Segunda-feira, 7 de Novembro de 2011

MIDIANEWS - jornalista de assessoria não é "de segunda", reclama associação

 

A Associação Profissional dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro (Arfoc-RJ) afirma não responder apenas pelos interesses das pessoas que controlam as câmeras e as máquinas fotográficas de uma matéria. A instituição defende que o assessor de imprensa não pode ser considerado “jornalista de segunda classe”, merecendo ter a mesma base salarial do funcionário de redação. Atualmente, isto não ocorre na capital fluminense.

Na cidade do Rio de Janeiro, os jornalistas de redação têm como parâmetro o chamado Salário Mínimo Profissional - R$ 4.359 para 5 horas de trabalho e R$ 6.975 para sete horas. Para os jornalistas que atuam no setor de comunicação corporativa existe o piso, atualmente de R$ 2.469; além do piso diferencial de R$ 1.200, válido para quem se formou no decorrer dos últimos três anos.

A composição dos salários nas assessorias e demais empresas de comunicação corporativa do município provoca a indignação do presidente da Arfoc, Alberto Elias Guimarães Jacob. “É um absurdo o que estão fazendo. Você desmerece todos os profissionais que trabalham nas agências de mídia corporativa. Esse ‘subpiso’, por exemplo, só desmerece quem fez faculdade, pois quem não é formado, não entra nessa cota e ganha o piso logo de início”.

Risco de falência
Contrapondo-se a ideia de ser absurda a situação dos assessores de imprensa carioca, a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ), Suzana Tavares Blass, afirma que o ideal seria que todos os jornalistas, corporativos ou de redação, ganhassem melhor. Porém, ela avalia que, na prática, elevar o piso do assessor para o valor proposto pela Arfoc pode ter efeito negativo: fechamento de empresas da área. “Muitas devem quebrar. Seria péssimo”, salienta.

Jacob, entretanto, enfatiza que a intenção da entidade que comanda é valorizar o trabalho de quem está inserido no mercado corporativo carioca. Apesar da proposta de aumento ser de quase R$ 2.500, ele declara que as empresas de assessoria e comunicação interna não vão sofrer problemas, por terem, segundo analisa, o apoio de grandes instituições.

Suzana também afirma que a intenção do sindicato é valorizar os assessores de imprensa, tanto que pretende extinguir o salário diferencial para os formados entre os últimos três anos. A situação atual é alvo das criticas de Jacob, que também é secretário-geral do SJPMRJ. “Desde a última reunião a gente queria acabar com o salário diferencial para os jovens profissionais. Até porque acreditamos que com a existência dele, muitas empresas dispensam os jornalistas quando completam três anos”, comenta a dirigente.

Responsável pelo sindicato dos jornalistas da capital fluminense, Suzana opina que o presidente da Arfoc procura apenas melhor a situação dos repórteres fotográficos, que serão melhores remunerados pelos freelas que prestam para as assessorias. Jacob não nega essa intenção. “A mídia corporativa é o filé mignon para a nossa classe. Espero que eles tenham sucesso e cresçam ainda mais”, conta o jornalista.

Assembleia
No dia 19 de novembro, (sábado), será realizada a Assembleia de Assessores de Imprensa, na sede do SJPMRJ. A intenção, tanto para Jacob quanto para Suzana, será discutir e resolver melhorias salariais para os profissionais da área.

Anderson Scardoelli do COMUNIQUE-SE

publicado por o editor às 12:57
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

MIDIANEWS - Sem dinheiro, Wikileaks suspende conteúdo do site

 



O site WikiLeaks esclareceu que irá parar de publicar documentos secretos, pela falta de dinheiro para manter o serviço. A informação foi divulgada pelo criador do site, Julian Assange, em coletiva virtual nesta segunda-feira (24/10).

O bloqueio foi imposto por empresas como Visa, Mastercard, Western Union e Paypal, que suspenderam seus serviços de pagamento para o site. Agora, o objetivo do Wikileaks é “arrecadar fundos agressivamente para lutar contra esse bloqueio e seus responsáveis".

O corte das empresas norte-americanas de crédito foi motivado pela publicação de cerca de 250 mil documentos diplomáticos do Departamento de Estado americano.

"Como resultado, o Wikileaks tem funcionado com reservas em dinheiro nos últimos 11 meses. O bloqueio custou à organização dezenas de milhares de dólares em doações perdidas em um momento de custos operacionais sem precedentes", diz Assange.

De acordo com Kristinn Hrafnsson, porta-voz do site, o WikiLeaks deveria ter recebido entre 40 e 50 milhões de euros caso não tivesse sofrido o bloqueio financeiro das empresas de crédito.

Parceria no Brasil
Segundo Natalia Viana, parceira do Wikileaks no Brasil, a suspensão do site será temporária. “Na verdade, eles vão se concentrar em combater esse bloqueio econômico”.

A jornalista deixa claro que a parceria do Wikileaks no País continua. “Claro que não vamos interromper, e sim continuar com a parceria. Assim que chegar novos documentos e a situação econômica for resolvida, vamos continuar publicando", esclarece.
publicado por o editor às 13:37
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

MIDIANEWS - Para alcançar público jovem, Veja lança fan pages para seus colunistas

 





A revista Veja lançou na última semana fan pages individuais para os colunistas Augusto Nunes, Ricardo Setti e Lauro Jardim. Além dos textos das colunas, as páginas terão conteúdo exclusivo. Um dos objetivos é atingir o público jovem.

“Não gosto de expor detalhes da minha vida pessoal. Nesse espaço vou colocar fotos engraçadas ou históricas, entrevistas que dei e conteúdos exclusivos. A ideia é ir atrás de um público mais jovem também”, contou Augusto Nunes.

Sem perfil pessoal no Facebook, Nunes aderiu a ideia após notar o impacto das redes sociais na política. “Fiquei impressionado com o papel das redes sociais na primavera árabe e nessa marcha contra corrupção no Brasil”, disse.
publicado por o editor às 21:13
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

MIDIANEWS - A PEDIDOS

 


Esta edição esta primorosa

tags:
publicado por o editor às 18:23
link | comentar | favorito

midianews - Circulação de jornais cai, mas alcance de leitores ainda é maior que o da web

 





Apesar de a circulação mundial de jornais ter diminuído no ano passado, essas publicações conquistaram mais leitores do que a internet. Essa é a conclusão da pesquisa anual da Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (Wan-Ifra, na sigla em inglês), divulgada nesta semana, no Congresso Mundial de Jornais e no Fórum Mundial de Editores, em Viena, capital da Áustria.

O diretor executivo da Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias, Christoph Riess, explica que neste ano, foram analisados os 69 países que respondem por 90% do valor global de vendas de jornais em termos de circulação e receita publicitária. “Nossa abordagem coloca uma importância maior sobre as projeções, sobre o futuro das vendas.”

O executivo garante, no entanto, que os demais países não ficarão de fora. “Isolamos a pesquisa porque isso nos permite visualizar um retorno preciso das vendas. Mas a pesquisa continuará a acompanhar o desempenho de todos os países”, explica Riess.

Pesquisa
O levantamento anual da Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias chegou às seguintes conclusões:

- Os padrões de consumo de mídia variam amplamente no mundo. A circulação de impressos é cada vez maior na Ásia, mas há declínio em mercados maduros no Ocidente.

- O número de títulos a nível mundial está se consolidando.

- A principal queda está em diários gratuitos.

- Para os anunciantes, os jornais estão mais eficientes e eficazes do que outras mídias em termos de tempo de anúncio.

- Jornais atingem mais pessoas do que a internet. Em um dia típico, jornais alcançam as pessoas de 20% mais em todo o mundo do que a internet.

- Receitas da publicidade digital não estão compensando a receita de anúncios perdidas na mídia impressa.

- As mídias sociais estão mudando o conceito e processo de coleta e disseminação de conteúdo. Mas o modelo de receita para as empresas de notícias, no segmento de mídias sociais, continua não sendo encontrado.

- O negócio de publicação de notícias exige constante atualização, de monitoramento, síntese e reedição da informação.

Confira as informações na íntegra no site da Wan/Ifra.

Wnc wef world-presstrends2011_christophriess
publicado por o editor às 18:20
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

midianews - Rede Globo recebe inscrições para programa de estágio em Brasília

 




A Rede Globo abriu vagas para o programa de estágio na sucursal Brasília. As inscrições estão abertas até domingo (25). Há oportunidades para estudantes de Comunicação Social (Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Radialismo), Comunicação Visual, Desenho Industrial, Design Gráfico, Cinema, entre outras áreas.

Para participar, os interessados devem ter previsão de conclusão da graduação para dezembro de 2012 ou dezembro de 2013. As inscrições são feitas somente no endereço: http://zeus.e-hunter.com.br/redeglobo_estagio_sup/frameset.asp .

publicado por o editor às 22:52
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

midianews - Ação das autoridades com relação ao espectro: vital para o crescimento da banda larga móvel


2.5 GHZ e 700MHz constituindo elementos-chave para o desenvolvimento sócioeconômico do Brasil e América Latina, segundo o UMTS Forum

No evento Futurecom, realizado nesta semana, em São Paulo, o UMTS Forum sugeriu novas e urgentes ações para a disponibilização de espectro para apoiar a rápida expansão do uso de banda larga móvel no Brasil e na América Latina.

Em particular, a entidade que reúne os operadores de telecomunicações argumentou que, além do espectro em 2.5 GHz, cujo leilão já está previsto, os operadores da região podem beneficiar-se fortemente do acesso às frequências harmonizadas da faixa de 700MHz, o espectro do “dividendo digital” que será liberado com o desligamento da TV analógica.

Especificamente, o UMTS Forum tem incentivado ativamente as autoridades brasileiras e da América Latina a adotar o mais apropriado plano de banda para 700MHz a fim de facilitar a harmonização e promoção de economia de escala dos terminais e equipamentos. E para isto, a entidade, com base no seu recente estudo – o Relatório 44 (“Mobile Traffic Forecast 2010-2020”) - apoia, no tempo correto, a “disponibilidade de espectro harmonizado, quando possível em bases globais, com o objetivo de tornar possível o sonho da comunicação de 1Gbps para a média dos usuários” acrescentou. O relatório ressalta, também, a previsão de um incremento em nível global de 33 vezes do tráfego de banda larga móvel no período 2010-2020, e duas vezes maior que isso em países típicos da Europa Ocidental.

“Além de todos os esforços feitos até agora, ainda há a necessidade de harmonizar as novas bandas de frequência para impulsionar o crescimento econômico e a inclusão social proporcionados pela banda larga móvel”, disse o presidente do UMTS Forum , Jean-Pierre Bienaimé. “Para isso o UMTS Forum, com base no recente estudo feito pela entidade, irá apoiar a harmonização das grandes porções de espectros contíguos em novas faixas de frequência”, acrescentou.

Com a Copa do Mundo da FIFA (2014) e os Jogos Olímpicos (2016) no Brasil, dentro de apenas alguns anos, a demanda por serviços de banda larga móvel em todo o país deve atingir níveis recordes. Estes eventos de alto perfil certamente vão demonstrar que a banda larga móvel é um facilitador cada vez mais vital para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil” continuou Bienaimé. “Para participar plenamente das oportunidades globais oferecidas por redes de banda larga móvel 3G/4G é vital que o Brasil esteja alinhado com a evolução do espectro em outras regiões do mundo”.

Sobre o UMTS Forum

A banda larga móvel está mudando a maneira como o mundo se comunica. O UMTS Forum ajuda a todos os atores desta cadeia de valor a compreender a nova dinâmica e aproveitar as oportunidades de redes 3G/UMTS e LTE.

O UMTS Forum participa ativamente nos trabalhos da UIT, CE, ETSI, 3GPP e CEPT, bem como de outras organizações técnicas e comerciais a nível mundial. Também contribui para o oportuno licenciamento e na implantação da banda larga móvel em nível global através de um diálogo regular com os reguladores e em posicionamentos em consultas públicas.

A entidade suporta os interesses de seus membros com uma série de estudos, relatórios e outros trabalhos. As principais áreas focam tendências de mercado, os serviços de banda larga móvel e aplicações, mercados estratégicos, espectro e regulamentação, tecnologia e implementação. Também mantém uma forte participação em conferências, seminários e workshops, bem como reuniões periódicas com a mídia, analistas e outros interessados. A associação reúne todos os que têm interesse na banda larga móvel, incluindo operadores de rede, reguladores e os fabricantes de infraestrutura e equipamentos terminais.

publicado por o editor às 15:38
link | comentar | favorito

midianews - Ação das autoridades com relação ao espectro: vital para o crescimento da banda larga móvel

 

2.5 GHZ e 700MHz constituindo elementos-chave para o desenvolvimento sócioeconômico do Brasil e América Latina, segundo o UMTS Forum

No evento Futurecom, realizado nesta semana, em São Paulo, o UMTS Forum sugeriu novas e urgentes ações para a disponibilização de espectro para apoiar a rápida expansão do uso de banda larga móvel no Brasil e na América Latina.

Em particular, a entidade que reúne os operadores de telecomunicações argumentou que, além do espectro em 2.5 GHz, cujo leilão já está previsto, os operadores da região podem beneficiar-se fortemente do acesso às frequências harmonizadas da faixa de 700MHz, o espectro do “dividendo digital” que será liberado com o desligamento da TV analógica.

Especificamente, o UMTS Forum tem incentivado ativamente as autoridades brasileiras e da América Latina a adotar o mais apropriado plano de banda para 700MHz a fim de facilitar a harmonização e promoção de economia de escala dos terminais e equipamentos. E para isto, a entidade, com base no seu recente estudo – o Relatório 44 (“Mobile Traffic Forecast 2010-2020”) - apoia, no tempo correto, a “disponibilidade de espectro harmonizado, quando possível em bases globais, com o objetivo de tornar possível o sonho da comunicação de 1Gbps para a média dos usuários” acrescentou. O relatório ressalta, também, a previsão de um incremento em nível global de 33 vezes do tráfego de banda larga móvel no período 2010-2020, e duas vezes maior que isso em países típicos da Europa Ocidental.

“Além de todos os esforços feitos até agora, ainda há a necessidade de harmonizar as novas bandas de frequência para impulsionar o crescimento econômico e a inclusão social proporcionados pela banda larga móvel”, disse o presidente do UMTS Forum , Jean-Pierre Bienaimé. “Para isso o UMTS Forum, com base no recente estudo feito pela entidade, irá apoiar a harmonização das grandes porções de espectros contíguos em novas faixas de frequência”, acrescentou.

Com a Copa do Mundo da FIFA (2014) e os Jogos Olímpicos (2016) no Brasil, dentro de apenas alguns anos, a demanda por serviços de banda larga móvel em todo o país deve atingir níveis recordes. Estes eventos de alto perfil certamente vão demonstrar que a banda larga móvel é um facilitador cada vez mais vital para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil” continuou Bienaimé. “Para participar plenamente das oportunidades globais oferecidas por redes de banda larga móvel 3G/4G é vital que o Brasil esteja alinhado com a evolução do espectro em outras regiões do mundo”.

Sobre o UMTS Forum

A banda larga móvel está mudando a maneira como o mundo se comunica. O UMTS Forum ajuda a todos os atores desta cadeia de valor a compreender a nova dinâmica e aproveitar as oportunidades de redes 3G/UMTS e LTE.

O UMTS Forum participa ativamente nos trabalhos da UIT, CE, ETSI, 3GPP e CEPT, bem como de outras organizações técnicas e comerciais a nível mundial. Também contribui para o oportuno licenciamento e na implantação da banda larga móvel em nível global através de um diálogo regular com os reguladores e em posicionamentos em consultas públicas.

A entidade suporta os interesses de seus membros com uma série de estudos, relatórios e outros trabalhos. As principais áreas focam tendências de mercado, os serviços de banda larga móvel e aplicações, mercados estratégicos, espectro e regulamentação, tecnologia e implementação. Também mantém uma forte participação em conferências, seminários e workshops, bem como reuniões periódicas com a mídia, analistas e outros interessados. A associação reúne todos os que têm interesse na banda larga móvel, incluindo operadores de rede, reguladores e os fabricantes de infraestrutura e equipamentos terminais.

publicado por o editor às 15:38
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011

Notícia - Dona do Huffington Post procura editor brasileiro para lançar site no País

 

 

Jornalistas e bloqueiros, preparem-se. Arianna Huffington, CEO do The Huffington Post (HP), está no Brasil e anunciou que todo o conceito que conhecemos como jornalismo colaborativo no País irá mudar. Em outubro, o portal chegará à França, e no mês seguinte ao Brasil. Para isso, ela procura um editor brasileiro para o site.

Criadora do mais famoso portal de notícias e agregador de conteúdo de blogueiros e colunistas independentes dos Estados Unidos e também do Reino Unido, ela foi a atração do segundo dia do Info@Trends 2011, realizado pela revista Info, da Editora Abril, em São Paulo.

Lançado em 2005, o HP foi recentemente adquirido pelo grupo AOL por US$ 315 milhões. Em maio, o site teve cerca de 35 milhões de page views, ultrapassando o New York Times nos Estados Unidos.

 

Arianna, dona do site de US$ 315 milhões (Foto: Denis Ribeiro/Abril)

À procura de um editor
Sobre as operações do The Huffington Post Brasil, Arianna deixou claro que haverá um escritório no País, seguindo os mesmos padrões da matriz norte-americana e com uma plataforma “para dar voz e amplificar a voz dos blogueiros, que postam conteúdos importantíssimos e podem até conseguir contratos de trabalho com isso”.

No entanto, ela revela que a parceria comercial não está fechada ainda e que procura alguém com o perfil compatível com o do HP. A respeito das editorias, Huffington disse que haverá canais básicos como entretenimento, negócio, estilo de vida, uma área feminina e política – que segundo ela é interessantíssima. Os cadernos regionais serão definidos “de acordo com o perfil dos leitores brasileiros, mas normalmente, focando mais em conteúdos locais”.

A chave de todo o processo, segundo ela, ainda falta ser encontrada. “Para que a qualidade no Brasil seja como a dos Estados unidos, precisamos de um elemento essencial, que é um editor. Nós estamos procurando alguém com a nossa cara, que ao traduzir esse conteúdo para o inglês e mantenha a essência regional. Assim que acharmos esse talento editorial o projeto deslanchará.”

 

Arianna procura alguém com a cara do portal (Foto: Denis Ribeiro/Abril)

Brasil chamou a atenção
Ao ser questionada sobre o motivo pelo qual escolheu o Brasil para as novas investidas do site, a CEO do veículo responde: “Há muito a se aprender com a forma que vocês cobrem as coisas aqui. É muito divertido e interessante.

Arianna diz também estar impressionada com o compromisso que os brasileiros, independentemente de partidos, têm com o avanço social dos mais pobres. “Eu percebi em dezembro, quando estive aqui, que é uma agenda nacional de todas as classes tirar as pessoas da pobreza e inseri-las na classe média.”

Questionada sobre as diferenças culturais no Brasil, ela deixou claro que todos, de todos os estados participarão do projeto do Huffington Post Brasil. “Tudo o que nós queremos é publicar as histórias das pessoas para que o mundo conheça um outro lado do Brasil, até então desconhecido. Por isso, até vocês mesmos podem me mandar um e-mail [arianna@huffingtonpost.com] que a gente traduz e publica o seu conteúdo no Huffington Post”.

 

A cobertura da imprensa brasileira despertou o interesse de Arianna (Foto: Denis Ribeiro/Abril)

Publicidade e conteúdo pago
Arianna Huffington conta que quando o HP foi criado, em 2005, ela recebeu muitas críticas dos americanos, pois eles diziam que eles faziam as notícias de uma forma não rentável, mas que a publicidade reverteu esse quadro. “Estamos apostando em propaganda, esse e o nosso modelo de monetização do negócio. As pessoas estão tão acostumadas a receber as notícias online de graça que é difícil cobrar. Já no caso do iPad e tablets é diferente, porque é um outro modelo de negócio”.

Segundo Arianna, o HP tem uma forma diferente de trabalhar com a publicidade. “As marcas querem se conectar com as pessoas, fazê-las terem experiências agradáveis e o Post faz isso.” Ela nos conta que para viabilizar esse processo, o HP lançou um tipo específico de publicidade, para que as marcas pudessem falar a respeito de seu conteúdo para o público, isso evita excesso de propagandas pequenas que atrapalham a navegação.

"Os jornalistas devem se desconectar das redes sociais", afirma Arianna (Foto: Silvana Chaves)
Desintoxicação
Arianna comenta também que a qualidade de vida dos jornalistas deve ser uma prioridade para eles mesmos. “É necessário que a gente saiba o momento de se desconectar da mídia social e ter sua vida. Em algum dia você vai ter uma conferência que não terá Wi fi e acho que as pessoas vão adorar! Deixam os dispositivos de lado e passam por um processo de redescoberta. É como encontrar alguém que você ama depois de um longo tempo. É bom! E nunca coloquem o celular pra carregar do lado da cama e vejam como é bom dormir depois do que falamos!”, finaliza, sorrindo.
via Comunique-se
publicado por o editor às 20:31
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

evento -BandNews FM BH promove bate-papo com o escritor Luís Giffoni

 

A rádio BandNews FM BH (89,5) e a Fnac do BH Shopping promovem um encontro com o escritor mineiro Luís Giffoni, autor de 24 livros, no “Sintonia BandNews FM 89,5 & Fnac”, nesta sexta-feira, dia 15 de julho, às 19h, na loja Fnac do BH Shopping.

Luís Giffoni, escritor premiado e colunista da rádio BandNews FM, falará sobre literatura e viagens, dois temas que domina muito bem. Livros que são verdadeiras viagens. Viagens que viraram livros.

Luís Giffoni é autor de 24 livros entre eles “China: O despertar do Dragão”, “Retalhos do Mundo” e “O Pastor das Sombras”. O escritor falará sobre os dois temas e responderá perguntas durante o bate-papo. No final do evento, haverá sorteio de alguns de seus títulos.


A entrada no evento é gratuita.

Serviço

Bate-Papo sobre Literatura e Viagens
Dia: 15 de Julho
Horário: 19h
Local: Loja Fnac do BH Shopping
Entrada Gratuita

tags: ,
publicado por o editor às 15:02
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds