Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Mi Xing


Mi Xing
de Henrique Szklo


Páginas: 192

Respostas muito mal-educadas para todas as perguntas que você fizer sobre sua miserável vida!


(Doutor Carneiro) Este espírito de porco Já morreu faz um tempão. Hoje ele escreve muitos livros Cheios de insulto e palavrão. É um tremendo salafrário, Dalai lama ao contrário, Mestre da autodestruição.

UM LANÇAMENTO
Opera Bufa e








publicado por o editor às 10:47
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Vitrola psicanalítica. Canções que tocam na análise.


Vitrola Psicanalítica
de Leonardo Luiz.




Leonardo Luiz nos convida a explorar o tema e nos mostra que, quando analista e analisando compartilham da dimensão do prazer musical, o campo das significação se torna musical e se transforma naquilo que Leonardo denomina de “vitrola analítica”, re-escutando melodia e canções, evocando e realocando antigos sentidos guardados alhures. Em especial, Leonardo enfatiza o fenômeno da canção. Todos já nascemos musicados, marcados por uma genética musical da espécie, mas é preciso ocorrer o encontro dos primeiros sons com as primeiras visões, cheiros, sabores e sensações de dor e prazer para que se crie um campo sonoro pessoal, experiencial e anterior ao discurso. Um mundo arcaico, atravessado pelos sons e, especialmente, pelas melodias que nos marcam. Neles se condensam os sentidos e se produz uma expriência sonora íntima que, mais tarde, ao se amalgamar à palavra compreendida, conferirá à palavra cantada, à canção, o poder de transitar através das camadas de memória e de evocar e desvelar vivências que o discurso não alcança.

Além de trazer reflexões sobre a natureza de nossas relações com as várias facetas do fenômeno musical (timbres, ritmos e melodias) e de discutir os processos associativos e o papel do “terceiro analítico” - que dá sentido à experiência psicanalítica -, Leonardo nos apresenta vinhetas clínicas. Com elas busca ilustrar como, pela música e especialmente pelas recordações evocadas por canções que marcam nossa história, é possível infiltrar-se pelos meandros das sensações indizíveis, dos nascedouros onde as memórias arcaicas se manifestam, desvelando desejos e propiciando insights, ressignificando idéias ou simplesmente expondo afetos, aproximando o sujeito de sua própria verdade.

UM LANÇAMENTO





 

publicado por o editor às 13:25
link | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Minutos de estupidez


Minutos de estupidez
de Henrique Szklo


 

"Neste seu segundo livro, MINUTOS DE ESTUPIDEZ, o espírito de porco agridoce Doutor Carneiro explora todas as possibilidades da infelicidade em 280 frases para acabar com o dia de qualquer um. Um livro para quem não agüenta mais ser feliz e quer enxergar a vida com outros olhos. Olhos de peixe morto, no caso.

MINUTOS DE ESTUPIDEZ é um excelente companheiro para se consultar em todos os momentos de seu dia: no trabalho, na escola, no bar, no supermercado, na cela de uma delegacia, no prostíbulo ou simplesmente deixá-lo mofando na cabeceira, junto com todos aqueles outros livros que você precisa ler (sic).

Primeiro trabalho da parceria entre a Via Lettera Editora e a Ópera Bufa, este livro pode não proporcionar horas e horas de prazer e diversão. Mas certamente alguns minutos estão garantidos."
Quer uma amostra grátis do livro? Visite a página: http://operabufa.uol.com.br/imagens/minutos_amostra.pdf

UM LANÇAMENTO






publicado por o editor às 13:08
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Front 19 - Sonho de Frontbraza

Front 19 - Sonho
de Frontbraza


Formato: 16x23 cm
Páginas: 112

A cada edição um novo tema é abordado por autores de correntes e até gerações distintas. Desta vez, nossos colaboradores visitaram o mundo do sonhos e tentaram desvendar este vasto território no qual passamos cerca de um terço de nossas vidas – isso sem contar as incontáveis horas que gastamos sonhando acordado. Viaje conosco por um mundo onírico e doce, mas muitas vezes amargamente real, repleto de seres fantásticos, pesadelos aterrorizantes e visões grandiosas que refletem nossos mais profundos medos e ambições.

Os autores participam de um e-grupo por meio do qual mantêm constate contato, trocam idéias, roteiros, desenhos e montam parcerias. Artistas de todo o Brasil, do Ceará ao Rio Grande do Sul, de Cuiabá ao Rio de Janeiro, além de gente de outros países, já participaram da antologia.

Colaboradores desta edição: Aloísio Castro; André Freitas; André Leal; Bira Dantas; Daniel Esteves; Deisi Bussmann; Fernando Real; Gilmar Fraga; Hugo Araújo; iuricasaes; João Pinheiro; Júlio Brilha; Leandro Dóro; Leandro Moraes; Leandro Santana; Lícida Vidal; Marcelo Garcia; Mário Cau; Mário César; Orlandeli; Paulo Barbosa; Reginaldo Minas; Sidnei Akiyoshi; Tiago Moraes; Túlio Carapiá; Will; Xalberto.
Veja também:
-Front 7 - Muy Viejo to Comix -Front 8 - Solo la Verdad es Sexy -Front 9 - A Maré -Front 10 - Yo no creo en los otros, pero que los hay, los eye -Front 11 - Violência -Front 12 - Trabalho -Front 13 - Feminino -Front 14 - História de Infância -Front 15 - ...Tudo Em Volta Sente Medo -Front 16 - Morte -Front 17 - Invisibilidade -Front 18 - Ódio -FRONT Especial 1 Centenário da Imigração Japonesa

UM LANÇAMENTO






publicado por o editor às 13:02
link | comentar | favorito
Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Jaguara - Guerreira e Soberana


Jaguara - Guerreira e Soberana
de Altemar Domingos


Páginas: 128
 

No imenso Amazonas existe um lugar lendário, conhecido apenas por pouquíssimos índios chamado Jaguaretama (Vale da Onça), uma terra desconhecida e misteriosa, onde existem ferozes tribos indígenas e criaturas sobrenaturais, onde em cada sombra, vorazes predadores sempre estão à espreita. Nele reina alguém que é conhecida em tons de lenda viva. Seu nome é Jaguara. Após a morte de seu pai Aguaratã, Jaguara assumiu seu lugar liderando os Krenakores (Índios Gigantes) para resgatar a honra de sua tribo depois de um grande massacre que sofreram pelos inimigos Caetés. Para isso, ela foi agraciada por Nhanderubussu (Deus Indígena), com a milenar Lança de Tupã, para não só reinar absoluta em todo Jaguaretama como também para lutar contra as forças de Jurupari (Diabo Indígena), que pretende dominar o Jaguaretama e destruir a poderosa Lança, que é a única arma capaz de subjugá-lo. Para isso ele tem que libertar seus demônios (Personagens do Folclore) que estão aprisionados em Mundé-poxy (prisão maldita). Uma vez livres, a maléfica horda será liderada pelo Diabo Saci, o mais cruel e poderoso de todos. Criaturas como o Lobisomen, Mula-sem-cabeça, Yara, Kurupira, Cobra-Norato estarão no encalço da bela guerreira em batalhas inesperadas e assustadoras. Jaguara fará de tudo para liderar seu povo, reinando com justiça, sabedoria e coragem. Além de lutar contra Jurupari e seus demônios, terá ainda que proteger a pureza de sua terra da ganância de homem branco.

UM LANÇAMENTO




publicado por o editor às 12:35
link | comentar | favorito

Traços Ideogramáticos na Linguagem dos Animês


Traços Ideogramáticos na
Linguagem dos Animês

de Patrícia Borges


160 Páginas • 1 a Edição

"Patrícia Borges nos mostra como a linguagem dos mangás e animês, principalmente na obra de Osamu Tezuka, está repleta das idéias de Sergei Eisenstein, que no cinema utilizava imagens fragmentadas para compor um único momento na ação. E é exatamente esta complexidade da imagem que faz com que os ani- mês e mangás sejam tão característicos e diferentes da produção ocidental. Se, por sua vez, Eisenstein se utilizou dos ideogramas para compor a teoria da imagem, Tezuka utilizou-se fartamente dos recursos cinematográficos para enfatizar cada detalhe da ação de suas histórias. Edgar Morin já nos ensinou que “imagens complexas exigem pensa- mentos complexos” e Patrícia Borges neste livro leva o leitor a reconhecer a complexidade cognoscitiva de nossa percepção visual num texto fluido e abrangente, deixando claro que “ler”imagens de um mangá ou animê não é para qualquer um. Só para mentes com subjetividade e emoção." Sonia M. Bibe Luyten

A AUTORA
Patrícia M. Borges é doutora pelo
Programa de Pós-Graduação em
Comunicação e Semiótica e pes-
quisadora do Centro de Estudos
Orientais da PUC-SP. Também é
pesquisadora cadastrada no CNPQ
do Observatório de Histórias em
Quadrinhos da ECA/USP e profes-
sora do curso de Artes Visuais da
Faculdade Taboão da Serra onde
ministra as disciplinas Fundamen-
tos da Comunicação Estética, Có-
digos Visuais e Teoria e Crítica da
Arte Brasileira. Atua como artista
multimídia e professora de lingua-
gens audiovisuais desde 2000. Há
mais de quatorze anos vêem se
dedicando ao estudo dos animês
(desenhos animados japoneses)
sob múltiplas abordagens.


UM LANÇAMENTO




publicado por o editor às 12:33
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

PÉS DE PATO

Pés de Pato
de Gilbert Hernandez


Formato: 21x28 cm
Páginas: 144
 

No ano de 1981, os irmãos Hernandez, influenciados pela explosão do punk rock do final da década de 70, publicaram de forma independente a primeira edição de Love and Rockets e ampliaram os horizontes dos quadrinhos ao refletir suas experiências pessoais em histórias marcantes e surpreendentes. A partir de 1982, a série passou a ser publicada pela editora norte-americana Fantagraphics e se tornou um verdadeiro marco dos chamados quadrinhos alternativos alcançando tanto reconhecimento de público quanto de crítica.

Os personagens vibrantes e eventos algumas vezes fantasiosos de Love and Rockets são constantemente comparados com o realismo fantástico de escritores como Gabriel García Márquez. Neste segundo volume, estão compiladas diversas histórias de Gilbert Hernandez como a sobrenatural Pés de Pato e a pungente Mordidas de amor, todas situadas em um fictício vilarejo da América Latina chamado Palomar e parte de uma série também conhecida como Sopa de Gran Peña.


UM LANÇAMENTO


 

publicado por o editor às 12:45
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Histórias para ex-crianças



Histórias para ex-crianças
de Fernand Alphen


Páginas: 336
 

Você cresceu ouvindo histórias. Mas depois que cresceu que histórias você ouve?

Contos de fadas para adultos seria cair na armadilha da simplificação. Mesmo porque mais do que simples alegoria, Fernand cria genuínos mitos cotidianos. Talvez toda magia das histórias de infância esteja no fato de aliar com maestria a forma e o conteúdo. A magia está presente não só como assunto mas também na maneira de escrever. Fernand maneja palavras com sugestão onírica e transmuta inocência em sabedoria. Estes 137 contos convidam a crescer ...

UM LANÇAMENTO

publicado por o editor às 13:56
link | comentar | favorito

Estúpidas, estúpidas Caudas-de-Ratazanas

 

Bone Especial # 1
de Jeff Smith


Páginas: 112
 

Bone é o típico personagem que você ama ou odeia, assim como os traços do seu quadrinho. Na minha opinião ele é totalmente Pogo, outro "cult" , mas dos setenta. Lançado por Jeff Smith em 1991 tem muito fôlego, foram 55 edições posteriormente publicados em nove volumes encardenados. Mas deixemos que o seu editor no Brasil , Mário César fale sobre esta nova edição. (E.C.)

BONE Especial # 1 Estúpidas, estúpidas Caudas-de-Ratazanas

Em julho de 1991, Jeff Smith fundou a Cartoon Books em Columbus, Ohio, para
publicar de forma independente sua revista de quadrinhos intitulada BONE.
Uma revista de humor com toques de ação e fantasia inspirada no trabalho de
Carl Barks (Tio Patinhas), Walt Kelly (Pogo) e J. R. R. Tolkien (O senhor dos anéis)
sobre três cartunescos primos que foram expulsos sua cidade natal.

Em 1993 Jeff Smith se juntou a outros três jovens autores independentes que
se auto-publicavam: Dave Sim, Colleen Doran, Martin Wagner e James Owen. A
aparição deste grupo em eventos gerou uma especulação de que os artistas
independentes juntariam suas forças da mesma forma que os criadores fizeram
da Image Comics há alguns anos atrás. A mídia passou a seguir os passos deste
grupo e a venda de suas séries aumentou consideravelmente, especialmente
de BONE, cuja tiragem praticamente dobrava a cada nova edição.

Aos poucos, a série conquistou seu espaço, colheu elogios rasgados de autores
consagrados como Neil Gaiman e Will Eisner e conseguiu obter um sucesso de
vendas impressionante para uma publicação independente. Em 1997, as
primeiras edições de BONE chegaram a ser publicadas na Disney Adventure
Digest por um período de dois anos, alcançando uma audiência de mais de seis
milhões de leitores.

Para se ter uma idéia do sucesso alcançado por BONE, a primeira edição
encadernada, contendo os primeiros seis números da série, esgotou sua
primeira tiragem de cerca de 100.000 cópias e já foi reimpressa inúmeras vezes
nos Estados Unidos.

Além do sucesso comercial, a saga de mais de 1300 páginas de BONE é
considerada como uma das melhores graphic novels já realizadas na mídia de
quadrinhos, sendo muitas vezes comparada com a trilogia de O Senhor dos
anéis de Tolkien. Ao longo de sua trajetória, a série foi coroada com nada
menos do que dez troféus no Eisner Awards e onze no Harvey Awards, as duas
premiações mais importantes de quadrinhos norte-americanos. Em 1999, Jeff
Smith também recebeu o troféu HQ Mix de melhor desenhista estrangeiro.
Nos Estados Unidos, a saga de BONE foi publicada originalmente nos Estados
Unidos em 55 edições e posteriormente em 9 edições encadernadas, além de já
ter sido impressa uma edição em volume único. No Brasil, já foram publicados
13 volumes (de um total de 17) e a série cada vez mais se aproxima de seu
grandioso final.

Veja também as outras publicações: -Bone 01 - Fora de Boneville -Bone 02 - Equinócio de Primavera -Bone 03 - A Feira da Primavera -Bone 04 - A Grande Corrida de Vacas -Bone 05 - A Jornada -Bone 06 - A Tempestade -Bone 07 - A Vila Fortificada -Bone 08 - O Matador de Dragões -Bone 09 - Rojão. O Senhor da Fronteira Oriental -Bone 10 - A Princesa Revelada -Bone 11 - A Caverna do Ancião -BONE 12 - Círculos Fantasmas -BONE 13 - Pedras de Oração

UM LANÇAMENTO
publicado por o editor às 13:54
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds