Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

Menos Emergências no Teatro Cleon Jacques



 

Crítica política permeia a peça encenada pela Pausa Companhia de Teatro, com temporada de apresentações de 23 de maio a 15 de junho.

O cartaz do Teatro Cleon Jacques, espaço da Fundação Cultural de Curitiba, é a peça Menos Emergências, encenada pela Pausa Companhia de Teatro, sob a direção geral de Márcio Mattana. A temporada de apresentações tem início nesta sexta-feira (23) e prossegue até 15 de junho, com sessões de sexta-feira a domingo, sempre às 21h. O espetáculo foi selecionado pelo edital Teatro e Circo II – 2007/2008 e recebeu recursos do Fundo Municipal da Cultura da Prefeitura de Curitiba.

Inspirada nas obras do dramaturgo inglês Martin Crimp, a peça apresenta um grupo de pessoas contando histórias sobre temas diversos. Na adaptação da Pausa Companhia de Teatro, transparece o minimalismo teatral e a crítica política. Em um cenário simples, os atores tecem meticulosos diálogos sobre situações cotidianas, com um texto que promove reflexões importantes sobre a violência, a angústia e o desrespeito vividos nos dias de hoje.

A primeira história é sobre uma mulher que percebe que seu casamento foi um erro, mas continua lá, cúmplice do marido em viver uma mentira pública, enquanto alimenta dor e violência a portas fechadas. Na segunda, ocorreu um massacre escolar do tipo Coloumbine; na terceira, o filho do casal da primeira peça está trancado numa torre, enquanto a violência parece tomar conta do lado de fora.

Com base nesses temas, surgem perguntas, a começar com a identificação dos contadores de histórias. Quem são eles? Atores em uma peça? Produtores discutindo um roteiro? De onde vêm essas histórias? Na era de Hollywood e do noticiário 24 horas, é possível reagir de modo espontâneo aos eventos no mundo à nossa volta, ou pelo menos às crises emocionais das nossas próprias vidas? Esses são assuntos que alimentam os questionamentos do mundo atual e que serão apresentados no decorrer da peça.

Sobre o autor e a obra Ao longo dos últimos vinte anos, Martin Crimp tornou-se conhecido como um dos mais enigmáticos e interessantes dramaturgos ingleses. Sem medo de subverter, provocar e desconcertar, ele combina o vazio e a desolação do surrealismo de Becket, a humanidade mundana, porém incompreensível de Pinter e o experimentalismo na forma de Caryl Churchill.

O dramaturgo aproveita a estreita relação com o Royal Court para demonstrar seu comprometimento com a nova escrita. Sua mais recente criação, Menos Emergências, mistura três peças curtas: De Cara pra Parede, de 2002, Menos Emergências, escrita anteriormente e ainda não encenada, e a nova Todo o Céu Azul. Com a duração de apenas 65 minutos, Menos Emergências é uma obra-prima de minimalismo teatral.

Serviço:

Peça Menos Emergências, encenada pela Pausa Companhia de Teatro, sob a direção geral de Márcio Mattana

Data: de 23 de maio a 15 de julho de 2008, com sessões de sexta-feira a domingo, sempre às 21h

Local: Teatro Cleon Jacques (Centro de Criatividade de Curitiba – Rua Mateus Leme, 4.700)

Ingresso: uma lata de leite em pó

publicado por o editor às 13:06
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds