Segunda-feira, 9 de Junho de 2014

Geografia e Ideologias - LANÇAMENTO EDITORA UFMG

 

 

 


Geografia e Ideologias Rogata Soares Del Gaudio;Doralice Barros Pereira (Organizadoras) 
Coleção: Origem 2014. 429 p. Dimensão: 20 x 14 x 2,5 cm Peso: 510 gramas 

Este livro apresenta reflexões de estudiosos  da geografia, história,filosofia e ciência política que tratam de (re)produção material e simbólica do/ no espaço. A diversidade temática caracteriza-se pela popularidade das relações entre a geografia, a política, o Estado e o mercado. Assim, os textos analisam as lutas por territórios e territorialidades, plenas de disputa e interpelações, tornando profícua a discussão. Os entrelaçamentos que permeiam a construção de sujeitos e visões sociais de mundo são igualmente abordados, evidenciando as múltiplas possibilidades de interpretação do fenômeno ideológico.

LANÇAMENTO DA 
 



  



 

publicado por o editor às 00:45
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Maio de 2014

Geografia e Ideologias - LANÇAMENTO EDITORA UFMG

 

Geografia e Ideologias Rogata Soares Del Gaudio;Doralice Barros Pereira (Organizadoras)
Coleção: Origem 2014. 429 p. Dimensão: 20 x 14 x 2,5 cm Peso: 510 gramas

Este livro apresenta reflexões de estudiosos da geografia, história, filosofia e ciência política que tratam de (re)produção material e simbólica do/ no espaço. A diversidade temática caracteriza-se pela popularidade das relações entre a geografia, a política, o Estado e o mercado. Assim, os textos analisam as lutas por territórios e territorialidades, plenas de disputa e interpelações, tornando profícua a discussão. Os entrelaçamentos que permeiam a construção de sujeitos e visões sociais de mundo são igualmente abordados, evidenciando as múltiplas possibilidades de interpretação do fenômeno ideológico.

LANÇAMENTO DA


 

 

publicado por o editor às 05:53
link | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Novembro de 2013

Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial de Marcelo Lopes de Souza

 

 

Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial

de     Marcelo Lopes de Souza


Gênero:     Geografia
Páginas:     320
Formato:     16 x 23 cm

  

Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial, de Marcelo Lopes de Souza, apresenta e discute alguns conceitos importantes sobre o tema, interligando-os entre si à medida que a exposição avança, e sempre com a preocupação de inscrevê-los em uma dinâmica de construção do objeto que distingue, mas não separa o espaço das relações sociais.

A presente obra se pretende uma simples introdução. Entretanto, por incrível que pareça, mesmo conceitos básicos não estão isentos de controvérsias. Muitos, praticamente todos, são objeto de interpretações concorrentes.

O espírito do livro é o de iluminar o espaço recorrendo às relações sociais, e estas recorrendo-se ao espaço, em uma dialética sem fim. Trata-se, por isso, de trabalhar conceitos com a mente voltada para a pesquisa sócio-espacial, e não apenas para a radiografia de formas ou estruturas socioespaciais.

O AUTOR
Marcelo Lopes de Souza é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde coordena o Núcleo de Pesquisas sobre Desenvolvimento Sócio-Espacial (NuPeD), vinculado ao Departamento de Geografia. Foi pesquisador visitante nas universidades de Tübingen (Alemanha) e Londres, além de pesquisador e professor visitante na Universidade Técnica de Berlim. Bacharel e mestre em Geografia (UFRJ) e especialista em Sociologia Urbana (UERJ), doutorou-se em Geografia (tendo como área complementar Ciência Política) na Universidade de Tübingen. Paralelamente às suas atividades de pesquisa e docência, tem assessorado movimentos sociais e prefeituras em temas relacionados com estratégias e instrumentos de transformação das cidades. É autor de dezenas de artigos e capítulos de livros, publicados no Brasil e no exterior, além de sete outros livros. Três de seus quatro últimos livros, O desafio metropolitano (com o qual foi um dos agraciados com o Prêmio Jabuti em 2001, na categoria Ciências Humanas e Educação), Mudar a cidade, ABC do desenvolvimento urbano e A prisão e a ágora foram também publicados pela Bertrand Brasil.


Lançamento





publicado por o editor às 00:40
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Abril de 2013

O lugar do olhar de Paulo Cesar da Costa Gomes

 


   

O lugar do olhar

de Paulo Cesar da Costa Gomes


Gênero:     Geografia
Páginas:     320
Formato:     14 x 21 cm


A verdadeira geografia do olhar

O lugar do olhar, de Paulo Cesar da Costa Gomes, é um convite à interpretação espacial de imagens e do próprio fenômeno da visibilidade e, sobretudo, um estímulo para que o leitor reflita visualmente sobre os lugares, recuperando o sentido da observação. Desse modo, torna visível aquilo que, de outra forma, passaria desapercebido.

A partir de pequenos relatos sobre a evolução da geografia, sobre a história da arte, sobre a arquitetura, sobre o urbanismo ou sobre a vida urbana moderna, o autor conduz o leitor a percorrer e a analisar representações, dispositivos espaciais de visualização que, assim reunidos, permitem a eles, aos poucos, desvendar a trama complexa que condiciona a percepção e contingência, a compreensão do que se apresenta ao olhar.

O lugar do olhar se fundamenta na hipótese de que aquilo que é visto e como é visto depende, em grande parte, de onde está situado olhar de cada um.


lançamentos







publicado por o editor às 02:25
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012

Vidal, Vidais: Textos de geografia humana, regional e política de Guilherme Ribeiro, Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira (Orgs)

  




Vidal, Vidais: Textos de geografia humana, regional e política

de Guilherme Ribeiro, Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira (Orgs)

 


Páginas:     464

Formato:     16 x 23 cm



 Vidal, Vidais: Textos de Geografia Humana, Regional e Política, organizado por Rogério Haesbaert, Sergio Nunes Pereira e Guilherme Ribeiro, analisa as ideias e o legado deixado por Paul Vidal de la Blache. Fundamental na evolução da Geografia em finais do século XIX e início do século XX, tinha fé na ciência e, mais particularmente, na disciplina à qual consagrava todos os seus esforços: a Geografia Humana.

Paul Vidal de la Blache foi um personagem central na conformação acadêmica da Geografia e em seu diálogo com outras Ciências Sociais. Com talento e obstinação, redefiniu os princípios metodológicos e o estilo de pesquisa da disciplina, obtendo reconhecimento imediato em sua geração e nas posteriores. Sua obra atravessou o tempo, provocando exaltações, críticas e reinterpretações, como somente acontece com os grandes autores. A herança encontra-se hoje aberta à inspeção, em benefício de uma melhor apreciação do pensamento geográfico passado e contemporâneo.

Em Vidal, Vidais, os três autores apresentam três partes integradas, em que enfatizam o caráter inovador de Vidal na Geografia Humana e demonstram a força de seu pensamento em dois campos particulares: o da Geografia Regional, com uma rica e múltipla trajetória em termos conceituais, e o da Geografia Política, na qual emerge um intelectual pouco conhecido, envolvido com as questões políticas de seu tempo.

OS AUTORES
Guilherme Ribeiro é professor de Geografia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, com doutorado em Geografia pela Universidade Federal Fluminense e doutorado sanduíche pela Universidade de Paris-Sorbonne.

Rogério Haesbaert é geógrafo, professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense, onde dirige o Núcleo de Estudos sobre Regionalização e Globalização (NUREG). Realizou mestrado em Geografia na UFRJ, doutorado em Geografia Humana na USP (com doutorado-sanduíche no Instituto de Ciências Políticas de Paris) e pós-doutorado no Departamento de Geografia da Open University (Milton Keynes, Inglaterra). Cofundador da revista GEOgraphia, foi professor visitante na Open University, na Université Toulouse-Le Mirail e na Universidad de Buenos Aires.     

Sergio Nunes Pereira é professor de Geografia da Universidade Federal Fluminense, com doutorado em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo e doutorado sanduíche pela Universidade de Barcelona.

UM LANÇAMENTO



 

publicado por o editor às 17:10
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Olhares geográficos: Modos de ver e viver o espaço

 


Olhares geográficos: Modos de ver e viver o espaço
de Iná Elias de Castro; Paulo Cesar da Costa Gomes e Roberto Lobato Corrêa (orgs.)



Páginas: 192
Formato: 14 x 21 cm

O LIVRO

Os textos de Os textos de Olhares geográfico, organizado por Iná Elias de Castro, Paulo César da Costa Gomes e Roberto Lobato Corrêa, propõem-se a debater as diferentes formas assumidas pelo processo de estruturação social que se expressam no espaço.

Além de manifestação da diversidade e da complexidade sociais, o espaço constitui uma dimensão fundadora do “ser no mundo”, mundo este — tanto material quanto simbólico — que se concretiza em formas, conteúdos e movimentos. Falar de espaço significa, portanto, visualizar a materialidade que deriva daquele processo.

Em Olhares geográficos: Modos de ver e viver o espaço, política, cultura e economia são eixos que estabelecem grades de leitura do espaço que permitem revelar as especificidades de cada um deles. Esses parâmetros constituem três dimensões que expressam tanto os processos de estruturação e organização sociais, assim quanto a materialidade que lhes é subjacente. Nenhum deles esgota as possibilidades de descrição e análise geográfica, e todos contribuem para uma melhor compreensão do objeto comum dos trabalhos, que é o espaço da geografia.

Esta coletânea dá continuidade ao compromisso dos organizadores de trazer grandes temas em pauta na geografia contemporânea. Como a ambição intelectual dos autores não é pequena, o percurso escolhido para a coletânea é sinuoso e nos oferece a possibilidade de refletir sobre os espaços da política, da cultura e da economia, bem como sobre suas interações. Nenhum desses eixos, porém, esgota as possibilidades de descrição e análise. Organizado por Iná Elias de Castro, Paulo César da Costa Gomes e Roberto Lobato Corrêa, propõem-se a debater as diferentes formas assumidas pelo processo de estruturação social que se expressam no espaço.




OS AUTORES (organizadores)

Iná Elias de Castro  é professora e pesquisadora do Departamento de Geografia da UFRJ, com Pós-Doutorado pela Universidade de Sourbonne em Paris, sendo também autora do livro O Mito da Necessidade e organizadora de Brasil : Questões Atuais da Reorganização do Território e Geografia, Conceitos e Temas.

Paulo César da Costa Gomes  é professor de Geografia da UFRJ e doutor pela Universidade de Sourbonne em Paris. Bolsista pelo Governo do Canadá nas Universidades de Otawwa e British Columbia. Atualmente ele é vice-coordenador do Curso de Pós-Graduação de Geografia da UFRJ. O livro Geografia e Modernidade é de sua autoria e, Geografia, Conceitos e Temas e Brasil : Questões Atuais da Reorganização do Território foi coordenado por ele.

Roberto Lobato Corrêa  é professor e pesquisador do Departamento de Geografia, da UFRJ, tendo atuado no Conselho Nacional de Geografia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Publicou por esta editora Trajetórias Geográficas e colaborou na organização do livro Brasil: Questões Atuais da Reorganização do Território.


UM LANÇAMENTO

publicado por o editor às 22:31
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Lançamento: Geoprocessamento e meio ambiente

 




Geoprocessamento e meio ambiente
de Jorge Xavier da Silva & Ricardo Tavares Zaidan

Páginas: 324


Geoprocessamento & Meio Ambiente, organizado por Jorge Xavier da Silva e Ricardo Tavares Zaidan, mostra os inúmeros exemplos práticos do uso dessa tecnologia na produção de conhecimento de suporte para a conservação do meio ambiente. Além disso, permite perceber como é importante o domínio deste campo, seja no manejo e riscos ambientais, distribuição espacial de dados sociais, análise geográfica de ocupação e gestão territorial, análise econômica e congêneres.

“Esta leitura não interessa apenas aos iniciados, mas a todos aqueles que compreendem a função, na ciência, da busca pelos significados, dos sinais, em um mundo de notória complexidade.” - Prof. Dr. Eduardo Salomão Condé, Diretor do Instituto de Ciências Humanas/UFJF

ançamento da

publicado por o editor às 15:17
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Abril de 2011

Lançamento - Geomorfologia urbana

 


Geomorfologia urbana
de Antonio José Teixeira Guerra (organizador)


Páginas: 280






PLANEJAMENTO URBANO E GEOMORFOLOGIA
As aglomerações urbanas representam corpos
complexos em processo de expansão espacial
permanente. No Brasil, bem como na maior parte dos
países do Terceiro Mundo, a aceleração descontrolada
deste crescimento tem gerado formas anárquicas de
adaptação da urbanização ao relevo. Ora, o relevo
constitui a expressão física das condições de equilíbrio
reinantes na litosfera, ou seja no substrato de todos os
equipamentos implantados pelo homem. O preço pago
pela inobservância das mínimas regras impostas pela
natureza, tem sido muito caro para as populações e
administrações dos centros urbanos. Além dos
desastres ecológicos de varios tipos, as consequências
estenderam-se muitas vezes a perdas de vidas humanas
e patrimônios privados e/ou coletivos.
As raras lições aprendidas com as desagradáveis
consequências dessas catástrofes, num contexto
recente de conscientização ecológica, permitiram a
emergência progressiva de uma cultura do
planejamento urbano, que inclui maior respeito para
com a geodinâmica da superfície terrestre. É certo,
por outro lado, que esta cultura está sendo construída,
também, com base em normas da legislação ambiental
(licenciamento ambiental para loteamentos e outros
empreendimentos) e/ou exigências para consecução
de financiamentos (Plano Diretor Municipal como
requisito para o acesso a certos tipos de empréstimos) explica llaoua Saadi Prof. Titular Depto Geog. IGC/UFMG
Núcleo de Geomorfologia Aplicada e Gestão Ambiental .



O LIVRO



Geomorfologia Urbana, organizado Antonio José T. Guerra, ressalta as formas como esse tema pode colaborar com as sociedades que vivem em cidades. Segundo os autores, a participação conjunta e integrada de geógrafos, geólogos, engenheiros, arquitetos e outros profissionais será de grande relevância para que esses objetivos sejam alcançados.


um lançamento

publicado por o editor às 15:30
link | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Novembro de 2010

Regional-Global




Regional-Global:
Dilemas da região e da regionalização na geografia contemporânea
de Rogério Haesbaert


Páginas: 208



Regional-Global: Dilemas da Região e da Regionalização na Geografia Contemporânea avalia em torno de que relação de poder a desordem regional está sendo moldada, pois mais importante do que analisar as formas e os níveis dessa articulação é saber em função de que ordem sociopolítica ela é/foi construída.

Os geógrafos têm na regionalização um de seus grandes dilemas. Com a intensificação dos processos globalizadores chegou-se a propagar até mesmo uma “desregionalização” do mundo em função da relativa homogeneização promovida pela mercantilização — econômica e cultural — mundializada. No entanto, o que se viu, ao contrário, foi uma proliferação de movimentos regional-localistas diferenciadores, pelo próprio fato de que a globalização alimenta-se da diferenciação ou então através das lutas de resistência por maior autonomia de determinados espaços de vida.

Em Regional-Global, Haesbaert problematiza a região como “artifício”, vista como simples instrumento analítico proposto pelo pesquisador, a região como “fato”, um dado ou evidência empírica, concreta, e a região como “arte-fato”, um híbrido entre artifício e fato, no jogo (político) entre representação ou “consciência” regional e manifestação concreta na prática dos grupos sociais.

um lançamento





 

publicado por o editor às 13:10
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds