Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Lançamento do livro Estratégias da Política de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde

 

publicado por o editor às 18:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Março de 2014

Edufba convida para o primeiro lançamento coletivo de 2014

 

Edufba realiza o primeiro lançamento coletivo de 2014



         A Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA) realiza o primeiro Lançamento Coletivo de 2014. O evento acontece no dia 09 de abril, no teatro Martim Gonçalves da UFBA, Campus do Canela, em Salvador. Na ocasião, os autores recebem o público – que pode adquirir os livros com preços promocionais – para sessão de autógrafos.

         O Lançamento Coletivo EDUFBA – Abril de 2014 apresenta
14
obras de diferentes áreas do conhecimento, como Teatro e Educação. O objetivo é realizar um intercâmbio entre os diferentes campos de estudos do âmbito universitário e tornar a produção acadêmica mais acessível.



Conheça os livros que integram o Lançamento Coletivo EDUFBA – Abril 2014:



Uma escola sem/com futuro: educação e multimídia

Nelson Pretto

Destinado aos interessados nas áreas de educação, comunicação e tecnologia, o livro, originado da tese de doutorado do autor defendida ainda em 1994, tem como objetivo estimular o pensamento sobre as mudanças que ocorreram e ainda ocorrem no âmbito escolar, promovendo a necessidade de ver a escola com outros olhos “e outro coração”. Publicado anteriormente pela Papirus, cumpre agora uma nova trajetória, sendo disponibilizado, também, em acesso aberto.

Preço especial de lançamento: R$ 30,00



Dicionário crítico das ciências sociais dos países de fala oficial portuguesa

Livio Sansone e Cláudio Furtado (Org.)

O objetivo deste livro é discutir temas de relevância social, econômica, política e sociocultural transversais aos países falantes de língua portuguesa na África, América Latina e Europa. Deste modo, a obra engloba vários elementos no intuito de fomentar a reflexão para uma introdução ao pensamento social em língua portuguesa.

Preço especial de lançamento: R$ 50,00



Educação básica na Bahia: das políticas ao cotidiano da escola

Robinson Moreira Tenório e Rosilda Arruda Ferreira (Org.)

O livro, dividido em três partes, apresenta reflexões sobre o contexto de surgimento das avalia­ções em larga escala na educação básica, bem como as principais avaliações implementadas, reflexões sobre fi­nalidades e apropriação das avaliações, processos e limites da tomada de decisão para a melhoria da qualidade do ensino, e sobre a im­portância e desafios do uso das avaliações para a tomada de decisão.

Preço especial de lançamento: R$ 45,00



Estudos sobre preconceito e inclusão educacional

Luciene Maria da Silva e Jaciete Barbosa dos Santos (Org.)

O tema inclusão educacional, é apresentado nesta obra, que está dividida em relatos de quatro pesquisas que investigaram: o grau de inclusão de uma escola; as intensas manifestações de preconceito determinadas por processos internos e externos à universidade que produzem condições desfavoráveis à formação de qualquer estudante, com ou sem deficiência; a implantação das Salas de Recursos Multifuncionais e o Atendimento Educacional Especializado oferecido em duas escolas da rede pública estadual da cidade de Salvador; e a incidência e o impacto do preconceito no processo de inclusão das pessoas com deficiência na rede regular de ensino, a partir da percepção das mães.

Preço especial de lançamento: R$ 25,00



O itinerário de Betty Coelho: histórias que correm no corpo

Maria Antônia Ramos Coutinho

A obra tenta compreender as relações entre cultura escrita e cultura oral em situações heterogêneas e conflitantes, socioeconômica e culturalmente, a partir do exemplo da contadora de histórias baiana Betty Coelho, a quem a autora também presta uma homenagem neste livro. Betty Coelho, além de ter formado contadores de histórias na Bahia e em outros locais, inaugurou paradigmas culturais a partir da contação de histórias.

Preço especial de lançamento: R$ 28,00



Tempo de dramaturgias

Raimundo Matos de Leão e Cássia Lopes (Org.)

A dramaturgia é um objeto em permanente mutação. A obra reúne diversos textos que abordam o tema dramaturgia no contexto brasileiro e além desse território, numa abordagem de cruzamento entre o passado e o presente.

Preço especial de lançamento: R$ 30,00



Verdade e linguagem em Nietzsche

Márcio José Silveira e André Luís Mota Itaparica (Org.)

Os autores buscam mostrar, no livro, a diversidade e multiplicidade possíveis que o estudo da relação entre verdade e linguagem na obra de Nietzsche permite. Ao mesmo tempo, debatem a questão da centralidade do problema na obra do filósofo alemão como um todo. Os autores permeiam questões relacionadas à linguagem, gramática, perspectiva retórica, metafísica, vida e outras questões filosóficas.

Preço especial de lançamento: R$ 20,00



ANONYMOUS BRASIL: Poder e resistência na sociedade de controle

Murilo Bansi Machado

O objeto de pesquisa deste trabalho é a rede hacktivista autointitulada Anonymous. Fruto de uma dissertação de mestrado, o livro apresenta e descreve outra forma de participação política, identificada com a chamada “sociedade de controle”, para tratar de uma das expressões de um novo ativismo político: o ativismo hacker. Seu principal objetivo é verificar como os Anonymous se engajam politicamente, tendo em vista a perspectiva segundo a qual o hacktivismo se configura como uma forma de resistência política no contexto das sociedades de controle.

Preço especial de lançamento: R$ 20,00



Consciência, imaginário e punição na Europa Moderna: ensaios em homenagem a Katia M. de Queirós Mattoso

Evergton Sales Souza (Org.)

O livro traz uma análise sobre o conjunto da obra, sobretudo a historiográfica, de Katia de Queirós Mattoso. São expostas algumas pers­pectivas historiográficas nas re­flexões sobre a Europa de fins da Idade Média e início da Idade Moderna, especialmente, acerca de problemas ligados à consciência e questões relativas ao papel do imaginário na história, ou da violência que surge nas sociedades europeias em diferentes contextos.

Preço especial de lançamento: R$ 20,00



Práticas interacionais em rede

José Carlos Ribeiro, Thais Miranda, Ana Terse Soares (Org.)

A obra analisa o crescimento de práticas interacionais estabelecidas e possibilitadas por redes eletrônicas digitais, as experiências vividas, presenciadas cotidianamente através de trocas de mensagens instantâneas em dispositivos móveis de comunicação, de postagens realizadas em sites de redes sociais, de imagens que circulam em ambientes de comunicação digital, dentre outros.

Preço especial de lançamento: R$ 30,00



Uma experiência inovadora no Ensino Superior: Bacharelado Interdisciplinar em Saúde

Maria Thereza Ávila Dantas Coelho e Carmen Fontes Teixeira (Org.)

O livro reúne informações desde o processo de implantação do BI Saúde e de construção do curso, até uma análise do contexto institucional em que surgiu a proposta de criação dos cursos de Bacharelado Interdisciplinar na UFBA. Organizado em três partes e quinze capítulos, a obra traz reflexões que sistematizam experiências pedagógicas realizadas em salas de aula e além delas.

Preço especial de lançamento: R$ 30,00



A Casa das mulheres n’outro terreiro: famílias matriarcais em Salvador

Maria Gabriela Hita

A obra resulta de pesquisas realizadas no bairro Nordeste de Amaralina, entre os anos de 1992 e 2003, em duas extensas redes de parentesco matriarcais chefiadas por duas avós e gira em torno de relações que expressão a díade Mãe-Filhos.  A autora narra minuciosamente a história de duas senhoras afrodescendentes convidando o leitor a acompanhar cada trajetória da vida das personagens reais que integram o livro, mostrando as duras condições estruturais enfrentadas, desde a lenta ascensão socioeconômica dessas famílias que passam por obstáculos de viuvez, desemprego e violência doméstica até a criatividade das estratégias forjadas para enfrentá-las como o amor, a raiva, a luta, e a esperança.

Preço especial de lançamento: R$ 48,00



A cidade poli(multi)nucleada: a reestruturação do espaço urbano em Salvador

Janio Laurentino de Jesus Santos

Este livro tem como objetivo analisar os processos de estruturação e reestruturação urbana e das cidades, com base nos dados e informações sobre Salvador. Nela, procura-se evidenciar uma fase do capitalismo contemporâneo, que é marcada por uma nova complexidade no processo de urbanização e revelada pela análise da contradição entre a produção dos espaços de consumo e o consumo do/no espaço.

Preço especial de lançamento: R$ 30,00



Dicionário etimológico do português arcaico

Américo Venâncio Lopes Machado Filho

O objetivo da obra é levar o leitor a explorar informações de natureza etimológica do português arcaico para que este conheça o significado das palavras que foram modificadas ao longo do tempo. O dicionário é de suma importância para o conhecimento sobre o processo de evolução e o entendimento da nossa língua, padrão que há poucos anos sofreu algumas atualizações.

Preço especial de lançamento: R$ 50,00



Serviço

O que: Lançamento Coletivo Edufba – Abril 2014

Quando: 09 de dezembro, quarta-feira, das 17h

Onde: Teatro Martim Gonçalves da UFBA, (Campus do Canela, Rua Araújo Pinho, n 292- Canela - Salvador, Bahia)

Quanto: entrada gratuita

publicado por o editor às 23:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Março de 2014

Edufba convida para o lançamento do livro Uma experiência inovadora no Ensino Superior: Bacharelado Interdisciplinar em Saúde

 





A Editora da Universidade Federal da Bahia e a comunidade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos convidam para o lançamento do livro Uma experiência inovadora no Ensino Superior: Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, organizado por Maria Thereza Ávila Dantas Coelho e Carmen Fontes Teixeira. O evento acontecerá no dia 19 de março (quarta-feira), das 17h às 18h30, no PAF III (Foyer do Auditório), da Universidade Federal da Bahia, Ondina.



O livro reúne informações desde o processo de implantação do BI Saúde e de construção do curso, até uma análise do contexto institucional em que surgiu a proposta de criação dos cursos de Bacharelado Interdisciplinar na UFBA. Organizado em três partes e quinze capítulos, a obra traz reflexões que sistematizam experiências pedagógicas realizadas em salas de aula e além delas.



Destinado a acadêmicos e pesquisadores, a obra busca contribuir para o conhecimento dos princípios e propostas que caracterizam os cursos de Bacharelado Interdisciplinar, especificamente o BI Saúde.



Serviço:

O que: Lançamento do livro Uma experiência inovadora no Ensino Superior: Bacharelado Interdisciplinar em Saúde

Quando: 19 de março de 2014 (quarta-feira)

Onde: PAF III (Foyer do Auditório), Universidade Federal da Bahia, Ondina. Salvador – Bahia.

Horário: 17h às 18h30

Preço especial de lançamento: R$30,00

 

tags:
publicado por o editor às 20:59
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Janeiro de 2014

POLÍTICA PÚBLICAS E CAPOEIRA - Relançamento de Mestres e capoeiras famosos da Bahia (2ª edição)

 

 

POLÍTICA PÚBLICAS E CAPOEIRA

Os negros escravos, vindos principalmente de Angola, não aceitaram pacificamente o cativeiro, e já nos rituais religiosos praticavam danças de ritmo frenético, ao som de instrumentos de percussão. As danças eram coreografias de gestos rápidos e precisos cheias de saltos e ginga de extraordinária flexibilidade e agilidade. Dali surge a possibilidade de para escaparem de seus feitores, aliar sua destreza de movimentos a golpes de lutas africanas e desenvolvendo assim uma técnica de defesa e ataque surpreendentemente inovadora.Nascia a Capoeira.
Era o século XVII e a luta foi desenvolvida para os escravos enfrentarem as capturas violentas e cruéis dos chamados Capitães de Mato. Os confrontos aconteciam em geral nas capoeiras. E assim vinha a expressão para os escorraçados algozes - Eles nos pegaram na copeira! E capoeira ficou.
Em 1821, a capoeiragem já era severamente reprimida. Sua prática ficou sujeita a castigos corporais e a medidas não menos punitivas. O governo republicana, instaurado em 1889, deu continuidade à política de repressão e associou diretamente a Capoeira à criminalidade, como consta no Decreto 847 de 11 de outubro de 1890 com o título "Dos Vadios e Capoeiras":
Artigo 402: Fazer nas ruas ou praças públicas exercícios de destreza corporal, conhecidos pela denominação de capoeiragem: pena de seis meses a dois anos de reclusão.
§ Único: É considerada circunstância agravante pertencer o capoeira a alguma banda ou malta. Aos chefes, ou cabeças, impor-se-á a pena em dobro.

A Secretaria Nacional de Esporte Educacional, órgão do Ministério do Esporte, trabalha para o reconhecimento da capoeira como esporte genuinamente nacional e já está em curso a elaboração do plano nacional de política pública para a capoeira, no mesmo espírito do projeto-de-lei apresentado na Assembléia Legislativa da Bahia.

 
Nas ações propostas com a parceria entre os ministérios da Cultura, Esporte e Educação trabalha-se para que a capoeira não seja vista apenas como prática desportiva, mas como atividade cultural e artística. Queremos ainda a Capoeira em todas as escolas uma vez que a maioria das escolas que tem a capoeira como prática desportiva é da rede particular. A queremos nas escolas públicas.
Dentro dessa visão é de Fundamental importância -
Criar fundos de incentivos públicos de apoio à capoeira;
Mapear, registrar e documentar as manifestações de capoeira;
Estabelecer instâncias de diálogo entre o Estado e a sociedade civil para a formulação e deliberação de políticas culturais e incentivo à prática da capoeira;
Criar mecanismos que favoreçam a inclusão das culturas populares nos processos educativos formais e informais, como a utilização da capoeira nos programas educacionais, de esporte e lazer;
Criar marcos legais de proteção aos conhecimentos tradicionais e aos direitos coletivos;
Democratizar a distribuição de recursos nas várias regiões do Brasil;
Facilitar o acesso e desburocratizar os instrumentos de financiamento de modo a democratizá-los aos segmentos populares.
 

Antes de mestre Pastinha (que nasceu em 1889) abrir sua escola Mestre Bimba foi o responsável pela criação do método de ensino da Capoeira Regional. A Capoeira ganhava uniformização e método de ensino.
Manoel dos Reis Machado (mestre Bimba) utilizou seus amplos conhecimentos da Capoeira de Angola e do Batuque para criar em 1928 a Capoeira Regional. Nascido em  1900 (23 de novembro, Salvador/Bahia) adquiriu a condição de Mestre graças ao reconhecimento de seu trabalho e pelo respeito da sociedade baiana.
Coincidentemente foi em 1889 que mestre Pastinha nasceu (em 5 de Abril, Salvador/ Bahia). Ele foi o maior nome da Capoeira de Angola. Ele manteve os fundamentos desse tipo de Capoeira e implantou alguns de sua criação. Mesmo com toda a sua importância, morreu na miséria em 13 de novembro de 1981.
No final do século XIX surgem as de capoeiras, grupos que se multiplicaram depois no século passado e no qual se incluíam figurões importantes da política da época. As maltas no Rio ficaram famosas, entre elas as denominadas Cadeira de Senhora (freguesia de Sant'Anna), Guaiamuns (freguesia da Cidade Nova), Luzianos (Praia de Santa Luzia) e Espada (Largo da Lapa). Há registros em jornais e livros da época, relatando a atuação de grupos semelhantes em São Paulo, Recife e Salvador.
Insatisfeito com o preconceito e a marginalização que envolviam a arte-luta brasileira,  Mestre Bimba resolve criar a Capoeira Regional.
A chegada de Getúlio Vargas ao poder, leva a medidas para angariar a simpatia popular e entre elas a liberação de uma série de manifestações populares. O presidente Getúlio convidou Manoel dos Reis Machado, o mestre Bimba, para uma apresentação no Palácio do Governo. Temendo a popularização da arte - luta, Getúlio Vargas permitiu a abertura da primeira academia de capoeira, que teria um cunho folclórico. Após isso a capoeira perderia em parte suas características de luta marginal e vadiagem, visto que para freqüentar a academia de mestre Bimba os indivíduos eram obrigados a ter carteira de trabalho assinada.
A partir de 1972, surgiram as primeiras Federações Estaduais, sob a direção do Departamento Nacional de Luta Brasileira, sendo organizadas várias competições nacionais dentro de uma visão pugilista. Em 23 de outubro de 1992, após reformulação, este Departamento foi transformado na Confederação Brasileira de Capoeira, e foi vinculada ao Comitê Olímpico Brasileiro em 1995. Hoje a Capoeira se encontra em 164 países em todos os continentes. No Brasil, 6 milhões de pessoas praticam a arte, segundo dados da CBC (Confederação Brasileira de Capoeira) e da FIC (Federação Internacional de Capoeira), com sede em Lisboa.
A Capoeira integrou ainda a Confederação Brasileira de Pugilismo, entidade eclética, durante vários anos administrou os esportes de lutas, assim como, Karatê, Judô, Artes Marciais, Luta Livre e Greco-Romana, etc. até que as modalidades foram se organizando e formando suas próprias entidades específicas. Na Assembléia Geral Extraordinária em 8 de maio de 1998, com a reforma dos estatutos e adequação à Lei Pelé, a denominação foi alterada para Confederação Brasileira de Boxe.
PRINCÍPIOS
O conceito de Diversidade Cultural é fator fundamental para a construção contemporânea das Políticas Públicas, especialmente nas áreas da Cultura e das Políticas Sociais. A Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural e os atuais esforços desenvolvidos no âmbito da UNESCO, em torno de uma futura Convenção Internacional sobre a proteção e promoção da Diversidade Cultural evidenciam a centralidade dessas discussões.
Ao longo da história, a exclusão dos segmentos populares das políticas públicas de nosso país, bem como a segregação social e racial, têm sido fatores determinantes na desvalorização de sua produção cultural. Daí a urgência na discussão e construção de uma política nacional envolvendo os interessados - sociedade civil e gestores - a partir de um amplo debate por todo o país, que deve levar em conta os contextos locais de decisão. Garantir as condições de criar, difundir e fruir as expressões das Culturas Populares, bem como o acesso à educação e formação de qualidade que respeite a nossa diversidade cultural são direitos e elementos fundamentais para um projeto de desenvolvimento nacional.
É preciso que se lembre que o artigo 215 da Constituição Federal de 1988, determina que:
"O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais".
E no parágrafo primeiro especifica que:
"O Estado protegerá as manifestações populares, indígenas e afro-brasileiras, e as de outros grupos participantes do processo civilizatório nacional."
Dentre as políticas públicas que devem contemplar a capoeira destacamos -
·           criação de um Centro de Referência no Pelourinho, em Salvador, que servirá não só de acervo de pesquisas, livros, adornos e imagens sobre a Capoeira, mas também de espaço para atividades. A Bahia, assim, deve se afirmar como uma espécie de 'Meca da Capoeira';
·           criação de um programa para escolas de todo o Brasil junto aos ministérios da Educação e do Esporte, que também considere a capoeira como prática cultural e artística, e não apenas como prática desportiva;
·           criação de uma previdência específica para artistas, com atenção especial aos capoeiristas;
·           apoio diplomático aos capoeiristas que hoje vivem no exterior - que podem ser considerados verdadeiros embaixadores da Cultura Brasileira;
·           reconhecimento do notório saber dos mestres;
·           lançamento de editais de fomento para projetos que usem a capoeira como instrumento de cidadania e inclusão social.
RELANÇAMENTO DE UMA OBRA FUNDAMENTAL  - 


Mestres e capoeiras famosos da Bahia (2ª edição)

Autor(a): Pedro Abib
Ano: 2013
Área: Artes cênicas e recreativas
Editora: EDUFBA
Edição: 2ª

Nº de Páginas: 195
Dimensões: 17 x 24 cm
Acabamento: Brochura
Peso: 340 g
Idioma: Português

“Sem a lembrança dos antepassados (serão ancestrais?), a capoeira não tem (en)canto”, afirma Frederico José de Abreu no prefácio da obra, e tal lembrança é a principal característica do livro, que traz, ao longo de seus capítulos, vários nomes de mestres capoeiristas que tiveram importância na história da capoeira baiana, como Besouro, Bimba, Pastinha, Bobó, Ferrerinha de Santo Amaro, entre outros. O livro é resultado das pesquisas realizadas pelo Grupo MEL – Mídia, Memória, Educação e Lazer da Faculdade de Educação da UFBA, do qual o autor é coordenador.

 
LANÇAMENTO


publicado por o editor às 11:43
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Dezembro de 2013

Espaço do Autor Edufba apresenta entrevista com Aldri Anunciação

 

   

Espaço do Autor Edufba apresenta entrevista com Aldri Anunciação
Neste mês de dezembro, o Espaço do Autor orgulhosamente apresenta a entrevista com o vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura Nacional 2013 na categoria Literatura Juvenil, Aldri Anunciação. Namíbia, Não!  ganhou versão para o teatro em 2011 e tornou-se um sucesso de público e crítica. O livro já recebeu o prêmio FAPEX/UFBA de Dramaturgia e o Troféu Braskem de Teatro como melhor texto.
O autor participa do espaço pela 2ª vez para falar da obra que lhe concedeu o mais importante prêmio literário do Brasil. Confira na íntegra clicando aqui.

publicado por o editor às 21:23
link do post | comentar | favorito
Sábado, 30 de Novembro de 2013

Feira de Livros EDUFBA oferece descontos entre 20% e 40%

 



Títulos da EDUFBA e de outras editoras podem ser adquiridos com preços especiais entre os dias 09 e 13 de dezembro

 


          A já tradicional Feira de Livros da Editora da Universidade Federal da Bahia (Edufba) está de volta. De 09 a 13 de dezembro, todas as obras publicadas pela Editora, incluindo lançamentos, podem ser adquiridas com 40% de desconto nas livrarias localizadas no Canela, Ondina e Largo 2 de Julho. Livros de outras editoras também participam da ação, com 20% de desconto.

          Não deixe de conferir nossos títulos e ampliar seu acervo!



Serviço

O quê: Feira de Livros EDUFBA 2013

Quando: de 09 a 13 de dezembro, segunda a sexta-feira, 08h30 às 17h30

Onde: Livrarias EDUFBA: Posto 1 – Campus Canela; Posto 2 – Campus Ondina; Posto 3 – Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO)

Quanto: entrada gratuita



EDUFBA LIVRARIA 1 - Canela

Biblioteca Universitária de Saúde Professor Álvaro Rubim de Pinho

Rua Basílio da Gama, s/n, ao lado da Escola de Enfermagem (Campus Canela, Salvador – Bahia) | Telefone: (71) 3283-7075



EDUFBA LIVRARIA 2 - Ondina

Biblioteca Universitária Reitor Macedo Costa

Rua Barão de Jeremoabo, s/n, próximo ao PAF III (Campus de Ondina, Salvador - Bahia) | Telefone: (71) 3283-6165



EDUFBA LIVRARIA 3 – CEAO

Rua Carlos Gomes, n 42
40060-180 - Salvador-BA
Tel./Fax: (71) 3322-6742
tags:
publicado por o editor às 23:17
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Novembro de 2013

Namíbia, não! Texto teatral em um ato

 

 



Namíbia, não! 

Texto teatral em um ato

de Aldri Anunciação
Ano: 2012
Área: Literatura portuguesa

Edição:

Nº de Páginas: 159
Dimensões: 11 x 18 cm
Acabamento: Brochura
Peso: 220 g
Idioma: Português

Esta obra reúne texto, imagens de apresentações e fotos dos atores da peça Namíbia, não!, que marca a estreia de Aldri Anunciação como dramaturgo. Este texto logo se destaca por ser de ficção futurística, gênero não muito presente nos palcos, atraindo a atenção dos leitores e espectadores. Com bom humor e senso crítico, aborda a segregação racial: dois primos são surpreendidos por uma medida que determina que os cidadãos brasileiros com traços que indiquem ascendência africana devem ser capturados e devolvidos aos seus países de origem.

Aldri Anunciação conquista o Prêmio Jabuti de Literatura 2013, categoria Juvenil, pelo livro Namíbia,não!

Aldri Anunciação, com o seu livro Namibia Não!, é o vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura 2013,categoria Juvenil. O resultado da 55ª Edição do Prêmio Jabuti foi divulgado hoje (17/10) e a cerimônia de entrega será realizada em São Paulo, dia 13 de novembro de 2013.

O Prêmio Jabuti de Literatura, um dos mais tradicionais da literatura no Brasil, contempla 27 categorias que vão de tradução e design gráfico de livros a temáticas específicas. Ao todo, foram avaliadas mais de 2 mil obras publicadas em 2012. No caso de Aldri Anunciação, a indicação (e agora premiação) foi para a categoria Literatura Juvenil, que considera o conteúdo da obra. Os critérios de avaliação na categoria em questão são: 1) construção de personagem e trama 2) ajuste para a idade a que se destina e 3) originalidade da ideia.

O livro foi oficialmente lançado na Bahia em março de 2012, após ganhar o Prêmio Braskem de Teatro 2011 de Melhor Texto. A obra foi adaptada para os palcos e contou com a direção de Lázaro Ramos, em estreia movimentada, em março de 2011, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, na Bahia. Vale lembrar que em dezembro de 2012, através de votação popular, o Portal R7 considerou este o Melhor Texto de Teatro do ano também.

Os melaninas acentuadas estão arrebentando! Desde a primeira lista dos indicados ao Prêmio Jabuti, Namíbia, Não! - o livro - foi simplesmente o mais votado. Para o resultado final todos os pontos foram zerados e os 10 indicados passaram por nova votação, na qual Namíbia, Não! e Aldri Anunciação sairam vencedores.

Em novembro deste ano será publicada a versão em alemão pela editora FischerTheater Verlag, com tradução do renomado pesquisador e brasilianista Henry Thorau (tradutor responsável, do português para o alemão, pelas obras de Nelson Rodrigues)


 LANÇAMENTO

publicado por o editor às 21:37
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Outubro de 2013

Namíbia, não!, obra publicada pela Edufba, vence o Prêmio Jabuti

 


         É com grande satisfação que a Editora da Universidade Federal da Bahia (Edufba) anuncia que o livro Namíbia, não!, autoria de Aldri Anunciação, levou o Prêmio Jabuti na categoria Juvenil. O resultado foi anunciado ontem, quinta-feira, em São Paulo, onde foi realizada uma apuração aberta ao público.
         Publicada em 2012, a obra aborda a segregação racial através de uma história fictícia onde dois primos são surpreendidos por uma medida governamental que determina que os cidadãos brasileiros, com traços que indiquem ascendência africana, devem ser capturados e devolvidos aos seus países de origem. O livro é baseado na peça Namíbia, não!, na qual o autor estreou como dramaturgo, reunindo texto, imagens de apresentações e fotos dos atores.
Os segundo e terceiro lugares ficaram com as obras Os anjos contam histórias (Editora Melhoramentos), de Luiz Antonio Aguiar, e Ouro dentro da cabeça (Autêntica Editora), autoria de Maria Valeria Rezende. Confira todos os ganhadores do 55º Prêmio Jabuti acessando http://www.premiojabuti.com.br/resultado-vencedores-2013.
publicado por o editor às 01:18
link do post | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds