Quarta-feira, 21 de Maio de 2014

A pedra no sapato do poder

 

 

 
 
Crítica ao poder dá o tom na programação da tenda dos autores, que destaca literatura, humor, arquitetura, ciência e pensamento indígena
           
Em 2014, a crítica de Millôr Fernandes a toda forma de poder se faz urgente e necessária. Não por acaso, reúnem-se na programação deste ano algumas das mais respeitáveis pedras no sapato dos governos de seus respectivos países – e, quase sempre, das forças do Império.
 
O conjunto reúne brilhantes exemplos das muitas formas de resistência que o século XXI nos oferece. Mas ainda há muitos outros recortes possíveis na programação da Flip, que vai acontecer entre 30 de julho e 3 de agosto, em Paraty. Os ingressos estarão disponíveis para venda a partir do dia 2 de junho.
 
Gal Costa em show gratuito
A grande cantora brasileira leva a Paraty as canções de Recanto, seu disco mais recente, que mescla MPB, rock, programações eletrônicas e dub-step, concebido e composto por Caetano Veloso. Clássicos como Folhetim e Barato total completam o show de abertura, que pela primeira vez na história da Flip será gratuito.
   
Homenagem a Millôr
Uma dupla homenagem abre a Flip do genial guru do Meier: no primeiro tempo, o crítico Agnaldo Farias destaca o valor da obra de Millôr para a arte brasileira. Em seguida, Reinaldo e Hubert, que nos anos 1980 editaram o jornal satírico Planeta Diário, herdeiro do Pasquim, entrevistam o cartunista millormaníaco Jaguar.
Na segunda mesa da homenagem, na sexta-feira, o cartunista Cássio Loredano e o jornalista Sérgio Augusto perfilam Millôr em traço e prosa.
Na Casa da Cultura, uma exposição sobre Millôr Fernandes apresenta uma ambientação inspirada no mundo do desenho e das publicações que editou e/ou criou.
 
Pensamento indígena e Amazônia
O pensamento indígena, o xamanismo e a poesia ameríndia,a história recente dos índios e a disputa de interesses na Amazônia têm destaque na programação, com duas mesas dedicadas ao tema e a presença de um xamã yanomami, Davi Kopenawa. A fotógrafa Claudia Andujar, o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro e o indigenista Beto Ricardo completam o quadro.
 
Arquitetura
A arquitetura – que em 2013 ganhou mesa fixa na programação– traz Paulo Mendes da Rocha, vencedor do Pritzker e um dos principais pensadores do Brasil contemporâneo,ao lado do italiano Francesco Dal Co.
 
Ciência
Da criação de filhos fora do padrão, tema explorado por Andrew Solomon, aos limites do conhecimento, discutidos por Marcelo Gleiser, as mesas dedicadas à ciência levarão ao público dilemas cósmicos e familiares. Michael Pollan faz uma interface da ciência com a cultura e a história da alimentação.
 
Ficção e poesia
A Flip tem a alegria de propiciar o encontro com grandes autores de ficção, alguns ainda por serem descobertos no país, como Jhumpa Lahiri, Etgar Keret, Almeida Faria,Eleanor Catton e Joël Dicker. Outros são uma amostra milloriana de que o humor está entre as formas mais elevadas da inteligência: Fernanda Torres, Antonio Prata, MohsinHamid, Gregorio Duvivier. Charles Peixoto e Eliane Brum, um prosador na poesia e uma poeta na prosa,completam o quadro.
 
Latinos
A prosa latino-americana, uma das principais forças criativas nas letras mundiais, tem um representante de peso para cada geração, do boom dos anos 1960, vivido pelo Prêmio Cervantes Jorge Edwards, à “anexação” cultural
dos Estados Unidos pela América Latina, registrada na obra de Daniel Alarcón – entre os dois, Villoro, companheiro de armas de Roberto Bolaño e Enrique Vila-Matas.
 
Brasil e ditadura
A trajetória de dois grandes artistas, Cacá Diegues e Edu Lobo, que lançam livros de memórias durante a Flip, promete uma mesa histórica sobre a vida cultural no Brasil dos últimos 50 anos. Não se trata de coincidência. Se 2014 é ano de Copa e da eleição, é também quando se completam 50 anos do golpe militar. E é a literatura, na mesa com Marcelo Rubens Paiva, Bernardo Kucinski e Persio Arida, que vem nos lembrar daquelas coisas terríveis, que jamais podem ser esquecidas.
  
Vendas de ingressos
Os ingressos para as mesas da Flip 2014 estarão disponíveis para venda a partir das 10h do dia 2 de junho, pela internet, no site da Tickets for Fun, pelo telefone 4003-5588 e nos pontos de venda credenciados (a lista completa dos pontos de venda está disponível no site ticketsforfun.com.br). O preço dos ingressos da sessão de abertura e das mesas da programação é de R$ 46 (inteira)/ R$ 23 (meia) para a tenda dos autores e de R$ 12 (inteira)/ R$ 6 (meia) para a tenda do telão. Os ingressos estarão disponíveis para a venda pela internet, telefone e locais credenciados até o dia 29 de julho. Durante os dias de festival, poderão ser adquiridos apenas na bilheteria em Paraty.
  
Quem faz a Flip
A Casa Azul é uma organização da sociedade civil de interesse público, que desenvolve projetos nas áreas de arquitetura, urbanismo, educação e cultura. Desde as primeiras ações, mantém uma intensa relação com a cidade de Paraty. A Flip e os projetos educativos permanentes – Flipinha, FlipZona e Biblioteca Casa Azul - são algumas de suas experiências que potencializam importantes transformações no território e ajudam a melhorar a qualidade de vida de crianças e jovens paratienses.
 Patrocínio
A programação da Flip conta com o patrocínio oficial do Itaú, do Governo do Rio de Janeiro e do BNDES, patrocínios da Petrobrás e CPFL, apoio da Fundação Roberto Marinho, da Prefeitura Municipal de Paraty e do Instituto C&A e outros parceiros ainda em vias de confirmação.

 

publicado por o editor às 04:29
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds