Domingo, 15 de Junho de 2008

PROGRAMAÇÃO CULTURAL CURITIBA

SEMANA DO CINEMA PORTUGUÊS

Na Cinemateca de Curitiba

Entrada Franca

 
 

Realização

 

Consulado de Portugal em Curitiba

 

Câmara Portuguesa do Comercio do Sul do Brasil

 

Instituto do Cinema e Audiovisual de Portugal

 

Sociedade Portuguesa 1º de Dezembro

 

Fundação Cultural de Curitiba

Cinemateca de Curitiba

Dia 13 – Sexta:

Sessão às 16h

O Fascínio, 2003. Duração 107’. Direção de José Fonseca e Costa, com Vítor Norte, Sylvie Rocha, José Fidalgo.

Um dia como os outros. Lino Paes Rodrigues chega ao seu escritório de empresário imobiliário sabendo que nada de bom o espera. Mas quando abre uma carta pessoal, dá-se conta de que afinal a sua vida pode ter mudado completamente nesse dia: um tio-avô, com quem há longos anos se zangara, acabou de morrer deixando-lhe em herança uma enorme herdade no Alentejo, junto a Elvas.

Classificação 12 anos
 

Sessão às 19h

A Canção de Lisboa, 1933. Duração 91’. Direção de Cottinelli Telmo, com Vasco Santana ,Beatriz Costa, Antonio Silva.

Vasco Leitão é um 'bon vivant', supostamente estudante de medicina e sustentado pela mesada das tias de Trás-os-Montes, que acreditam que ele é um rapaz cumpridor de seus deveres, longe de imaginarem que os livros são apenas um estorvo.

Amante das festanças, da boa comida e de mulheres bonitas, Vasco tem um especial carinho para com Alice, uma costureira do Bairro dos Castelinhos, fato indesejado pelo pai desta, o alfaiate Caetano, que não vê nele o homem ideal para a sua filha.

Mas, tudo se complica, quando recebe uma carta das tias a comunicar-lhe que o irão visitar à capital.

Primeiro filme sonoro português, que inaugura o seu principal gênero cinematográfico: a comédia portuguesa.
 

Sessão às 21h

O Milagre Segundo Salomé, 2004. Duração 96’. Direção de Mário Barroso, com Ana Bandeira, Nicolau Breyner, Ricardo Pereira. Portugal, 1917.
 

Dia 14 – sábado:

Sessão às 16h

A Canção de Lisboa, 1933. Duração 91’. Direção de Cottinelli Telmo, com Vasco Santana ,Beatriz Costa, Antonio Silva.

Sessão às19h

O Fascínio, 2003. Duração 107’. Direção de José Fonseca e Costa, com Vítor Norte, Sylvie Rocha, José Fidalgo.

 

Sessão às 21h

O Delfim, 2002. Duração 83’. Direção de Fernando Lopes, com Rogério Samora, Alexandra Lencastre, Ruy Morrison.
 

Dia 15 – domingo:

Sessão às 16h

A Canção de Lisboa, 1933. Duração 91’. Direção de Cottinelli Telmo, com Vasco Santana ,Beatriz Costa, Antonio Silva.
 

Sessão às 20h

Palavra e Utopia, 2000. Duração 130’. Direção de Manoel de Oliveira, com Lima Duarte, Luís Miguel Cintra, Ricardo Trepa.


Orquestra À Base de Sopro no show Afro Bossa Nova

Neste sábado (14), no Parque São Lourenço, a orquestra curitibana abre espetáculo promovido pelo Grupo Votorantim, em homenagem a Tom Jobim e aos 50 anos da Bossa Nova.

A edição paranaense do projeto Afro Bossa Nova, em homenagem a Tom Jobim e aos 50 anos da Bossa Nova, acontece às 16h deste sábado (14), no Parque São Lourenço, com abertura a cargo da Orquestra À Base de Sopro. O grupo, mantido pela Prefeitura de Curitiba, sobe ao palco antecedendo o time musical comandado pelos instrumentistas Paulo Moura (clarinete) e Armandinho (bandolim e guitarra baiana), que conta com o violonista Gabriel Improta e os percussionistas Giba Conceição, Gabi Guedes e Nei Sacramento. A entrada é franca.

O show, que nos meses de maio e junho percorre o país com apresentações em 16 capitais brasileiras, marca os 90 anos do Grupo Votorantim. No repertório estão composições de Tom Jobim, em arranjos assinados por Armandinho e Paulo Moura, que fazem uma releitura da Bossa Nova tradicional com instrumentos de percussão. O objetivo do projeto é difundir a música instrumental brasileira, com a abertura de novos mercados e a possibilidade de alcançar um público maior, por meio de espetáculos gratuitos.

Paulo Moura acompanhou o surgimento da Bossa Nova, no fim da década de 1950, e esteve junto a Tom Jobim e Sérgio Mendes, na noite de Bossa Nova no Carnegie Hall, em 1962. O projeto Afro Bossa Nova, que já foi apresentado nos Estados Unidos e Europa, sob aplausos do público e da crítica internacional, também tem a proposta de valorizar a música regional e, por isso, convida um grupo local para a abertura de cada espetáculo.

A orquestra - A Orquestra À Base de Sopro surgiu em janeiro de 1998, sob a direção do maestro Roberto Gnattali. No repertório da orquestra, além de mais de 40 arranjos de diversos compositores – Chico Buarque, João Bosco, Paulinho da Viola, Jacob do Bandolim, Egberto Gismonti, entre outros – estão composições dos próprios integrantes, incentivando e valorizando a produção local.

Dirigida por Sérgio Albach, a orquestra tem projetos de intercâmbio de maestros, arranjadores e solistas, além da produção de bailes de gafieira. Convidados ilustres já se apresentaram com a orquestra, entre eles Léa Freire, Roberto Sion, Mauro Senise, Toninho Ferragutti, Laércio de Freitas, Proveta e Itiberê Zwarg. A orquestra – que conquistou em 2002 o prêmio Saul Trumpet de melhor grupo instrumental – tem como objetivo a divulgação da música brasileira, desde as bandinhas de coreto à música instrumental contemporânea, passando pelas orquestras de gafieira, de rádio e de frevo.

Serviço:

Show do Projeto Afro Bossa Nova – Homenagem a Tom Jobim e aos 50 Anos da Bossa Nova, com abertura a cargo da Orquestra À Base de Sopro

Data: dia 14 de junho de 2008 (sábado), às 16h

Local: Parque São Lourenço (Rua Mateus Leme)

Entrada franca

 

Contação de histórias como instrumento pedagógico

Casa da Leitura promove neste sábado (14) uma oficina de

contação de histórias dirigida a professores

A Fundação Cultural de Curitiba promove neste sábado (14), na Casa da Leitura, a oficina A Contação de Histórias como Instrumento Pedagógico, sob a orientação de Ana Fhernandes. A oficina é voltada a professores e educadores. O encontro acontece das 9h às 13h e das 14h30 às 18h30. As inscrições são gratuitas.

Serviço:

Oficina A contação de histórias como instrumento pedagógico, com orientação de Ana Fhernandes.

Data: 14 de junho de 2008 (sábado), das 9h às 13h e das 14h30 às 18h30

Local: Casa da Leitura (Rua Batista Ganz, 453 – Parque Barigüi)

Vagas limitadas

Inscrições gratuitas

Informações: (41) 3240-1101 e (41) 3336-2073

publicado por o editor às 13:59
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds