção dos destinos histórico-culturais no cotidiano dos fortalezenses, estimulando a pesquisa e as novas discussões acerca da identidade cultural local, primeiro passo para o protagonismo juvenil e consciência cultural.

Mapa Cultural
O primeiro Mapa Cultural de Fortaleza/Ceará/Brasil, com 116 bairros, traz a localização de 70 Equipamentos Culturais em funcionamento na capital cearense, Nordeste do Brasil.

Cartão Postal
Para motivar a difusão e o acesso ao patrimônio cultural material, foram criados Cartões Postais, com as principais informações histórico-culturais de Fortaleza.

Portal e Rede Social
Além de reunir, de forma interativa e geo-espacial, as informações contidas nos livros Equipamentos Culturais de Fortaleza e Catálogo dos Artistas, o portal Localizador Cultural de Fortaleza (www.localizadorcultural.com.br) congrega a primeira rede social de arte e cultura, na qual os artistas cadastrados postam seus fazeres culturais para o mundo e ainda contam com um sistema dinâmico de inter-relações profissionais e comerciais intangíveis.

tags: ,
publicado por o editor às 23:30
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

Cariri expõe pinturas de Barrica




Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri expõe pinturas de Barrica em tela e cerâmica


O Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri, com sede em Juazeiro do Norte (rua São Pedro, 337 - Centro - fone: (88) 3512.2855), abrirá a exposição "Pinturas de Barrica em tela e cerâmica", no próximo dia 26 (sábado), às 19 horas.

Gratuita ao público, a exposição ficará em cartaz até o próximo dia 20 de abril (horário de visitação: terça-feira a sábado, de 13 horas às 21 horas; no período de 15h às 21h, as visitas são orientadas por um monitor).

Integrante da série de eventos que marcam o centenário da cidade de Juazeiro do Norte, a mostra expõe acervos do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC-UFC) e do Centro Cultural Banco do Nordeste.

Para a mestre em Artes Visuais, professora e curadora da exposição, Adriana Botelho, a mostra oferecerá ao público um excelente oportunidade para conhecer um pouco mais de um dos principais artistas do movimento modernista, discutindo as afinidades de sua arte, bem como a sua influência na arte cearense. Claudionor Capibaribe, o Barrica, nasceu em Juazeiro do Norte, em 1913, e faleceu em Fortaleza, em 1993.

Segundo a doutora em Sociologia da Arte, Kadma Marques, a história das artes plásticas no Ceará "passa de maneira inevitável pela presença de Barrica na fundação do Centro Cultural de Belas Artes (CCBA - 1941/1944) e da Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP - 1944/1958), associações que congregaram os artistas do pincel em torno de ideais como aquele que manteve a realização do salão cearense mais tradicional - o Salão de Abril - sob a responsabilidade da SCAP, no período de 1946 a 1958".

Discorrendo sobre a Arte de Barrica, o diretor do MAUC-UFC, Pedro Eymar, afirma que "a década de 1950 apresenta um Barrica personalizado e comercialmente aceito; desenha com cores e as paisagens florescem de sua alma profunda para uma interface plástica tensa, onde matéria e gesto disputam com a figuração o primeiro plano da fruição estética".

Pedro Eymar relembra que em 1961, Barrica esteve presente na exposição de instalação do Museu de Arte da UFC: "ao lado de Chico da Silva, Sérvulo Esmeraldo e Raimundo Cela, Barrica expôs sua vibrante interpretação dos subúrbios e abstratas composições em irreverentes jarros cerâmicos; neste mesmo período, Barrica instalou junto ao MAUC uma oficina de cerâmica, provida de forno, do qual procedem muitas das cerâmicas que integram a presente mostra".

 

tags: ,
publicado por o editor às 11:53
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2011

CALDAS FEST leva MPB ao Carnaval


CALDAS FEST leva MPB ao Carnaval de Barbalha, na região do Cariri (CE)



O Festival acontece no Balneário do Caldas, em Barbalha, com Mostra Competitiva e shows de atrações convidadas. As inscrições estão abertas.



Compositores, intérpretes e apreciadores da Música Popular Brasileira terão uma boa opção para o período do Carnaval. Em Barbalha, na região do Cariri, no Ceará, acontece a partir deste ano o Caldas Fest, um festival que contará com shows de atrações convidadas e mostra competitiva, que já está com inscrições abertas.



Com acesso gratuito, o festival acontecerá no Balneário Termas do Caldas (www.balneariodocaldas.com.br), no distrito de Caldas, localizado na serra, a 20Km da sede do município de Barbalha, que fica a 525Km de Fortaleza e a menos de 10Km de Juazeiro do Norte. O balneário é uma das raras estâncias termo minerais do Nordeste. Ocupa uma área de 4.500ha e conta com fontes e piscinas naturais com temperatura de 26°C, águas minerais hipotermais consideradas as mais leves do país, e tem ainda piscinas, quadras, restaurantes e hotel.



Tendo como tema A Produção da Música Independente e as Transformações do Mercado Fonográfico, o Caldas Fest, em sua primeira edição, tem a missão de reunir, em um único espaço, músicos consagrados e novos talentos, e visa contribuir para o fortalecimento do mercado musical no Ceará.



Inscrições para a Mostra Competitiva



Intérpretes e compositores interessados em participar da Mostra Competitiva devem se inscrever até o dia 10 de fevereiro. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site da J. A. Lima Produções (www.jalimaproducoes.com.br), que realiza o festival em parceria com a Prefeitura Municipal de Barbalha, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo.



A Mostra Competitiva é aberta a cantores e compositores de todo o Brasil. Dentre os inscritos, 20 serão selecionados por uma comissão julgadora e durante o festival vão defender uma canção inédita. Serão premiados os três primeiros colocados. Haverá premiação ainda para melhor letra, melhor intérprete e uma música de aclamação popular.



Barbalha



Fundada no século XVIII, a cidade de Barbalha é conhecida por sua arquitetura antiga, parques ecológicos, balneários, artesanato e festas populares. Situada entre um enorme canavial, seus limites se confundem com a linha do horizonte e a Floresta Nacional do Araripe. Ao longo do ano, a temperatura oscila entre 13ºC e 35ºC.



SERVIÇO



Caldas Fest 2011 - Inscrições gratuitas para a Mostra Competitiva até o dia 10 de fevereiro, por meio do site da J. A. Lima Produções: www.jalimaproducoes.com.br. Informações: 85-3251.1105. O festival acontecerá de 05 a 08 de março (Carnaval) no Balneário Termas do Caldas (Rod Caldas, s/n - Barbalha/CE - Tel: 88-3532.9118.

 

publicado por o editor às 12:50
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Ariano Suassuna no Cariri

 


Grupo Oxente de Teatro, de Sergipe, apresenta comédia regional de Ariano Suassuna no Cariri


O Grupo Oxente de Teatro, de Sergipe, apresentará a comédia regional "O Santo e a Porca - Energia Nordestina para o Brasil Ver!", de autoria do paraibano Ariano Suassuna, um dos mais importantes dramaturgos brasileiros.

O espetáculo acontecerá no cineteatro do Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri (rua São Pedro, 337 - Centro - fone: (88) 3512.2855), em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará, no período de 29 de setembro (próxima quarta-feira) a 02 de outubro (sábado), sempre às 19h30. Com classificação etária de 12 anos, o espetáculo tem entrada franca.

A peça traz todas as características do Movimento Armorial, criado por Ariano Suassuna, aproximando-se da literatura de cordel e dos folguedos populares do Nordeste, onde a simplicidade do trabalho permeia toda a ação dramática. Patrocinado pela Petrobras via edital, até dezembro deste ano o espetáculo percorrerá 85 municípios dos 27 estados brasileiros.

No enredo, um viúvo e sua porca cheia de dinheiro aos cuidados de Santo Antônio. Ganância, intrigas, brigas e muita comédia compõem o universo desse espetáculo. Com direção geral de Lindolfo Amaral, direção de produção de Edmilson Suassuna e produção executiva de Anamaria Brasil, o grupo Oxente de Teatro conta com o seguinte elenco de atores: André Santana, Rosana Costa, Anamaria Brasil, Yára Cunha, Edmilson Suassuna, César Leite, Rose Ribeiro e Márcio Aislan.

 

tags: ,
publicado por o editor às 14:00
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds