Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

Ano novo chinês: Ano novo, língua nova

 

 

Ano novo chinês: Ano novo, língua nova


Aproveitando a data comemorativa da cultura chinesa - celebrada no próximo dia 31 -, especialistas desmistificam algumas lendas em torno do mandarim. Segundo eles, é possível, sim, aprender rápido e começar a falar o idioma com confiança

São Paulo, 29 de janeiro de 2014 - O estudo da língua chinesa assusta a muitos: “Muito complexa, hermética, tão diferente do português... e, como se não bastasse, é quase impossível alcançar a fluência necessária”. Essas são algumas das queixas mais frequentes. Entretanto, como ano novo é tempo de língua nova, especialistas aproveitam a chegada do Ano Novo Chinês - desta vez, o Ano do Cavalo - para dissipar equívocos como esses e auxiliar o aluno a ir em frente com sua resolução de aprender mandarim em 2014, agregando valor a seu currículo profissional.
Diferente do que muitos acreditam, o chinês é sim uma língua possível de ser dominada de forma relativamente rápida. “Entendemos que o chinês é um idioma bastante intrigante, mas apenas porque é, de certa forma, bem diferente do português. No entanto, também é uma língua muito lógica, quase matemática, o que ajuda muito no processo de aprendizado”, afirmou Gustaf Nordback, gerente geral da divisão de Varejo da Rosetta Stone no Brasil.
A gramática chinesa não requer conjugação e, frequentemente, suprime verbos e sujeitos quando falada. Por exemplo, “em chinês, dizemos ‘Ni Hao’. A expressão quer dizer ‘Olá!’, mas traduzida literalmente é ‘Você bem?’, que seria o equivalente em português a ‘Você está bem?’, isto é, funciona sem o verbo”, exemplificou Nordback.
Os caracteres chineses e suas letras/ palavras peculiares também assombram. Mas o idioma pode ser ensinado usando o alfabeto latino. Esse método é chamado Pinyin. No entanto, caso queira, o aluno que planeja morar na China, por exemplo, pode se concentrar em aprender a ler e escrever somente o essencial em caracteres do mandarim. Experts afirmam que uma base de 400 caracteres permite a comunicação na vida cotidiana. Já para ler o jornal sem muita dificuldade, sugerem de dois mil a três mil caracteres. O que é uma quantidade bem menor do que os 50 mil caracteres existentes no idioma.
TONS

Outro fantasma são os temidos tons da língua. O chinês é uma língua fácil e monossilábica, mas tonal. Por isso, muitos estudantes desanimam por acreditar erroneamente que nossa audição latina não é capaz de reconhecer os sons chineses. O idioma usa quatro diferentes “tons” essenciais para entender e distinguir as palavras. Por exemplo, a palavra “Yao”. Seu significado altera drasticamente dependendo do tom. No primeiro tom significa “um”, no segundo é o “alto”, no terceiro o verbo “querer” e no quarto “remédio”.

Outros reclamam por acharem que é impossível aprender um idioma em que não há nenhuma referência - diferente de línguas irmãs, como o espanhol, ou, até mesmo, o inglês e seu vasto vocabulário latino. Por isso, motivação e imersão são fundamentais no estudo do mandarim.
“Esse é um dos pontos no quais o método de ensino online de idiomas da Rosetta Stone - que suprime totalmente a língua materna do aluno durante as aulas, sem traduções nem memorizações - totalmente imersivo é o mais indicado. Para realmente aprender essa língua - pois o mandarim é completamente diferente de qualquer uma das línguas com que se tem contato de forma mais frequente -, o estudante deve imergir no idioma e em uma maneira completamente diferente de pensar”, alertou o executivo.
Outro ponto é o temor do “candidato” a estudante de chinês que, mesmo já começando a acreditar que é possível aprender, acha que passará anos ainda sem poder iniciar a comunicação na língua e acaba desanimando. “Esse é outro mito. Se o aluno leva o estudo a sério e está motivado, por meio do método online da Rosetta Stone, pode aprender o chinês - em um nível suficiente para enfrentar, por exemplo, uma teleconferência - de uma forma muito rápida e já começar a se comunicar na língua desde a primeira aula”, adicionou Nordback.
A Rosetta Stone - uma líder mundial em ensino com base em tecnologia e presente em 150 países - oferece cursos em 24 idiomas, incluindo chinês (mandarim). Com o método, o aluno aprende de um modo imersivo, sem tradução, da mesma forma que aprendeu sua língua materna. O foco está em todas nas habilidades principais de comunicação, incluindo fala e escrita. O método possui um sistema de ativação de fala proprietário que inclui um espectrograma (http://rosettastonebrasil.com/store/rstbr/pt_BR/html/ThemeID.36393000/pbPage.Method#, desenvolvido especialmente para o ensino de línguas - como o mandarim - nas quais a pronúncia correta é um dos maiores desafios.

Sobre a Rosetta Stone
Presente no Brasil desde 2011 por meio da divisão de Enterprise & Education e com escritório nacional sediado em São Paulo, a Rosetta Stone já estabeleceu parceria com empresas e instituições de ensino nacionais de porte. Com atuação recente no varejo no Brasil, a companhia fornece uma tecnologia de ponta interativa que está mudando a forma como o mundo aprende idiomas. As técnicas de ensino desenvolvidas e patenteadas pela companhia - aclamadas por seu poder de desbloquear a capacidade natural de aprendizado em línguas - são utilizadas por 20 mil instituições de ensino, oito mil empresas, nove mil organizações governamentais e milhões de pessoas em todo o mundo. A Rosetta Stone oferece cursos em 24 idiomas, dos mais comumente falados (como inglês, espanhol e mandarim) aos menos frequentes (incluindo sueco). A empresa foi fundada em 1992, sobre os preceitos fundamentais de que aprender a falar uma língua deve ser um processo natural e instintivo, bem como que a tecnologia interativa pode ser usada poderosamente como forma de ativação do método de imersão em idiomas para aprendizes de qualquer idade. A Rosetta Stone tem matriz sediada em Arlington (Virgínia, Estados Unidos) e escritórios também em Harrisonburg (Virgínia), Boulder (Colorado), San Francisco (Califórnia), Seattle (Washington), Austin (Texas), Tóquio, Seul, Londres, Dubai, Phoenix (US), Beijing e Changai (China), Paris (França), Itália e Espanha.

A4 Comunicação - 
Franciane Barbosa - 


Ano Novo Chinês - ALGUMAS CURIOSIDADES


1. Para desejar “Feliz ano novo!” em chinês, diga: “Ma Nian Kuia Le!”. A frase em mandarim significa literalmente “Feliz ano do cavalo!”

2. Intrigantes tons
Há um poema em chinês antigo no qual alguém escreveu o texto na íntegra usando a “mesma” palavra - “shi”, porém em diferentes tons.
Na latinização em pinyin, a poesia fica da seguinte forma:
“shi2 shi4 shi1 shi4 shi1 shi4 shi4 shi1. shi4 shi2 shi2 shi1. shi4 shi2 shi2 shi4 shi4 shi4 shi1 shi2 shi2. shi4 shi2 shi1 shi4 shi4 shi4 shi2. shi4 shi1 shi4 shi4 shi4 shi4 shi4 shi4 shi2 shi1. shi4 shi3 shi4 shi3 shi4 shi2 shi1 shi4 shi4 shi4 shi2 shi4 shi2 shi1shi1. shi4 shi2 shi4 shi2 shi4 shi1. shi4 shi3 shi4 shi4 shi2 shi4 shi2 shi4 shi4. shi4 shi3 shi4 shi2 shi4 shi2 shi1 shi1 shi2 shi2. shi3 shi4 shi3 shi2 shi1 shi1 shi2 shi2 shi2 shi1 shi1 shi4 shi4 shi4 shi4”

A tradução seria como:
“Um poeta de nome Shih Shih, que vivia em uma toca de pedra, gostava muito de leões. Como tinha jurado comer dez leões, ele saiu para o mercado, todos os dias, às 10 horas, para procurar leões. Em um dado momento, de repente, dez leões foram ao mercado na mesma hora em que Shih Shih. Confiando em seu arco e flechas, ele matou os 10 leões. Shih pegou os cadáveres desses dez leões e foi para seu refúgio de pedra, que estava úmida. Shih encontrou a toca varrida por seu servo. Como a caverna de pedra estava limpa, Shih iniciou sua refeição, começando. Quando começou a comer os cadáveres dos 10 leões, percebeu que esses 10 leões mortos, na verdade, eram 10 cadáveres de leões de pedra e tentou se livrar disto.”

 

tags: ,
publicado por o editor às 13:53
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds