Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Uns e Outros de José Almino de Alencar

 

 

 

Uns e Outros
de José Almino de Alencar


Edição: 1a.

Número de Páginas: 256

Acabamento: brochura 
Medidas: 14x21cm


José Almino de Alencar é surpreendente e ousado, pois "onde já se viu" nestes tempos modernosos vir falar de "uns e outros", gente indigesta como Silvio Romero, Celso Furtado e (ó tempora, ó mores!) de Rui Barbosa de preciosismos linguistiscos que confundem
nossos jovens que escrevem "naum" nessa internet claudicante. Brincadeiras à parte o livro já valeria muito só com o ensaio (oportuno) sobre Rui Barbosa. Leiam amigos, só irá te fazer bem . (E.Cruz)

A maior parte dos 7 ensaios recentes aqui reunida desdobra-se dentro de um arco temporal concentrado na segunda metade do século XIX e início do XX – embora outros ensaios, mais pontuais, nos conduzam até o pós-guerra e o golpe militar de 1964 –, período em que se criaram as narrativas históricas fundadoras, com seus projetos de nação e suas interpretações sobre o Brasil que moldaram todo o imaginário coletivo e a produção intelectual subsequente. 
Livro de prosa fluida, escrito por um autor de clara erudição, Uns e Outros nos oferece uma imagem viva do processo de construção das ideias sobre a nação e o Estado no Brasil. Sua leitura tem o frescor das conversas que nos fazem sentir em casa e entre amigos ao revisitar esses pensadores e suas obras clássicas.

O autor:


José Almino de Alencar e Silva Neto  
Sociólogo e escritor, é graduado 
(license e maitrise) pela Faculté des Lettres et Sciences Humaines de 
Nanterre, Université de Paris, França, "Master of Arts" em Economia pela 
Vanderbilt University e Ph.D em Sociologia, pela University of Chicago, com 
a tese "The Emergence of Controlled Immigration in France". Durante sete 
anos foi "economic affairs officer" do Secretariado da Organização das 
Nações Unidas (Nova York, EEUU). 

De volta ao Brasil, ocupou, de 1985 a 1989, cargo de Secretário-Geral 
Adjunto do Ministério de Ciência e Tecnologia e de Secretário de Assistência 
Social do Ministério da Previdência e Assistência Social. Integrou a equipe 
do Laboratório de Nacional de Computação Científica de 1985 a 1995, 
quando passou a dirigir, até 1999, o Centro de Pesquisas da Fundação Casa 
de Rui Barbosa. Em janeiro de 2003, foi nomeado presidente da Fundação, 
cargo que exerceu até março de 2011. Atualmente é pesquisador da Casa. 
Enquanto no LNCC, publicou, entre outros artigos, "O uso de contraceptivos 
no Brasil: uma análise da prevalência da esterilização", em colaboração com 
Edgar de Andrade (Rio de Janeiro: Dados – Revista de Ciências Sociais, vol. 
36, n. 3, 1993, p. 419-39); "Alcoolismo e diferenças sociais no Brasil", em 
colaboração com Nelson do Valle Silva (Rio de Janeiro: LNCC n. 16/94, 
1994); "Esterilização no Brasil: o que revelam os números" (Rio de Janeiro: 
Monitor Público, n. 2, junho, julho, agosto 1995, p. 15-20). 

Desde 1985, vem colaborando com artigos, contos e poemas nos principais 
jornais e revistas do país; publicou dois livros de poesia, De viva voz (Recife: 
1982) e Maneira de dizer (São Paulo: Ed. Brasiliense, 1991), indicado para o 
prêmio Jabuti 1991, Bolsa Vitae de Literatura 1992; duas novelas curtas, O 
motor da luz (São Paulo: Ed. 34, 1994) e O Baixo Gávea, diário de um 
morador (Rio de Janeiro: Ed. Relume Dumará, 1996) e, em colaboração com 
Ana Pessoa, o estudo Meu caro Rui, meu caro Nabuco (Rio de Janeiro: 
Fundação Casa de Rui Barbosa, 1999). Em 2002, organizou Melhores 
Poemas de Ribeiro Couto (São Paulo: Editora Global, 2002), publicou, com 
Ana Pessoa, Joaquim Nabuco: O dever da política (Rio de Janeiro: Edições 
Casa de Rui Barbosa, 2002). Em 2005, foi lançado, na França, Les Nôtres, 
tradução francesa de O motor da luz. 

Foi o tradutor de Os pecados dos pais, de Lawrence Block (São Paulo: 
Companhia das Letras, 2002) e, 2006, A princesa feiosa e o bobo sabido
[The ugly princess and the wise fool] (Companhia das Letras, 2006). 

José Almino também vem colaborando no teatro e no cinema. Para o teatro, 
ele traduziu O Burguês Ridículo [Le Bourgeois Gentilhomme and 
L'Impromptu de Versailles], de Molière, Jornada de um poema [Wit], de 
Margaret Edson, Mais perto [Closer], de Patrick Marber, Quem tem medo de 
Virginia Woolf? [Who's afraid of Virginia Woolf?], de Edward Albee, sendo 
que as duas últimas lhe valeram o Prêmio IBEU de Teatro para a categoria 
tradutor relativo à temporada teatral carioca de 2000, A Prova [The Proof], de 
David Auburn, em 2002; Nada de pânico!!! [Noises Off], de Michael Frayn, 
em 2003; A História do Zoológico [The Zoo Story], de Edward Albee, em 
2004, Sonata de Outono [Höstsonaten], de Ingmar Bergman, em 2005. Sua 
mais recente tradução é O caminho para Mecca [The road to Mecca] de 
Athol Fujard, em 2007. 

Ainda para o teatro, compôs, com Caetano Veloso, a música-tema da peça 
Lisbela e o prisioneiro, dirigida por Guel Arraes. Para o cinema, colaborou na 
adaptação de Bella Donna, dirigido por Fábio Barreto. 
Em 2005, participou do projeto Belles Latinas 2005, que promove palestras 
de escritores latino-americanos em instituições culturais francesas, e teve 
lançada a edição francesa O motor da luz, Les Nôtres. 

UM LANÇAMENTO


Em tempo - o significado de o tempora! o mores!: Ó tempos! Ó costumes! - foi a exclamação de Cícero, contra a depravação de seus contemporâneos. Muito oportuna portanto nos dias de hoje ! (E.C.)

 

 
publicado por o editor às 13:54
link | comentar | favorito

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.subscrever feeds