Segunda-feira, 4 de Julho de 2011

evento - teatro - Mazé Figueiredo apresenta monólogo

evento - teatro - Mazé Figueiredo apresenta monólog


Veterana e premiada atriz Mazé Figueiredo apresenta monólogo em quatro apresentações gratuitas

Após conquistar o Prêmio Balaio de Melhor Atriz (Troféu Carlos Câmara 2011), por seu desempenho na peça "E eu joguei flores nas minhas memórias", de Caio Quinderé, a veterana atriz Mazé Figueiredo, 73 anos, retorna aos palcos com o monólogo "Madame Noar", texto de Nicolas Almeida com direção de Leuda Bandeira.

"Madame Noar" terá quatro encenações gratuitas em Fortaleza: estréia no Theatro José de Alencar, no próximo dia 6 (quarta-feira), às 19 horas; Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, no dia 10 (domingo), às 09 horas; Teatro SESC Iracema, no dia 12 (terça-feira), às 20 horas; e Teatro SESC Emiliano Queiroz, no dia 19 (terça-feira), às 20 horas.



Sinopse da peça "Madame Noar"

Na desenvoltura deste monólogo, uma misteriosa e excêntrica personagem percorre um delicioso trajeto de sua existência, onde o imaginário emerge de maneira brilhante e seus mais loucos sonhos são impulsionados a seguirem pelo mundo real, quando se transforma em uma consulente identificada com o universo da magia, do misticismo e adivinhações. Construindo um link com histórias de alguns contos de fadas, tudo isso acontece num clima alegre de uma irreverente comédia.

E o cotidiano das pessoas vai desfilando em seu programa como um rio de águas tranquilas, com instantes reveladores da alma humana, registrados e analisados num maravilhoso mosaico de situações hilariantes e jocosas. Tudo isso, através de uma linguagem envolvente, que permitirá uma interação entre a atriz solista e os espectadores, e cujo resultado final se apresenta como um inusitado produto cultural, revelador de uma poética contundente de risos, tão presente nos contos de fadas.



Patrocínio do Programa Cultura da Gente

A temporada de "Madame Noar" tem o patrocínio do Programa Cultura da Gente, que apóia projetos artísticos desenvolvidos por funcionários da ativa e aposentados do Banco do Nordeste (BNB).

Ação de desenvolvimento humano e responsabilidade social corporativa do Banco do Nordeste, o Cultura da Gente apóia projetos individuais ou coletivos, de autoria ou co-autoria de funcionários e aposentados da instituição, até o valor de R$ 10 mil, nas áreas de música, artes cênicas, audiovisual, artes visuais, literatura e cultura popular.

Coordenado pela consultora interna Rosana Gondim, o Programa é uma iniciativa conjunta dos Ambientes de Comunicação Social, Gestão da Cultura e Responsabilidade Socioambiental, e a Área de Desenvolvimento Humano do BNB.

tags: ,
publicado por o editor às 15:32
link do post | comentar | favorito

As glórias de Srila Prabhupada

 


As glórias de Srila Prabhupada





“Então a pessoa perfeita nasce nessa Vrndavana...”

10 de junho de 1975, ISKCON Honolulu, Havaí

Enquanto em Nova Navadvipa, Srila Prabhupada fez uma declaração sobre nascer na Índia. Meus irmãos espirituais e eu ficamos inquietos com o assunto, então perguntamos sobre ele a Srila Prabhupada durante uma caminhada matinal.

“Srila Prabhupada”, eu disse. “Ontem, o senhor disse que Govinda dasi havia lhe perguntado se, em geral, temos de nascer na Índia antes de voltar ao lar e o senhor disse que sim. Então ficamos nos perguntando como é que temos de nascer antes na Índia se não vemos muitos Vaiñëavas estritos aqui”.

Meus irmãos espirituais começaram a ir, sabendo de minha forte aversão à Índia.

“A terra está lá, assim como esta terra”, Srila Prabhupada disse compassivamente. “Os Vaishnavas estão lá. Esta terra não se destina à cultura espiritual, mas, ainda assim, há Vaishnavas aqui. Similarmente, na Índia, não, há muitos Vaishnavas lá. A massa de pessoas na Índia é toda Vaishnava”.

Nós ainda precisávamos de mais esclarecimento.

“Então, por nos juntarmos a este movimento, chegamos à plataforma em que podemos nascer na Índia, em uma boa família bramânica?”, Paramahamsa perguntou.

“Não, você pode ir diretamente também, se você quiser deixar todas as outras ocupações”, Srila Prabhupada respondeu. “Shucinam shrimatam gehe. Esta é uma consideração; alguém que falha na execução. Mas, se você se torna bem-sucedido, então você vai diretamente para onde Krishna está. Krishna está em algum universo. Então, aquele que é completamente liberado, ele vai para esse universo. Como quando Krishna vem aqui. Em todo e cada universo, há uma Vrndavana. Então a pessoa perfeita nasce nessa Vrndavana, e então vai para a Vrndavana original”.

Paramahamsa ainda estava preocupado quanto a nascer na Índia.

“Aqueles que não forem capazes de manter o princípio da consciência de Krishna talvez tenham, então, de ir para a Índia na próxima vida?”, Paramahamsa continuou.

“Sim”, Srila Prabhupada respondeu. “Shrimatam, shrimatam shucinam. Então, shrimatam você pode conseguir aqui. Shrimatam significa uma família muito muito rica. Aqui você tem muitas famílias, a família Ford... mas shrimatam e shucinam. Assim, se vocês estiverem treinando muitos brahmanas, se essa cultura for firme e permanente, então também haverá muitas famílias de brahmanas aqui no ocidente”.

Srila Prabhupada bondosamente satisfez nossas mentes inquietas, e a conversa logo mudou de foco.



Srila Prabhupada, estou perdido sem sua direção. Cheguei à compreensão de que devo seguir seus passos. Envergonho-me ao lembrar de minha mentalidade ofensiva. Como me atrevi a não reconhecer Vaishnavas na terra dos Vaishnavas? O senhor gentilmente corrigiu minha atitude desrespeitosa sem me repreender. O senhor descreveu como é possível nascer neste país se “essa cultura da consciência de Krishna continuar firme”. Seu otimismo em nossa habilidade de nos tornarmos conscientes de Krishna nesta vida é o que me dá esperanças. Oro para que um dia eu possa ver todas as entidades vivas como devotos, assim como o senhor exibiu através de seu exemplo.


- Do livro “Qual a Dificuldade?”, escrito por Srutakirti Das, traduzido por Bhagavan Das (DVS)

****

publicado por o editor às 15:30
link do post | comentar | favorito

Agenda - Clube literario do Porto - Julho’11

 

:: De 4 a 10 | segunda-feira a domingo


10h00-18h00

(excepto dias de concerto)



Curso de Verão: Orquestra Juvenil de Cordas com Rosa Maria Sánchez e Hrant Yeranosyan




Destinatários: crianças/adolescentes dos 10 aos 18 anos



Concertos:

9 Julho, 17h – Clube Literário do Porto

10 Julho, 16h – Museu Romântico



Inscrições: 100 euros

(inclui almoços de segunda a sexta-feira)



Inscrições e informações: institutodemusica.clp@gmail.com ou na recepção do CLP





:: Dia 5 | terça-feira



Piano bar, 21h30

“Personificcionar”



"Num evento com diferentes elementos, Helena Martins propõe-se dar vida a personagens que existem no blog Personificcionar (www.personifixar.blogspot.com), que é um catálogo de personagens imaginárias para ficç(aç)ão, um kit de ideias. Para pensar, escrever ou sonhar. E, neste dia, interagir."



:: Dia 6 | quarta-feira
Piano bar, 22h00

Quartas Mal’Ditas




Tema: Asas

Convidado: Silvino Figueiredo

Música: Rui Paulino David

Leituras pelo coletivo das QmD



Dinamizador: Anthero Monteiro







:: Dia 7 a 10 | quinta-feira a domingo


Osho Festival Meditation





Auditório, 10h00

O canto de todos é o meu próprio canto - Mantras

Vatayan





Auditório, 11h20

Osho Meditação Nadabrahma

Naveena





Auditório, 14h00

Osho Zen Fire (Técnicas de Meditação Zen: Koans)





Auditório, 17h30

Osho Meditações de O Livro dos Segredos

Darshan





Galeria da Cave, 18h45

Meditação da Noite

(Música ao vivo: PLOP! Band

(Osho Centro de Meditação)







Auditório, 21h30

Conferência “Em Busca Do Sentido Da Vida”

Orador: Rui fonseca







Piano bar, 22h00

2Tributo a Jim Morrison – 40 anos da morte”

Dinamizador: A. Pedro Ribeiro









:: Dia 8 | sexta-feira


Galeria da Cave, 10h00

Osho Meditação do Riso

Riktam





Galeria da Cave, 11h30

Osho Meditação Nataraj

Nalini





Auditório, 21h00

Lançamento do livro Sei onde mora o Herberto Helder, de Manuel Monteiro


Apresentação a cargo de Mário Brochado Coelho




Sinopse: O romance conta a história de um homem vulgar, mas que, devido a duas características, vai viver uma vida invulgar. O personagem principal tem uma fobia que o faz perseguir homens famosos, para saber mais da sua vida íntima (Salazar, Álvaro Cunhal, Sebastião Alba, Herberto Helder) e que o conduz às mais mirabolantes aventuras. E tem um dom sexual (fruto da iniciação na juventude com uma prostituta do Bairro Alto) que faz dele um agente de felicidade para mulheres insatisfeitas, casadas e solteiras. No romance, um outro personagem adquire uma dimensão original: o gato Osborne, que toma a palavra e participa na acção, assumindo um papel decisivo no seu desfecho.



Nota biográfica: Manuel Augusto Monteiro é transmontano de Vila Real. Tem 63 anos. Foi camponês e depois operário. É actualmente alfarrabista. Em 1974 foi um dos fundadores da União Democática Popular. Em 1979 foi deputado à Assembleia da República por esta força política. Durante 4 anos foi autarca, membro da Assembleia Municipal de Lisboa. Em 1982 abandonou a UDP, continuando a participar na vida política em pequenos núcleos. Aos 40 anos, com apenas a 4.ª classe, fez exame ad-hoc de acesso à universidade e aprovado frequenta o curso de História até ao 2.º ano, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

publicado por o editor às 15:29
link do post | comentar | favorito

evento - fotografia - Christian Caselli exibe fotos digitais

 


Artista audiovisual carioca, Christian Caselli exibe fotos digitais clicadas de aparelhos celulares



O artista audiovisual alternativo carioca Christian Caselli realizará a exposição FOTO-CELULAR, no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - fone: (85) 3464.3108), cuja abertura acontecerá no próximo dia 8 (sexta-feira), às 18 horas, quando o artista fará uma palestra sobre o tema. Com entrada franca, a exposição ficará em cartaz até o próximo dia 30 de julho (horários de visitação: terça-feira a sábado, de 10h às 20h; e aos domingos, de 12h às 18h).

O objetivo da mostra é expor e discutir com o público a existência de uma possível nova linguagem fotográfica, proveniente do uso das telefonias móveis. A exposição contará com mais de 500 projeções de fotos do idealizador do projeto, Christian Caselli, exibidas de 10 em 10 segundos, sendo que uma parte delas serão fotografadas no Ceará, poucos dias antes da abertura.

Ele ministrará ainda uma oficina gratuita sobre FOTO-CELULAR, cujos interessados poderão se inscrever gratuitamente até a próxima terça-feira, dia 5, na recepção do CCBNB-Fortaleza ou pelo e-mail cultura@bnb.gov.br. A oficina acontecerá de quarta-feira, 6, até sexta-feira, 8, de 14h às 18h.



Foto digital e telefonia móvel

Na História da fotografia, a modalidade conhecida como a mais perto do registro documental é o fotojornalismo. Comprometidos com as empresas de informação, os profissionais da área são contratados para registrar de acontecimentos importantes a locais paisagísticos e se programavam para tal, levando o seu melhor (e muitas vezes caro) equipamento. No entanto, com a popularização das câmeras digitais a captação de imagens se tornou algo mais comum para todas as pessoas, que podem estar presentes nos locais mais variados, muito mais do que os empregados dos meios de comunicação.

Com a evolução da tecnologia, a foto digital chegou à telefonia móvel. E, por estarem constantemente disponíveis em nosso cotidiano, os aparelhos celulares que tiram fotos permitem registrar o dia-a-dia de uma maneira nunca antes vista - e de um modo ainda mais efetivo e democrático do que o fotojornalismo. E onde divulgar a sua foto, de repente até denunciando algo grave? Ora, em sites da internet ou mesmo mandando por e-mails para o maior número de pessoas possíveis. "Seja a mídia", já diria um certo jargão contemporâneo.

Além disso, a foto-celular não precisa se prender só a imagens documentais. Além de flagrantes, estes tipos de registros podem ser múltiplos e variados, indo desde acontecimentos únicos a detalhes pouco notados; passando por paisagens, retratos, auto-retratos, objetos peculiares (placas, artesanatos e o que mais for), entre outras modalidades. E até mesmo a foto posada, comum em uma brincadeira de amigos, tem o seu valor: no futuro será com certeza o registro de uma época, de uma moda, de uma estética e, claro, de pessoas e famílias. E toda esta situação põe em xeque a própria questão do "amadorismo", a que este termo vem sendo questionado também devido à qualidade das novas tecnologias.



Perfil profissional

Formando em Jornalismo, CHRISTIAN CASELLI é mais conhecido no audiovisual alternativo carioca por sua produção acelerada (cerca de 40 obras, entre clipes e curtas) de baixo orçamento, sempre fazendo direção, roteiro e edição de todos. Seus filmes podem ser facilmente encontrados no Youtube e no site Curta o Curta. É também curador e responsável pela parte videográfica da Mostra do Filme Livre , que teve sua décima edição no Centro Cultural Banco do Brasil (RJ e SP) em 2011, além de professor em oficinas de vídeo e fotografia.

Com o desenho desanimado O PARADOXO DA ESPERA DO ÔNIBUS , o autor conquistou uma maior repercussão (o curta tem mais de 485 mil exibições na internet e foi selecionado para mais de 15 festivais). Com ele, em novembro de 2007, ganhou no festival Arte.Mov (de Belo Horizonte, MG) o seu primeiro aparelho celular que tirava fotos em boa qualidade.

De lá pra cá, Caselli tirou mais de 22 mil fotos feitas em diversos lugares, conforme ia e vai viajando para outros eventos de cinema (São Luís (MA), Manaus (AM), São Paulo, Cuiabá (MT), Belo Horizonte, Tiradentes e São João Del Rey (MG), Vitória (ES), Recife (PE), Porto e Santa Maria da Feira (Portugal), entre outros). Foi com esse percurso que acabou criando o projeto FOTO-CELULAR, cuja exposição o autor separa mais de 500 fotos do seu acervo.


publicado por o editor às 15:27
link do post | comentar | favorito

evento - teatro -"Comédias: Riso em Cena"

 


CCBNB realiza Especial "Comédias: Riso em Cena", reunindo 21 apresentações de 8 espetáculos em julho

Uma programação teatral divertida no mês de julho. É o Especial "Comédias: Riso em Cena", que o Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (CCBNB-Fortaleza) realiza de 1º (amanhã, sexta-feira) a 29 de julho, com 21 apresentações de oito espetáculos locais e regionais.

Participam do Especial os seguintes grupos e espetáculos: "Loucuras de Amor", com a Cia. Cearense de Molecagem (Fortaleza); "As Malditas", com a Cia. Paraibana de Comédia (Campina Grande/PB); "Papoula", com a Cia. Artes Cínicas de Teatro (Tauá/CE); "Conversa de Lavadeiras", teatro de rua com a Trupe Caba de Chegar de Teatro (Fortaleza); "As Bondosas", com a Cia. de Teatro Lua (Fortaleza); "E pensar que tudo isso é oco", com a Cia. do Oco (Fortaleza); "Charivari", teatro de rua com o Grupo Ninho de Teatro (Cariri-CE); e "Para não falar de teatro", com o grupo CRISE (Fortaleza).

Veja a seguir as sinopses de cada um dos oito espetáculos, com horários, locais de apresentação, ficha técnica e elenco:



Loucuras de Amor Cia Cearense de Molecagem (Fortaleza/CE)

Dia 01, Sex, às 15h e 18h30, CCBNB-Fortaleza, e

Dia 02, Sab, 19h, Cuca Che Guevara

O território inseguro, denso e impreciso dos apaixonados. A complicada engenharia da atração. As fidelidades e infidelidades, encontros e desencontros. A cômica sinfonia dos relacionamentos, sempre ao ritmo do inesperado, ou do próprio bater do coração. Homens e mulheres ansiosos por encontrar a outra metade da laranja, o sapato do seu pé, a alma gêmea... Nem que para isso tenham que fazer uma Loucura de Amor. Classificação Indicativa: 12 anos. 60 min.



FICHA TÉCNICA:

Texto e Direção: Carri Costa

Elenco: Carri Costa e Solange Teixeira

Contra-regra: Adriano Pessoa





As Bondosas Cia de Teatro Lua (Fortaleza/CE)

Dia 02/07, Sab, às 12h, 15h30 e 18h30, no CCBNB-Fortaleza

Astúcia, Angústia e Prudência são três carpideiras (mulheres que acompanham funerais, pranteando os mortos) que estão saturadas do ofício. Encarregadas de velar o corpo da filha mais jovem de uma família aristocrática, surpreendem-se com o comportamento pouco ortodoxo dos membros da família, a começar pela própria falecida, morta em estranhas circunstâncias. Classificação Indicativa: 14 anos. 70min.



FICHA TÉCNICA:

Texto e Direção: Ueliton Rocon

Elenco: Ueliton Rocon, Roberto Maur, Alcântara Costa e Jerusa Nascimento





As Malditas Cia. Paraibana de Comédia (Campina Grande/PB)

Dias 05, ter e 06, qua, às 15h e 18h30, no CCBNB-Fortaleza

"As Malditas" é uma comédia baseada na relação de duas irmãs: Margarida e Rosa, a primeira uma semi-analfabeta, viúva, pobre e fanática por religião. A segunda, uma professora universitária, aposentada, rica e paralítica. O diálogo começa com trivialidades entre as personagens, onde o público segue rindo até o enredo tornar-se mais denso, com cada personagem esmiuçando seus dramas e expectativas frustradas na vida. Classificação indicativa: 12 anos. 60 min.



FICHA TÉCNICA:

Texto: Saulo Queiroz

Direção: Edilson Alves

Elenco: Gilson Azevedo e Genário Dunnas





Papoula Cia. Artes Cínicas de Teatro (Tauá/CE)

Dias 07, qui e 08, sex, às 15h e 18h30, no CCBNB-Fortaleza

Uma novela mexicana no teatro. Uma comédia com pitadas de melodrama: a mocinha que é pobre sofre muito, mas depois triunfa; o galã viril; a empregada bisbilhoteira e a vilã que faz de tudo para aumentar sua riqueza. No espetáculo, todos os ingredientes imagináveis de uma novela mexicana com um trato de cearensidade. Classificação Indicativa: 12 anos. Duração: 50min



FICHA TÉCNICA:

Texto: Yuri Yamamoto e Rogério Mesquita

Colaboração: Fábio Vieira

Direção e Produção: Gilmar Costa

Sonoplastia: Gilmar Costa e Samuel Lima

Maquiagem: Gilmar Costa e Samuel Lima

Operação de Som: Thiago Jardel

Cenotécnica: Wayards Sales

Iluminação: Gilmar Costa

Operação de luz: Anderson Alencar

Figurino: Gilmar Costa

Confecção: Santa e Mazé Benicio

Cenografia e Adereços: Gilmar Costa e Wayards Sales

Contrarregragem: Nilberto Gonçalves



Elenco

Samuel Lima - Papoula e Voz do Telefone

Guilherme Alves - Cigana Madrinha e Carmela Carmem

Gilmar Costa - Sabrina Peixoto

Lucas Rodrigues - Josantônio Cláudio

Nilberto Gonçalves - Médico e Manôlo Paôlo

Keciene Alves - Josefa Antônia

Igor Mário - Antônio José

Mirelle Moreira - Maria Preá





Conversa de Lavadeiras

Trupe Caba de Chegar de Teatro (Fortaleza/CE)

Dias 08, Sex, Praça José de Alencar, às 17h; e 15, Sex, Praça do BNB, às 17h

O espetáculo de rua trata da cobiça e apropriação do alheio, nossa mazela maior da atualidade. Do público ao privado, estamos mergulhando no vício de se dar bem a qualquer custo. Até por ganhos realmente banais chegamos a cometer as mais torpes vilezas. Classificação Indicativa: Livre. 50min.



FICHA TÉCNICA:

Texto: Robson de Araújo

Supervisão: Ana Marlene

Direção: Murillo Ramos

Figurinos/Adereços (concepção): Alcântara Costa e Murillo Ramos

Figurinos (confecção): Dami Cruz

Adereços (confecção): Kátia Arruda

Sonoplastia: Marcello Holanda

Direção de Produção: Fábio Vasconcelos

Produção Executiva: Haroldo Aragão



Elenco:

Alcântara Costa

Marcello Holanda

Marcos Amaral

Murillo Ramos





E Pensar Que Tudo Isso É Oco

Cia do Oco (Fortaleza/CE)

Dia 22, sex, às 19h, no Teatro Dorian Sampaio, em Maracanaú-CE

Miguel Travoso, um sujeito entediado da vida, obcecado pela idéia do suicídio, recebe inesperadamente em seu apartamento a visita de Roberta Simpson, uma vendedora de planos funerários, que fará de tudo para empurrar-lhe um pacote promocional que inclui, entre outras regalias, uma viagem a Nova Iorque para uma confraternização no escritório matriz da companhia no World Trade Center, em 11 de Setembro de 2001, proposta esta que poderá mudar a vida dele...ou... a morte! Classificação indicativa: 12 anos. 60 min.



FICHA TÉCNICA:

Texto e Direção: Fernando Lira

Elenco: Solange Teixeira e Luis Carlos Pedrosa.





Charivari Grupo Ninho de Teatro (Cariri/CE)

Dias 22, sex, Praça José de Alencar, às 17h; e 23, sáb, Praça do BNB, às 17h

Utilizando uma arena em plena praça pública para o desfile de personagens de cunho farsesco, o espetáculo Charivari se propõe a rememorar as tradições carnavalescas medievais em diálogo com elementos do teatro contemporâneo e da cultura popular para fazer rir e, ao mesmo tempo, constituir um charivari dos nossos tempos em que o riso zombeteiro é a arma para a correção dos males praticados. Classificação Indicativa: Livre. 50min.



FICHA TÉCNICA:

Texto: Lourdes Ramalho

Direção: Duílio Cunha

Dramaturgista: Diógenes Maciel



Elenco:

Edceu Barboza

Elizieldon Dantas

Jânio Tavares

Joaquina Carlos

Kelyenne Maia

Nilson Matos

Rita Cidade



Música:

Amélia Coelho

Evânio Soares

Haarllem Rezende



Concepção de Figurino e Cenário: Duílio Cunha

Execução de Figurino: Marlen Criações

Calçados: Joylson John Kandahar

Execução de Cenário: Oliver Oliveira e Maurício flandeiro

Concepção de Maquiagem: Williams Muniz

Execução de Maquiagem: Ninho de Teatro

Contrarregragem: Alana Morais





Para Não Falar de Teatro

Grupo CRISE (Fortaleza/CE)

Dia 29, sex, às 15h e 18h30, no CCBNB-Fortaleza

O espetáculo é composto por esquetes de autoria de Fernando Lira escritos em metateatro, cujas estórias estão ligadas pelo mesmo pretexto, que é falar direta ou indiretamente de teatro e dos variados elementos de sua linguagem de forma cômica. Compõem "Para Não Falar de Teatro": "O Palco", que trata da relação do público com o espetáculo teatral; "Os Impostores", que através de uma trama policial relata as "máscaras do ator"; "A Rubrica", num clima melodramático, fala da dependência do ator em relação ao texto dramático; e "O Homem, Uma Mulher, Pra Não Falar do Garçom", que por meio do tema da traição conjugal, descortina os bastidores do ensaio teatral. O público, duas sofisticadas mulheres vão auma peça alternativa cujos atores são o público. E, finalmente "Ouvindo risos", para tratar da claque, recurso de risadas programadas em humorísticos, apresentamos um sujeito que tem uma doença que lhe faz ouvir risos. Classificação indicativa: 12 anos. 60 min.



FICHA TÉCNICA:

Texto e Direção: Fernando Lira

Elenco: Grupo CRISE (Grupo de Pesquisa em Comicidade e Riso)

publicado por o editor às 15:25
link do post | comentar | favorito

Srila Bhaktivinoda Fala Sobre Literatura

 

Srila Bhaktivinoda Fala Sobre Literatura


Seleção de trechos da obra Bhaktivinoda Vani Vaibhava referente ao assunto de literatura. O Bhaktivinoda Vani Vaibhava é uma compilação de citações de Srila Bhaktivinoda Thakura organizadas a pedido de Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati na forma de resposta a perguntas formuladas posteriormente aos escritos do Thakura.

leia em ****

publicado por o editor às 15:24
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.FALE COM A GENTE


.subscrever feeds