Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

CINEMA EXPERIMENTAL FRANCÊS NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

 

 

Mostra coloca em diálogo filmes da vanguarda e do cinema experimental francês contemporâneo; também haverá cine-concerto, performance e oficinas 

 

 

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 28 de outubro a 1º de novembro, a mostra de filmes Cinema Experimental Francês, que lança um olhar sobre a estética e prática desse tipo de produção. Em cada uma das nove sessões temáticas serão postos em diálogo um filme importante da vanguarda francesa e filmes do cinema experimental contemporâneo de cineastas e videoartistas renomados, tais como Man Ray, Irmãos Lumière, Patrick Bokanowski e Vivian Ostrovski. São obras originais, muitas exibidas em película de 16 e 8 milímetros, que passam longe do circuito de exibição tradicional.

 

A sessão da noite de abertura, no dia 28 de outubro, será um cine-concerto – a exibição de um filme mudo com execução de trilha sonora ao vivo. Também haverá debate entre os curadores e o público após cada sessão temática e oficinas que apresentam técnicas de manipulação artesanal da película, tais como Quimiografia e Raiografia, ministrada pela cineasta Silvi Simon. Ela também fará a performance Olhar, no dia 1 de novembro, em que manipula a imagem diante do público com a ajuda de dois projetores e um globo com água.

 

Cinema experimental:

Por cinema experimental, entende-se um cinema de prática livre, seja sob os aspectos plásticos, políticos, abstratos ou ficcionais, que ultrapassa em transgressão os limites dos gêneros cinematográficos, da narrativa linear e dos fins econômicos das obras.

 

Na França, o cinema experimental sempre teve grande vitalidade e conta com o apoio de importantes instituições que facilitam a criação e circulação dos filmes. O Centre Pompidou desenvolve uma política de aquisição de filmes experimentais, nivelando-os às artes modernas e contemporâneas. Algumas estruturas associativas de distribuição constituem um catálogo que facilita a circulação desses filmes. Festivais reconhecidos abrem janela para a exibição deste tipo de filme como La Rochelle, FID Marseille e Festival de Pantin. Por fim, há laboratórios independentes que permitem aos cineastas trabalharpessoalmente nas cópias de seus filmes, transformando a finalização também em elemento de criação.

 

A mostra é realizada pela 3 Moinhos Produções, em parceria com a associação francesa Braquage/Aménagements Expérimentaux (Assalto/Instalações Experimentais), que há mais de 15 anos tem como objetivo promover o conhecimento sobre o cinema experimental. Os dois curadores desta mostra, Francesca Veneziano e Sébastien Ronceray, são membros ativos dessa associação.

 

Curadoria:

Francesca Veneziano, teórica do cinema, é doutora em Cinema pela Universidade de Pisa, Itália. Membro da Braquage desde 2011, ela é a principal responsável pela concepção dos workshops de sensibilização.

Sébastien Ronceray organiza mostras de filmes experimentais, conferências e workshops. Trabalha no setor pedagógico da Cinemateca Francesa e é analista de cinema e membro do comitê de reflexão do Museu da Dança.  Paralelamente, desenvolve projetos como cineasta.

 

PROGRAMAÇÃO POR DIA

28/10 – terça-feira

19h – Cine-concerto – sessão seguida de coquetel. (50min, 16mm)

Em duas épocas distantes, os filmes Ménilmontant, de Dimitri Kirsanoff, e Terminus for you, de Nicolas Rey, nos falam da cidade: de seu caos, da velocidade crescente e incontrolável que ela orquestra, da tragédia das relações que ela origina. Os filmes serão acompanhados por um cine-concerto do músico Petrônio.

 

29/10 – quarta-feira

14h - Oficina de Cinema Experimental (10 vagas)

Ministrado por Silvi Simon, cofundadora do coletivo Burtscratch, que cria, produz e exibe filmes experimentais desde 1993 na cidade de Strasbourg, na França. O curso apresenta algumas técnicas de manipulação artesanal da película, tais como Quimiografia e Raiografia.

18h – Crepitações (72min, 16mm e super-8, legenda eletrônica em português)

Rodados em Super-8 ou em 16mm, estas “crepitações” visuais ou sonoras integram a fragmentação, o flicker, o desenquadramento, o impacto de luzes e cores, a variação, o relâmpago, o fogo, o tremor, a evocação e o desequilíbrio até a queda ou a disparição.

20h - Reutilização de imagens (55min, 16mm, legenda eletrônica em português)

Imagens roubadas de outros tempos ou de outros olhares se juntam, se confundem e confundem percepções e coordenadas. Estes cineastas retomam as visões de outros e as recortam, as montam de outra forma, transgredindo as ideias ou histórias que ali existiam originalmente.

 

30/10 – quinta-feira

14h - Oficina de Cinema Experimental (10 vagas)

18h - Estados do corpo (63min, 16mm e digital)

Encenar a si mesmo, escrutar o próprio corpo, tentar dar conta de um estado interior capturando as palpitações e os gestos, misturar a tudo isso uma relação à própria matéria do filme: tais são as propostas de um cinema no qual figuras, movimentos e oscilações nos levam a considerar a representação do corpo como uma coreografia de imagens.

20h – Espaço urbano, espaço fílmico (49min, 16mm e digital)

O espaço físico desvia-se em lugar íntimo quando esses cineastas lançam seu olhar para a cidade. Deslocando-se do exterior para o interior – dos muros e dos prédios até as lembranças às quais esses locais remetem –, eles transformam o cotidiano da cidade através da projeção de desejos pessoais.

 

31/10 – sexta-feira

14h - Oficina de Cinema Experimental (10 vagas)

18h - Cinema de poesia (59min, 16mm e digital, legenda eletrônica em português)

Imagens e algumas palavras permitem mergulhar o espectador em uma relação sensível ao mundo e captar o pensamento íntimo e poético de um artista.

20h - Ver alhures (59min, 16mm e digital, legenda eletrônica em português)

O olhar singular que os cineastas experimentais têm sobre o mundo a partir de suas práticas do cinema leva muitos deles a se confrontar com realidades diferentes das suas.

 

01/11 – sábado

17h - OLHAR, Performance de Silvi Simon:

A artista francesa Silvi Simon é uma alquimista da imagem: gosta de destilá-la, de manipulá-la como uma matéria, de metamorfoseá-la. É o que ela promete mostrar a seus espectadores, com a ajuda de dois projetores e um globo com água, durante a performance “Olhar”.

18h – O Cinema Experimental Francês

Debate com os curadores Sébastien Ronceray e Francesca Veneziano

20h - Mais rápido que os Lumière (60min, 16mm e super-8)

Desde os filmes rodados pelos irmãos Lumière com a câmera fixa, o cinema tem buscado outros modos para dar conta do ritmo da vida, de sua pulsação, da energia das cidades e dos corpos em movimento, particularmente através de efeitos de montagem.

 

 

 

Serviço:

Cinema: Mostra Cinema Experimental Francês

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data:  28 de outubro a 01 de novembro de 2014

Horários: terça-feira a sábado, em diversos horários (ver programação acima)

Ingressos: Ingressos à venda somente nos dias da mostra para os filmes do dia. R$ 4 e R$ 2 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). Oficinas e debates gratuitos.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: Recomendado para maiores de 18 anos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Oficinas: inscrições pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br, a partir do dia 20 de outubro, informando o dia de interesse, nome, idade e telefone de contato. A relação dos inscritos será divulgada no dia 23 de outubro.

 

publicado por o editor às 16:58
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds