Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Exposição no Memorial de Curitiba reúne obras de artistas nipo-brasileiros



A exposição “Arte Nikkei no Centenário da Imigração Japonesa” será aberta nesta quarta-feira (2), com a apresentação especial de um grupo de taiko.



A exposição Arte Nikkei no Centenário da Imigração Japonesa é uma das novas atrações do Memorial de Curitiba, unidade da Prefeitura administrada pela Fundação Cultural de Curitiba. A mostra, que reúne obras de 15 artistas nipo-brasileiros de terceira e quarta gerações, será aberta nesta quarta-feira (2), às 19h, com a apresentação do grupo de taiko (tambor japonês) Wakaba. A promoção é da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira, com o apoio da Fundação Cultural e do Conselho Regional de Medicina do Paraná.

O misto de ousadia com cultura dos antepassados, a alternância entre tradição e ruptura são características das obras apresentadas na exposição. Divididos por grupos segundo temas e técnicas, os trabalhos enfatizam a integração dos nipo-brasileiros com a arte contemporânea brasileira.

A espiritualidade e o apuro formal são marcantes nas obras dos irmãos Shigueo e Yumie Murakami. Na fotografia e na cerâmica repercutem os ecos da filosofia zen-budista. Similar repercussão é sentida nos objetos de Celso Setogutte, para quem o espaço tem função importante, assim como a busca da forma exata. A delicadeza e paciência orientais transparecem na escultura de Renata Otsuka. Embora seu tema seja cristão, a forma é definitivamente oriental.

Outros trazem a marca da dupla identidade, como Eliza Maruyama. A artista propõe um tema lúdico, ao mesmo tempo ligado à tradição japonesa – os koinobori. Claudine Watanabe faz uma releitura do ready made numa versão pós-moderna com toques japoneses. Na linha do registro histórico, Marcos Kimura presta homenagem aos pioneiros imigrantes japoneses que desembarcaram em Florianópolis, com elementos da paisagem local, compondo um antropofagismo visual. Para Chuniti Kawamura, o forte é o flagrante cotidiano, influenciado pelo trabalho de fotojornalismo.

Os temas da fluidez e mobilidade atraem Júlia Ishida, Cláudio Seto e Roger Noguti. Julia questiona a mobilidade e a imobilidade, num jogo conceitual entre opostos em que não existem contrários, mas complementos. Cláudio Seto volta-se ao abstracionismo, à maneira de Mabe, sem o rigor da linha japonesa. Roger faz pesquisas com o tema da água dentro do ambiente da fotografia digital.

No quarto grupo é possível detectar traços característicos do ocidente. O cotidiano doméstico é o tema de Adelina Nishimura e Akiko Mileo. Para Adelina, a rotina pode ser plástica, mas tem uma conclusão perversa. Akiko retoma tradições, não de antepassados míticos, mas da infância, em que os elementos marcantes são os da religiosidade.

As fotografias de cenas urbanas com interferência da art pop de Sandra Hiromoto poderiam levar o espectador a imaginar ícones conhecidos da arte de massa. Porém, através de sua paleta de cores, a artista traz um efeito de familiaridade e afetividade, ao retratar as grandes cidades. Já Carol Chuman, busca o efeito oposto, o da estranheza. Do interior de um vaso brota a deterioração, ou quem sabe, a possibilidade de vida.

A mostra ficará aberta no Memorial de Curitiba até 7 de setembro. Depois será transferida para o Espaço Cultural do Conselho Regional de Medicina, com abertura prevista para o dia 15 de setembro.



Serviço:

Exposição Arte Nikkei no Centenário da Imigração Japonesa

Data: abertura no dia 2 de julho de 2008 (quarta-feira), às 19h

Local: Memorial de Curitiba – Salão Paraná (Rua Claudino dos Santos, 79 – Setor Histórico)

Visitas: até 7 de setembro de 2008. De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 9h às 15h.

Entrada franca.

publicado por o editor às 13:11
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds