Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

ATÉ QUE ENFIM...

 

 


 

O show de Estreia do Grupo "Eu, Você e Maria" vai acontecer no dia 30/agosto as 19h no Teatro Paiol. Pelo projeto da Fundação Cultural de Curitiba.
 
 
 
clique para ampliar

 

 
publicado por o editor às 15:08
link do post | comentar | favorito

Dois títulos da premiada coleção Leituras Descoladas da Editora Biruta são indicados a finalistas ao Prêmio Jabuti

 

 

 

Brincos de ouro e sentimentos pingentes, de Luiz Antonio Aguiar e Meu pai não mora mais aqui, de Caio Riter foram indicados como finalistas ao Prêmio Jabuti de Melhor Livro Juvenil Dois títulos da Coleção Leituras Descoladas da Editora Biruta acabam de receber mais duas indicações a prêmios. Brincos de ouro e sentimentos pingentes, de Luiz Antonio Aguiar e Meu pai não mora mais aqui, de Caio Riter foram indicados como finalistas ao prêmio Jabuti de Melhor Livro Juvenil. Esses mesmos títulos já tinham recebido o prêmio Altamente Recomendável 2009 da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Além dos prêmios destes dois livros, todos os seis títulos desta coleção entraram para o Catálogo de Bolonha 2009, o mais importante catálogo de literatura infantil e juvenil do mundo. O projeto gráfico de Leituras Descoladas também foi premiado: A REX Design, autora do projeto, recebeu, por este trabalho, mais um prêmio internacional. A revista americana Communication Arts, que realiza anualmente uma das mais importantes seleções mundiais em design gráfico, premiou o projeto dentre inúmeras inscrições. O projeto premiado da coleção Leituras Descoladas será publicado no 2009 Design Annual 50, que sairá na edição de Nov./ Dez. da revista. Fazem parte da coleção Leituras Descoladas da Editora Biruta os seguintes títulos: Brincos de Ouro e Sentimentos Pingentes, de Luiz Antonio Aguiar; Meu pai não mora mais aqui, de Caio Riter; Baratinada, de Marilia Pirillo; O segredo do tempo, de Sandra Pina; A Última Guerra, de Luiz Bras (Nelson de Oliveira) e Tereza Yamashita; A Maldição do olhar, de Jorge Miguel Marinho. O projeto gráfico e as ilustrações desta coleção são de Gustavo Piqueira e Samia Jacintho, da REX Design. A Coleção Leituras Descoladas aposta na Literatura Juvenil como leitura da melhor qualidade, respeitando os jovens leitores com temas e linguagem que têm tudo a ver com o mundo deles, sempre tratados de forma sensível, bem humorada e com delicadeza, mas sem fazer concessões.

 

 
publicado por o editor às 15:07
link do post | comentar | favorito

lançamento do livro de Valburga Huber

 

 


 

Annablume Editora e Livraria Museu da República

convidam para o lançamento do livro de Valburga Huber


A ponte edênica:

Da literatura dos imigrantes de língua alemã a Raul Bopp e Augusto Meyer

 

Dia 02 de setembro de 2009,

quarta-feira, das 18:30 às 22h.

Rua do Catete, 153 - Glória - Rio de Janeiro - RJ

(Estacionamento do Museu da República em frente à Estação Catete do Metrô)

(21) 2556.5828

 

 
publicado por o editor às 15:06
link do post | comentar | favorito

HISTÓRIA ILUSTRADA DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

 




HISTÓRIA ILUSTRADA DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS



de JAMES WASSERMAN



 

Número de Páginas: 232


Apesar dos estudos cada vez mais extensos dedicados à ordem templária, fundada em 1119, o mistério que envolve os templários persiste. Várias sociedades secretas, da francomaçonaria à Ordo Templi Orientis, proclamam-se descendentes dessa ordem religiosa de monges-guerreiros. Como o exército particular do papa, os Cavaleiros Templários tinham inicialmente o objetivo de proteger peregrinos cristãos que viajavam para a Terra Santa, mas acabaram tornando-se uma das organizações mais poderosas da Idade Média.
James Wasserman apresenta uma história fascinante da Ordem e dos muitos mistérios e lendas que ainda a envol­vem, por meio de uma coleção ímpar e exuberante de mais de 170 ilustrações. Entre essas estão imagens de manuscritos das Cruzadas, pinturas românticas dos grandes mestres dos sé­culos XVIII e XIX e fotografias contemporâneas de antigas fortalezas templárias na Europa e em Jerusalém, tiradas por Steven Brooke e Vere Chappell.
Wasserman apresenta evidências para a ligação dos tem­plários com organizações islâmicas místicas, como os Assassinos, e também seus vínculos com grupos "heréticos", como os cátaros, que foram eliminados por representar um desafio para a ortodoxia da época. Além de fazer a crônica das ações dos templários durante as Cruzadas, Wasserman volta a exa­minar as acusações lançadas contra eles, mostrando como a Ordem foi implacavelmente dizimada. Ele também reflete sobre a natureza do tesouro que eles deixaram para trás e que alimentou a imaginação popular durante séculos.

O AUTOR



JAMES WASSERMAN tem dedicado toda sua vida ao estudo da religião e do desenvolvimento espiritual. Depois de frequentar o Antioch College, estudou com vários professores de meditação e de outras disciplinas. Fixando-se em Nova York em 1973, começou a trabalhar na Samuel Weiser, na época a maior livraria esotérica do mundo. Em 1977, saiu para fundar o Studio 31, especializando-se na produção de livros e em desenho gráfico. Em 1976, James ingressou na Ordo Templi Orientis (O.T.O.), dedicando-se ao estudo do sistema do Iluminismo Científico de Aleister Crowley. Em 1979, fundou a TAHUTI Lodge, a terceira Loja O.T.O. mais antiga do mundo. Ele teve um papel fundamental em inúmeras publicações influentes de Crowley. Além do seu trabalho sobre as cartas do Tarô de Thot, Wasserman é autor de vários livros sobre tradições secretas e é também responsável pela restauração, muito aclamada, do Papiro de Ani, The Egyptian Baak af the Dead: The Baak af Gaing Farth by Day.
 
UM LANÇAMENTO

 

 
publicado por o editor às 14:57
link do post | comentar | favorito

Anatel libera venda do Speedy

 

 

 


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou a venda do Speedy pela Telefônica. Em reunião do Conselho Diretor realizada nesta quarta-feira (26/08), a agência concluiu que a empresa cumpriu as medidas para a regularização do serviço.

“A implementação de medidas para assegurar a efetiva regularização do serviço (...) foi comprovada por técnicos da Anatel, razão pela qual fica liberada a comercialização do referido serviço”, diz o despacho assinado pelo presidente do Conselho da Anatel, Ronaldo Mota Sardenberg.

Entretanto, a empresa ainda está sujeita a novas sanções, caso outras medidas não sejam implantadas. De acordo com o despacho, a Telefônica deve concluir as ações do “Plano de Ampliação das Capacidades” e das “Ações para melhoria de comercialização e atendimento”.
Empresa reinicia venda nesta quinta-feiraPor meio de comunicado, a Telefônica informa que voltará a vender o Speedy a partir das 8h da quinta-feira (27/08).

A venda do Speedy está suspensa desde o fim do mês de junho. A proibição foi motivada por problemas na prestação serviço. Na ocasião, a Anatel determinou prazo de trinta dias para a Telefônica apresentar um plano para melhorar o atendimento aos clientes.

“Os últimos dois meses foram, para a empresa, um período de trabalho intenso, com todas as suas equipes mobilizadas para implementar ações de estabilidade da rede e aprimoramento do atendimento aos clientes”, diz o comunicado da Telefônica.

 

 
tags:
publicado por o editor às 14:49
link do post | comentar | favorito

A CHAVE DE SALOMÃO

 

 

 






A CHAVE DE SALOMÃO



de Lon Milo DuQuette



 



Número de Páginas: 160


OS POLÊMICOS SEGREDOS DA MAGIA E DA FRANCOMAÇONARIA
O Rei Salomão é a figura central nos rituais secretos da Franco­maçonaria e nos ritos proibidos da feitiçaria. As tradições sagradas do Judaísmo, do Cristianismo e do lslamismo se reúnem na pes­soa do sábio rei-mago da Israel antiga. A sua presença na história bíblica é um elemento-chave para entender a visão que essas três religiões tão diferentes têm de si mesmas e umas das outras. A história de Salomão e seu magnífico Templo em Jerusalém é a pedra angular da Bíblia, que faz a ligação entre o Antigo e o Novo Testamentos.
Mas será que isso é verdade? Ou será que o mito e a tradição realmente detêm as chaves que liberam mistérios da consciência humana infinitamente mais espantosos do que a História?


ANTIGOS SEGREDOS DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS E DA FRANCOMAÇONARIA AFETAM O MUNDO MODERNO


"Para quem não tem recursos para escavar segredos ocultos guardados sob o Louvre, o quartel-general da CIA ou a Capela Rosslyn, A Chave de Salomão é uma ótima alternativa. As páginas do livro revelam os verdadeiros segredos de Salomão, da Maçonaria à magia. A experiência e o conhecimento de Lon Milo DuQuette tornam essa jornada pela história da Bíblia, dos Ca­valeiros Templários, da Francomaçonaria e da Goetia ainda mais fascinante porque é real. Acresça a inimitável coragem e sagaci­dade de Lon DuQuette e terá um livro que não dá para parar de ler. Não é muito provável que o leitor seja sequestrado, assassina­do ou perseguido pelo mundo afora, mas o Segredo Mais Perigoso do Mundo será revelado. O que poderia ser mais emocionante do que isso? Leia este livro agora ... senão Eles chegam primeiro!"
- Dr. Richard Kaczynski, Yale University



UM LANÇAMENTO



 

 

 
publicado por o editor às 14:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

A IMPORTANCIA DO BUDISMO

 

 


 

clique para ampliar

 

 
publicado por o editor às 15:49
link do post | comentar | favorito

O PROJETO LAZARUS

 

 

 



O PROJETO LAZARUS


 


Aleksandar Hemon

Tradução:Maira Parula

Páginas:304



"O projeto Lazarus é uma crônica notável sobre perda, desesperança e crueldade impulsionada por um eloquente incômodo existencial. É cheio de humor e de piadas. E é, ao mesmo tempo, inexplicavelmente triste."
The New York Times

O primeiro livro do bósnio Aleksandar Hemon, o premiado E o Bruno?, lançado em 2000, deu ao autor uma boa dose de intimidade para tratar os anseios do homem em uma situação de exílio forçado. O segundo, As fantasias de Pronek, carimbou-o como um especialista no tema: a partir de um dos personagens do livro anterior, o alter ego Josef Pronek, Hemon contou os desencontros de um refugiado da Guerra da Bósnia em um país sedutor como os EUA, e o autor foi comparado a Joseph Conrad e a Vladimir Nabokov. Neste terceiro livro, O projeto Lazarus, Hemon confirma seu talento para escrever sobre as dores acidentais. A obra é uma corajosa continuação da sua visão sobre a decadência do imigrante no mundo pós-moderno – “Lar é o local que só descobrimos a distância”, escreve.
Escolhido pela New Yorker como melhor ficção de 2008 e finalista do National Book Award, O projeto Lazarus narra a história de Vladimir Brik, um escritor bósnio atormentado pela crise de identidade que a condição de imigrante lhe oferece. Desencantado pela vocação de escritor, pelo país natal e principalmente pela América – “(...) eu desperdiço meu voto, pago impostos de má vontade, compartilho minha vida com uma esposa americana e me esforço para não desejar uma morte bem dolorosa a um presidente idiota” –, Brik ganha uma bolsa que permite financiar a pesquisa para um novo livro, a história de Lazarus Averbuch, uma obsessão de Brik. Sobrevivente de um pogrom na Moldávia, em 1903, o jovem imigrante judeu fora assassinado friamente pela polícia de Chicago, em 1908, por sua ligação suspeita com os anarquistas.
A história de Lazarus é narrada em paralelo – o livro se alterna entre 1908 e 2004 em quase todos os capítulos. As pistas da trama policial são deixadas já na abertura: “O dia e o lugar são as únicas coisas de que tenho certeza: 2 de março de 1908, Chicago. Afora isso só restam as brumas da história e da dor, em que mergulho agora.” O leitor conhece Lazarus através dos depoimentos de sua irmã protetora, Olga, e das cartas que ela escreve à família.
Além das cartas de Olga, outro artifício narrativo de Hemon são os trechos de reportagens jornalísticas que usa para descrever a morte de Lazarus: “(...) o anarquista não pronunciou uma palavra. Ele lutou obstinadamente, seus lábios cruéis cerrados e os olhos demonstrando uma determinação terrível de ser vista. Ele morreu sem dizer uma imprecação, sem uma súplica ou oração.”
As referências ao personagem bíblico ressuscitado por Jesus Cristo, Lázaro, são exploradas por Hemon como pequenas charadas ao longo da trama: “Talvez (Lázaro) nunca tenha morrido de novo. Ele pode ainda estar por aí, ainda ressuscitado, completamente esquecido, exceto pelo fato de ser o coelhinho branco da cartola de Cristo”, diz Brik. Com a ironia refinada que as situações extremas permitem, o narrador permeia a obra de sarcasmo: “Rora em geral fumava um cigarro de filtro vermelho, bem superior à merda que nós fumávamos, que eram uns cigarros que por algum motivo sempre tinham o nome de algum rio da Iugoslávia propenso a transbordar na primavera.”
Aleksandar Hemon escreve a história a partir de um ponto de vista privilegiado. Assim como o narrador, Vladimir Brik (outro alter ego na sua bibliografia, depois de Josef Pronek), Hemon é também um imigrante bósnio que, de passagem por Chicago, viu-se impedido de voltar a Sarajevo por conta da eclosão da guerra, em 1992. É o próprio autor quem parece dizer aos seus leitores, pela voz de Brik: “O livro me transformaria em outra pessoa, de um jeito ou de outro: ou eu poderia obter o direito ao egocentrismo orgásmico (e o dinheiro necessário para tal) ou poderia adquirir a minha segurança moral pelos processos virtuosos da insegurança ou da autorrealização.”
Outros ingredientes fazem referência a sua própria vida: o fato de Brik escrever para um jornal (Hemon escreve para o periódico bósnio BH Dani), o de ter ganho uma bolsa para financiar o livro (Hemon ganhou o prêmio “Genius” da Fundação MacArthur), o de ser casado com uma americana e o de contar com um amigo de infância fotógrafo. Na trama, Brik vai à Bósnia, Ucrânia e Moldávia em busca de informações sobre o passado de Lazarus, acompanhado do amigo e fotógrafo Rora, responsável, aliás, pelas grandes sacadas de humor da narrativa. O mesmo se deu na vida real: para ilustrar O projeto Lazarus, Hemon convidou o fotógrafo Velibor Bozovic, amigo de longa data, para percorrer o Leste Europeu enquanto fazia pesquisas para o livro. O resultado da parceria são as belíssimas imagens de Sarajevo tomadas por Bozovic que acompanham a obra, junto às da Chicago Historical Society.
 
UM LANÇAMENTO
 

 

 

 
publicado por o editor às 15:48
link do post | comentar | favorito

SEMINÁRIO ESPÍRITA

 

 

 






 

clique para ampliar


 


 

 

 
publicado por o editor às 15:47
link do post | comentar | favorito

A CORPORAÇÃO

 

A CORPORAÇÃO




de Nicholas Hagger




Número de Páginas: 456



Nicholas Hagger viajou pelo mundo todo. Foi o primeiro ocidental a testemunhar a revolução cultural na China e a revolução na Líbia. Fez palestras na Universidade de Bagdá, no Iraque, e na Universidade da Líbia, em Trípoli, além de dar aulas de inglês na Universidade de Tóquio, na Universidade da Educação de Tóquio e na Universidade de Keio no Japão. Autor de diversos livros de história, filosofia e literatura, pesquisou por muitos anos a Nova Ordem Mundial e entrevistou várias pessoas envolvidas, incluindo o atual secretário-geral do Grupo Bilderberg.

UM LANÇAMENTO

 

 
publicado por o editor às 15:46
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds