Quarta-feira, 20 de Maio de 2015

MIA CARA CURITIBA TEM EVENTO QUE CELEBRA CINEASTA SERGIO LEONE

 

 

 

 
 
Ícone do cinema italiano e mundial, o diretor Sergio Leone ganha homenagem especial durante a programação do Mia Cara Curitiba. Do dia 23 a 28 de maio a Cinemateca de Curitiba exibe as seis obras que formam uma retrospectiva completa do artista, na mostra “Faroeste Al Dente”. No dia 23, às 16h, a mostra tem abertura com um debate no Museu Oscar Niemeyer, com a presença do curador Antonio Cava, organizador do projeto, o crítico de cinema Marden Machado e o cineasta Marcos Jorge, que conheceu Leone pessoalmente. O evento terá ainda uma apresentação da Orquestra à Base de Corda de Curitiba, com direção do maestro João Egashira, apresentando canções das trilhas sonoras dos filmes de Leone. Para completar o pacote, na Cinemateca haverá uma exposição com cartazes originais da época dos filmes, fotos de cena e três ilustrações inéditas assinados pelos artistas José Aguiar, Guilherme Caldas e André Ducci. Todos estes eventos têm entrada franca.
 
“Sergio Leone representou a vanguarda do cinema italiano”, explica Cava, “rompendo padrões antigos da sétima arte e dando atenção especial ao roteiro, diálogos e trilha sonora”. O diretor é conhecido por fugir da divisão clássica mocinho contra bandido, ao colocar protagonistas com defeitos, individualistas e que fazem acordos com os bandidos para benefício próprio. Leone (Roma 1929-1989) se apropria do faroeste, estilo marcadamente norte-americano, e o subverte, sendo expoente do então chamado “Western Spaghetti”, o bang-bang desenvolvido na Itália.
 
As trilhas sonoras dos filmes de Leone também merecem destaque, sendo lembrados até hoje. “Ele pedia aos compositores que usassem instrumentos populares não-convencionais, evitando orquestra clássica”, conta Antonio Cava. Todo o trabalho autoral de Leone conta com músicas assinadas por Ennio Morricone, um dos nomes mais relevantes da composição cinematográfica e até hoje homenageado por sua contribuição à sétima arte.
 
Os filmes autorais de Leone, os mais marcantes de sua carreira, trazem outras características únicas, como closes, flashbacks, estilização da violência, momentos de tensão e silêncio e atenção extrema à sincronia entre imagem e som. Essas características são marcantes na Trilogia dos Dólares ou Trilogia do Homem Sem Nome, trabalho mais marcante de Leone na década de 1960, com Clint Eastwood. Esses filmes consolidaram a carreira de Leone, marcando gerações e sendo homenageados por diretores modernos como Quentin Tarantino e Robert Rodriguez.
 
BATE-PAPO
 
Nascido no Rio de Janeiro, Antonio Cava estudou Ciências Políticas e Direção Teatral. Hoje atua como produtor cultural, organizando eventos e mostras. “Tenho uma ligação muito forte com a Itália, até mesmo por ter morado lá por cinco anos”, conta Cava. Ele já organizou outras mostras de cinema italiano, homenageando o diretor Federico Fellini e a atriz Sophia Loren. Esta é a primeira que organiza dedicada a Sergio Leone.
 
Marden Machado é crítico de cinema, roteirista e comentarista. Comanda o site Cinemarden, todo dedicado à sétima arte, e participa do Light News, programa da rádio Transamérica Light, e do Caldo de Cultura na UFPR TV. No livro “Cinemarden – uma guia (possível) de filmes”, seleciona 208 filmes para serem assistidos em um ano (sendo quatro por semana), como uma maneira de se iniciar no particular universo do cinema.
 
Diretor do aclamado “Estômago”, Marcos Jorge conheceu Sergio Leone na Itália, onde morou por mais de dez anos e se formou em Cinema. A referência a Leone em suas obras é sutil e marcante, como a interpretação da violência e relações de poder. “Estômago” é co-produzido com a Itália, o que marca a relação forte de Jorge com o país europeu. Também dirigiu os filmes “O Duelo” e “Corpos Celestes”, este último com Fernando Severo.
 
PROGRAMAÇÃO
 
Na programação, seis filmes de Sergio Leone serão apresentados na Cinemateca. O espaço receberá ainda a exposição de cartazes recriados por três artistas locais. “A ideia é que os artistas recriem o material de divulgação dos filmes com toques curitibanos, ambientando Leone à capital paranaense”, afirma Cava. Era muito comum, até os anos 1980, que os países recriassem os cartazes de filmes estrangeiros pelas mãos de artistas nacionais, e a exposição é uma homenagem a esta tradição.
 
As exibições começam no dia 23 de maio, às 19h, com “Era Uma Vez no Oeste”, que destaca Henry Fonda e Charles Bronson, além de apresentar o rompimento da dualidade mocinho x bandido que Leone passou a incluir em seus filmes. Já no domingo, às 17h, inicia a exibição da Trilogia dos Dólares com “Por Um Punhado de Dólares”, primeira parceria de Leone com Clint Eastwood, que aceita participar de uma disputa entre gangues rivais na fronteira do México com os Estados Unidos em troca de dinheiro. No mesmo dia, às 19h, “Por Uns Dólares a Mais” mantém a sequência com a história de um caçador de recompensas que se alia a um coronel para perseguir outro bandido.
 
Na terça-feira (26), 19h, se encerra a trilogia com “Três Homens em Conflito”, que acompanha três homens, cada um essencial para alcançar um tesouro escondido. Como pano de fundo, a Guerra Civil dos Estados Unidos. “Quando Explode a Vingança” é exibido na quarta (27), 19h, mostrando a história de um bandido atormentado pelo passado que se envolve com a Revolução Mexicana, colocando em xeque seus planos de roubo a banco. A mostra encerra no dia 28 (quinta), com um filme hoje considerado clássico: “Era Uma Vez na América”. Criticado em seu lançamento, com a exibição de uma versão editada pelo estúdio, foi relançado com a edição de Leone, que apresentou um novo filme com sua sensibilidade única para a sétima arte. No longa, um grupo de amigos de ascendência judaica cresce cometendo crimes em Nova York, tornando-se mafiosos ao longo dos anos. Companheirismo, ambição e traição resultam em um mistério, que será desvendado 35 anos depois pelo único sobrevivente do grupo.
 
SOBRE O MIA CARA CURITIBA
 
A capital paranaense respira cultura italiana novamente em maio, com o Mia Cara Curitiba. Entre os dias 23 e 31, diversos eventos relacionados à Itália e sua arte e cultura fazem parte da programação do festival, realizado pela Embaixada da Itália no Brasil, Consulado da Itália em Curitiba e Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, com produção do Solar do Rosário Arte e Cultura.
 
O projeto foi viabilizado via Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura, com patrocínio das empresas Blount , Banco CNH Industrial, New Holland, Peróxidos do Brasil, Incepa, Propex, Igarashi e GME Aerospace.
 
 
MOSTRA SERGIO LEONE NO MIA CARA CURITIBA
 
Abertura: dia 23 de maio (sábado)
Local: Museu Oscar Niemeyer - Rua Mal. Hermes, 999 - Centro Cívico, Curitiba, PR.
Horário: 16h – com Orquestra à Base de Corda de Curitiba, exibição de vídeo com cenas dos filmes de Sergio Leone e bate-papo com o crítico Marden Machado, o cineasta Marcos Jorge e o curador Antonio Cava
 
Exibições gratuitas dos filmes na Cinemateca de Curitiba:
 
Filme: Era Uma Vez no Oeste
Data: dia 23 de maio, sábado
Horário: 19h
 
Filme: Por um Punhado de Dólares
Data: dia 24 de maio, domingo
Horário: 17h
 
Filme: Por Uns Dólares a Mais
Data: dia 24 de maio, domingo
Horário: 19h
 
Filme: Três Homens em Conflito
Data: dia 26 de maio, terça-feira
Horário: 19h
 
Filme: Quando Explode a Vingança
Data: dia 27 de maio, quarta-feira
Horário: 19h
 
Filme: Era Uma Vez na América
Data: dia 28 de maio, quinta-feira
Horário: 18h
 
Local: Cinemateca de Curitiba - Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco, Curitiba, PR
Informações Cinemateca: (41) 3321-3310
 
A programação completa pode ser conferida no www.miacaracuritiba.com.br
 
Siga o Mia Cara Curitiba 2015 nas redes sociais:
facebook.com/miacaracuritibaoficial
instagram.com/miacaracuritibaoficial

 

 
publicado por o editor às 16:08
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds