Sábado, 25 de Julho de 2015

Parrot e Olivier na América de Peter Carey

Parrot e Olivier na América
de Peter Carey


Título Original: Parrot e Olivier in America

Tradutor: Adriana Lisboa



Páginas: 391

Formato: 16 x 23 cm

     

  
UMA EXCELENTE RECRIAÇÃO DA FAMOSA VIAGEM DE ALEXIS DE TOCQUEVILLE

Olivier é um aristocrata nascido logo após a Revolução Francesa. Parrot é filho de um tipógrafo inglês e órfão de mãe. Suas vidas se encontram quando Olivier zarpa para o Novo Mundo a fim de salvar o pescoço de uma nova revolução e Parrot segue com ele como espião, protetor e antagonista.

Em meio a aventuras que incluem amor e dinheiro, prisão e liberdade, pintura e escrita, os dois formam uma dupla improvável. E onde melhor para o improvável florescer que o novíssimo e glorioso experimento democrático, a América?

Ao contar a história dessa amizade, Peter Carrey explora o experimento democrático americano com uma inventividade deslumbrante e uma riqueza de caracterização, narrativa e linguagem que só um exímio autor como ele poderia realizar.

O AUTOR

Peter Carey
  
Duas vezes vencedor do Booker Prize, um dos mais importantes prêmios de literatura da língua inglesa, Peter Carey é autor de nove romances, entre eles OSCAR E LUCINDA, JACK MAGGS, A HISTÓRIA DO BANDO DE KELLY e MINHA VIDA, UMA FARSA. Nasceu em 1943, na Austrália, e mora atualmente em Nova York. www.petercareybooks.com
 
 
UM LANÇAMENTO



 

 

 
publicado por o editor às 14:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

A pirâmide do café de Nicola Lecca

 

 


A pirâmide do café

de   Nicola Lecca

La Piramide del Caffe
Tradutor:     Joana Angélica d’Avila Melo

Páginas:     238
Formato:     16 x 23 cm


UM CONTO DE FADAS MODERNO ONDE AS CRISES NÃO REPRESENTAM UM FIM, MAS UM NOVO COMEÇO



Aos 18 anos, o jovem Imi sai de um orfanato húngaro e realiza seu sonho de morar em Londres, onde logo consegue um emprego numa importante cafeteria. Ele acredita que o local é um universo extraordinário, capaz de lhe oferecer ótimas oportunidades. Além disso, as muitas e minuciosas regras que orientam a vida dentro da Proper Coffee, reunidas no Manual do Café, parecem escritas por mãos iluminadas. Contudo, com o tempo ele perceberá que o mundo não é tão simples assim.

A pirâmide do café, de maneira delicada e emocionante, mostra um jovem ingênuo de cidade pequena que vai entendendo as complicações da vida em uma metrópole. Nicola Lecca desenvolve uma crítica à sociedade e ao mercado de trabalho, onde aquele que pensa diferente e que busca novas soluções é quase sempre alvo de outros funcionários. Uma elegante fábula contemporânea capas de mergulhar nos paradoxos, na solidão e nas hipocrisias da sociedade de consumo.


O AUTOR
·     Seus livros foram publicados em mais de dez países da Europa. O autor estreia no Brasil com A pirâmide do café, eleito um dos dez melhores romances de 2013 pela revista italiana Panorama. O autor recebeu o Prêmio Hemingway de Literatura aos 27 anos. Além disso, entre outros, foi vencedor do prêmio da Sociedade Lucchese de Leitores, do Prix du Premier Roman, do Settembrini, do Joyce Lussu e do Basilicata.


A CRITICA
·     “Nicola Lecca é um jovem escritor de grande talento, que nos encanta pela sabedoria linguística e inteligência narrativa.” – Dacia Maraini


um lançamento






 

 
publicado por o editor às 17:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2014

Ilusões honestas de Nora Roberts

 

 

 

 
 


Ilusões honestas

de   Nora Roberts

 

Título Original:     Honest illusions
Tradutor:     Natalie Gerhardt

Páginas:     490
Formato:     16 x 23 cm

  

SEGREDOS, ILUSÕES E UMA PAIXÃO EXPLOSIVA NESTA IRRESISTÍVEL HISTÓRIA DA AUTORA NÚMERO 1 DO THE NEW YORK TIMES

Max Nouvelle é um renomado ilusionista que encanta o mundo com seus incríveis truques — isso quando não está aproveitando seu talento para roubar joias. E a linda filha Roxy parece ter herdado a aptidão para a mágica... e para o crime.

Luke Callahan fugiu de casa aos 12 anos para escapar dos maus-tratos e foi acolhido pelos Nouvelle, tornando-se praticamente irmão de Roxy.

Criados juntos, os dois percebem, aos poucos, que o sentimento entre eles ultrapassa os limites da fraternidade e se entregam, então, à paixão... Até que Luke desaparece da noite para o dia.

Desiludida pelo abandono e desconhecendo os motivos de seu sumiço, Roxy precisa encontrar forças para seguir em frente. Mas o que acontecerá quando Luke voltar, cinco anos depois, disposto a reconquistar sua amada? Roxy conseguirá perdoá-lo? E, afinal, que mistérios se escondem por trás do desaparecimento de Luke?

Em Ilusões honestas, Nora Roberts nos presenteia mais uma vez com personagens complexos e apaixonantes, criando um cenário repleto de magia, segredos e mistérios.

• O casal Roxy e Luke é considerado por fãs da autora como um dos mais marcantes já criados por ela.



A CRITICA
• Os livros de Nora Roberts já alcançaram a marca recorde de 680 milhões de exemplares vendidos, foram traduzidos para mais de quarenta idiomas e permaneceram, somados, quase mil semanas na lista de mais vendidos do The New York Times – dessas, quase duzentas no primeiro lugar.

• “Uma trama bem-tecida sobre ilusão, corrupção e, claro, romance.” – Booklist


um lançamento




 

 

 
publicado por o editor às 13:20
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2014

O verão perigoso de Ernest Hemingway

 

 

 

O verão perigoso

de  Ernest Hemingway

Título Original:     The dangerous summer
Tradutor:     Ana Zelma Campos

Páginas:     266
Formato:     16 x 23 cm


UMA IMPRESSIONANTE REALIZAÇÃO LITERÁRIA E UM COMPLEXO AUTORRETRATO DO MESTRE AMERICANO



Em 1959, Ernest Hemingway retornou à Espanha contratado pela revista Life para escrever um artigo curto sobre touradas, e mais uma vez ficou tão absorvido pelo tema que já o havia inspirado, décadas antes, a escrever a obra-prima Morte ao Entardecer, que acabou criando O verão perigoso. Esta obra é a crônica da impactante temporada que se desenvolveu nas arenas espanholas naquele ano, inflamada pela rivalidade quase mítica de dois matadores, Antonio Ordoñez e Luiz Miguel Dominguín – dois cunhados, ambos equiparados em habilidade e carisma. Com uma descrição precisa da “dança da morte”, Hemingway revela as emoções e os pensamentos dos dois maiores matadores da época, tendo como pano de fundo as grandes paisagens da Espanha.



·     Nono livro de Hemingway com novo projeto gráfico lançado pela Bertrand.

·     Os livros do autor totalizam mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil.

·     O autor foi ganhador do prêmio Pulitzer em 1953 e do prêmio Nobel de Literatura em 1954.



 

*


LANÇAMENTO


 

 

 

 

 
publicado por o editor às 15:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

Recordação mortal de J. D. Robb

 

 

Recordação mortal
de J. D. Robb

Título Original:Memory in death
Tradutor: Renato Motta

GêneroRomanceestrangeiro
Coleção: Série Mortal
Páginas: 476
Formato: 16 x 23 cm


UM PERFEITOEQUILÍBRIO ENTRE SUSPENSE, PROCEDIMENTOS POLICIAIS E ROMANCE

Em Recordação Mortal, a corajosa tenente Eve Dallas é forçada a mergulhar de volta em seu passado. Trudy Lombard, uma mulher cruel e oportunista que diz ser sua mãe, aparece na Central de Polícia e desperta as piores lembranças na tenente, fazendo-a relembrar o tempo em que era atormentada e torturada diariamente. Mas parece que Eve não foi a única a sofrer nas mãos de Trudy, e talvez alguém esteja em busca de vingança.

LANÇAMENTO




publicado por o editor às 01:37
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

a cor do leite de Nell Leyshon

 

 

a cor do leite
deNell Leyshon


Título Original:The colour of milk

Tradutor:Milena Martins



Páginas:208

Formato:14 x 21 cm


     

  
Uma história sensível de superação e coragem



Em 1831, uma menina de 15 anos decide escrever a própria história. mary tem a língua afiada, cabelos da cor do leite, tão brancos quanto sua pele, e leva uma vida dura, trabalhando com suas três irmãs na fazenda da família. seu pai é um homem severo, que se importa apenas com o lucro das plantações. contudo, quando é enviada, contra a sua vontade, ao presbitério para cuidar da esposa do pastor, mary comprovará que a vida podia ainda ser pior.

Sem o direito de tomar as decisões sobre sua vida, mary tem urgência em narrar a verdade sobre sua história, mas o tempo é escasso e tudo que lhe importa é que o leitor saiba os motivos de suas atitudes.

A cor do leite apresenta a narrativa desesperada de uma menina ingênua e desesperançosa, mas extremamente perspicaz e prática. escrito em primeira pessoa e todo em letras minúsculas, o texto possui estrutura típica de quem ainda não tem o pleno controle da linguagem. a jovem narradora intercala a história com suas opiniões, considerados por alguns críticos os trechos mais angustiantes da obra.

 A CRITICA

·      “Se a cor do leite começa narrando a rotina simples e calma da vida rural na Inglaterra do século XIX, aos poucos, letra a letra, a história toma força, revelando todo o potencial de uma menina e de sua vida destruída pelas piores falhas humanas.” – The Telegraph

·     “Um livro sobre o abuso de poder e a supremacia masculina. O projeto ambicioso de Nell Leyshon demonstra um poder imaginativo singular.” – The Independent





LANÇAMENTO





 

publicado por o editor às 00:25
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Ter e não ter de Ernest Hemingway

 

 

Ter e não ter

de Ernest Hemingway

Título Original:     To have and have not
Tradutor:     Ênio Silveira

Gênero:     Romance estrangeiro
Páginas:     280
Formato:     16 x 23 cm


UM DOS LIVROS MAIS REVELADORES DA PERSONALIDADE DO AUTOR DE O VELHO E O MAR

O capitão Harry Morgan não é um homem que se deixa envolver por questões ideológicas. Sempre às voltas com problemas financeiros, ele vive da própria competência profissional, da audácia, da ânsia de liberdade. Um solitário, um durão, um realista que enfrentava bons e maus momentos com a mesma tranquilidade, mas também com a certeza de que um homem solitário está sempre fadado a ter um fim trágico. Um homem severo, decidido a enfrentar qualquer perigo para cuidar da família, só confia em si mesmo e percebe, no momento decisivo, que o poder individual é sempre relativo.
Em seu único romance ambientado em cenário americano e uma das poucas obras a indicar alguma preocupação com assuntos políticos, o mestre do diálogo e do realismo contundente, Ernest Hemingway nos envolve numa história vigorosa e dramática que jamais sairá de nossa memória.

·     O autor foi ganhador do Nobel de Literatura em 1954.

 

Outros Livros


http://suplementocultural.blogspot.com.br/search?q=Ernest+Hemingway


 

Lançamento



 

publicado por o editor às 16:26
link do post | comentar | favorito

O conto do covarde de Vanessa Gebbie


   

Título Original:     The Cowards Tale
Tradutor:     Sibele Menegazzi

Gênero:     Romance estrangeiro
Páginas:     378
Formato:     16 x 23 cm


UM ROMANCE PODEROSO, POÉTICO E LEVEMENTE ASSUSTADOR, PERMEADO POR UM TOQUE DE HUMOR

O menino Laddy Merridew foi enviado para morar com a avó em uma pequena comunidade do País de Gales. Lá, inicia uma improvável amizade com Ianto Passchendaele Jenkins, o mendigo contador de histórias da cidade que é guardião do legado da Gentil Clara, uma antiga mina da região que explodiu há muitos anos e deixou marcas nas gerações futuras. Por meio das histórias do amigo, Laddy é envolvido pelo passado da cidade e pelos enigmas do presente.
Os homens da cidade – assim como as mulheres que os geraram, as que casaram com eles e as que lamentaram suas mortes – estão interligados pelos ecos da tragédia da Gentil Clara e pela misteriosa figura de Ianto Jenkins, cujas histórias de lealdade e traição, perda e amor, formam uma inesquecível e fascinante colcha de retalhos.
O conto do covarde é uma história ímpar, com texto emocionante e personagens cativantes, que foi considerada por muitos críticos um dos melhores lançamentos de 2011.


 A critica

·     Vanessa Gebbie é vencedora do prêmio Novel in a Year, do Daily Telegraph.

·     “A delicadeza e a generosidade deste romance são fortalecidas pela precisão e perspicácia das palavras.” – Publishers Weekly

·     “Gebbie cria uma história comovente a partir do sofrimento da perda.” – Kirkus Reviews





VISITE
http://www.vanessagebbie.com/welcome/

Coward’s Tale Map

 

Lançamento


 

publicado por o editor às 16:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

O mistério dos Deuses (Vol. 3 Trilogia O Ciclo dos Deuses)

 

O mistério dos Deuses (Vol. 3 Trilogia O Ciclo dos Deuses)
de  Bernard Werber



Título Original:     Le Mystere des Dieux
de Jorge Bastos

Gênero:     Romance estrangeiro
Coleção:     O Ciclo dos Deuses
Páginas:     532
Formato:     16 x 23 cm


O MARCANTE DESFECHO DA TRILOGIA O CICLO DOS DEUSES

No início, quando chegaram à cidade de Olímpia e foram aprovados na categoria de anjos da guarda, os alunos-deuses eram 144. Agora, esse número está reduzido quase pela metade. Ao longo do jogo em que precisam fazer evoluir seus próprios humanos – e ao fim do qual somente um aluno sairá vencedor –, muitos já foram eliminados e transformados em seres mitológicos. Diante desses perigos, Michael Pinson tenta sobreviver e impedir a extinção de seu povo.
Neste volume final, Michael continua sua saga em busca dos maiores mistérios do universo. Depois de descobrir o que há no alto da montanha, ele retorna à Ilha de Aeden para disputar a final do jogo das divindades, que conta apenas com 12 alunos-deuses sobreviventes. Mais do que nunca, seu objetivo é vencer, pois, como recompensa, o ganhador poderá conhecer pessoalmente o Criador.

·     Bernard Weber é conhecido mundialmente pela série best-seller O Império das Formigas, que vendeu mais de um milhão de cópias somente na França.
·     Escritor francês mais lido em todo o mundo, com todos os seus livros elogiados pela imprensa do seu país. Traduzido para mais de 25 idiomas e com mais de 20 milhões de exemplares vendidos no planeta.

 

publicado por o editor às 17:50
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

As ilhas da corrente de Ernest Hemingway

 

 

As ilhas da corrente
   
de Ernest Hemingway


Título Original:     Islands in the stream
Tradutor:     Milton Persson

Páginas:     616
Formato:     16 x 23 cm


  

A NOVA EDIÇÃO DO ÚLTIMO CLÁSSICO DE HEMINGWAY



Publicado primeiramente em 1970, nove anos após a morte de Ernest Hemingway, As Ilhas da Corrente é a história de um artista e aventureiro - um homem nos moldes do próprio Hemingway. Rico no sentido imprevisível de sua própria vida e em ação característica de sua escrita - presente em histórias como O velho e o mar e outros - este romance contém o calor, o senso de humor e um raro sentido da vida que torna Hemingway único, cena após cena.



As ilhas da corrente narra as aventuras e as tragédias presentes em momentos cruciais da vida do pintor Thomas Hudson – um evidente alterego hemingwayniano. O livro é dividido e, três partes. A primeira parte, “Bimini”, é ambientada em uma paradisíaca ilha do Caribe onde Hudson – divorciado e beberrão – leva uma vida idílica. Em “Cuba”, o segundo segmento, o personagem é um homem atormentado que perde o filho em um acidente. Ao mesmo tempo, reencontra a primeira esposa e revive o final infeliz da grande história de amor de sua vida. A última parte, por sua vez, é um drama de guerra que contém elementos que lembram outras obras de Hemingway como Por quem os sinos dobram e O velho e o mar. Batizada de “No mar”, mostra Hudson como um caçador de submarinos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

As ilhas da corrente é um retrato brilhante da vida de um homem complexo e intrigante. Nestas páginas, Hemingway alcança o seu zênite de maturidade literária.



•     O autor foi ganhador do Nobel de Literatura em 1954.

•     A obra do autor já vendeu mais de 350 mil exemplares pela Bertrand Brasil.



O escritor cubano Norberto Fuentes, autor de um livro excepcional – Hemingway en Cuba –, fez um levantamento minucioso da hostilidade oficial dos EUA contra Hemingway. Em março de 1983, o Washington Post publicou a informação de que o FBI espionou e acumulou informações sobre Ernest He ming way durante 32 anos. O chefe do FBI na época, Edgar Hoover, acusou Hemingway de “comunista” e disse que ele era “um escritor famoso, de prestígio internacional, que poderia prejudicar o FBI e os Estados Unidos” em razão de sua amizade com os cubanos. Um mês depois dessa revelação, o New York Review of Books confirmou a existência de um dossiê sobre Hemingway no FBI, com 124 páginas, revelando que o FBI fizera várias iniciativas “no sentido de desacreditar o escritor”. O dossiê continha declarações de Hemingway contra o macartismo e a favor da Revolução Cubana.


 VEJA MAIS EM

 

Lançamento



 

publicado por o editor às 15:25
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds