Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2014

Galo, da Trupe Chá de Boldo, lança primeiro álbum solo no SESC Vila Mariana nesta quinta (13/02) às 21h

 

 Cantor da Trupe Chá de Boldo lança primeiro projeto solo com convidados

Há mais de 8 anos cantor e compositor do grupo Trupe Chá de Boldo, de uns tempos para cá Gustavo Galo passou a participar de alguns projetos paralelos. Em 2012 montou, junto com outros  integrantes da Trupe e com a cantora Auzira Espíndola, a Doideca, banda dedicada ao repertório de Itamar Assunção e Luiz Tatit. No ano seguinte gravou uma faixa do álbum “Coitadinha Bem Feito”, produzido por DJ Zé Pedro e Marcus Preto homenageando Ângela Rorô e, ao lado da Trupe, trabalhou com Tom Zé e outros artistas.

Inspirado pelas novas experiências, Gustavo Galo montou um show com suas canções. Ao longo de um ano se apresentou com a banda formada por Zé Pi (guitarras), Meno Del Picchia (baixo), Pedro Gongon (bateria) Peri Pane (cello) e Tomás Oliveira (piano) contando com participações de Gero Camilo e Rodrigo Campos. As músicas foram amadurecendo, outras foram surgindo e ele quis registrar o trabalho.

Com produção de Gustavo Ruiz e Tatá Aeroplano, “ASA” foi pré-produzido no Teatro Rural, Bragança Paulista, e gravado por Otavio Carvalho no estúdio Submarino Fantástico em outubro de 2013.

Dia 13 de fevereiro é o lançamento no SESC Vila Mariana com muitas das participações que estão no disco, como Alzira Espíndola, Lucinha Turnbull, Ava Rocha, Tatá Aeroplano e Juliana Perdigão. Galo será acompanhado por Zé Pi (guitarras), Meno Del Picchia (baixo), Pedro Gongon (bateria) Peri Pane (cello) e Tomás Oliveira (piano e rhodes). Ele mostrará o repertório de “ASA”; “Seresta”, “Moda”, “Nosso Amor é uma Droga”, “Feito Gente” e outras.

Serviço
Show: Gustavo Galo - Lançamento de "ASA" com participações de Alzira Espíndola, Lucinha Turnbull, Ava Rocha, Tatá Aeroplano e Juliana Perdigão
Data: 13 de fevereiro (quinta)
Horário: 21h
Local: Sesc Vila Mariana (Teatro) - Rua Pelotas, 141 - Vila Mariana - São paulo/SP
Informações: 5080-3000 / sescsp.org.br
Ingressos:
R$24 (inteira); R$12 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino com comprovante). R$4,80 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
*Venda online a partir de 3 de fevereiro, segunda, às 16h . Venda na rede INGRESSOSESC, nas bilheterias das unidades, a partir de 5 de fevereiro, quarta, às 17h30
Bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo e feriado, das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).  Aceita-se todos os cartões
Estacionamento: R$3 a primeira hora + R$ 1 a hora adicional (matriculados no Sesc). R$6 a primeira hora + R$2 a hora adicional (não matriculados). 200 vagas
Capacidade: 611 lugares
Censura: Não recomendado para menores de 12 anos

 

publicado por o editor às 17:09
link | comentar | favorito

Otto canta Martinho da Vila dias 14, 15 e 16 de fevereiro no Sesc Vila Mariana

 





Comemorando os 40 anos do álbum Canta Canta, Minha Gente (1974), de Martinho da Vila, Otto preparou uma bonita homenagem. O cantor pernambucano fará três shows no Sesc Vila Mariana, dias 14, 15 e 16 de fevereiro, interpretando o repertório desse clássico da música nacional e da carreira do sambista. A direção musical da apresentação é do Pupillo (Nação Zumbi).



No repertório estão as 12 faixas desse álbum, entre elas os sucessos Canta Canta, Minha Gente, Disritmia e Malandrinha. Para cada música, Otto preparou uma versão especialíssima, que será apresentada junto com a banda formada por Pupillo (bateria), Regis Damasceno (baixo e violão), Rodrigo Campos (cavaquinho), Thiago França (flauta), Marcos Axé (percussão) e Malê (percussão).



Otto – Canta Canta, Minha Gente
Dias 14, 15 e 16 de fevereiro, sexta e sábado, às 21h e domingo, às 18h

Teatro – 611 lugares
Venda online pelo portal Sesc SP e pela rede INGRESSOSESC, nas bilheterias das unidades.

Não recomendado para menores de 12 anos

R$ 32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino com comprovante). R$ 6,40 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).



Bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo e feriado, das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).  Aceita-se todos os cartões.



Horário de funcionamento da unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.



Estacionamento: R$ 3 a primeira hora + R$ 1 a hora adicional (matriculados no Sesc). R$ 6 a primeira hora + R$ 2 a hora adicional (não matriculados). 200 vagas.



Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas, 141

Informações: 5080-3000

sescsp.org.br

Siga-nos: /sescvilamariana

 

publicado por o editor às 16:58
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Gustavo Galo, da Trupe Chá de Boldo, lança primeiro álbum solo

 

 

O single “Moda” já está no ar e o show de lançamento será dia 13 de fevereiro no SESC Vila Mariana

Jovem cantor e compositor paulistano, Gustavo Galo lança, neste início de 2014, seu primeiro disco solo, "ASA", produzido por Gustavo Ruiz e Tatá Aeroplano. Após oito anos de estrada e dois discos com a Trupe Chá de Boldo, na qual é cantor e principal compositor, Galo percorre agora novos caminhos em um trabalho mais intimista, com formação instrumental mais enxuta, sonoridade minimalista, mais roqueira que a Trupe.


“Moda”, que está disponível na internet (https://soundcloud.com/gustavogalo), é o primeiro single. É ele mesmo quem conta como surgiu a ideia: “Fiz ‘Moda’ depois de, por acaso, encontrar um amigo de infância. Foi logo que a Trupe Chá de Boldo lançou o clipe de ‘Na Garrafa’ e conseguimos chegar em primeiro lugar naquele ranking da MTV dos vídeos mais pedidos pela audiência. Ficamos em primeiro e o Justin Bieber em segundo. Foi engraçado. Enfim, eu não via esse amigo desde um longo tempo. Ele virou pra mim e disse: "Pô, você tá famoso!". Eu fiquei meio assustado. Perguntei: "famoso?". Expliquei que eu estava duro, morando de aluguel com mais 4 na Lapa e que na verdade eu não tinha fama alguma. Ele se corrigiu e concluiu: ‘Tudo bem. Não é fama. É que você tá na moda’. Essa frase ficou na minha cabeça. Fiquei pensando na moda de viola e na moda da Oscar Freire. E fiz minha moda ‘sem renda’ e com muito prazer.”-.


O show de lançamento de "ASA" será dia 13 de fevereiro no SESC Vila Mariana.

 

publicado por o editor às 19:45
link | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Novembro de 2013

Rapper congolês Baloji e Bixiga 70 apresentam suas músicas no Sesc Vila Mariana

 



Músicos tem encontro marcado com o público paulistano nos dias 20 e 21 de novembro



Pode-se dizer que esses dois shows têm muito em comum. O fato desses artistas evocarem os sons do soul e do afrobeat é o ponto de partida para um encontro que promete balançar o público presente e mostrar que a música não tem fronteiras. O rapper congolês Baloji está sempre criando e absorvendo influências culturais de várias partes do mundo, mas os ritmos africanos são o carro chefe de uma mistura quase inclassificável de diversos gêneros internacionais. O Bixiga 70, por sua vez, lançou recentemente o seu segundo álbum, uma espécie de “caldeirão de ritmos”, onde o groove ficou mais pesado; guitarras e teclados agora estão na linha de frente junto com os metais; bateria, baixo, e percussões impulsionam os arranjos sem massagem; a ira se espalha pelos timbres, pelas linhas melódicas, pelos riffs. Terreiro, Jamaica, dinâmicas jazzísticas, Pará, Etiópia e um clima de “blaxploitation à brasileira” se misturam com equilíbrio. A influência do afrobeat agora se dilui num mar de referências e o som alcançado identifica a banda como uma impressão digital. A África, afinal é um mundo inteiro. Por isso, o Sesc Vila Mariana convida Baloji para se unir ao Bixiga 70, nos dias 20 e 21 de novembro, em duas noites memoráveis no teatro.



Baloji, palavra que poderia ser traduzida do Swahili como “feiticeiro, nasceu na República Democrática do Congo, em 1978. Mudou-se para a Bélgica aos 4 anos. Na Europa, descobriu o hip hop e foi desenvolvendo uma paixão pelo grafiti, o rap e a dança. Cresceu renegando a música de sua terra natal, absorvendo diversas influências, como jazz, rap, funk, bossa nova e rock and roll. Ao longo de sua trajetória acabou se curvando aos ritmos africanos, e hoje faz uma mistura de estilos utilizando o rap, o soul e a rumba de seu país de origem.



 A banda Bixiga 70 formou-se a partir da união de vários músicos já conhecidos da cena paulistana a partir de trabalhos desenvolvidos no estúdio Traquitana, localizado no coração boêmio do centro de São Paulo. Vindos das mais variadas frentes musicais, juntaram-se membros que acompanham diversos grupos e artistas como Rockers Control, Kika, Projeto Coisa Fina, Dudu Tsuda, ProjetoNave, Pipo Pegoraro, Anelis Assumpção, Emicida, Rodrigo Campos, Alzira E, entre outros, para explorar o território de fusão da música instrumental africana, latina e brasileira em composições próprias e versões de artistas brasileiros como Luiz Gonzaga, Pedro Santos e Os Tincoãs.

O nome Bixiga70 está ligado ao endereço do estúdio onde o conjunto nasceu: o número 70 da rua Treze de Maio. Considerado por muitos como o berço do samba paulistano, o bairro do Bixiga também hospeda e alimenta a imaginação desses dez músicos que buscam estreitar os laços entre o passado e o futuro através de uma leitura da música cosmopolita de países como Gana e Nigéria, dos tambores dos terreiros, da música malinké, da psicodelia, do dub e de uma atitude despretensiosa e sem limites para o improviso e a dança.

Em julho de 2013, a banda viajou à Europa em nova turnê. Suécia, Dinamarca, Alemanha, Holanda e França foram os países escolhidos na nova temporada pelo continente. Destaque para as apresentações no renomado “Roskilde Festival “(Roskilde, Dinamarca) e no “Aux Heures d'Eté”(Nantes, França).

De volta ao Brasil,  o Bixiga 70 lança o seu segundo trabalho, em setembro de 2013. Com produção e arranjos de autoria da banda, o disco reflete o aprofundamento do conjunto em suas influências, ao mesmo tempo em que aponta novos caminhos e sonoridade. Sem título, como o primeiro, é obra totalmente independente e conta novamente com a mixagem de Victor Rice e a arte de MZK.


Baloji + Bixiga 70
Dias 20 e 21 de novembro, quarta, às 18h e quinta, às 21h
Teatro – 611 lugares
Venda pelo sistema INGRESSOSESC e online
Não recomendado para menores de 12 anos
R$ 32 (inteira); R$ 16,00 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino com comprovante). R$ 6,40 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Bilheteria: Terça a sexta-feira das 9h às 21h30, sábado das 10h às 21h30, domingo e feriado das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).  Aceita-se todos os cartões.

Horário de funcionamento da unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábados, das 9h às 20h30; e domingos e feriados, das 9h às 18h30.


Estacionamento: R$ 3 a primeira hora + R$ 1 a hora adicional (matriculados no Sesc). R$ 6 a primeira hora + R$ 2 a hora adicional (não matriculados). 200 vagas.

Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas, 141
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br
Siga-nos: /sescvilamariana
publicado por o editor às 19:01
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

EXPOSIÇÃO NO SESC VILA MARIANA APRESENTA A IMPORTÂNCIA DO DESENHO NAS ARTES PLÁSTICAS

 


Mostra reúne obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira e criações de artistas contemporâneos especialmente desenvolvidas para a exposição
O Sesc Vila Mariana apresenta a exposição Linhas de fuga: o desenho e suas transições do plano ao espaço, que articula obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira com trabalhos desenvolvidos por artistas contemporâneos cujas obras não compõem a coleção. Estarão na mostra trabalhos de Flávio de Carvalho, Clóvis Graciano, Pietro Maria Bardi, Marcelo Grassmann, Mariana Quito, Marcelo Salum, Gisela Motta e Leandro Lima, Renata Basile, Paulo Climachauska, Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Geraldo de Barros, Martha Lacerda e Anna Maria Prince Comodo. De fora do acervo, envolve instalações de Tamara Andrade, Adriana Aranha e Fabiano Gomper, desenvolvidas especialmente para a exposição.
A mostra traz como linha principal o desenho, considerado pela equipe de programação do Sesc Vila Mariana, responsável pela curadoria da mostra, uma das linguagens que formam a base das artes plásticas. A escolha dos trabalhos busca explorar as transições e os diferentes suportes da criação gráfica, passando pelas técnicas do desenho sobre papel, pelos diferentes processos da gravura (litografia, gravura em metal e serigrafia), por intervenções gráficas sobre paredes, chegando à projeção arquitetônica e à volumetria criada a partir da combinação de linhas no espaço. Desdobrando e reinventando o princípio elementar da elaboração gráfica - ou seja, a linha traçada sobre uma superfície bidimensional - o desenho pode assumir uma ampla série de vocações no campo da criação artística, afirmando-se como representação figurativa, imagem abstrata, esboço, registro do gesto, composição geométrica, projeto arquitetônico, operação conceitual, trama e volume, intervenção em superfícies ou mesmo instalações espaciais.

Linhas de Fuga – o desenho e suas transições do plano ao espaço
Sesc Vila Mariana
Abertura
3 de outubro de 2013 (quinta-feira), às 20h

Período de Visitação
4 de outubro (sexta-feira) até 8 de dezembro (domingo) de 2013
terça a sexta, 10h às 21h30; sábados, 10h às 20h30 e domingos e feriados, 10h às 18h30

Local: Hall de Exposições, térreo, Torre A

Entrada gratuita
Classificação – Livre

Horário de funcionamento da unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábados, das 9h às 20h30; e domingos e feriados, das 9h às 18h30.

Estacionamento: R$ 3 a primeira hora + R$ 1 a hora adicional (matriculados no Sesc). R$ 6 a primeira hora + R$ 2 a hora adicional (não matriculados). 200 vagas.

Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141
publicado por o editor às 02:47
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Setembro de 2013

Lucas Santtana, Anelis Assumpção, Bi Ribeiro, Céu e Jorge Du Peixe celebram os 40 anos do Dub

 


Música de qualidade é a referência para o espetáculo que acontece no Sesc Vila Mariana dias 10 e 11 de setembro
Nos dias 10 (terça) e 11 (quarta) de setembro, às 21, o Sesc Vila Mariana recebe o projeto “Dub 40 anos”. Idealizado pelo cantor e compositor Lucas Santtana, os shows contam com a participação de Anelis Assumpção, Bi Ribeiro, Céu e Jorge do Peixe, nomes consagrados no cenário musical e que carregam a influência do Dub em suas composições.
O ano de 2013 marca os 40 anos do aparecimento do Dub, na cultura musical mundial. A importância dada aos sons do baixo  e da bateria nas mixagens, assim como a utilização dos efeitos sonoros (reverbs/delays e mutes), contaminaram a produção da música pop ao redor do mundo. No Brasil, Chico Science & Nação Zumbi, Paralamas do Sucesso, O Rappa e artistas como Lucas Santtana, Céu e Anelis Assumpção, entre muitos outros, foram profundamente influenciados pelos sons vindos da Jamaica.
No palco, Anelis Assumpção, Bi Ribeiro, Céu, Jorge Du Peixe e Lucas Santtana cantam suas composições e clássicos do estilo. “Cangote”(Céu), “Infeste”(Nação Zumbi), “Neverland”(Anelis Assumpção/ Beto Villares), “O Homem” (Herbert Vianna/ Bi Ribeiro),  “Blackboard Jungle Dub” ( Lee Perry/ King Tubby) e “Fite Dem Back”( Linton Kwesi  Johnson), são algumas das canções em destaque nos shows.
INFORMAÇÕES:
Sesc Vila Mariana
Datas: 10 e 11 de setembro
Horário: 21h
Endereço: Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – SP
Informações: 11 5080 3000
Ingressos:
R$ 6,40 (comerciário)
R$ 16    (meia entrada)
R$ 32    (inteira)
publicado por o editor às 23:28
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Lançamento do CD Vésper na lida

 

Formado por Mônica Thiele, Juçara Marçal, Nenê, Mazé e Ilka Cintra, com participações especiais de Rodrigo Campos, Renatta Mattar e Sandra Ximenez (Axial), o grupo lança o CD Vésper na lida, (Selo Por do Som) que traz as canções de trabalho como tema.
No repertório há composições de Lenine, Gilberto Gil, Itamar Assumpção e Manézinho Araujo, entre outros.
Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 1/2, às 14h. Teatro.
Sesc Vila Mariana
Dia 15/02
Sexta às 21h
R$ 24,00 [inteira]
R$ 12,00 [usuário matriculado no Sesc e dependentes, aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública]
R$ 6,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes]
publicado por o editor às 18:13
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012

Saracotia lança disco no SESC Vila Mariana

 

 


Grupo mostra repertório do álbum "Saracotia" no dia 05 de novembro

No próximo dia 05 (quarta), às 20h30, no SESC Vila Mariana, o trio instrumental Saracotia apresenta as músicas do seu primeiro álbum, o homônimo “Saracotia”. Após excursionar pelas cidades  nordestinas e pelo sul do país, o trio pernambucano agracia o público paulista com um repertório movido a poesias sonoras e ritmos variados.
Em “Saracotia”, o grupo passeia pelo universo do choro e do jazz, transita pelos caminhos do samba e do frevo, além de investirem em novas roupagens ao baião e à valsa. Em seus concertos, o Saracotia busca levar ao público presente uma música de interpretação livre por meio de uma formação original que aponta para as mais diversas possibilidades de combinações sonoras. A energia e a leveza das canções se tornam evidentes em suas histórias, contadas à beira do palco.

Formado por Rodrigo Samico (violão de sete cordas), Rafael Marques ( bandolim de dez cordas) e Márcio Silva (bateria), o trio apresenta as faixas do seu primeiro disco. Destaque para “Voo da Mosca”, “Peixe Estranho” e “Chão Rachado”, um baião inspirado no sertão nordestino.

Serviço:

Data: 05 de novembro
Horário: 20h30
Local: SESC Vila Mariana
Endereço: Rua Pelotas, 141
Classificação: 12 anos
Ingressos: R$ 12 (inteira)
              R$ 6 (usuários matriculados no SESC e dependentes, aposentado e maior de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública, com comprovante)
               R$ 3 ( trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC  e dependentes)
Duração:90 min
Capacidade: 170 pessoas
Informações:http://www.sescsp.org.br/sesc/programa_new/mostra_detalhe.cfm?programacao_id=234978
Telefone: 11 5080 3030
SOBRE O SARACOTIA:

O grupo Saracotia foi formado em setembro de 2008 pelos músicos Rafael Marques (bandolim de 10 cordas), Rodrigo Samico (violão de 7 cordas), e Marcio Silva (bateria). A união teve início poucos meses antes, em novembro de 2007, quando os três artistas se juntaram pela primeira vez para acompanhar a cantora italiana Cristina Benvenutti.

A confluência e a harmonia entre eles ficou tão evidente que resolveram concretizar a idéia de montar um trio instrumental para tocar uma música livre de formas e com sotaque genuinamente brasileiro. A diversidade e o improviso são marcas registradas do Saracotia. O repertório do grupo é pautado pela apresentação de diversos gêneros musicais, em composições próprias e releituras, amalgamados pela improvisação jazzística.

Irreverentes, inventivos e inquietos, os três jovens músicos (todos nascidos em 1983) passeiam pelo universo do choro e do jazz, transitam pelos caminhos do samba e do frevo, dão nova roupagem ao baião e à valsa. As influências artísticas abrangem Jacob do Bandolim, Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal, Hamilton de Holanda, Maestro Duda, Charlie Parker, dentre outros.

Em seus concertos, o Saracotia busca levar ao público a música de interpretação livre através de poesias sonoras que traduzam sensações e estados emocionais. A estética utilizada pelo grupo faz da natureza inesperada de sua formação um grande aspecto inovador. A junção do violão de sete cordas, do bandolim de dez cordas e da bateria proporciona uma fluidez contrapontística diferenciada apontando para as mais diversas possibilidades interpretativas. A energia e a leveza das músicas se tornam evidentes em suas motivações e histórias, contadas à beira do palco e vivenciadas pelos ouvintes. Grupo e platéia se fundem num núcleo coeso compartilhando sentimentos transpostos em notas, acordes e ritmos.Os três integrantes do Saracotia possuem formação acadêmica de Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e vasta experiência profissional. Rafael, em sua trajetória, tem encabeçado alguns grupos: Vê se gostas, Saracotia, O Quadro, Mesa de Samba Autoral. Já Rodrigo, atuando também como arranjador e produtor, tem dado a sua contribuição nos trabalhos solos de artistas como: Alessandra Leão, Mônica Feijó, Herbert Lucena, Geraldo Maia, Isaar. Além disso, Rafael e Samico também compõem um dos mais criativos grupos de choro do cenário pernambucano: o Arabiando. Por fim, o professor Márcio Silva integra o trio do jovem prodígio Vítor Araújo e a banda Zé Cafofinho e Suas Correntes. Mais ainda: está diretamente envolvido com vários projetos de musica vocal e instrumental, tocando com músicos como Alípio C. Neto, Maestro Cussy de Almeida, Bráulio de Castro.

Nessa mistura de perspectivas, o Grupo Saracotia vai se consolidando como um sopro de inventividade na tradição musical nordestina. Com os pés fincados na cultura popular pernambucana e com os olhos voltados para o mundo, o trio moderniza a tradição sem torná-la estereotipada. Usando a técnica como fio condutor de emoções compartilhadas, o grupo alça vôo livremente pelas formas que experimentam. E justamente pela liberdade que fomentam que sua música atinge dimensões tão fascinantes.

 

publicado por o editor às 17:04
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2012

Otto lança “The Moon 1111” dias 21 e 22 de novembro no SESC Vila Mariana

 

 


 
Conhecido pela inquietude musical, Otto gravou um álbum inspirado em Guy Montag, personagem de "Farenheit 451" (1966), filme de François Truffaut. “The Moon 1111”, que chega às lojas nesta semana pela gravadora Deck, traz 11 faixas com acento psicodélico e sabor pop.

Otto já está na estrada. Ele se apresenta dias 21 e 22 de novembro no SESC Vila Mariana e vai mostrar novas composições como “Selvagens Olhos, Nego!” (feita há quase 10 anos em homenagem ao rapper Sabotage), "The Moon 1111", "Miss Apple e Zé Pilantra" e "Ela Falava” (está disponível para download gratuito no site http://www.naturamusical.com.br), entre outras. Sucessos como “Crua”, “Seis Minutos”, “Janaina” e “Dias de Janeiro” também estarão no set list.

Otto será acompanhado por sua Jambroband; Fernando Catatau (guitarra), Junio Boca (guitarra), Rian Bezerra (baixo), Carranca (bateria), Toca Ogan (percussão), Marcos Axé (percussão) e Male (percussão).

Nesse show especialmente, em 4 músicas, Otto conta com o auxilio luxuoso de um trio de cordas: 2 violinos e 1 violoncelo.

“The Moon 1111” tem o patrocínio do Programa Natura Musical, selecionado no Edital Nacional 2011.

Serviço
Show: Otto - The Moon 1111
Local: SESC Vila Mariana
Data: 21 e 22 de novembro (quarta e quinta)
Endereço: Rua Pelotas, 141 - Vila Mariana - SP
Horário: 21h
Preço: R$32

 

publicado por o editor às 20:08
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Março de 2012

Show Lançamento de CD Rafael Schimidt

 

Show Lançamento de CD Rafael Schimidt

O músico Rafael Schimidt, vai lançar seu terceiro álbum "Outras Histórias" no

SESC Vila Mariana

dia 12 de Abril

ao lado de duas feras do circuito de música popular instrumental - Swami Jr e Zé Barbeiro.

publicado por o editor às 16:32
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub